Comportamentos Alimentares

6,195 views

Published on

Saiba mais sobre alimentação e adquira hábitos alimentares que lhe permitam ter uma vida mais saudável!

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,195
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Comportamentos Alimentares

  1. 1. “ Somos o que comemos”s.n.
  2. 2. <ul><li>A alimentação é um dos factores que influenciam a saúde e a duração de vida de um indivíduo. Através da alimentação o organismo obtém os nutrientes indispensáveis ao seu bom funcionamento. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Uma dieta alimentar correcta e os hábitos de alimentação adquiridos na juventude irão reflectir-se na vida adulta. A quantidade de alimentos deve ajustar às necessidades de cada um e varia com a idade, sexo, actividade muscular, clima e características biológicas. </li></ul>
  4. 4. Nutrientes <ul><li>São substâncias que resultam da transformação dos alimentos. </li></ul><ul><ul><li>Os alimentos contêm uma maior ou menor diversidade de nutrientes e, em quantidades que diferem de alimento para alimento. </li></ul></ul>
  5. 5. FUNÇÃO DOS NUTRIENTES
  6. 6. GLÍCIDOS
  7. 7. GLÍCIDOS <ul><li>Fornecem a energia indispensável à actividade vital. </li></ul><ul><ul><li>O excesso de glícidos na alimentação pode causar – Aterosclerose e obesidade. </li></ul></ul>
  8. 8. PRÓTIDOS Aminoácidos Péptidos Proteínas
  9. 9. PRÓTIDOS
  10. 10. LÍPIDOS <ul><li>Construção das estruturas celulares; </li></ul><ul><li>Fornecem energia (principalmente energia calorífica). </li></ul><ul><ul><li>Excessos e carências – Deficiências na produção de bílis e das membranas celulares </li></ul></ul><ul><ul><li>Carências de certas vitaminas e hormonas </li></ul></ul>
  11. 11. LÍPIDOS
  12. 12. VITAMINAS E SAIS MINERAIS <ul><li>Função reguladora (protecção) </li></ul><ul><li>Formação do esqueleto e dentes. </li></ul><ul><li>Interferem na coagulação do sangue. </li></ul><ul><li>Mantêm a pressão arterial normal. </li></ul><ul><ul><li>Carência – Avitaminoses diversas </li></ul></ul><ul><ul><li>Raquitismo … </li></ul></ul>
  13. 13. ÁGUA <ul><li>Constituinte do organismo necessário às reacções vitais. </li></ul><ul><li>Função reguladora. </li></ul>
  14. 14. BALANÇO HÍDRICO EM 24 HORAS
  15. 15. <ul><li>Carências em vitaminas e sais minerais: </li></ul><ul><ul><li>Vitamina C - escorbuto, hemorragias, inflamações. </li></ul></ul><ul><ul><li>Fontes: laranja, limão, outras frutas cítricas. </li></ul></ul>CARÊNCIAS ALIMENTARES Doença dos marinheiros  Até o século XVIII, a ocorrência de escorbuto era bastante comum entre os marinheiros, pois estes passavam meses em alto mar sem ingerir frutas e verduras frescas, por este tipo de alimento estragar muito rápido, o seu stock não era garantido. Consequentemente os marinheiros ficavam sem fonte de vitamina C e acabavam sendo afectados pelo escorbuto e muitos deles não resistiam e acabavam morrendo.
  16. 16. CARÊNCIAS ALIMENTARES <ul><li>Carências em vitaminas e sais minerais </li></ul><ul><ul><li>Vitamina D e cálcio » Raquitismo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Fonte: derivados do leite … e luz solar. </li></ul></ul>vitamina D conjuntamente com a CALCITONINA têm a função de manter a concentração de fosfato , sulfato em níveis adequados para permitir a mineralização óssea. A vitamina D é proveniente da dieta, seja de origem animal (ergocalciferol - D2), seja de origem vegetal (colecalciferol - D3), estas são transportadas para o fígado e transformadas em calcidiol (reserva de vitamina D) e este é levado para os rins e transformados em calcitriol. A função deste, que é um metabólito ativo, é de aumentar a absorção intestinal de cálcio e fósforo e também de promover o depósito de cálcio e fósforo no osso . Portanto quando há falta deste, o mecanismo não ocorre e se tem diminuição da mineralização óssea.
  17. 17. CARÊNCIAS ALIMENTARES <ul><li>Carências em vitaminas e sais minerais </li></ul><ul><ul><li>Iodo </li></ul></ul><ul><ul><li>Fonte: Sal iodado e alguns peixes. </li></ul></ul>
  18. 18. Como escolher os alimentos?
  19. 21. Factores que interferem no metabolismo basal <ul><li>Sexo e idade </li></ul>
  20. 22. Factores que interferem no metabolismo basal <ul><li>Sexo e idade </li></ul><ul><li>Profissão </li></ul>
  21. 23. Factores que interferem no metabolismo basal <ul><li>Sexo e idade </li></ul><ul><li>Profissão </li></ul><ul><li>Estado fisiológico </li></ul><ul><li>Clima </li></ul>
  22. 24. Distúrbios alimentares – a desenvolver posteriormente
  23. 25. SUBALIMENTAÇÃO
  24. 26. SUPERALIMENTAÇÃO
  25. 27. Factores que influenciam o metabolismo celular 1- Alimentação. Os alimentos gordurosos devem ser controlados, de maneira que façam parte da alimentação, porém sem abuso. A ausência de gorduras diminui a produção de hormonas, provocando a diminuição do metabolismo. Utilize gorduras extraídas de nozes, de castanhas e de azeitona. O hábito de comer sobremesa depois das refeições não é indicado, uma vez que o açúcar é digerido mais rapidamente, retardando a digestão dos outros alimentos. O cérebro sinaliza, de forma equivocada, com mais fome em menos tempo. O mesmo processo ocorre com a ingestão de farinhas brancas contidas em bolos, tortas e pães.
  26. 28. Factores que influenciam o metabolismo celular 2- Intervalo entre as refeições. Os grandes intervalos entre as refeições devem ser evitados, porque o metabolismo torna-se mais lento como forma de poupar energia. Os médicos e nutricionistas aconselham fazer seis refeições diárias, com lanches leves entre o café da manhã, o almoço e o jantar. Assim, o metabolismo mantém-se activo durante o dia todo. 3- Actividade física. A actividade física regular produz uma acção metabólica contínua, acelerando o metabolismo. Os exercícios aeróbicos intensos, como bicicleta, esteira, natação e caminhada aumentam em até 25% a taxa metabólica durante um período de 12 a 15 horas após sua execução. 4- Tecido muscular. Os músculos exercem papel fundamental no metabolismo . Músculos vigorosos produzem mais gasto calórico, independente da idade da pessoa. Isso porque os músculos são tecidos vivos e queimam calorias 24 horas por dia, já que são feitos para trabalhar. A manutenção da massa muscular está directamente ligada à prática de exercícios.
  27. 29. 5- Idade. Pesquisas indicam que a partir dos 30 anos o metabolismo começa a ficar mais lento. Sendo esse um factor biológico, que não pode ser modificado, com uma gradual perda de massa muscular. 6- Sexo. O metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, porque os homens possuem massa muscular mais desenvolvida. 7- Água. A falta de água desacelera o metabolismo porque quase todas as funções do corpo dependem da sua presença. Ela é fundamental para transportar vitaminas, minerais e hormonas, para eliminar toxinas e para o bom funcionamento dos intestinos. Recomenda-se beber pelo menos 8 a 10 copos de água por dia. 8- Temperatura ambiente . Em dias mais frios o corpo consome mais energia para manter-se aquecido, acelerando o metabolismo. Essa visão geral sobre o metabolismo permite concluir que muitas vezes é necessário mudar nossos hábitos alimentares e praticar exercícios físicos, para que o metabolismo trabalhe em nosso benefício. Factores que influenciam o metabolismo celular
  28. 30. Cuidado!
  29. 31. Alimentação saudável <ul><li>Regras de ouro: </li></ul><ul><ul><li>Alimentação variada. </li></ul></ul><ul><ul><li>Alimentação rica em vegetais e fruta. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pequeno-almoço. </li></ul></ul><ul><ul><li>Comer cinco/seis vezes por dia. </li></ul></ul><ul><ul><li>SOPA de legumes ao almoço e jantar. </li></ul></ul>

×