Novembro de 2013

1

JORNAL DE CRISTALINA

ANO IV - Nº 34 - NOVEMBRO DE 2013

Cristalina presente na Fenatran
A 19ª edição...
2

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

BARATAS HUMANAS
P

sicólogos da Universidade de Cornell conseguiram provar o qu...
3

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

Cristalina presente na Fenatran 2013
Evento internacional serviu de interação, ...
4

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

Prefeitura quer imóveis que não são dela
Projeto do prefeito para tomar casas d...
5

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

AÇÕES DO DANIEL DO SINDICATO

Daniel discursa contra projeto da venda dos 630 l...
6

JORNAL DE CRISTALINA

Bernardo prepara balanço

O

vereador Bernardo Vaccaro Fachinello se destaca na atuação política....
EDITORIAL

7

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013
ELIÉZER
BISPO

Missão cumprida
Na edição passada ficamos devendo o ed...
8

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

Caminhão da Beleza em Cristalina
No crescente mercado da beleza, a Bio Extratus...
9

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

José Mário é reeleito com 96% dos votos válidos
A eleição foi realizada no dia ...
10

JORNAL DE CRISTALINA

Novembro de 2013

GENTE QUE BRILHA

Nos preparativos para as vendas de final de ano, a
simpatia ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Jornalde cristalina (12)

1,671 views

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,671
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornalde cristalina (12)

  1. 1. Novembro de 2013 1 JORNAL DE CRISTALINA ANO IV - Nº 34 - NOVEMBRO DE 2013 Cristalina presente na Fenatran A 19ª edição da Fenatran – Salão Internacional do Transporte, foi realizada em São Paulo entre os dias 28 de outubro e 1º de novembro. Uma equipe da 40 Implementos Rodoviários liderada pelo empresário e viceprefeito, João Carlos Fachinello, compareceu ao evento. Na foto João Carlos Fachinello, José Carlos Sprícigo, diretor-presidente da Librelato e Bernardo Vaccaro Fachinello. Página 3 Pressão nos vereadores Um polêmico projeto de lei de autoria do Poder Executivo local para tomar 630 propriedades de famílias do Setor Sul Nova, levou centenas de pessoas para proCaminhão da Beleza em Cristalina testar na Câmara. Por enquanto, o líder do prefeito, A shampoo e Cia Trouxe para cristalina o caminhão vereador Marcelo Pezão, pediu a retirada do proje- da Bio Extratus. Ele ficou o dia inteiro em Cristalina e to. Página 4 atendeu dezenas de clientes. Página 8 Baratas humanas Artigo do advogado Castelo Branco Página 2 Homenagem a Augusto Peixoto Editorial relembra a figura do ex-prefeito de Cristalina Página 7 Sete notas fervilha Desafinando há muito tempo na contagem, coluna tem 18 notas nesta edição. Página 6 Zé Mário se reelege na Faeg José Mário Schreiner vai presidir a Faeg por mais três anos Página 9
  2. 2. 2 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 BARATAS HUMANAS P sicólogos da Universidade de Cornell conseguiram provar o que todos já sabiam: gente incompetente não se acha incompetente e que os humanos não conseguem mensurar o que não sabem; ou seja: a ignorância pode cegá-las. E muitas vezes os incompetentes estão pelas nossas cercanias. Reparem bem. Existem 10 regras básicas para você notar a presença de um incompetente, onde a ignorância chega aos limites que ninguém poderia imaginar. Estas são, no meu ponto de vista, as mais importantes: 1. “Culpar aos demais”: aconteça o que acontecer, sempre vai existir uma outra pessoa para o incompetente colocar a culpa de todos os problemas. 2. “Apropriar e aproveitarse das conquistas dos demais”: fundamental para um escolher um advogaincompetente subir do para responder muito na vida. com evasivas e con3. “Dizer que não tradições e tentar safez nada”: apesar de o far a pele do incomflagrado cometendo o petente. pior crime do mundo, 8. “Inventar um pao incompetente o nega pel de Santo”: se fiaté o fim. nalmente toca dizer 4. “Não dar a cara a algo, é importante tapa e evitar explicapara o incompetente ções”: um bom inter inventado uma hiscompetente nunca tória que o deixa da tenta se defender se mesma altura do Esfez algo errado. pírito Santo. 5. “Buscar teste9. “Jogar pedras no munhas falsas para Guilherme Castelo Branco é advogado dos apoiar a calúnia”: o trabalhadores de Cristalina e suplente de ve- telhado do outro”: o bom incompetente, incompetente sempre reador pelo Partido Verde (43) tem um amigo desligado, 6. “Colocar os demais para para tentar minimizar a sua indestes que fazem qualquer falar no seu lugar”: se não há competência, sempre procura coisa para estar do seu lado outro remédio, e não dá para algum defeito nos seus críticos. e estarão sempre dispostos usar a regra 4, é muito melhor É sempre uma alternativa muia declarar qualquer coisa para o incompetente que ou- to usada pelos incompetentes procurar esse lado e bater com para consolidar a bobagem tros o façam no seu lugar. do incompetente e dar ares 7. “Deixar um advogado força até não ficar qualquer de legalidade às calúnias e falar no seu lugar”: esgotado dúvida de que seus críticos são falsas comunicações de cri- o item anterior, para um bom pior que o demônio. 10. “Inventar um complô”: mes que ele faz. incompetente é bem melhor quando tudo acima der errado, não restou outro remédio ao bom incompetente que maquinar um complô, através de uma cortina de fumaça, para tentar se esconder nela. Tenho certeza de que vocês poderão reconhecer um incompetente em alguma pessoa bem próxima e que se apresenta como um completo profissional, apesar de que na realidade não deixe de ser um amador desqualificado. Adoro falar de coisas positivas, mas tem horas que é importante mencionar as práticas ruins porque, gostando ou não, são as que primeiro temos que evitar. Todas as hipóteses mencionadas já vi ou vivi na minha pele, seja em tribunais ou em ataques políticos que sofro e que já sofri e serviram para que pudesse detectar os incompetentes, aos quais denomino de baratas humanas... Livro resgata imagem do médico e político Gomes da Frota U m médico com visão e ações adiante de seu tempo e um político com habilidade para agir e sobreviver num cenário em que o poder do rifle valia mais que a lei e o direito. Assim pode ser definido o médico Antonio Raymundo Gomes da Frota, nascido em Crato (CE), que, após formar-se na Faculdade de Medicina da Bahia, chegou a Ipameri, em 1919, onde, anos depois, se casaria com Adélia Baiocchi, 17 anos mais jovem, e que, nomeado pelo interventor Pedro Ludovico Teixeira, se tornaria prefeito da mais importante cidade do Sudeste goiano. A saga do jovem médico que construiu o mais bem aparelhado hospital do Centro-Oeste brasileiro, à época, e que além de dispor do primeiro aparelho de raios x da região central do Brasil, além de outras novidades médicas, como buscar pacientes de avião próprio em cidades vizinhas, compõe o conteúdo do livro Gomes da Frota – Medicina e política no sertão goiano (Editora Kelps), produzido pelo jornalista Antônio Lisboa, em parceria com Escritores Antônio Lisboa e Luiz Alberto de Queiroz; presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, Geraldo Coelho Vaz; jornalista Eliézer Bispo e o médico Hugo Walter Frota Filho o escritor Luiz Alberto de Queiroz. A obra foi lançada no dia 22 de outubro, na sede do Conselho Regional de Medicina de Goiás – Cremego, em Goiânia, oportunidade em que estiveram presentes os cristalinenses Moema Rodrigues Bispo, Maria Guilhermina Bispo, Franklin Ribeiro, Patrick Reis Bacelar e Dênis de Paiva, além do edi- tor do Jornal de Cristalina, Eliézer Bispo. Importante frisar que a presença de cristalinenses justifica-se pelo fato de, antes do advento de Brasília e até no início da capital, nos anos 1960, a medicina de Gomes da Frota era referência e tinha grande valor em várias cidades, como Cristalina. Prova disso está registrada nas páginas 105 e 106, onde tem a história de um apêndice supurado na paciente Odete de Resende, que foi de Cristalina até Ipameri em avião de propriedade do Dr. Gomes da Frota. A aeronave veio a Cristalina com a finalidade exclusiva de transportar a enferma, que foi acompanhada da cunhada Cecy do Amaral Resende. Isso lá pelos idos de 1950. Imaginem que aventura. Com mais de 300 páginas, a obra tem como objetivo construir o perfil do homem, chefe de família rigoroso, mas extremamente gentil fora dos limites domésticos; a imagem do médico revolucionário para seu tempo e, ainda, estabelecer a figura do político e administrador público que chegou a juntar os sacos vazios do cimento gasto na edificação do prédio da Prefeitura de Ipameri como “documento” para a prestação de contas de sua administração, de 1937 a 1945. Para a produção do livro, por sugestão do também médico Hugo Walter Frota Filho, atual administrador do Hospital São Francisco de Assis, em Goiânia, e neto de Gomes da Frota, foram entrevistados familiares e alguns dos poucos contemporâneos do médico que morreu em Goiânia em 10 de fevereiro de 1961. Reuniu-se ainda documentos do período em que Gomes da Frota atuou como prefeito, jornais locais e um bom número de fotografias da época. Para quem gosta da história de Goiás e de suas cidades, a obra é leitura obrigatória.
  3. 3. 3 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 Cristalina presente na Fenatran 2013 Evento internacional serviu de interação, conhecimento e motivação para participantes que atuam no setor de transportes rodoviários A conteceu em São Paulo, Capital, no pavilhão de eventos do Anhembi, a 19ª Fenatran – Salão Internacional do Transporte. Referência na área de produtos e serviços destinados a transportadores de cargas e operadores logísticos, o evento tem 35 anos de tradição, promove a realização de negócios e a exposição dinâmica de lançamentos globais para milhares de profissionais do setor, interessados em conhecer as tendências do segmento. Na multidão de participantes, como Cristalina está inserida no contexto do desenvolvimento do Brasil, cortada por duas das mais importantes rodovias do país, vários profissionais da área estiveram presentes, com destaque para Carlos Picolotto, proprietário da Dukar, concessionária da Guerra e uma caravana da 40 Implementos Rodoviários, que é concessionária da Librelato na região. Grande caravana Liderada por João Carlos Fachinello a 40 levou 15 profissionais da área de vendas e do setor administrativo para conhecer a feira e se inteirar com o mercado. Bernardo Vacaro Fachinello, mentor da viagem, destacou a importância de estar junto com os colaboradores da empresa na Fenatran: “trazer nossos funcionários a um acontecimento desse porte, gera motivação, aumenta o conhecimento e oferece uma grande oportunidade de interação para o grupo”. É a terceira vez que Bernardo vai à Fenatran, que acontece de dois em dois anos. “Como em todos os anos a feira é surpreendente, porque é carregada de novidades, com lançamentos de novos produtos e avanço tecnológico. Assim, nós, da 40 Implementos, nos alegramos e nos realizamos por estarmos fazendo parte desse grandioso momento, através da Librelato, que cresce de maneira vertiginosa”, falou o empresário, satisfeito com o resultado do trabalho que está A equipe da 40 Implementos Rodoviários, liderada por João Carlos Fachinello, em pose junto à Dra Thayni da Silva Librelato durante a 19ª Fenatran, em São Paulo sendo desempenhado desde a fundação da 40. Crescimento ininterrupto Com o falecimento de José Carlos (Lussa) Librelato, conforme noticiado na edição passada, quem assumiu a presidência da marca foi José Carlos Sprícigo, executivo de larga experiência e conhecedor profundo do mercado, já que está na empresa catarinense sediada em Orleans SC , desde 1982. Sprícigo recebeu o Jornal de Cristalina para uma entrevista exclusiva onde falou sobre a evolução da marca. “Crescemos ininterruptamente. De 2007 a 2012 o crescimento foi de 43% e agora em 2013 o salto será de 35%”, afirmou, observando que a expansão não é só no Brasil. “Acreditamos no mercado nacional e internacional, por isso que a expansão da Librelato é contínua. Vamos perseguir nossas metas e objetivos sem parar”, garantiu. Agradecimento Sobre a região de atuação da 40, Sprícigo se mostrou entusiasmado com o trabalho liderado pela família Fachinello. “A região é muito boa e a Librelato não tinha atuação antes da 40. Tivemos ali em poucos anos um crescimento expressivo e temos certeza que vai continuar”, comentou, para acrescentar: “Agradecemos muito o trabalho da família Fachinello e de todos os colaboradores da 40. Vemos ali um trabalho feito com seriedade, onde os negócios são muito bem conduzidos e isso é muito importante para ambos os lados, porque fortalece a cada dia a nossa parceria”. Nova unidade da librelato Indagado sobre a possibilidade de a Librelato se instalar em Goiás, especificamente em Cristalina, Sprícigo foi enfático ao afirmar que existem outros estados no páreo. “No nosso plano de expansão, buscamos alternativas para a construção de uma nova fábrica, que poderá ser em Mato Grosso, Espírito Santo ou Goiás, tudo depende dos incentivos”, falou, deixando bem claro que a escolha é do conselho administrativo da empresa, que leva em conta critérios estritamente técnicos e econômicos. Presente na entrevista, João Carlos Fachinello lembrou a Sprícigo da visita feita pelo saudoso José Carlos Librelato a Cristalina em mar- ço do ano passado, oportunidade em que o saudoso empresário deixou claro que a Serra dos Cristais seria o local escolhido para a instalação de uma nova unidade da empresa, fato inclusive noticiado pelo Jornal de Cristalina na edição de março de 2012. Diante disso ficou acer- tado com o diretor-presidente que João levará a Santa Catarina o secretário de planejamento e gestão de Goiás, Giuseppe Vecci e o secretário de indústria e comércio, Alexandre Baldi para falar ao conselho da empresa sobre os incentivos oferecidos pelo estado através do programa produzir. O dono da 40 já está providenciando o contato para que a visita seja feita ainda este ano. Negociação e reflexão João e Bernardo conversaram também com a nova conselheira da Librelato, Dra. Thayni da Silva Librelato, filha de José Carlos e que agora carrega nos ombros a enorme responsabilidade de substituir o pai na liderança dos negócios. “Foi uma conversa muito boa e ela se mostrou muito receptiva com a possibilidade da construção da unidade Librelato em Cristalina. Vivemos um momento de negociação, reflexão e estamos fazendo a nossa parte”, concluiu João Fachinello, que é muito respeitado e considerado nas duas pontas, tanto junto à diretoria da Librelato como pela equipe de colaboradores da 40. Dra. Thayni Librelato tem a missão de substituir o pai, José Carlos (Lussa) Librelato, empresário dinâmico e moderno que fez a marca dar um enorme salto de qualidade no mercado
  4. 4. 4 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 Prefeitura quer imóveis que não são dela Projeto do prefeito para tomar casas de moradores da Zona Sul Nova causou constrangimento e desconforto para vereadores da base do prefeito. Vereadores de oposição reagiram U m projeto de lei de autoria do Poder Executivo, com a finalidade de transferir 630 lotes, situados na Zona Sul Nova, para a Companhia Imobiliária de Cristalina, conhecida como Terracris, causou uma das maiores manifestações da população na história de Cristalina. Centenas de moradores que seriam afetados com a ação, ou seja, perderiam suas casas, tomaram conta do plenário da Câmara Municipal e pressionaram vereadores e assessores do prefeito, que acabaram tirando o projeto de pauta. Sem se importar com os moradores que construíram suas casas com sacrifício e são os verdadeiros donos dos imóveis, o prefeito Luiz Attié, que assinou o projeto e sua justificativa, não teve o cuidado de observar se havia a necessidade de visitar o local e ver se ali havia cristalinenses sendo prejudicados. Tecnocratas de Brasília que ocupam os mais importantes cargos da Prefeitura Municipal, recebendo polpudos salários pagos pelo povo de Cristalina, foram os encarregados de defender o projeto, que causou constrangimento para os vereadores da base do prefeito, pois nenhum deles teve a coragem de defender a iniciativa como os autores imaginavam. Na sessão em que o projeto chegou na Câmara para ser empurrado goela abaixo nos vereadores, a Casa de Leis foi surpreendida com a presença de centenas de pessoas. Ao saber do projeto, que chegou no dia anterior, os vereadores Daniel do Sindicato (PSL) e Luiz Henrique (PDT) se juntaram ao ex-vereador Marquinho Abrão (PPS) para mobilizar a comunidade afetada. Eles foram com cópia do projeto de lei até às famílias e avisaram que todos perderiam suas propriedades para a famigerada Terracris, que depois venderia para terceiros interessados. Com isso uma multidão compareceu à Câmara que, estranhamente, contava com a presença até do Promotor de Justiça, Felipe Oltramari, que não percebeu que sua presença na sessão tinha fins políticos, já que seu posicionamen- to, em favor do projeto, ia de encontro ao desejo do prefeito e sua base legislativa, que queriam aprovar o projeto a toque de caixa e achavam que a postura do representante do Ministério Público pudesse interferir na atuação dos vereadores e amedrontar os participantes. O promotor afirmou ser favorável à regulamentação fundiária, mas certamente ele não sabe que um grande percentual dos imóveis de Cristalina não é regularizado. A verdade é que a administração atual quer pegar para Cristo os “pobres” moradores da Zona Sul Nova e covardemente despejá-los de suas próprias casas, com a desculpa que querem legalizar a situação dos moradores. Mas legalizar tomando casas e vendendo-as através de licitação? Sim, o objetivo é este e fica claro no edital de licitação de imóveis 01/2013 da Terracris. É preciso informar aos algozes investidos em cargos públicos que na cidade há mansões, prédios e outras construções que lá na origem, 10, 20, 30, 40 ou 50 anos atrás, foram doados ou vendidos a preços simbólicos para seus primeiros donos. Será que estes também correm risco de serem vendidos? Se forem ricos e ligados à administração, certamente que não. Assim, para quem acha que os 630 proprietários são especuladores e não merecem uma casa, é preciso olhar para trás e ver que, principalmente em setores nobres, próximos à praça da Liberdade, do Ginásio de Esportes, do Fórum não têm escritura. E se os mesmos critérios fossem usados pela malvada companhia imobiliária, milhares de cristalinenses teriam que ser desalojados de suas casas para que seus imóveis voltassem a ser do poder público. Presente à reunião, um morador indagou ao Jornal de Cristalina porque o promotor e outras autoridades não procuraram saber como a Terracris vendeu os lotes do setor industrial Abrão Attié, quem comprou, quem recebeu o dinheiro e onde foi aplicado. Como a redação não sabe a Vereadores Bernardo, Daniel do Sindicato e Luiz Henrique se posicionaram a favor dos moradores e foram muito aplaudidos Cerca de 800 pessoas ameaçadas de perderem suas casas foram à audiência pública resposta, deixa aberto aqui o espaço para que o promotor ou alguém da Terracris ou da prefeitura explique, com documentos, o que aconteceu com os valorizados terrenos daquele setor. Uma boa iniciativa da Câmara Municipal diante do polêmico assunto foi a realização de uma audiência pública. Cerca de 800 pessoas compareceram à Câmara, evidente que a maioria ficou fora do plenário, porém, a pressão foi maior ainda do que na sessão ordinária. Escalado para falar em nome do prefeito, o advogado brasiliense Paulo Goyas, procurador do município, politizou o discurso. Ele lembrou aos presentes, como se ninguém soubesse, que Marquinho Abrão perdeu a eleição passada e disse que Antonino errou ao construir a Vila Andrade. Goyás foi o mais vaiado da noite, se perdendo no discurso e apresentando seu currículo, com destaque para o trabalho que fez na implantação de Samambaia obedecendo ordens do então governador do DF, Joaquim Roriz. Revoltados, muitos cidadãos gritavam para ele calar a boca e voltar para Brasília. Interessante foi o papel do presidente da Terracris, outro brasiliense apresentado como Dr. Nader. Ele ficou com medo de usar a tribuna da Câmara e pôs o advogado Washington Cleio de Carvalho para falar em seu lugar. Washington foi bem nos argumentos, quase não foi vaiado, disse que sua função é técnica e se comprometeu a estudar caso a caso e garantiu que, se depender dele, ninguém terá sua propriedade roubada. Desconfiada, a população espera que o advogado cumpra sua palavra. O que o Jornal de Cristalina apurou é que o prefeito Luiz Attié ficou bravo com sua base, pois queria que o projeto fosse aprovado. Sem ser consultado para a retirada do projeto, Attié se sentiu traído, já que ele deseja que os Observado por vereadores Marquinho Abrão fez uso da palavra na sessão da Câmara e na audiência pública vereadores façam somente a sua vontade e não a do povo. Alguns destaques dos discursos na Câmara: Paulo Goyas – O advogado de Brasília foi o mais vaiado. Visivelmente tenso e descontrolado ele chegou a dizer que o município de Cristalina não tem mais condições de pagar nem os funcionários e por isso que precisa vender lotes para fazer caixa. Em um discurso estritamente político, ele procurou desmerecer pessoas como o advogado Castelo Branco, o ex-prefeito Antonino Andrade e o ex-vereador Marquinho Abrão. Para ele, de acordo com o pronunciamento, bom mesmo é só Luiz Attié. Luiz Henrique – O vereador rebateu Paulo Goyas e afirmou que o município arrecada R$ 12 milhões por mês e não gasta nem R$ 5 milhões com a folha do pagamento. Disse ainda que se isso fosse verdade o município estaria quebrado. Muito aplaudido, Luiz Henrique concluiu dizendo que é totalmente a favor que se regularize a situação, mas que nenhuma casa seja derrubada e que os proprietários recebam seus títulos definitivos. Daniel do Sindicato – De forma contundente o vereador criticou o projeto e se colocou a favor do povo, exigindo que o projeto não seja votado. Daniel, que também falou sob aplausos, conclamou os moradores a se manterem unidos e não largarem a luta, porque com o povo perto os vereadores (da base do pre- feito), eles não têm coragem de votar contra a população. Marquinho Abrão – O exvereador, que tem uma ligação muito forte com a região afetada fez uso da palavra e pediu aos vereadores que não permitam que o absurdo prestes a se consumar não fosse adiante. Ovacionado, Marquinho pediu aos vereadores que não autorizem a venda dos lotes, porque isso prejudicaria significativamente muitas famílias humildes que trabalham e dão sua contribuição para Cristalina. Bernardo Fachinello – Bernardo disse que está ao lado da legalidade, mas ressaltou que ninguém pode tirar um cidadão do seu teto. Em uma expressão forte, Bernardo disse que se alguém for para a cadeia por perder sua casa, ele vai junto. “Estou com vocês para o que der e vier”, garantiu o vereador para os moradores da Zona Sul Nova. Marcelo Pezão e Zé Orlando – Mesmo constrangidos os vereadores da base do prefeito se colocaram ao lado do povo. Citando o nome de Attié com cuidado, eles receberam algumas vais, mas garantiram que o prefeito não vai mandar ninguém para fora de sua casa. Um dos oradores que tem imóvel no setor, falando em nome da comunidade perguntou (e não obteve resposta) porque a prefeitura recebe o IPTU que eles pagam e porque a Celg e a Saneago também recebem suas contas. No entender do cidadão, isso é uma incoerência.
  5. 5. 5 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 AÇÕES DO DANIEL DO SINDICATO Daniel discursa contra projeto da venda dos 630 lotes Política de irrigação Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, Daniel do Sindicato coordenou audiência pública realizada em Cristalina com a finalidade de discutir projeto de lei que institui política estadual de agricultura irrigada. Daniel informou que o estado não tem uma política para a irrigação, o que trava o aumento da área irrigada em Goiás e, principalmente, em Cristalina. “A agricultura irrigada tende a crescer, mas para isso é ne- cessário que o Governo Estadual invista, assuma sua responsabilidade, faça a sua parte trazendo energia, desburocratizando as outorgas e melhorando a infra-estrutura de transporte”, falou o vereador. Água no Setor Sul Nova Preocupado com a situação de moradores da Zona Sul Nova, que não estão conseguindo fazer ligações de água, o vereador Daniel do Sindicato cobrou da Saneago providências urgentes para resolver a questão. Acompanhado do deputado estadual Valcenôr Braz, Daniel foi até à Saneago, onde foi solicitado uma solução urgente para o problema. “É inadmissível que o cidadão construa sua casa e a Saneago, por capricho da prefeitura, não libere a ligação. No nosso entendimento não há nada que impeça”, afirmou o vereador. Reconhecimento ao servidor da saúde Daniel apresentou projeto de lei que beneficia servidores da saúde do município. De acordo com o projeto, foi suprimido o parágrafo quarto do artigo 13 da lei municipal 1.887 que instituiu o Plano de Cargos e Salários dos Servidores de Cristalina, o qual não valorizava o profissional da área de saúde. Com a iniciativa do vereador haverá regularização da gratificação da titularidade, o que trará incentivo para que o servidor estude e aperfeiçoe seu conhecimento profissional e tenha reconhecimento em seus vencimentos. Plano de saúde para os funcionários Foi apresentada pelo vereador Daniel do Sindicato uma indicação para que o prefeito municipal contrate um plano de saúde para atender os funcionários públicos do muni- cípio. Na justificativa o vere- soas de bem, dignas e traador argumentou que o traba- balhadoras. “É um absurdo lhador precisa ter uma garan- querer tirar a propriedade tia para cuidar da própria saú- de quem não tem outra. Não de e de seus familiares e que fui eleito para compactuar o benefício vai valorizar e in- com esse tipo de coisa. Nenhum morador daquele locentivar os servidores. cal é malandro ou merece A favor dos moradores ser tratado como fora da lei, da Zona Sul Nova Daniel se posicionou radi- por isso que estou ao lado calmente contra o projeto de deles para proteger o patrilei de autoria do prefeito Luiz mônio que foi contruído Attié que pretende tomar 630 com suor e muito trabalho”, lotes de moradores da Zona falou o vereador. Sul Nova. O vereador garantiu que estará vigilante para que nenhuma ação por parte da prefeitura seja feita para prejudicar os cidadão daquele setor, pois todos são pes- Daniel ao lado do deputado Valcenôr Braz EM DEFESA DA VIDA O com ministração de pavereador Luiz Henlestras com o casal rique apresentou Marcos e Suzi, coordeum projeto de lei nadores da equipe de que institui a Semana métodos naturais Municipal em Defesa da do Pró Vida de BrasíVida. Devidamente lia; com a ginecologisaprovado e sancionado ta Dra. Marli Virgínia o projeto prevê que a See com o Padre Pedro mana Municipal em DeStepien, pároco da fesa da Vida será realiIgreja nossa Senhora zada na 2ª semana de do Perpétuo Socorro maio de cada ano, a coLago Azul- GO. meçar em 2014. Viva o povo De acordo com o vede Cristalina reador o objetivo desta Luiz Henrique é voz firme da oposição na CâTextualmente, disse semana é conscientizar mara de Cristalina os cidadãos cristalinenses em relação a temas im- Luiz Henrique sobre o polêmico projeto do Poder portantes como aborto, métodos contraceptivos, Executivo: “gostaria de parabenizar os vereadores cuidados que a gestante deverá ter durante Daniel do Sindicato e Rosivaldo Pelota, além do a gravidez para preservar o feto, orientações a mãe presidente do PPS Marquinho Abrão, onde conselogo após o nascimento do bebê, conscientização guimos juntos, em unidade, mobilizarmos os modos prejuízos ao organismo do ser humano causa- radores da Zona Sul Nova para que comparecesdo pelas drogas, orientações quanto a ingestão ex- sem à Câmara Municipal, na sessão do dia 30 de cessiva de álcool e outros temas como: depressão, outubro e na audiência pública do dia 5 de novemdoenças psicosomáticas, doenças espirituais, TPM bro. Foi através de visitas que fizemos nas resi(tensão pré-menstrual) etc, ou seja, tudo o que diz dências dos moradores deste bairro, apresentando respeito a preservação da vida humana. Para que para cada morador o projeto que visava transferir estes temas sejam abordados, a idéia é que institui- o seu imóvel para a Terracris que conseguimos ções religiosas, escolas, faculdades, e outras orga- conscientizar a comunidade do que estava acontenizações que defendem a vida, se mobilizem e or- cendo, e assim mobilizar os cidadãos para que comganizem durante esta semana palestras, seminári- parecessem na Câmara para exigirem os seus dios, passeatas, ‘work shops’ e outros eventos rela- reitos. Assim o projeto de lei do executivo, que cionados ao tema. “A vida é o maior presente que estava em regime de urgência especial, para ser Deus nos deu, por isto devemos lutar para preser- votado no mesmo dia, foi retirado de pauta na sessão do dia 30 e retirado definitivamente vá-la integralmente”, falou Luiz Henrique. No dia 21 de outubro Luiz Henrique promo- da tramitação na audiência pública do dia 5 de noveu uma Audiência Pública sobre “Defesa da vembro de 2013. Viva o povo de Cristalina! A vitória é dos cidaVida”, sendo esta realizada no plenário da Câmara, onde foram abordados temas como abor- dãos cristalinenses, que unidos exerceram e exigito, métodos contraceptivos naturais,’Pró Vida’, ram os seus direitos”. Nova empreiteira do lixo De acordo com informações obtidas pelo Jornal de Cristalina a empresa AS Nascimento Ambiental Serviços Urbanos EPP, com sede na cidade paulista de Pereira Barreto é a nova responsável pela coleta do lixo em Cristalina. Desde 2009 que na cidade o serviço de coleta de lixo é terceirizado para empresas de fora do município. Já passaram pela cidade empreiteiras de Aracaju (Disco e Cidade Ambiental), Brasília (Ecomed), Goiânia (New Com) e agora a cidade citada acima. Recebendo valores astronômicos, embora a prefeitura esteja devendo algumas, é difícil (ou fácil) entender o motivo porque Cristalina está invadida por empresas e pessoas de fora da cidade para ocupar os melhores cargos e ter os serviços mais cobiçados, como a coleta de lixo. Está na hora de partidos políticos como o PT, PMDB e PSDB, grandes e tradicionais partidos que apóiam a atual, administração, cobrar uma postura firme e de respeito com Cristalina. Será que na cidade não tem ninguém que possa tomar conta do lixo? Ou melhor, será que não ficaria bem mais barato a própria prefeitura contratar e coordenar o trabalho de coleta de lixo? Está passando da hora de os partidos aliados do prefeito e de seus correligionários, e até segmentos organizados da sociedade, começarem a questioná-lo por atitudes tão estranhas, que envolvem o dinheiro do povo de Cristalina. Samet Saúde e Medicina do Trabalho Rua Getúlio Vargas, esquina com a Visconde de Mauá - Telefone: 3612-4546
  6. 6. 6 JORNAL DE CRISTALINA Bernardo prepara balanço O vereador Bernardo Vaccaro Fachinello se destaca na atuação política. Vencedor na primeira eleição que disputou, Bernardo está preparando um balanço de suas atividades em 2013, no qual ele pretende prestar contas de tudo que já conquistou para a população. “Apesar da inexperiência, de ser o pri- meiro mandato, acho que desempenhei bem o meu papel nas atividades internas da Câmara, no atendimento à população, na busca de recursos e na representação digna da nossa gente”, fala Bernardo, que se espelha no pai, João Fachinello, para realizar um trabalho digno e honesto em favor da municipalidade. Valcenôr segue em busca do desarmamento infantil E m 2011, o deputado estadual Valcenôr Braz apresentou à Assembleia Legislativa de Goiás, o projeto de lei que proíbe a comercialização e a fabricação de armas de brinquedo, no atacado e no varejo, no âmbito do Estado de Goiás. No mês passado ele reapresentou a matéria protocolada sob o n° 1.721/11. Desde então o parlamentar segue firme em suas ações para que a proposta seja aprovada. Valcenôr já realizou a campanha de Desarmamento Infantil – “Arma, nem de brinquedo!” em duas escolas de Luziânia e brevemente será a vez de Cristalina. A expectativa é trocar 400 armas de plástico por um brinquedo no município. Segundo dados recentes da Secretaria de Segurança Pública do Estado, 50% dos crimes cometidos por menores infratores são praticados com simulacros, ou seja, réplicas de armas de fogo. “Quando você presenteia uma criança com uma bola, logo se pensa em transformá-la em um Neymar. Quando damos um carrinho, em um Ayrton Senna. E no caso de uma arma de brinquedo? Qual será a sua referência? O próprio pai não sabe nem o que falar para o filho”, exemplificou Valcenôr. De acordo com Valcenôr Braz, a ideia é fazer com que o projeto vire prioridade durante a campanha de Natal. “Que a gente possa atingir todo o Estado de Goiás. Mas para isso, espero que o projeto seja aprovado o quanto antes”, falou. Em Cristalina Atuando em várias frentes, Valcenôr está em Cristalina praticamente todas as semanas. Há poucos dias, acompanhado do ex-vereador Marquinho Abrão ele fez dezenas de visitas e ainda esteve com o vereador Daniel do Sindicato e com a professora Elza Rezende. Na audiência pública que teve em Cristalina para tratar da política estadual de irrigação ele disse: “é sempre um prazer estar aqui, conversando com as pessoas, ouvindo reivindicações, atendendo pedidos e ainda mais participando de um evento como esse, sobre a agricultura irrigada, onde Cristalina desponta como líder, como importante polo de produção de alimentos”. O Jornal está preparando uma grande entrevista com o deputado, onde ele falará de sua atuação na Assembleia e sobre os benefícios que já trouxe para Cristalina em três anos de mandato. Novembro de 2013 ± Sete Eliézer Bispo Notas eliezer.bispo@yahoo.com.br O INESQUECÍVEL ANTONINO Não são só os amigos e eleitores de Antonino que sentem saudades dele. Volta e meia alguém da atual administração lembra-se de seus feitos e querem desmerecê-los. O último episódio foi na Câmara Municipal, quando o advogado Paulo Goyas, procurador do município, criticou a construção da Vila Andrade durante audiência pública com os moradores da Zona Sul Nova. Ele foi muito vaiado quando fez a crítica. CONTA INTERESSANTE Um cidadão da Vila Andrade falava para outro ao ouvir o advogado do prefeito: “o gozado é que nos últimos mandatos Ildeu Andrade construiu 60 casas populares para os pobres, depois veio Castro Neto e construiu 150, aí veio o Antonino e construiu mais de 300 na vila Andrade. Alguém sabe me informar quantas o atual prefeito construiu em cinco anos de prefeitura, já que os outros tiveram só quatro?” NOME DA AVENIDA O presidente da Câmara, vereador Olivar, apresentou projeto de lei para mudar o nome da Avenida Antonino Camilo de Andrade – Avô. Ele foi derrotado por 6 a 3 e ficou furioso com os colegas, que viram na sua atitude algo oriundo de uma rixa pessoal com o neto do homenageado. Os seis vereadores acharam que não ficaria bem para a Casa de Leis entrar nessa picuinha do presidente. O DESBOCADO PELOTA Na sessão que iria apreciar o projeto da tomada dos 630 lotes dos moradores da Zona Sul Nova, o vereador Rosivaldo Pelota não mediu palavras para, segundo ele, defender o povo. Pelota disse que “a principal causa dessa polêmica é o fato do prefeito ter raízes em Brasília e trazer para a cidade gente de lá para ocupar os principais cargos na Prefeitura. Ele lembrou que o procurador, o presidente da Terracris, a chefe de compras, o secretário de finanças são de Brasília e não de Cristalina, por isso que querem prejudicar o povo”. Em seus pronunciamentos, Pelota só fala o que a base política do prefeito não quer ouvir. APOIO DOS PODEROSOS Grande parte da elite de Cristalina, como diria os petistas, está a favor do prefeito na tomada dos 630 lotes dos moradores da Zona Sul Nova. Alguns ricaços e poderosos da cidade, que moram em suntuosas casas que não têm registro no cartório de imóveis, esquecem que alguém, no passado, ganhou ou comprou da prefeitura a preço de banana o terreno onde estão estabelecidos. Tem muita gente que precisa olhar para o próprio umbigo e ser mais solidário com o próximo, principalmente aqueles que um dia já foram pobres. A CIDADE DOS ENROLADOS Em publicação feita no Facebook do prefeito Luiz Attié, o presidente da Terracris disse que a cidade é enrolada. “Só pode haver compra/venda de um bem público através de licitação, no mais é engodo, enrolação”. Só falta ele dizer para a população como foram vendidos os lotes do setor Abrão Attié e falar porque a prefeitura usa dois pesos e duas medidas com ocupantes de salas comerciais na rodoviária e na feira municipal. Enquanto no primeiro caso a administração persegue os inquilinos, no segundo autorizou a construção em alvenaria e muita gente já se apossou dos locais como legítimos donos. O MOBILIZADOR Mesmo sem mandato Marquinho Abrão, que tem uma pequena empresa de marketing, consegue mobilizar a comunidade e tem respeito das pessoas. Isso ficou provado durante a discussão de projeto de lei em que a prefeitura, através da Terracris, visava tomar 630 lotes de famílias carentes. O ex-vereador, ao lado dos vereadores Daniel do Sindicato, Luiz Henrique e Rosivaldo Pelota, foi peça fundamental para que o projeto (pelo menos por enquanto) não prosperasse. MIQUEIAS NÃO MEXEU COM O FUNCIONALISMO A Operação Miquéias parece não ter mexido com os brios dos servidores públicos do município. Reunião convocada pelo sindicato da classe e audiência pública para debater o Funcristal, tiveram participação abaixo de 5% dos funcionários. Pelo jeito o suposto desvio de R$ 2 milhões apontado pela Polícia Federal, não causou indignação no funcionalismo. E deixa o barco correr. Embora o perigo seja afundar. MUDANÇAS PODEM SER AJUSTADAS As mudanças no trânsito de Cristalina são boas, em sua maioria. São necessários somente alguns ajustes e deveria haver uma panfletagem para esclarecer a população sobre as ruas que mudaram sentido. Precisa também ter humildade para reconhecer os erros e voltar atrás, para enxergar a necessidade de revogação do sentido único em ruas como a Rui Barbosa e mais umas duas ou três. No mais a equipe está de parabéns. JUSTA HOMENAGEM Por falar em Rua Rui Barbosa ela agora se chama Augusto Peixoto dos Santos. O projeto de lei foi de autoria do vereador Marcelo Pezão, que teve apoio unânime dos vereadores. Uma homenagem mais do que justa. PRESIDÊNCIA DA CÂMARA Está chegando a hora da decisão. Será no dia 15 de dezembro a data em que será conhecido o nome do novo presidente da Câmara, cargo que leva o ocupante para a vitrine, oferece status e dá a chance de manusear um orçamento mensal de cerca de R$ 400 mil. Os candidatos só vão aumentando, mas não seria exagero dizer que a disputa deve ficar por conta de Bernardo, Zé Orlando, Marcelo Pezão e Olivar. Caixeta seria a zebra. MARCELO COM MARCELO O ex-deputado Marcelo Melo (PMDB), que ocupa importante diretoria na Conab, vai tentar voltar à Câmara Federal no ano que vem. Em Cristalina, além de contar com o apoio de seu partido, ele vai fazer uma dobradinha com Marcelo Pezão (PTN), que diz ter 90% de certeza que irá para a disputa de deputado estadual. ANTONINO COM JURANDIR Como não pretende ser candidato, Antonino revela que trabalhará para seu amigo Jurandir Augusto (PPS), ex-prefeito de Pontalina e vice presidente da Agetop que vai disputar uma vaga para a Assembleia Legislativa. Jurandir esteve em Cristalina para visitar Antonino e demonstrou entusiasmo para concorrer a uma vaga de deputado estadual. DANIEL E LUIZ HENRIQUE NÃO DEFINIRAM Os vereadores Daniel do Sindicato e Luiz Henrique ainda não definiram qual dos dois poderá ser candidato a deputado estadual. Esse assunto deverá ser discutido pra valer só a partir de fevereiro ou março, depois da quarta feira de cinzas. A expectativa é grande. OS 90 ANOS DE FRITZ MOHN Decano da política cristalinense, Fritz Mohn completará 90 anos no próximo dia 20 de novembro cercado pelo carinho das filhas, dos netos, de toda a família e de muitos amigos. A data é sugestiva para uma reportagem especial do Jornal de Cristalina. O SONHO NÃO ACABOU O vereador e empresário Bernardo Fachinello, que esteve na Fenatran no mês passado, disse que, mesmo com a morte de José Carlos Librelato, o sonho de trazer uma fábrica da Librelato para Cristalina ainda está vivo. Ele informa que existe a real possibilidade e o que se pode fazer para convencer o conselho da empresa, está sendo feito (Matéria sobre o assunto na página 03). FABINHO E THIAGO Os empreendedores Fábio Rodrigues Amorim, o Fabinho, e Thiago Paulo da Silva, são exemplos de determinação na busca de objetivos. Eles garantiram que a última Laje do residencial seria colocada em agosto e a promessa foi cumprida. A construção continua a todo vapor e a conclusão será dentro do prazo estabelecido no cronograma. A verdade é que a cada dia que se passa, o prédio está mais bonito. EDIÇÃO ESPECIAL O Jornal de Cristalina circulará mais duas vezes antes do Natal. A próxima edição terá distribuição gratuita, mas uma edição especial, que circulará no dia 20 de dezembro, terá aquele valor simbólico de R$ 5,00. Amigos que querem incentivar nosso trabalho, poderão pagar R$ 20,00. E vamos embora porque Sete Notas está crescendo demais. Ainda bem que estão afinadas. Tchau!!! E X P E D I E N T E Visitando Cristalina, Valcenôr esteve com os amigos Heitor Soares, Romário Ribas, Marquinho Abrão, vereador Gilsão e Duca O Jornal de Cristalina é uma publicação da empresa ELIÉZER BISPO - CNPJ 13.922.487/000101 - Endereço: Rua Floresta, Qd. 12, Lote 07 - Cristalina Velha - CEP 73850-000 - Cristalina GO - Telefone: (61) 9912-3123 - E-mail: jornaldecristalina@gmail.com e/ou eliezer.bispo@yahoo.com.br - Jornalista Responsável: Eliézer Bispo - DRT GO01469JP Operários da voluntariedade jornalística: Ezequiel dos Santos Bispo, Tiago dos Santos Bispo e Franklin Ribeiro - Tiragem: 3.000 exemplares - Projeto Gráfico e Diagramação: Marcone Barros – 3568-6394 - Circulação: Goiás - Brasília
  7. 7. EDITORIAL 7 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 ELIÉZER BISPO Missão cumprida Na edição passada ficamos devendo o editorial, que é uma importante parte do Jornal que, às vezes, precisa de ser sacrificada quando se tem a necessidade de economizar páginas, vamos dizer assim, porque as primeiras matérias a serem excluídas, sem ser aquele capitalista convicto, são aquelas que não têm apelo financeiro. O objetivo nesta edição, que era para ser tratado no número passado, é uma simples homenagem à figura de Augusto Peixoto dos Santos, um cristalinense de princípios, que teve a sua vida pautada pela coerência e pela dignidade. Augusto Peixoto, que terá eterna morada em muitas mentes e corações, principalmente dos seus familiares, foi um homem que soube angariar o respeito e cultivar amizades. Aquelas que ele considerava verdadeiras. Ele não era homem de fazer rodeios nem de utilizar meias palavras. Gostava de expressar o que pensava e sentia de maneira franca, sem cerimônia. Com esse modo de vida, Augusto, que transpôs a barreira dos 80 anos, como escrevemos no Facebook no dia de sua morte, foi amado pela família, admirado pelos amigos e respeitado pelos correligionários e adversários políticos (veja nota Adversário de valor, ao lado). Política que é um capítulo especial da sua existência, haja vista ele ter sido prefeito de Cristalina, vereador e presidente da Câmara. Mesmo sendo um octogenário, Augusto participava ativamente da política, prova disso é que até pouco tempo atrás era presidente do Democratas, partido de uma linha da qual ele nunca mudou. UDN, Arena e PDS, além do DEM, é claro, foram agremiações partidárias das quais ele se acostumou a perder e ganhar, sem nunca ter mudado de lado. Seu nome, não há dúvidas, se eternizará na história, pois será impossível escrever algo sobre o município sem citá-lo Incentivador do nosso trabalho, Augusto sempre gostou de ler o Jornal de Cristalina. Na primeira edição, que circulou em junho de 2010, falamos no editorial do prazer que tínhamos em conversar com aqueles que conheciam a história da cidade, oportunidade em que fiz questão de citar poucos nomes, mas um era o dele. Fiquei lisonjeado quando me agradeceu a menção e me parabenizou pela coragem de iniciar um trabalho para contar a nossa história. A última vez que conversei pessoalmente com ele foi no dia 17 de julho deste ano. Vendi naquele dia a edição especial do Jornal, que celebrava a data de emancipação política e administrativa de Cristalina. Ele perguntou o preço e eu o indaguei se queria pagar o preço de amigo, ao que respondeu imediatamente que sim. Então tirou os vinte reais do bolso e me pagou. Ele ainda quis saber qual o preço para quem “não era meu amigo” e eu falei que eram cinco reais, no que ele sorriu e confirmou que era meu amigo. Sensível com o nosso trabalho ainda disse que se tivesse condições me ajudaria financeiramente em todas as edições do Jornal. Fiquei emocionado com suas palavras e o agradeci pela consideração. Pena que tive que sair depressa, pois ia atrás de “outros amigos”. Mas a última vez que falei de fato com ele foi quando estava em Goiânia, já em meados de agosto, tratando da enfermidade que o venceu. Pelo telefone, da casa de uma das filhas, como sempre me agradeceu pelo telefonema e falou que queria me encontrar para que eu lhe falasse como tinha sido a minha viagem pela Europa. Falei que contaria com prazer. Infelizmente não tive mais oportunidade de estar com ele, pois essa foi a última vez que ouvi a sua voz. No dia do velório conversei com algumas pessoas que estavam no local. Inclusive filhos, irmãos e genros. A todos eu disse que ele havia cumprido a sua missão. E bem cumprida, porque só o carinho e a consideração que ele recebia daqueles que o cercavam era um claro sinal de que a sua passagem por este mundo foi frutífera e deixava para todos um legado de honradez, probidade e caráter, herança maior que uma família pode receber. Descanse em paz meu amigo, amigo de meus pais, amigo de meu avôs. Saudades do Mister M ilton Ribeiro, carinhosamente chamado de Mister pelos filhos e netos, faleceu no dia 24 de outubro. Nascido em Parqacatu-MG, em 26 de novembro de 1.925, ele veio para Cristalina aos 07 anos de idade e posteriormente casou-se com Anna Bispo Ribeiro, com quem teve sete filhos: Marcos, Cleber, Hugo, Luzemar, Petrônio, Wolmer e Lázaro, além de Silvia, que era filha de criação. Os filhos lhe deram 19 netos e quatro bisnetos, que nutriam carinho especial pelo avô. Querido por todos, Milton partiu deixando tristes todos aqueles que o conheceram e desfrutaram do seu saudável convívio. O adeus a Evaldo Neiva Depois de longa enfermidade, faleceu no Hospital Municipal Chaud Salles, dia 28 de outubro, Evaldo Neiva que deixou sua marca na sociedade cristalinense. Casado com Marlene Resende Neiva e pai de Aline, Beto e Fábio, Evaldo partiu deixando grande saudade em seus amigos e familiares. Adversário de valor Um gesto de grandeza é reconhecer o valor do adversário, em qualquer situação. É o que pensa o escritor Luiz Alberto de Queiroz em relação ao exprefeito de Cristalina, Augusto Peixoto dos Santos, falecido em setembro. Adversário político ferrenho do escritor e de seu pai, José Rodrigues de Queiroz (também ex-prefeito de Cristalina), Augusto tinha como principal característica a firmeza de posição e a coerência como militante e fundador da UDN no município. “Lamento profundamente a perda de Augusto, embora estivéssemos em lados opostos. Com isso se encerra um período importante da história política do município”, disse Luiz Alberto. AVISO DE LICITAÇÃO TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2013 Contratação de cessionário para cessão de uso de imóvel da União destinado à instalação de uma Cantina em apoio às atividades administrativas desta Organização Militar. Total de itens licitados: 01. Edital: a partir de 18/11/ 2013 de Segunda à Quinta-feira das 10:00 hs às 12:00 hs e das 13:30 hs às 17:00 hs e Sexta-feira das 08:00 hs às 12:00 hs. Visitação: Durante o horário de expediente da Brigada de Infantaria Motorizada (Segunda à Quinta-feira das 10:00 hs às 12:00 hs e das 13:30 hs às 17:00 hs e Sexta-feira das 08:00 hs às 12:00 hs até 24 horas antes da sessão para recebimento e julgamento da Documentação de Habilitação e Propostas: 12/12/2013. Prazo para os interessados atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento: 6/12/ 2013. Data para recebimento e julgamento da Documentação de Habilitação e Propostas: 12/12/2013 às 10:00 hs. Endereço: Rua Visconde de Mauá s/n, Vila Militar, Cristalina – GO, CEP 73850-000. MANOEL VICENTE VALENTIM NETO – Cel Ordenador de despesas Cmdo 3ª Bda Inf Mtz FUNERÁRIA SANTA CLARA Serviços funerários, urnas, remoções, tanato, ornamentos, coroas e roupas Felizes os que habitam em tua casa, Senhor: aí eles te louvam para sempre. (Salmo 84:4) Promotor de vendas, serviços e planos funerários Sílvio Fone: (61) 8618-4863 Avenida Kaled Kozac, 500 - Centro - Fone: (61) 3612-3690 - Cristalina-GO
  8. 8. 8 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 Caminhão da Beleza em Cristalina No crescente mercado da beleza, a Bio Extratus, famosa marca de cosméticos, junto com a Shampoo e Cia, movimentam a cidade Movimentação durante todo o dia no Caminhão da Beleza da Bio Extratus em frente Shampoo e Cia. Equipe da Shampoo e Cia., comandada por Edvaldo e Luciene, é especializada no atendimento aos clientes N que tem alto conceito e credibilidade junto a fornecedores, como a Bio Extratus, devido à maneira correta em que o empreendimento ligado à beleza é conduzido pelos proprietários e por toda a equipe de trabalho. O Caminhão da Bio Extratus, que vem acompanhado de o último dia 5 de novembro esteve em Cristalina o Caminhão da Beleza, da Bio Extratus. Presente em grandes centros, o caminhão faz promoções e movimenta as cidades que percorre oferecendo serviços e produtos para serem apreciados gratuita- mente para a população em uma maneira simples e inteligente de divulgar tudo que é produzido pela marca. O caminhão veio ao município através da parceria com Shampoo e Cia, loja de cosméticos de propriedade do casal Edvaldo da Silva Lima e Luciene de Oliveira Lima, PM mais próxima do cidadão Mais um recital da Fábrica de Músicos A Polícia Militar de Cristalina, comandada pelo major William Efigênio da Silva, fez recentemente entrega de certificados e medalhas para componentes da corporação que se destacaram em suas atividades. O evento foi realizado durante uma reunião de confraternização, precedida de um Polícia Militar de Cristalina trabalha com afinco café da manhã no salão na defesa do cidadão de festas da Loja Maçônica Acácia Dados divulgados pela imprensa estadual dizem que o efetivo da PM em Cristalinense. “Pensamos em uma tropa motiva- Goiás atualmente é o mesmo de 1998. “Apesar das dificuldades avaliamos da, que trabalha unida, agregada, para que a comunidade sinta que exerce- que tivemos um ano positivo, com dimos nossa profissão com responsabi- minuição da criminalidade, devido ao lidade e respeito”, fala o major Efi- serviço de inteligência, às ações da gênio, que vive a expectativa da cons- GPT e o trabalho intenso e unido dos trução da sede da 32ª Companhia In- policiais, que procuram ser aplicados dependente da PM, que será edifica- em suas funções”, fala o major, que da pelo Estado de Goiás na praça Dr. em apenas um ano de Cristalina já deOtto Mohn, nas proximidades do Sin- tectou os problemas e está atuando com afinco para que a sociedade se dicato Rural. Com 70 homens e 13 viaturas a PM sinta protegida e segura com o trabalocal, como em todo o Estado, sente lho dos policiais militares. “Estamos a a falta do aumento no efetivo. Para se disposição de todos, nas ruas e em ter uma idéia a cidade já contou com nosso local de trabalho. Qualquer ci110 policiais, mas o que acontece é dadão pode nos procurar, porque além que com aposentadorias, transferên- da interação com a tropa, queremos cias por insatisfação com o local de estar cada vez mais próximos dos citrabalho e morte o número diminui. dadãos”, concluiu o comandante. profissionais competentes (cabeleireiros e promotores de vendas), é equipado para bem atender a clientela. Estacionado em frente à Shampoo e Cia o caminhão ficou o dia inteiro na cidade e fez análise capilar, hidratação de cabelo e escova em dezenas de pessoas, que se sentiram valorizadas e lisonjeadas pela iniciativa, pois a melhora no visual e o embelezamento é algo que mexe com a autoestima de todos. “Para nós e para a comunidade é um privilégio receber o Caminhão da Bio Extratus aqui em Cristalina, na nossa loja, com toda a estrutura, modernidade e conforto que ele oferece”, falou Luciene, que ficou muito satisfeita com a repercussão e com a participação de seus clientes. “Agradeço a todos e sempre que pudermos e tivermos condições, faremos promoções dessa natureza”, finalizou a empresária, que todos os dias está em seu estabelecimento para atender com cordialidade e respeito todos os consumidores que fazem uso dos mais modernos produtos de beleza. cou o apoio da diretora da escola Rose Sponchiado e da coordenadora Elivânia Lino, que deram total apoio ao importante acontecimento. Atração especial que não poderia faltar foi o Coral da Terceira Idade, que danAlunos da Escola Fábrica de Músicos encantaram çou, cantou e enos presentes cantou sob a triSalão Buffet Sônia Festas foi lha sonora de músicas de Michael palco do XI Recital Show Bai- Jackson e da dupla Victor e Léo. Depois das apresentações o sale, evento idealizado e realizado pela Escola Fábrica de Mú- lão de dança foi tomado pelos “pés sicos em parceria com a Associa- de valsa”, que desfrutaram delicioção Casa de Cultura Acordes do sos e inesquecíveis momentos ao Cerrado que fez uma participação som das bandas formadas pelos alusuper especial com 45 crianças do nos da Escola Fábrica de Músicos, Projeto Ponto de Cultura Música que arrebentaram no palco com seus instrumentos super afinados e suas Itinerante. O glamoroso e requintado reci- vozes magníficas. O Jornal de Cristalina parabetal teve participação especial do coral dos alunos do Colégio Esta- niza os professores Fernando Andual Zulca Peixoto de Paiva com 20 drade e Rita Vilani, além de toda a vozes que fizeram os convidados se equipe da Fábrica de Músicos, pela arrepiarem de emoção. Coordena- dedicação e empenho em favor da dora do evento, Rita Vilani desta- disseminação da arte e da cultura. O
  9. 9. 9 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 José Mário é reeleito com 96% dos votos válidos A eleição foi realizada no dia 30 de outubro, na sede da Faeg Zé Mário no dia da eleição da Faeg C om 96% dos votos válidos, José (Zé) Mário Schreiner foi reeleito, na quarta-feira, 30 de outubro, como presidente da Faeg para o triênio 2013/2016. Entre as metas da nova gestão merece destaque: educação e qualificação profissio- nal; políticas de garantia de redução de custos e riscos para a agricultura brasileira (crédito, seguro e instrumentos de comercialização); programas de educação, saúde e cidadania; sustentabilidade ambiental e incentivo à autorregulação do setor. Após a contabilização dos votos, o presidente agradeceu pela participação e confiança no trabalho da próxima diretoria. Apesar de ter sido uma chapa única, ele ressaltou que a chapa foi construída com a união de ideias distintas, em prol de um mesmo objetivo. “Temos uma nova diretoria e uma nova gestão, longe de comodismos para enfrentar os inúmeros desafios. Confiamos em quem representamos e essa é a responsabilidade que enxergamos. Nosso objetivo é prestigiar todas as regiões do Estado e fazer um trabalho responsável”, completou. Zé Mário acrescentou ainda que tem muito orgulho de representar o setor e que, com certeza, a Federação de Goiás é uma das mais representativas do país. “A Faeg é respeitada pelas ações que desenvolve, não por grandeza ou vaidade. Vejo este resultado com humildade e acredito que a responsabilidade é ainda maior. Precisamos caminhar juntos e desafios maiores virão”. Alécio Maróstica, representante do Sindicato Rural de Cristalina na chapa vencedora, acredita que Zé Mário está maduro para uma próxima gestão, se mostra satisfeito com as conquistas do setor e confia que o presidente reeleito tem condições de vencer os desafios que tem pela frente. “As demandas para o setor agropecuário não param, por isso acreditamos que para presidir nossa classe é necessário um homem com o conhecimento, o arrojo e a capacidade do José Mário. Com ele te- mos condições de avançar mais e credibilidade para cobrar dos órgãos competentes o devido respeito para com o segmento agropecuário”, diz Alécio, que também é superintendente de irrigação na secretaria estadual de agricultura. “O Zé Mário é um líder competente e experiente, que alcançou o respeito de toda a sociedade goiana por causa da maneira séria como trabalha e representa a classe. Vamos continuar ao lado dele para que Goiás, especialmente Cristalina, receba o devido reconhecimento das autoridades, com investimentos que melhorem as condições da produção agropecuária em nosso estado”, sintetizou Alécio, que também é uma referência no Estado, quando o assunto é agricultura. Loja Maçônica Acácia Cristalinense: Instituição com objetivo definido E m uma série de reportagens feitas sobre a Maçonaria, pelo Jornal de Cristalina, uma das coisas percebidas facilmente é que a instituição milenar se renova, rejuvenesce, é sempre atual e dinâmica. Ela cresce, se desenvolve e acompanha tudo o que acontece na sociedade para dar a sua parcela de contribuição, seja na área de saúde, social, educacional, cultural ou qualquer outra. “Recebemos novos irmãos recentemente, na grande maioria jovens dos mais diferentes segmentos profissionais, os quais serão os futuros dirigentes que trarão idéias novas, mas sem jamais perder o foco e a essência da maçonaria”, explica o professor Marcos Aurélio Caetano de Souza, venerável da Loja Maçônica Acácia Cristalinense. Satisfeito por ser a instituição voltada para os anseios da comunidade e que faz a diferença por sua atuação, o venerável se alegra porque em seu entendimento e de toda a diretoria, “a instituição prima por ter em seu seio homens de boa estirpe, honrados, livres e de bons costumes”. Em nível estadual e federal a Acácia tem recebido elogios das autoridades maçônicas pelo fato de receberem novos membros, novas colunas para o meio maçônico. O professor Marcos Aurélio e toda a diretoria foram parabenizados pela iniciativa, que visa dinamizar o trabalho interno e externo da Loja. Estudiosos, os maçons procuram aplicar às suas vidas ensinamentos que servem para nortear seus pensamentos e ações. Como exemplo, o livro Ensaios sobre Filosofia e Cultura Maçônica, de Walter Celso de Lima, é uma obra composta por 25 ensaios, com textos independentes e de fácil entendimento que trata de temas como filosofia, a procura de um Ser Superior, fraternidade e beneficência, ética e outros mais. Com reuniões às quintas feiras, às 20h, os maçons se reúnem observando simbolismos e ritos. E rito, conforme definição de Walter Celso em seu livro é: “um conjunto de atividades organizadas, no qual as pessoas que o executam se expressam por meio de gestos, de símbolos, de linguagem (também, do silêncio) e comportamentos, que transmitem um sentido coerente com um objetivo definido: a formação de um ser humano melhor no amplo aspecto da palavra”. Confira relação de novos membros da Acácia Cristalinense que vieram para fortalecer a entidade: Sebastião Carlos Serafim, Miguel Alexandre Filho, Diogo Tadamitsu Takahashi. Renato Leal Caetano, Maks Wilson Louzada, Dimas Ferreira Martins, Leonardo Rodrigues Afonseca, Ednilson José Lang, Vantuilho Vieira da Silva, Arnaldo Aparecido dos Santos, Anderson Luiz Capel Carlesse, Glauco Vinícius Salles, Nivaldo de Freitas Carvalho, Valdir Batista de Oliveira, Alan Silva Costa, Rodrigo Cruvinel Pereira Bezerra Deputado Valcenôr discursa ao lado do deputado Luiz Carlos do Carmo, Alécio Maróstica e do vereador Daniel do Sindicato Audiência debate política para irrigação A Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Goiás, presidida pelo deputado Luiz Carlos do Carmo (PMDB), promoveu, na segunda-feira, 11, mais uma rodada de discussão sobre a Política de Irrigação do Estado de Goiás. O evento foi realizado na Câmara de Vereadores de Cristalina e teve como coordenador o vereador Daniel do Sindicato, que é o secretário executivo do Sindicato Rural de Cristalina. A audiência, que contou com a participação de produtores e representantes classistas, teve como objetivo promover o debate e o aprimoramento quanto ao tema proposto. O parlamentar goiano ficou feliz com a participação da sociedade organizada, mas ao final reclamou (pelo microfone) da ausência do prefeito de Cristalina ou de um representante seu no importante debate. “É muito estranho um assunto dessa envergadura, em um município tão importante como Cristalina não ter a presença do prefeito”, falou. “Estou satisfeito, pois alcançamos nossos objetivos. Mais satisfeitos ainda por estar em Cristalina, maior área irrigada da América Latina, local ideal para essa discussão, por isso não poderia deixar de vir aqui”, falou o deputado, ressaltando que precisa da aju- da do produtor rural para que o projeto chegue ao plenário da Assembleia de forma que agrade aos irrigantes. Na audiência foi discutida a elaboração de projeto de lei que dispõe sobre a Política Estadual de Agricultura Irrigada. A minuta do projeto está sendo elaborada por entidades do setor e posteriormente será encaminhada à Governadoria para que seja agilizado o projeto de lei a ser apreciado pelo Legislativo Goiano. O deputado estadual Valcenôr Braz também prestigiou a audiência e destacou que não tem como ,falar em agricultura, principalmente a irrigada, sem ouvir Cristalina. “Esse município é riquíssimo e uma referência para o Brasil quando o assunto é agricultura irrigada, razão pela qual acredito estarmos no lugar certo para o debate”, falou Valcenôr, que representa Cristalina no Parlamento Goiano. “É interessante o debate porque a lei não está pronta e podemos opinar, interferir na redação, colocar tópicos em favor dos irrigantes, já que o estado não tem uma política de irrigação”, falou Alécio Maróstica, presidente do Sindicato Rural de Cristalina, afirmando que vai acompanhar todos os passos da tramitação, inclusive quando estiver na Assembleia.
  10. 10. 10 JORNAL DE CRISTALINA Novembro de 2013 GENTE QUE BRILHA Nos preparativos para as vendas de final de ano, a simpatia e a competência de Kellyana, Érica, Fernanda e Neide ao lado da moderna empresária Ângela Sampaio, da L’acqua di Fiori. Dona Izolina e seu Evangelino (Vanjo) acabam de completar 50 anos de matrimônio. Filhos e netos organizaram a festa para celebrar a significativa data. Muita alegria pelos 15 anos de Lavynnia Monteiro de Souza, que comemorou a data com culto em ação de graças e ótima recepção na sede da Igreja Batista Emanuel. Para celebrar a data mais importante na vida de uma mulher, Jullie recebeu família, amigos, presentes e muitos abraços e beijos na festa dos seus 15 anos. José Flávio, o Zelão, ao lado do Luiz Carlos Pimenta (Pimentinha), que comanda o sucesso nas madrugadas da Rádio Serra Dourada FM, com o consagrado programa “Café Com Leite”. Thauane, junto com a irmã Sulthane e os pais Elza e João no alegre dia em que completou 10 anos de vida. A linda festa foi realizada no Clube de Caça e Pesca de Cristalina. O cinqüentenário casal Antônio Bião e Maria Benedita (Ditinha) celebrou Bodas de Ouro com missa na igreja Nossa Senhora Aparecida e recepção para os convidados no CTG. O escritor cristalinense Luiz Alberto de Queiroz (D) ao lado do primo, Dênis de Paiva, durante o lançamento do livro sobre o médico Gomes da Frota, em Goiânia. Bela e simpática, a jovem Rafaela comemorou seus 15 anos no aconchego do lar, ao lado dos pais, Hermes e Ana Paula, além de muitos amigos e familiares. Na Fenatran, realizada em São Paulo, no pavilhão de eventos do Anhembi, encontro dos empresários e amigos João Fachinello (40 Implementos Rodoviários) e Carlos Picolotto (Dukar).

×