Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Central de monitoramento overview

1,665 views

Published on

UMA PASSAGEM SOBRE CENTRAL DE MONITORAMENTO, muito usado nas apresentações em clientes.

Published in: Services
  • Be the first to comment

Central de monitoramento overview

  1. 1. CENTRAL DE MONITORAMENTO
  2. 2. Objetivo: CENTRAL DE MONITORAMENTO oTer uma visão ampla sobre CENTRAL DE MONITORAMENTO e suas relações de importância com todos os processos existentes no negócio. Índice: oSobre o Instrutor; oEmpresa Vigilância e Eletrônica; oIntrodução Central de Monitoramento; oEstatística alarmes monitorados; oSIS Sistema Integrado de Segurança: Recursos Humanos Meios Organizacionais Meios Técnicos ativos oEncerramento Resumo
  3. 3. • Ivonei Hilgemberg  43 anos de idade.  4 filhos  Formação acadêmica: Sistemas de Informações.  Pós Graduação - MBA Lato Sensu em Logística Empresarial com Ênfase em Gestão de Pessoas.  Extensivo Universitário 200 Horas MBS – Master Business Security pela Fecap e B&A .  20 anos de experiência com Segurança Empresarial com foco em Tecnologias de Segurança.  Treinamento in company Profissionais da Área Operacional, Técnica e Comercial.
  4. 4. INTRODUÇÃO O que é uma Central de Monitoramento? A Central de Monitoramento é o cérebro e o centro nervoso da organização. É dali que irão partir as ações e reações da força operacional (táticos, técnicos, etc...) É o ponto estratégico de Segurança da Empresa. A central otimiza os recursos além de coordenar de forma ágil e em tempo real as contingências. É o centro de recebimento de sinais de alarme, registro de eventos e despachos de pronta resposta (tático).
  5. 5. ESTATÍSTICA Por que um cliente deve ter em sua Residência, Comércio ou Indústria um Sistema de Alarme “Monitorado”? Dados estatíscos : (ABESE – Associação Brasileira das Empresas de Segurança Eletrônica) – A cada 100 tentativas de furtos em estabelecimentos com alarmes, 94% fracassam. O número de estabelecimentos roubados sem alarme é 3 vezes maior. A quantidade de bens roubados em estabelecimentos sem alarmes é 10 vezes maior do que os que possuem alarmes monitorados
  6. 6. CENTRAL DE MONITORAMENTO - SIS A Central de Monitoramento dispõe do SIS – Sistema Integrado de Segurança Um Sistema Integrado de Segurança deve ser entendido como sendo a integração de variadas ferramentas que a segurança utiliza. Estas ferramentas são: -Recursos Humanos -Meios Organizacionais (procedimentos para cada tipo de evento – escrito) -Meios Técnicos (equipamentos ativos)
  7. 7. SIS - RECURSOS HUMANOS - OPERADORES RECURSOS HUMANOS – Operadores (Internos) e Táticos (externos) Operadores - decisão e ação de acordo com cada situação. Pessoas qualificadas em trabalhar com Informações de forma dinâmica, sabendo da importância que tem tratar essas informações com segurança e principalmente o sigilo que merecem.
  8. 8. SIS- RECURSOS HUMANOS - PRONTA RESPOSTA O que é Pronta resposta? É o envio de agentes táticos em motos ou VTRs até um local monitorado quando algum alarme é acionado. A Comunicação é através de rádios com pessoal estrategicamente bem localizados. No mercado há empresas com frotas competentes e ágeis atuando na Pronta resposta, com pessoal capacitado e equipamentos de alta tecnologia para efetuar o atendimento com exatidão. IDEAL DE EMPRESA é ser licenciada pelos órgãos competentes para trabalhar com vigilância e Pronta resposta, proporcionando mais proteção e tranqüilidade ao cliente. O serviço de Pronta Resposta é Tático, ou seja, VERIFICAÇÃO de alarmes e percebendo a veracidade é imediatamente informado a central que repassa aos órgãos competentes.
  9. 9. SIS – MEIOS ORGANIZACIONAIS Os Meios Organizacionais são os Documentos, a Política Interna da Empresa, as Normas e Procedimentos “escritos” que servem como mapa para os operadores e colaboradores adjuntos. Desse “BOOK” ou “Cartilha” os operadores consultam e iniciam os atendimentos das contigências. Na Ficha de Monitoramento consta as Informações do cliente como: endereço, contatos, nomes dos usuários, senha e contra senha, programação de usuários, relação de setores protegidos e observações como ponto de referência. Tipos de Procedimentos: -Login e senha no Software de Monitoramento (rotina); - Ler o livro ata; - Passar recados em Livro Ata aos departamentos (financeiro, Comercial, etc..) - Ativar os alarmes remotamente, - Suporte ao Cliente (status, ativar, eliminar setores, trocar senhas de usuário, etc...) Tipos de Eventos : - Divergências de Horários, - Pânico; - Coação; - Intrusão; - Falha de Energia; - Bateria Baixa; Tipos de Monitoramento -Simples -Especial, -Ronda diária, - Acompanhamento de Fechamento, -Operação Pagamento,
  10. 10. SIS – MEIOS TÉCNICOS 1 - ALARMES MONITORADOS EQUIPAMENTOS DE UM SISTEMA DE ALARME CPU – Cérebro do Sistema . Recebem e interpretam sinais emitidos pelos sensores e acionam reações contra os eventos, como alertas sonoros ou ligações telefônicas para a central de monitoramento. ACESSÓRIOS – Caixa Metálica, Bateria, Transformador, Sirene e Teclado SENSORES – são os responsáveis por acusar os eventos , isto é, literalmente dar o alarme, denunciando uma ocorrência por abertura, movimento, quebra de vidro, etc... Tipos de sensores - Magnético, Movimento ou Presença, Fumaça, Temperatura, Ruído, Barreira de Infra Vermelho Ativo,
  11. 11. SIS – MEIOS TÉCNICOS 2 - CFTV CFTV –Todo sistema de segurança formado por câmeras ou micro câmeras, onde são monitoradas e gravadas as imagens geradas, pode ser chamado de um sistema de circuito fechado de televisão. É um sistema que permite identificar possíveis problemas, sendo um inibidor das ações, tanto de agente externo quanto interno. Deve estar sempre integrado com outro sistema, como alarme monitorado, possibilitando a identificação do problema e verificação em tempo real, dando maiores subsídios para acionar a Polícia, por exemplo. CFTV ANALÓGICO E EQUIPAMENTOS Câmera CCD P&B / Color, Micro câmera P&B / Color, Speed Dome, Falsa Lentes; Multiplexador, Seqüencial de imagens, Quad, Vídeo Falso, Caixa de Proteção, Time Lapse, Monitor de imagens
  12. 12. SIS – MEIOS TÉCNICOS 2 - CFTV CFTV DIGITAL E EQUIPAMENTOS Os sistemas de CFTV digitais agregam recursos que os diferencia dos sistemas analógicos: espaço físico reduzido, isto é, temos praticamente todos os equipamentos que compõe um sistema analógico (Mux, T/L, controladores, etc.) em um único módulo; gravação das imagens em disco rígido ou outros meios de back up (CD-R, pen drive, etc.), diminuindo espaço físico para armazenamento e ainda menor manutenção nos mecanismos; qualidade de gravação superior, comparados com o sistema analógico; velocidade de gravação; versatilidade; rápida localização das imagens gravadas; conectividade, transmissão das imagens através dos meios de comunicação mais utilizados no mundo: redes (LAN/WAN), Internet, linha discadas; capacidade de gravação por detecção de movimento, agendamento e outros; passível de controle remoto; controle de câmeras móveis (PTZ), local ou remotamente. DVR (Digital Vídeo Recorder) Placa de captura:
  13. 13. SIS – MEIOS TÉCNICOS 3 - RASTREAMENTO RASTREAMENTO – Localização, Bloqueio, Telemetria, etc... Através de software específico ou integrado ao software de monitoramento, possibilita saber onde o veículo está em informações numéricas (latitude e longitude) e visuais.
  14. 14. SIS MEIOS TÉCNICOS CERCA ELÉTRICA A Cerca Elétrica tem como objetivo proteger o perímetro e os acessos, através de uma cerca eletrificada ( Alta Voltagem e Baixa Amperagem). Suas aplicações mais comuns são: muros, grades, fachadas, locais altos e longe do alcance das crianças. EQUIPAMENTOS DE CERCA ELÉTRICA Cerca Elétrica Universal ou Cerca Elétrica com entrada para 2 módulos Módulo Alta Tensão de Cerca Elétrica Caixa Metálica Grande (aplicável na universal) Bateria 12 Volts / 7AH Haste de Alumínio Barra Chata, Haste Cantoneira com 8 Roldanas e Barra de Aterramento Fio de Cerca Elétrica Aço Inox e Cabo de Alta Isolação Placa “Cuidado cerca elétrica”. MINI TRANSMISSOR - (chaveiro) kit fonte (aplicável na cerca universal)
  15. 15. MEIOS TÉCNICOS – COMUNICAÇÃO – LINHA FIXA E RÁDIO
  16. 16. MEIOS TÉCNICOS – COMUNICAÇÃO – GPRS E/OU IP
  17. 17. VISÃO GERAL
  18. 18. ENCERRAMENTO - RESUMO Falamos sobre : -Central de Monitoramento, -Recursos Humanos -Meios Organizacionais -Alarmes Monitorados -CFTV -Cerca Elétrica -Meios de Comunicação

×