Reforma ortográfica

2,394 views

Published on

Published in: Education, Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,394
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reforma ortográfica

  1. 1. A última do português....
  2. 7. <ul><li>Vício na fala Para dizerem milho dizem mio Para melhor dizem mió Para pior pió Para telha dizem teia Para telhado dizem teiado E vão fazendo telhados </li></ul><ul><li>- Oswald de Andrade - </li></ul>
  3. 8. TELEMÓVEL
  4. 9. CELULAR
  5. 10. DIOSPIRO
  6. 11. CAQUI
  7. 12. AUTOCARRO
  8. 13. ÔNIBUS
  9. 14. COMBOIO
  10. 15. TREM
  11. 16. CORDEL
  12. 17. BARBANTE
  13. 18. ALTOFALANTE
  14. 19. CAIXA DE SOM
  15. 20. AUSCULTADORES
  16. 21. FONES DE OUVIDO
  17. 22. VERNIZ
  18. 23. ESMALTE
  19. 24. AUTOCLISMA
  20. 25. DESCARGA DA PRIVADA
  21. 26. CUECA
  22. 27. CALCINHA
  23. 28. CACETE
  24. 29. PÃO FRANCÊS
  25. 30. UM PUTO
  26. 31. UM ADOLESCENTE
  27. 32. <ul><li>LISBOA: AVENTURAS </li></ul><ul><li>tomei um expresso cheguei de foguete </li></ul><ul><li>subi num bonde desci de um elétrico </li></ul><ul><li>pedi um cafezinho serviram-me uma bica </li></ul><ul><li>quis comprar meias </li></ul><ul><li>só vendiam peúgas </li></ul><ul><li>fui dar à descarga disparei um autoclisma </li></ul><ul><li>gritei “ó cara!” responderam-me “ó pá!” positivamente </li></ul><ul><li>aves que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá </li></ul><ul><li>(PAES, José Paulo. A poesia está morta mas juro que não fui eu. ) </li></ul>
  28. 34. Base Legal Decreto Legislativo nº. 54/1995 O que prevê? A unificação da grafia, propondo uma simplificação no idioma falado no Brasil.
  29. 35. <ul><li>No Brasil, a língua portuguesa já passou por reformas em 1943 e 1971 , enquanto em Portugal houve alterações </li></ul><ul><li>em 1911 , 1945 e 1973 . </li></ul>
  30. 36. No Brasil, estão em uso atualmente cerca de 180 línguas indígenas , segundo a Funai – Fundação Nacional do Índio - Em Portugal, cerca de 15 mil pessoas falam o mirandês , na região da Terra de Miranda, no norte da península Ibérica.
  31. 37. <ul><li>No Brasil, as mudanças afetarão 0,45% das palavras. </li></ul><ul><li>O português falado em Portugal sofrerá alterações em 1,6% </li></ul><ul><li>de seu vocabulário. </li></ul><ul><li>Os portugueses deixarão, </li></ul><ul><li>por exemplo, de escrever húmido e escreverão úmido , como os brasileiros. </li></ul>
  32. 38. O CAVACO É UM CARA MUITO LEGAL!!! O LULA É UM GAJO MUITO PORREIRO!!!
  33. 40. PRINCIPAIS ALTERAÇÕES NA ORTOGRAFIA DO PORTUGUÊS
  34. 41. Como fica o Alfabeto: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z As letras K , W e Y são reintroduzidas. Volta a ter 26 letras
  35. 42. <ul><li>1 – Alfabeto </li></ul><ul><li>composto por 23 letras, </li></ul><ul><li>passa agora a ter 26 . </li></ul><ul><li>A incorporação das letras K , Y , W – antes do acordo, essas letras não faziam parte do alfabeto, sendo empregadas em casos especiais, como estrangeirismos e abreviaturas. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Darwin , Kuwait , Washington , </li></ul><ul><li>yoga , kg (quilo) </li></ul>
  36. 43. <ul><li>2. Os nomes próprios hebraicos de tradição bíblica terminados por ch , ph e th : </li></ul><ul><li>a) pronunciados podem conservá-los ou simplificá-los: </li></ul><ul><li>Exemplos: Loth ou Lot </li></ul><ul><li>Baruch ou Baruc </li></ul><ul><li>Enoch ou Enoc </li></ul>
  37. 44. <ul><li>b) se o dígrafo for mudo, deverá ser eliminado: </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Joseph </li></ul><ul><li>José </li></ul><ul><li>Nazareth </li></ul><ul><li>Nazaré </li></ul>
  38. 45. <ul><li>c) se, pelo uso, permitir adaptação, pode-se adicionar uma vogal: </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Judith </li></ul><ul><li>Judite </li></ul><ul><li>Beth </li></ul><ul><li>Bete </li></ul>
  39. 46. <ul><li>3. Em nomes próprios de tradição bíblica podem ser conservadas ou não as consoantes finais b , c , d , g e t . </li></ul><ul><li>Exemplo: David ou Davi </li></ul><ul><li>Madrid ou Madri </li></ul><ul><li> Job ou Jó </li></ul><ul><li>Josafat ou Josafá </li></ul>
  40. 47. <ul><li>4. Substituição dos topônimos estrangeiros por formas vernáculas correspondentes sempre que possível: </li></ul><ul><li>Exemplo: de Milano para Milão </li></ul><ul><li>de Quebec para Quebeque </li></ul><ul><li> de Nova York para Nova Iorque </li></ul><ul><li> de Zürich para Zurique </li></ul><ul><li> de Lion para Lião </li></ul>
  41. 48. <ul><li>Obs.: Para os topônimos que não têm correspondente no vernáculo, </li></ul><ul><li>mantém-se a forma original. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Washington, </li></ul><ul><li>Los Angeles , </li></ul><ul><li>Buenos Aires , </li></ul><ul><li>Zagreb. </li></ul>
  42. 49. Letras maiúsculas e minúsculas <ul><li>I) emprega-se letra minúscula inicial: </li></ul><ul><li>a - Nos nomes de dias da semana, dos meses e das estações do ano </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>segunda , sábado , domingo , janeiro , fevereiro , março , </li></ul><ul><li>verão , outono </li></ul>
  43. 50. <ul><li>b) Nos nomes dos pontos cardeais (mas não as abreviaturas): </li></ul><ul><li>Exemplo: de Norte para norte </li></ul><ul><li>de Sul para sul </li></ul><ul><li>de Noroeste para noroeste </li></ul>
  44. 51. <ul><li>c) Nas formas de tratamento e reverência: </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>S anta M ônica ou s anta M ônica </li></ul><ul><li> S enhor M ário ou s enhor M ário </li></ul><ul><li>P apa B ento XVI ou p apa B ento XVI </li></ul>
  45. 52. <ul><li>d) Nos nomes que designam domínios do saber e formas afins, o emprego de maiúsculas é facultativo: </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Português ou português </li></ul><ul><li>História do Brasil ou história do Brasil </li></ul><ul><li>Biologia Marinha ou biologia marinha </li></ul>
  46. 53. <ul><li>e) Em nomes de logradouros públicos </li></ul><ul><li>edifícios e templos o emprego </li></ul><ul><li>da maiúscula é facultativo: </li></ul><ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>Rua Tiradentes ou rua Tiradentes </li></ul><ul><li>Igreja Sagrado Coração </li></ul><ul><li>ou igreja Sagrado Coração </li></ul>
  47. 55. O sinal, usado em grupos gue/gui/que/qui , quando a vogal u é átona e pronunciada , é abolido em palavras da língua portuguesa.
  48. 56. O trema permanece em nomes próprios e suas derivações, como: Müller, mülleriano, Bündchen , etc. Bündchen Como era: a güe ntar se qüe stro tran qüi lo lin güi ça Como fica: a gue ntar se que stro tran qui lo lin gui ça
  49. 57. Desaparece o acento dos ditongos abertos - éi , ói - das palavras paroxítonas Acento agudo Como fica: jib oi a id ei a assembl ei a Cor ei a Como era: jib ói a id éi a assembl éi a Cor éi a
  50. 59. OXÍTONAS <ul><li>São mantidos os acentos </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>anéis </li></ul><ul><li>papéis </li></ul><ul><li> céu – céus </li></ul><ul><li> troféu – troféus </li></ul><ul><li>dói </li></ul><ul><li> corrói </li></ul>
  51. 60. Desaparece o acento no I e U tônicos depois de ditongo nas palavras paroxítonas. <ul><li>a) Paroxítonas - acento agudo eliminado </li></ul><ul><li>Exemplos : </li></ul><ul><li>de feiúra para feiura </li></ul><ul><li>de baiúca para baiuca </li></ul><ul><li>de Sauípe para Sauipe </li></ul>
  52. 61. Desaparece o acento agudo no U tônico nos grupos GUE , GUI , QUE , QUI <ul><li>Averi gue </li></ul><ul><li>Apazi gue </li></ul><ul><li>Ele ar gui </li></ul><ul><li>Enxa gue você </li></ul>
  53. 62. <ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>chei í ssimo </li></ul><ul><li>Mai ú sculo </li></ul>b) Proparoxítonas - O acento mantido -
  54. 63. <ul><li>c) Palavras com I e U não precedidas de ditongo </li></ul><ul><li>- acento mantido - </li></ul>Exemplo: a í cafe í na sa ú de sa í da sa ú va
  55. 64. <ul><li>Eliminação do acento circunflexo nos encontros vocálicos </li></ul>OO - EE
  56. 65. Deixa de existir em palavras terminadas em êem e ôo (s) Acento Circunflexo vôo Como era: cr êem d êem v êem l êem v ôo perd ôo z ôo Como fica: cr eem d eem v eem l eem v oo perd oo z oo
  57. 66. Deixa de existir o acento que diferencia algumas palavras Acento diferencial Como era: p á ra p ê lo p ê ra Como fica: p a ra p e lo p e ra Pêra
  58. 67. Obs.: Continua a existir o acento diferencial entre pôde e pode (verbo poder) e entre pôr (verbo) e por (preposição).
  59. 68. Como era Como é Acento circunflexo empregado Mantido Exemplo: pôde (3 a. p. do sing. do pret. perf. do ind.) pode (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) têm (3 a. p. do pl. do pres. do indicativo) tem (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) vêm (3 a. p. do pl. do pres. do indicativo) vem (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) por (preposição) pôr (verbo) e seus derivados Exemplo: pôde (3 a. p. do sing. do pret. perf. do ind.) pode (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) têm (3 a. p. do pl. do pres. do indicativo) tem (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) vêm (3 a. p. do pl. do pres. do indicativo) vem (3 a. p. do sing. do pres. do indicativo) por (preposição) pôr (verbo) e seus derivados
  60. 69. Casos consagrados pelas duas ortografias oficiais <ul><li>Emprego facultativo da acentuação </li></ul><ul><li>Econômico ou Económico </li></ul><ul><li>Acadêmico ou Académico </li></ul><ul><li>Bebê ou bebé </li></ul><ul><li>Canapê ou canapé </li></ul><ul><li>Metrô ou metro </li></ul><ul><li>Cocô ou cocó </li></ul>
  61. 70. Verbos terminados em - IAR <ul><li>Premio ou premeio (de prêmio) </li></ul><ul><li>Noticio ou noticeio (de notícia) </li></ul><ul><li>Negocio ou negoceio (de negócio) </li></ul><ul><li>Calunio ou caluneio (de calúnia) </li></ul><ul><li>Influencio ou influenceio (influência) </li></ul><ul><li>Principio ou principeio (princípio) </li></ul><ul><li>Odeio ou odio (ódio) </li></ul>
  62. 71. Palavras com consoantes mudas <ul><li>Fato ou facto / Aspecto ou aspeto / cacto ou cato / caracteres ou carateres / dicção ou dição / sector ou setor /concepção ou conceção /convicto ou convito / recepção ou receção </li></ul><ul><li>- dupla pronúncia e dupla grafia - </li></ul><ul><li>Ação </li></ul><ul><li>- Única pronúncia e única grafia - </li></ul>
  63. 72. A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z Hífen
  64. 73. a) Palavras que perderam a noção de composição COMO ERA COMO É Com hífen Hífen eliminado Exemplo: pára-quedas manda-chuva Exemplo: paraquedas mandachuva
  65. 74. b) Prefixos ( ante , anti , co , contra etc.) mais palavra iniciada por h - Como era Com hífen Exemplo: anti-higiênico pré-história extra-humano super-homem semi-hospitalar geo-história Como é Hífen mantido Exemplo: anti-higiênico pré-história extra-humano super-homem semi-hospitalar geo-história
  66. 75. c) prefixo termina por vogal e segundo elemento começa com as consoantes s ou r – Como era: Com hífen Exemplo: anti - religioso anti-semita contra-regra contra-senha extra-regulamentação co-seno Como fica: Consoante duplicada Exemplo: antirreligioso antissemita contrarregra contrassenha extrarregulamentação cosseno
  67. 76. d) palavra terminada por vogal diferente da inicial do segundo elemento Como era: Com hífen Exemplo: auto-aprendizagem auto-estrada anti-aéreo contra-indicação extra-escolar Como fica: Sem hífen Exemplo: autoaprendizagem autoestrada antiaéreo contraindicação extraescolar
  68. 77. e) prefixos hiper -, inter -, super - segundo elemento iniciado por r Como era: Com hífen Exemplo: hiper-requintado inter-relacionado super-requisitado Como fica: Hífen mantido Exemplo: hiper-requintado inter-relacionado super-requisitado
  69. 78. f) Prefixos pós -, pré -, vice - hífen Como era: Com hífen Exemplo: pós-graduação pós-tônico pré-escolar pré-natal vice-reitor Como fica: Hífen mantido Exemplo: pós-graduação pós-tônico pré-escolar pré-natal vice-reitor
  70. 79. g) nos nomes de espécies botânicas e zoológicas ligados ou não por preposição ou qualquer outro elemento – Como era: Com hífen Exemplo: andorinha-do-mar couve-flor erva-doce segunda-feira Como é: Hífen mantido Exemplo: andorinha-do-mar couve-flor erva-doce segunda-feira
  71. 80. h) compostos iniciados pelos advérbios bem e mal seguidos de palavras começadas por vogal ou h - Como era: Com hífen Exemplo: bem -aventurado bem -estar bem -humorado mal -afortunado mal -estar Como fica: Hífen mantido Exemplo: bem -aventurado bem -estar bem -humorado mal -afortunado mal -estar
  72. 81. <ul><li>benfeitor, benquisto, bendito, cooperar, coordenar </li></ul>Obs.: Não ocorre hífen quando já se perdeu a noção de prefixação:
  73. 82. Usar o hífen quando o primeiro elemento terminar com vogal ou consoante igual à letra que começar o segundo. <ul><li>microônibus micro -ônibus </li></ul><ul><li>contraataque contra -ataque </li></ul><ul><li>microondas micro -ondas </li></ul><ul><li>antiimperialista anti -imperialista </li></ul><ul><li>arquiinimigo arqui -inimigo </li></ul><ul><li>Exceção – cooperar / cooptar </li></ul>
  74. 83. Algumas mudanças pelas quais passou a língua portuguesa em um texto fictício.
  75. 84. João acorda na manhan de sabbado começa a tomar seu cafézinho , mas percebe signais de uma jibóia , prompta para dar o bote. Êle pára , olha e tenta sahir tranqüilamente da sala, sem assustal-a . Vizinhos o vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na egreja . Até os anos 1930
  76. 85. João acorda na manhã de sábado começa a tomar seu cafézinho , mas percebe sinais de uma jibóia , pronta para dar o bote. Êle pára , olha e tenta sair tranqüilamente da sala, sem assustá-la . Vizinhos o vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na igreja . Até os anos 1970
  77. 86. João acorda na manhã de sábado começa a tomar seu cafezinho , mas percebe sinais de uma jibóia , pronta para dar o bote. Ele pára , olha e tenta sair tranqüilamente da sala, sem assustá-la . Vizinhos o vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na igreja . Até 2008
  78. 87. João acorda na manhã de sábado começa a tomar seu cafezinho , mas percebe sinais de uma jiboia , pronta para dar o bote. Ele para , olha e tenta sair tranquilamente da sala,sem assustá-la . Vizinhos o veem correndo pela autoestrada e oferecem abrigo na igreja . A partir de 2009

×