Confiabilidade nos serviços WEB:




   Um estudo sobre as
técnicas para implementar
     dependabilidade
        Jaguarac...
Confiabilidade nos serviços Web

Roteiro:
 Visão geral dos serviços Web
   Motivação
   Arquitetura
   Ciclo de vida
 Prin...
Confiabilidade nos serviços Web

  Visão geral dos serviços Web
     Motivação

Fatores:
•O crescimento da utilização da I...
Confiabilidade nos serviços Web

Visão geral dos serviços Web
 Arquitetura




        (Coulouris et al, 2005 P. 785)
Confiabilidade nos serviços Web

Visão geral dos serviços Web
 Ciclo de vida
Confiabilidade nos serviços Web
 Princípios de confiabilidade
   Definição

•A capacidade de entregar um serviço que pode ...
Confiabilidade nos serviços Web
Princípios de confiabilidade
   Técnicas para garantia de
   dependabilidade
•A prevenção ...
Confiabilidade nos serviços Web
 Princípios de confiabilidade
   Técnicas para garantia de
   dependabilidade
•A técnica d...
Confiabilidade nos serviços Web
 Princípios de confiabilidade
   Técnicas para garantia de
   dependabilidade
•Todos os co...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
    Motivação

•As técnicas que visam a redução e o tratamento de
er...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
    Provedor do serviço

•A confiabilidade tem o foco no container q...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Protocolo de transporte

•No nível do protocolo de transporte são...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP
•Os requisitos de confiabilidade são baseados em
padr...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP
•Duas especificações estão competindo nesta área: a
W...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP – WSR x WSRM
•Permite a eliminação de mensagens dupli...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
    Camada SOAP – Padrões de troca
•No Msg não é possível delegar qu...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP – Grupo de
   Mensagens
•Nas duas especificações, cad...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP – Grupo de
   Mensagens
•Podem haver problemas de col...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP – Recebimento Msg
•No WSRM há um controle para confir...
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
   Camada SOAP – Modos de Operação
•no WSR são os mesmos do WSRM (e....
Confiabilidade nos serviços Web
 Técnicas específicas
    Camada de negócios
•A composição de serviços WEB é uma questão
p...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Técnicas para implementar aspectos de confiança em Web services

1,351 views

Published on

Técnicas para implementar aspectos de confiança em Web services.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,351
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Técnicas para implementar aspectos de confiança em Web services

  1. 1. Confiabilidade nos serviços WEB: Um estudo sobre as técnicas para implementar dependabilidade Jaguaraci, Marcus e Ranulfo Jaguaraci, Marcus e Ranulfo
  2. 2. Confiabilidade nos serviços Web Roteiro: Visão geral dos serviços Web Motivação Arquitetura Ciclo de vida Princípios de confiabilidade Definição Técnicas para garantia de dependabilidade Técnicas específicas Motivação Um estudo sobre as técnicas
  3. 3. Confiabilidade nos serviços Web Visão geral dos serviços Web Motivação Fatores: •O crescimento da utilização da Internet. •Publicação de serviços. •Troca de informações entre aplicações na Web. •A necessidade de uma padronização. •Configuração de firewall no lado do provedor
  4. 4. Confiabilidade nos serviços Web Visão geral dos serviços Web Arquitetura (Coulouris et al, 2005 P. 785)
  5. 5. Confiabilidade nos serviços Web Visão geral dos serviços Web Ciclo de vida
  6. 6. Confiabilidade nos serviços Web Princípios de confiabilidade Definição •A capacidade de entregar um serviço que pode ser considerado confiável (Avizienis et al, 2004). •O termo dependabilidade indica a qualidade e a confiança depositada no serviço fornecido (Weber, 2002). •A confiabilidade dos serviços WEB pode ser afetada por diversos fatores, o objetivo da tolerância a falhas é alcançar dependabilidade (Weber, 2002).
  7. 7. Confiabilidade nos serviços Web Princípios de confiabilidade Técnicas para garantia de dependabilidade •A prevenção a falhas •Pode ser utilizada para incluir um controle mais rigoroso durante a fase de análise e projeto de software (Booch et al, 1999). •Estabelece um processo de construção de software com atividades que visam a identificação de falhas antes da sua implementação.
  8. 8. Confiabilidade nos serviços Web Princípios de confiabilidade Técnicas para garantia de dependabilidade •A técnica de remoção •Utiliza ferramentas de verificação, validação e diagnóstico para reduzir o número de falhas durante a fase de implementação do software (Booch et al, 2005). •As técnicas de prevenção e remoção de falhas não oferecem garantia para um tratamento adequado a diversas falhas que podem acontecer.
  9. 9. Confiabilidade nos serviços Web Princípios de confiabilidade Técnicas para garantia de dependabilidade •Todos os componentes envolvidos durante a execução do software também são passíveis a erros (e.g. sistema operacional, banco de dados, middlewares, protocolos de transporte de mensagens). •A técnica de tolerância a falhas visa a garantia da correta execução do software mesmo quando há falhas, desse modo, é assegurado ao cliente de um serviço a sua continuidade atendendo aos requisitos exigidos.
  10. 10. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Motivação •As técnicas que visam a redução e o tratamento de erros, apresentadas anteriormente podem ser aplicadas no processo de desenvolvimento dos serviços WEB, entretanto, não é o bastante para a garantia de confiabilidade (Erradi et al, 2005). •Novas técnicas precisam ser desenvolvidas para assegurar a confiabilidade em 4 níveis (Erradi et al, 2005): provedor de serviços, do protocolo de transporte, da camada SOAP e de negócios.
  11. 11. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Provedor do serviço •A confiabilidade tem o foco no container que hospeda os serviços WEB. •Este pode utilizar técnicas de tolerância á falhas (e.g. redundância de servidores, load balance, clustering) para tratar problemas relacionados a disponibilidade dos serviços.
  12. 12. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Protocolo de transporte •No nível do protocolo de transporte são inúmeras as pesquisas realizadas, a preocupação é a garantia da entrega das mensagens, onde o HTTP é o protocolo mais utilizado para este fim. •Ranulfo, colocar seu estudo sobre replicação
  13. 13. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP •Os requisitos de confiabilidade são baseados em padronizações (e.g. W3C) para resolver diversas questões envolvendo: •Entrega ordenada de mensagens. •Eliminação de mensagens duplicadas. •Persistência dos dados. •Regras governamentais para troca de informações. •Confirmação da entrega da mensagem ao destinatário.
  14. 14. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP •Duas especificações estão competindo nesta área: a WS-Reliability (WSR) e WS-Relability Message (WSRM). •O sistema funciona semelhante a um broadcast de mensagens de uma rede. •As especificações são baseadas em XML (W3C, 2007) e provêem a entrega confiável de mensagens entre endpoints.
  15. 15. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – WSR x WSRM •Permite a eliminação de mensagens duplicadas, ordenamento, agrupamento e confirmação de recebimento de mensagens, qualidade de serviço e relatórios de diagnóstico e falhas •O WSRM utiliza XML-Schema (W3C, 2007). •O WSR garante a confiabilidade das mensagens no nível do protocolo SOAP e também oferece alguns recursos para o HTTP (e.g. binding, code, SOAP action) que podem ser usados para exibição de mensagens do protocolo, inclusive falhas
  16. 16. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – Padrões de troca •No Msg não é possível delegar qualquer operação WSR para o protocolo SOAP (e.g. Logging) enquanto o WSRM não impede o uso desta estratégia. •O WSR define vários padrões para troca de mensagens, os MEPs (Message Exchange Patterns). • Os MPEs utilizam SOAP e viabilizam a troca de mensagens one-way e request-response, os padrões suportados são: response, callback e Poll. •O WSRM não especifica qualquer MEPs.
  17. 17. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – Grupo de Mensagens •Nas duas especificações, cada mensagem faz parte de um grupo. •As mensagens têm um número de identificação e este é incrementado quando da ocorrência de novas mensagens. •Uma mensagem pode ser publicada sem o sequence number ser inicializado no WSR, o que pode resultar na ocorrência de mensagens duplicadas, o que não ocorre no WSRM (Pallickara et al, 2005).
  18. 18. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – Grupo de Mensagens •Podem haver problemas de colisão, pois do lado dos subscritores a informação de identificação do grupo não é atualizada no WSR. •A finalização de um grupo são baseadas: •No tempo de expiração do envio da mensagem. •Quando todas as mensagens forem entregues •Se um número de seqüência excede o máximo de 18.446.744.073.709.551.615 •Quando há falha na entrega ordenada de mensagens
  19. 19. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – Recebimento Msg •No WSRM há um controle para confirmar ou não o recebimento de todas as mensagens do lado do cliente. •Esse mecanismo é ausente no WSR. •O WSR não suporta confirmação negativa de envio (Negative Acknowledgements) e as tentativas de retransmissão são feitas até um limite pré- configurado. •O WSRM possui políticas de retransmissão baseada em um intervalo como no WSR e no exponencial backoff (Tanenbaum, 1994, P. 250)
  20. 20. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada SOAP – Modos de Operação •no WSR são os mesmos do WSRM (e.g. não- no nã confiá confiáveis, ao menos uma mensagem, ordenada, exatamente uma mensagem), •no WSRM podem ser feitas configurações para no configuraçõ ções detecçã detecção de mensagens duplicadas, entrega ção confiá confiável e ordenamento de mensagens operaçã ção independentes dos modos de operação suportados (Pallickara et al, 2005).
  21. 21. Confiabilidade nos serviços Web Técnicas específicas Camada de negócios •A composição de serviços WEB é uma questão prioritária. •Esta área é bastante nova e as pesquisas estão em fase de amadurecimento (Erradi et al, 2005). •Marcus, colocar seus estudos...

×