Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Futurismos

2,196 views

Published on

Published in: Travel, Business
  • Be the first to comment

Futurismos

  1. 1. Século XX: primeira metade (II) Outras tendências
  2. 2. <ul><li>FUTURISMO </li></ul>Valorização da velocidade produzida pela mecanização do mundo contemporâneo.
  3. 3. <ul><li>Procura-se neste estilo expressar o movimento atual, registrando a velocidade descrita pelas figuras em movimento no espaço. </li></ul><ul><li>O artista futurista não está interessado em pintar um automóvel, mas captar a forma plástica a velocidade descrita por ele no espaço. </li></ul>
  4. 4. Características do Futurismo <ul><li>-A Dinamicidade -Aspectos mecânicos -O uso de elementos geométricos </li></ul>
  5. 5. Velocidade abstrata – o carro passou – Giacomo Balla.
  6. 6. Formas únicas de continuidade no espaço Bronze – Umberto Boccioni
  7. 7. Retrato de Leopold Zborowska Retrato de Jeanne Hébuterne, sentada Modigliani Modigliani
  8. 8. <ul><li>Embora a palavra dada em francês signifique cavalo de brinquedo, para reforçar esta idéia foi criado o mito de que o nome foi escolhido aleatoriamente, abrindo-se uma página de um dicionário e inserindo-se um estilete sobre a mesma. Isso foi feito para simbolizar o caráter anti-racional do movimento, claramente contrário à Primeira Guerra Mundial . </li></ul>Dadaísmo
  9. 9. <ul><li>Ready-Made significa confeccionado, pronto. Expressão criada em 1913 pelo artista francês Marcel Duchamp para designar qualquer objeto manufaturado de consumo popular, tratado como objeto de arte por opção do artista. </li></ul>
  10. 10. Marcel Duchamp <ul><li>(1887-1968), pintor e escultor francês, sua arte abriu caminho para movimentos como a pop art e a op art das décadas de 1950 e 1960. Reinterpretou o cubismo a sua maneira, interessando-se pelo movimento das formas. O experimentalismo e a provocação o conduziram a idéias radicais em arte, antes do surgimento do grupo Dada (Zurique, 1916). </li></ul><ul><li>Criou os ready-mades, objetos escolhidos ao acaso, e que, após leve intervenção e receberem um título, adquiriam a condição de objeto de arte. </li></ul><ul><li>Em 1917 foi rejeitado ao enviar a uma mostra um urinol de louça que chamou de &quot;Fonte&quot;. Depois fez interferências (pintou bigodes na Mona Lisa, para demonstrar seu desprezo pela arte tradicional), inventou mecanismos ópticos. </li></ul>
  11. 13. OP - ART Op art é um termo usado para descrever a arte que explora a falibilidade do olho e pelo uso de ilusões ópticas. A expressão “op-art” vem do inglês (optical art) e significa “arte óptica”. Defendia para arte &quot;menos expressão e mais visualização&quot;. Apesar do rigor com que é construída, simboliza um mundo mutável e instável, que não se mantém nunca o mesmo. Os trabalhos de op art são em geral abstratos, e muitas das peças mais conhecidas usam apenas o preto e o branco. Quando são observados, dão a impressão de movimento, clarões ou vibração, ou por vezes parecem inchar ou deformar-se.
  12. 18. POP-ART <ul><li>Em meados da década de 60 os artistas, por sua vez, defendem uma moderna, irreal, que se comunique diretamente com o público por meio de signos e símbolos retirados do imaginário que cerca a cultura de massas e a vida cotidiana. </li></ul>
  13. 19. <ul><li>Assim, surge a Pop Art, na Inglaterra, através de um grupo de artistas intitulados Independent Group . A primeira obra considerada Pop é o que exatamente torna os lares de hoje tão diferentes, tão atraentes. </li></ul>
  14. 20. <ul><li>Os artistas e críticos integrantes do Independent Group lançam em primeira mão as bases da nova forma de expressão artística, que se beneficia das mudanças tecnológicas e da ampla gama de possibilidades colocada pela visualidade moderna, que está no mundo - ruas e casas - e não apenas em museus e galerias. </li></ul>
  15. 21. Roy Lichtenstein foi o mestre do estereotipo, e o mais sofisticado dos artistas pop, quer pela capacidade de análise visual, quer pela a ironia da exploração dos estilos passados.   Assim que aderiu à nova onda - como os demais artistas do movimento - Lichtenstein privilegiou as cores primárias (azul, amarelo e vermelho), usou o recurso dos pontinhos, das linhas paralelas e a vantagem do baixo custo de impressão gráfica.
  16. 22. O objetivo de Lichtenstein foi oferecer uma reflexão sobre a linguagem e as formas artísticas. Seus quadros, desvinculados do contexto de uma história, aparecem como imagens frias, intelectuais, símbolos ambíguos do mundo moderno. O resultado é a combinação de arte comercial e abstração.
  17. 23. <ul><li>Nasceu a 6 de Agosto de 1928 em Pittsburgh. Foi um impulsionador da arte pop, cineasta e pintor. </li></ul><ul><li>Ficou conhecido por pintar produtos americanos famosos, como latas de sopa Campbells's ou celebridades como Marilyn Monroe. A célebre frase &quot; Um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama.&quot; é da sua autoria. Faleceu em 1987 no dia seguinte a ter sido submetido a uma operação à vesícula biliar com sucesso. </li></ul>
  18. 25. Marilyn (1967) Andy warhol
  19. 27. <ul><li>Nascido no estado de Pensilvânia cedo mostrou interesse pelas artes plásticas. De 1976 até 1978 estudou design gráfico numa escola de arte em Pittsburgh. Antes de acabar o curso, transfere-se para Nova Iorque, onde seria grandemente influenciado pelos graffitis, inscrevendo-se na School of Visual Arts . Homossexual assumido, o seu trabalho reflete também um conjunto de temas homo-eróticos. </li></ul><ul><li>Keith Haring começou a ganhar notoriedade ao desenhar a giz nas estações de metro de Nova Iorque. As suas primeiras exposições formais acontecem a partir de 1980 no Club 57, que se torna um ponto de encontro da elite vanguardista. </li></ul><ul><li>Na mesma década, participou em diversas bienais e pintou diversos murais pelo mundo - de Sydney a Amsterdão e mesmo no Muro de Berlim. Amigo pessoal de Grace Jones, foi ele quem lhe pintou o corpo para o videoclip &quot;I'm Not Perfect&quot;. </li></ul><ul><li>Em 1988, abre um Pop Shop em Tóquio. Na ocasião, afirma: </li></ul><ul><li>&quot; Em minha vida fiz muitas coisa, ganhei muito dinheiro e me diverti muito. Mas também vivi em Nova Iorque nos anos do ápice da promiscuidade sexual. Se eu não pegar AIDS, ninguém mais pegará. &quot; </li></ul><ul><li>Meses depois declara em entrevista à revista Rolling Stone que tem o vírus HIV. Em seguida, cria a Keith Haring Foundation , em favor das crianças vítimas da AIDS. </li></ul><ul><li>Em 1989, perto da igreja de Sant'Antonio Abate , em Pisa , Itália, executa a sua última obra pública - o grande mural intitulado Tuttomondo [1], dedicado à paz universal. </li></ul><ul><li>Haring morreu aos 31 anos de idade, vítima de AIDS, tendo sido um forte activista contra a doença, que abordou mais que uma vez em suas pinturas. </li></ul>

×