Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Métodos e técnicas   de pesquisa
O que é método?• É a ordem que se deve impor aos diferentes processos  necessários para atingir um certo fim desejado.• É ...
Método e técnica de pesquisa•   MÉTODO: Conjunto de diversas etapas ou    passos que devem ser dados para a realização    ...
• Toda investigação nasce de um problema observado ou  sentido, de tal modo que não pode prosseguir a menos que  se faça u...
Método de Francis Bacon:– Experimentação: realização de experimentos acerca dos  problemas para observar e registrar todas...
Método de Descartes:– Evidência: não acolher jamais como verdadeira uma  coisa que não se reconheça evidentemente como tal...
Concepção atual de Método:• Descobrimento do problema ou lacuna no conjunto de  conhecimento;• Colocação precisa do proble...
• O método concretiza-se como o  conjunto das diversas etapas ou  passos que devem ser seguidos para  a realização da pesq...
O que são técnicas?• Por método se entende o dispositivo ordenado, o  procedimento sistemático, em plano geral. A técnica,...
Método e técnica de pesquisa TÉCNICA - conjunto de procedimentos  ou processos de uma ciência, nas  diversas etapas do mé...
Fases da                Estuda, descreve,                                 investigação                explica, interpreta,...
• Há técnicas suficientemente gerais  para se tornarem procedimentos,  aplicações científicas ou operações  comuns à todas...
Finalidades das técnicas de observação, descrição, comparação, análise e síntese• Formular questões ou propor problemas e ...
Observação• Observar é aplicar atentamente os  sentidos físicos a um objeto para dele  obter um conhecimento claro e preci...
Tipos de Observação               (31)• Observação assistemática: espontânea, não              existe  planejamento e cont...
Descrição• É o registro cuidadoso, preciso, exato e completo dos  resultados da observação.• É a habilidade de fazer com q...
Comparação• É a técnica científica aplicável sempre que houver dois  ou mais termos com as mesmas propriedades gerais ou  ...
Análise e síntese• A análise é uma operação mental e por vezes prática  (laboratorial), que consiste na decomposição de um...
Análise e síntese• Devido a complexidade dos objetos e a limitação da  inteligência humana, há a necessidade de analisar e...
Análise e síntese: características                  científicas• A análise deve penetrar, o tanto quanto possível, nos  el...
Aplicações estatísticas• A noção sobre os instrumentos de estatística é  importante ao pesquisador, visto que lhe  permite...
Aplicações estatísticas• Para trabalhar com dados quantitativos, deve-se ter o  cuidado na definição de categorias de dado...
Mtc   métodos e técnicas de pesquisa - 2012
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Mtc métodos e técnicas de pesquisa - 2012

5,652 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Mtc métodos e técnicas de pesquisa - 2012

  1. 1. Métodos e técnicas de pesquisa
  2. 2. O que é método?• É a ordem que se deve impor aos diferentes processos necessários para atingir um certo fim desejado.• É o conjunto de processos empregados na investigação e na demonstração da verdade. O uso adequado dos caminhos da investigação, exclui o acaso.• O método não é um modelo, fórmula ou receita que, uma vez aplicada, colhe sem margem de erro, os resultados desejados. É apenas um conjunto ordenado de procedimentos que se mostrará eficientes, ao longo da história, na busca do saber.• O método científico segue o caminho da dúvida sistemática, metódica, que não se confunde com a dúvida dos céticos cuja solução é impossível. Portanto, deve ser aplicado de forma positiva, ou seja, preocupar-se com o que é e não com o que se pensa que deve ser.
  3. 3. Método e técnica de pesquisa• MÉTODO: Conjunto de diversas etapas ou passos que devem ser dados para a realização da pesquisa.• O método tem como fim disciplinar o espírito, excluir de suas investigações o capricho e o acaso, adaptar o esforço a empregar segundo as exigências do objeto, determinar os meios de investigação e a ordem da pesquisa. Ele é, pois, fator de segurança e economia. “O método estabelece o que fazer.”
  4. 4. • Toda investigação nasce de um problema observado ou sentido, de tal modo que não pode prosseguir a menos que se faça uma seleção da matéria a ser tratada. Essa seleção requer alguma hipótese ou pressuposição que vai orientar e, ao mesmo tempo, delimitar o assunto a ser investigado.• O método científico aproveita a observação, a descrição, a comparação, a análise e a síntese, além dos processos mentais da dedução e da indução, em virtude das exigências unicamente lógicas e racionais, com a finalidade de interpretar a realidade quanto a sua origem, natureza profunda, destino e significado no contexto geral.• Os objetivos de investigação determinam o tipo de método a ser empregado. Esses métodos empregam técnicas que podem ser específicas a si ou comuns aos métodos.
  5. 5. Método de Francis Bacon:– Experimentação: realização de experimentos acerca dos problemas para observar e registrar todas as informações (indução);– Formulação de hipóteses: tendo por base os experimentos e análise dos resultados obtidos, as hipóteses procuram explicar a relação causal entre os fatos;– Repetição: os experimentos devem ser repetidos em outros lugares ou outros pesquisadores, para acumular dados que formularão hipóteses;– Testagem das hipóteses: por intermédio das repetições, testam- se as hipóteses, procurando obter novos dados e evidências que os confirmem;– Formulação de generalização e leis: desde que se tenha percorrido todas as fases anteriores, formula a ou as leis que descobriu, fundamentado nas experiências que obteve, generaliza suas explicações para todos os fenômenos da mesma espécie.
  6. 6. Método de Descartes:– Evidência: não acolher jamais como verdadeira uma coisa que não se reconheça evidentemente como tal, não incluir juízos, senão aquilo que se apresenta com tal clareza que torne impossível a dúvida;– Análise: dividir cada uma das dificuldades em tantas partes quantas forem necessárias para melhor resolvê- las (dedução);– Síntese: conduzir ordenadamente os pensamentos, começando com os objetos mais simples e mais fáceis de conhecer, para subir, em seguida, a sequência de dificuldades;– Enumeração: realizar enumerações tão cuidadosas e revisões tão gerais que se possa ter certeza de nada haver omitido.
  7. 7. Concepção atual de Método:• Descobrimento do problema ou lacuna no conjunto de conhecimento;• Colocação precisa do problema: delimitação;• Procura de conhecimentos ou instrumentos relevantes ao problema: seleção de conhecimentos para tentar resolver o problema (instrumentos da ciência: conceitos, leis, teorias...);• Tentativa de solução do problema: com auxílio dos meios identificados;• Invenção de novas idéias: apresentação de hipóteses, teorias ou técnicas que prometam resolver o problema;• Investigação das consequências da solução obtida: trata-se dos prognósticos que podem ser feitos, ou seja, análise das consequências da investigação.• Prova ou comprovação da solução: confronto da solução com a totalidade das teorias. Se o resultado é satisfatório, a pesquisa é dada como concluída, até novo aviso, do contrário...• Correção das hipóteses, teorias, procedimentos ou dados empregados na solução incorreta, ou seja, começo de um novo ciclo de investigações.
  8. 8. • O método concretiza-se como o conjunto das diversas etapas ou passos que devem ser seguidos para a realização da pesquisa e que configuram as técnicas.
  9. 9. O que são técnicas?• Por método se entende o dispositivo ordenado, o procedimento sistemático, em plano geral. A técnica, por sua vez, é a aplicação do plano metodológico e a forma especial de o executar.• A técnica está subordinada ao método, sendo sua auxiliar imprescindível.• As técnicas são procedimentos científicos utilizados por uma ciência determinada no quadro das pesquisas. Assim, há técnicas associadas ao uso de certos testes em laboratório, ao levantamento de opinião de massas, à coleta de dados estatísticos, há técnicas para construir uma entrevista, etc.• O conjunto dessas técnicas gerais constitui o método.
  10. 10. Método e técnica de pesquisa TÉCNICA - conjunto de procedimentos ou processos de uma ciência, nas diversas etapas do método. “A técnica estabelece o como fazer”.
  11. 11. Fases da Estuda, descreve, investigação explica, interpreta, compreende e avalia. Conhecer processos Agir e intervirCiência metodologia métodos na realidade técnicasForma especial de Caminho deconhecimento da como chegar arealidade. Não é um fim, desdeproduto de um análise mental do O que fazerprocesso técnico, problema à paramas do espírito organização de desenvolver ahumano atividades para investigação chegar ao fim
  12. 12. • Há técnicas suficientemente gerais para se tornarem procedimentos, aplicações científicas ou operações comuns à todas as áreas das ciências, em qualquer tipo de pesquisa: a observação, a descrição, a comparação, a análise e a síntese.
  13. 13. Finalidades das técnicas de observação, descrição, comparação, análise e síntese• Formular questões ou propor problemas e levantar soluções;• Efetuar observações e medidas;• Registrar tão cuidadosamente quanto possível os dados observados com o intuito de responder às perguntas formuladas ou comprovar a hipótese levantada;• Elaborar explicações ou rever conclusões, idéias ou opiniões que estejam em desacordo com as observações ou com as respostas resultantes;• Generalizar, isto é, estender as conclusões obtidas a todos os casos que envolvem condições similares;• Prever, isto é antecipar que, dadas certas condições, é de esperar que surjam certas relações.
  14. 14. Observação• Observar é aplicar atentamente os sentidos físicos a um objeto para dele obter um conhecimento claro e preciso.• Sem a observação, o estudo da realidade e de suas leis seria reduzido à simples conjectura e adivinhação.
  15. 15. Tipos de Observação (31)• Observação assistemática: espontânea, não existe planejamento e controle previamente elaborados;• Observação sistemática: tem planejamento, realiza-se em condições controladas para corresponder aos propósitos pré- estabelecidos (controla tempo e periodicidade);• Observação não-participante: o pesquisador presencia o fato, mas não participa.• Observação participante: o pesquisador presencia o fato, se envolve ou deixa-se envolver com o objeto da observação.• Observação individual: realizada por um pesquisador.• Observação em equipe: é realizada por um grupo de pesquisadores.
  16. 16. Descrição• É o registro cuidadoso, preciso, exato e completo dos resultados da observação.• É a habilidade de fazer com que o outro veja exatamente aquilo que o pesquisador observou. Deve ser suficientemente precisa.• É a apresentação metodologicamente de cada passo dado na pesquisa, de forma que permita a qualquer outro pesquisador, sua a replicação, ou seja, a obtenção dos mesmos resultados da pesquisa, orientando-se pelos mesmos métodos e técnicas empregados.
  17. 17. Comparação• É a técnica científica aplicável sempre que houver dois ou mais termos com as mesmas propriedades gerais ou características particulares.• Da comparação importa abstrair as semelhanças e destacar as diferenças do que está sendo pesquisado.• Na técnica da comparação, está implícita a realização da análise e da síntese, de forma que seja possível identificar as propriedades gerais e as características particulares de cada um dos termos comparados.
  18. 18. Análise e síntese• A análise é uma operação mental e por vezes prática (laboratorial), que consiste na decomposição de um todo em quantas partes forem possíveis, para compreender o objeto da pesquisa. – Parte-se do mais complexo (todo) para o menos complexo (suas partes).• A síntese é a reconstituição do todo pela reunião das partes decompostas para análise. – Parte-se do mais simples (partes) para o menos simples (todo).
  19. 19. Análise e síntese• Devido a complexidade dos objetos e a limitação da inteligência humana, há a necessidade de analisar e dividir as dificuldades para melhor resolvê-las.• Sem a análise, todo conhecimento é confuso e superficial; sem a síntese, é fatalmente incompleto.• O conhecimento de um objeto não se limita ao conhecimento minucioso de suas diversas partes; deve- se ainda saber o lugar que ele tem no conjunto e a parte que toma na ação global. Por isso, à análise deve seguir-se a síntese.
  20. 20. Análise e síntese: características científicas• A análise deve penetrar, o tanto quanto possível, nos elementos simples e irredutíveis, e a síntese deve partir dos elementos separados pela análise, sem omitir nenhum, para reconstituir o composto total.• A análise e a síntese devem proceder gradualmente e sem omitir intermediários. Nada deve ser omitido na análise para que nada tenha que ser suposto na síntese. A síntese só terá validade se não houver nenhuma lacuna na análise.• A análise é divisão. A síntese é adição. A análise deve preceder a síntese.
  21. 21. Aplicações estatísticas• A noção sobre os instrumentos de estatística é importante ao pesquisador, visto que lhe permite apresentar um grande quantidade de dados e informações, por meio de quadros e gráficos estatísticos.• A investigação, porém, não deve se ater apenas a coleta de dados. Apresentando tabelas e gráficos estatísticos, é imprescindível que os dados codificados (decifrados) sejam analisados e interpretados pelo pesquisador.
  22. 22. Aplicações estatísticas• Para trabalhar com dados quantitativos, deve-se ter o cuidado na definição de categorias de dados e das variáveis que importam coletar.• A definição precisa das variáveis serão determinantes quanto às possibilidades de análise, comparação e experimentação, interferindo nos resultados da pesquisa.• A função principal dos índices, quadros e gráficos estatísticos é concentrar e simplificar as informações, aproximando-as a fim de facilitar as comparações, análises e interpretações.

×