Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Diferenciação celular e tecidos

1,472 views

Published on

Agronomia

Published in: Food
  • Be the first to comment

Diferenciação celular e tecidos

  1. 1. Diferenciação celular MSC JADSON MOURA
  2. 2. O que é Diferenciação celular?
  3. 3. Primeiros tipos de células  Procariontes, anaeróbicas e heterotróficas?
  4. 4. Células autotróficas
  5. 5. Células Eucariontes
  6. 6. Características comuns  1) Toda célula é formada pelas mesmas substâncias que, por sua vez, se originaram da combinação entre os elementos: carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio (CHON).  2) Toda célula possui um programa genético específico.  3) Toda célula é formada por uma membrana lipoproteica  4) Toda célula possui uma maquinaria para síntese protéica e para a utilização de energia.
  7. 7. Diferenciação celular  A diferenciação ocorre em função da expressão gênica dá célula...  Uma vez diferenciadas não há retorno... Com exceção de alguns tecidos vegetais...  Células Tronco (Meristemáticas)...  Potencial de “diferenciação”...  Células de “Fim de linhagem”...  Totipotencia
  8. 8. Distúrbios na multiplicação e na diferencia- ção Celular.  CANCÊR.  Causas: Radiações ionizantes, substâncias que alterem o DNA, ativação ou alterações de genes ou ação de alguns tipos virais.  Alterações: Proliferação Celular descontrolada, com autonomia celular e erros na diferenciação.  Existem neoplasias BENIGNAS e MALIGNAS.
  9. 9.  Neoplasia Benigna: Não apresenta Metástase (Não se espalha invadindo outros tecidos).  Neoplasia Maligna: Ocorrem Metástases são invasivos, espalham-se pelos outros tecidos.
  10. 10. As vantagens da Multicelularidade  Divisão das tarefas metabólicas em conjuntos altamente especializados.  Proteção contra patógenos.
  11. 11. Histologia Animal  Os tecidos animais são divididos em 4 grandes grupos:  Epitelial  Conjuntivo  Muscular  Nervoso
  12. 12. Tecido Epitelial  Funções:  Proteção do Organismo;  Secreções e excreções;  Sensoriais;  Absorção e trocas gasosas  Superfície externa
  13. 13. Tecido Conjuntivo  Funções:  Preenchimento de espaços vazios;  Fazer a ligação entre órgãos e de diversos tecidos entre outros;  Sustentação;  Transporte;  Defesa.
  14. 14. Tecido Muscular  Funções:  Capacidade de contração;  Movimentação;  Muscular Estriado esquelético;  Muscular Estriado cardíaco;  Muscular Liso.
  15. 15. Tecido Nervoso  Funções:  Comunicar o sistemas;  Sensorial;  Controle motor.  Sistema Nervoso Central;  Sistema Nervoso Periférico;
  16. 16. Histologia Vegetal  Meristemas  Meristemas Primários;  Meristemas Secundários.
  17. 17. Epiderme e parênquima MSC JADSON MOURA
  18. 18. Meristema  Células meristemáticas  Células tronco  TOTIPOTENCIA  Meristema primário
  19. 19. Totipotência  Diferenciação e especialização  Células de Xilema  Células de floema  Epiderme
  20. 20. Epiderme  Vem de meristemas primários (protoderme)  Revestimento  ‘pele’  Modificações estruturais (ambiente)  Cutina  Cutícula  Estômato  Pelos radiculares
  21. 21. Cutina e cutícula
  22. 22. Estômato  Folhas  Trocas Gasosas  Abertura e fechamento  (turgescência)  Células guarda  Câmara subestomática
  23. 23. Estômato
  24. 24. Tricomas  Tectores  Fibrosos e unicelulares
  25. 25. Tricomas  Secretores  Plantas carnívoras
  26. 26. Tricomas  Escamas e/ou Tricomas peltados  Absorção de agua
  27. 27. Pelo Radicular
  28. 28. Parênquima  Tecido de função de determinados órgãos  Preenchimento
  29. 29.  Cellules com cloroplastos  Presentes nas partes verde e mesofilos das folhas  Dois tipos: Paliçádico e lacunoso; PARÊNQUIMA CLOROFILIANO
  30. 30. PARÊNQUIMA AQUÍFERO Cellules que armazenam muita água e/ou formam bolsas de água entre as células PARÊNQUIMA AERÍFERO (aerênquima) Parênquima com grandes espaços entre as células; Encontrados em plantas aquáticas;
  31. 31. PARÊNQUIMA DE RESERVA  Armazena nutrientes. (caules, raízes, frutos e sementes)  Parênquima Amilífero (amido)  Rico em leucoplastos (plastos sem pigmentos) - amiloplastos: armazenam amido. Ex.: em tubérculos de batatinha inglesa (Solanum tuberosum). - proteinoplastos: armazenam proteínas. - elaioplastos:armazenam lipídios. - Ex.: abacate (Persea americana).
  32. 32. Colênquima e Esclerênquima
  33. 33. Colênquima
  34. 34. COLÊNQUIMA  A célula colenquimática notabiliza-se pela plasticidade e espessamento das paredes, além da capacidade da divisão.  Totipotência  Sustentação e crescimento  Crescimento rápido  Divisão celular  Quantidade de organelas
  35. 35. Características do tecido  O colênquima origina-se do meristema primário  Tecido de sustentação  Mais plástico que elástico  água (60% do peso é água), celulose  Caules tenros  Se transforma em esclerênquima em plantas mais velhas
  36. 36. Tecidos de Sustentação: Colênquima  Encontra-se em órgãos jovens em crecimento  Células vivas com espessamento (da parede secundária) e reforço de celulose em seus ângulos  É encontrado abaixo da epiderme;  Dão suporte mas com flexibilidade;
  37. 37. Esclerênquima
  38. 38. Características do tecido  Mais elástico que plástico  Proteção  Casca de frutos secos  Lignina e HemiCelulose  Monocotiledônea e dicotiledônea  Sustentação  Baixa ou nenhuma Totipotência
  39. 39. Tipos de esclerênquima  Esclerídeos  Fibras
  40. 40. Esclerênquima  Formado por células mortas com espessamento e reforço de lignina e celulose;  Grande rigidez para as partes velhas (que nao possuem crescimento primário)  FIBRAS: alongadas e afiladas (que acompanham os tecidos de condução  ESCLEREÍDES: Formas variadas e geralmente ramificadas
  41. 41. Colênquima  Células vivas na maturidade  Sustentação de plantas jovens  Totipotência boa ou alta Esclerênquima  Células Mortas na maturidade  Sustentação de plantas Adultas  Totipotência baixa ou inexistente
  42. 42. Obrigado

×