A importancia do brincar

8,924 views

Published on

0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,924
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
387
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A importancia do brincar

  1. 1. A importância do brincar
  2. 2. A importância do brincar O brincar é uma das formas mais comuns do comportamento humano, principalmente durante a infância. No entanto, o brincar também pode ser uma "ferramenta", por excelência, para que a criança desenvolva suas habilidades, ou mais do que uma "ferramenta", o brincar é uma condição essencial para o desenvolvimento psico e social da criança.
  3. 3. • O brincar é uma das formas mais comuns do comportamento humano, principalmente durante a infância. No entanto, o brincar também pode ser uma "ferramenta", por excelência, para que a criança desenvolva suas habilidades, ou mais do que uma "ferramenta", o brincar é uma condição essencial para o desenvolvimento psico e social da criança.
  4. 4. A importância do brincar O momento da brincadeira é uma oportunidade de desenvolvimento para a criança. Através do brincar ela aprende, experimenta o mundo, descobre as possibilidades, relações sociais, elabora sua autonomia de ação, organiza emoções etc.
  5. 5. A psicomotricidade na educação infantil Através do jogo, a criança compreende o mundo à sua volta, aprende regras, testa habilidades físicas, como correr, pular, aprende a ganhar e perder. O brincar desenvolve também a aprendizagem da linguagem e a habilidade motora.
  6. 6. A importância do brincar No momento da brincadeira é possível que a criança deixe transparecer algo além do simples brincar, pois nesse momento do brincar ela se entrega, e é nesse momento que é revelado o seu verdadeiro “eu”, bem como, suas dificuldades, sua frustrações, suas alegrias, seus desejos, etc.
  7. 7. A brincadeira em grupo A brincadeira em grupo favorece alguns princípios como o compartilhar, a cooperação, a liderança, a competição, a obediência às regras. O jogo é uma forma da criança se expressar, já que é uma circunstância favorável para manifestar seus sentimentos e desprazeres. Assim, o brinquedo passa a ser a linguagem da criança.
  8. 8. O adulto a criança e o brinquedo Durante a brincadeira é importante que o adulto esteja presente e brinque junto com a criança, pois nesse momento a interação faz muita diferença, ou seja, o adulto pode contribuir na evolução ou condução da brincadeira.
  9. 9. 3 características fundamentais apresentadas por Piaget a respeito do brincar De 0 aos 2 anos de idade Ocorrem os chamados Jogos de Exercício. Neste período, a criança vai adquirindo competências motoras e aumentando a sua autonomia. Vai preferindo o chão ao berço, demonstrando alegria nas tentativas de imitação da fala... Elabora então as suas brincadeiras à volta da exploração de objetos através dos sentidos, da ação motora, e da manipulação.
  10. 10. 3 características fundamentais apresentadas por Piaget a respeito do brincar O jogo simbólico oferece à criança a compreensão e a aprendizagem dos papéis sociais que fazem parte da sua cultura (papel de pai, de mãe, filho, médico, etc). Entre os 2 e os seis/sete anos de idade A simbologia surge com um papel fundamental nas brincadeiras, como são exemplo o "faz de conta", as histórias, os fantoches, o desenho, o brincar com os objetos atribuindolhes outros significados, etc. Os jogos simbólicos são possíveis dado que, nesta fase, a criança já é capaz de produzir imagens mentais. A linguagem falada permite-lhe o uso de símbolos para substituir objetos.
  11. 11. 3 características fundamentais apresentadas por Piaget a respeito do brincar A partir dos sete anos de idade As brincadeiras e jogos com regras tornam-se cruciais para o desenvolvimento de estratégias e de tomada de decisões. Através da brincadeira, a criança aprende a seguir regras, experimenta formas de comportamento e socializa, descobrindo o mundo à sua volta. No brincar com outras crianças, elas encontram os seus pares e interagem socialmente, descobrindo desta forma que não são os únicos sujeitos da ação e que, para alcançarem os seus objetivos, deverão considerar o fato de que os outros também possuem objetivos próprios e que querem satisfazer.
  12. 12. O brinquedo representa uma oportunidade de desenvolvimento. Ele traduz o irreal para a "realidade infantil", Os problemas que surgem na manipulação dos brinquedos, jogos, etc, fazem a criança crescer através da procura de soluções e alternativas. Por exemplo, um boneco pode ser um bom companheiro e aliado; uma bola, um promotor do desenvolvimento motor; um jogo de puzzle (jogos virtuais), estimular o desenvolvimento cognitivo; etc.
  13. 13. O papel do adulto no brincar O adulto pode (e deve) estimular a imaginação das crianças, despertando ideias, questionando-as de forma a que elas próprias procurem soluções para os problemas que surjam. É importante ressaltar que o brincar com alguém reforça os laços afetivos. Um adulto, ao brincar com uma criança, estará fazendo uma demonstração de amor. A participação do adulto na brincadeira eleva o nível de interesse, enriquece e estimula a imaginação das crianças.
  14. 14. “Nenhuma criança brinca só para passar o tempo, sua escolha é motivada por processos íntimos, desejos, problemas, ansiedades. O que está acontecendo com a mente da criança determina suas atividades lúdicas; brincar é sua linguagem secreta, que devemos respeitar mesmo se não a entendemos.” FERREIRA, 2004

×