Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gestão do conflito na escola

447 views

Published on

Apresentação 03/09/2015

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Gestão do conflito na escola

  1. 1. Gestão do conflito na escola. Ou da escola? ISIS STADULNE AQUINO PUCRS – ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO GESTÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO - TURMA 148Y - PROFESSORA ELAINE TURK FARIA
  2. 2. Conflito: indisciplina e incivilidades  Incivilidades X Violência  Punições X Consequências  Refletem o mundo fora da escola (mídia, família, espaços públicos) mas não vêm para ‘perturbar’ a paz da escola  Qualidade do currículo (conjunto de experiências, espaços e profissionais responsáveis pela condução das discussões)  Perfil dos alunos  Respeito é restrito a certos grupos (hierarquia da justiça)
  3. 3. Professor  Sente-se desgastado, cansado e cobrado. É visto como quem oportuniza ou permite que a harmonia seja afetada.  Muitas vezes é responsabilizado pelo conflito, sua competência é aferida pela ‘ausência de conflitos’ ou controle dos comportamentos.  Evita, contém e ignora o conflito.  Terceiriza o conflito, afasta do grupo.
  4. 4. Intervenções e possibilidades  Formação ética: “Alunos precisam de princípios; e não só de regras”  Desenvolvimento moral: contrato social da aprendizagem. A indisciplina é a ruptura desse contrato entre pessoas que querem aprender.  As consequências da indisciplina precisam refletir a visão e missão da escola.  Não evitar ou conter o conflito, ele faz parte do seu amadurecimento moral e emocional  Desenvolver a autoregulação (o que é mais importante entre dois ‘quereres’)
  5. 5. Telma Vinha – Práticas de sucesso na resolução de conflitos
  6. 6. Telma Vinha e Yves de La Taille: Como combater as incivilidades?
  7. 7. Bibliografia  ESTRELA, M. T. (2002). Relação pedagógica, disciplina e indisciplina na aula. 4ª ed. Porto: Porto  DEVRIES, R.; Zan, B. Creating a constructivist classroom atmosphere. Revista Young Children, nov. , 1995, pp. 4-13.  DEVRIES, R.; Zan, B. A ética na educação infantil. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.  VINHA, T. P. . A escola que faz sentido: chaves para transformar o mundo Os conflitos interpessoais na relação educativa: problemas a serem resolvidos ou oportunidades de aprendizagem?. Caderno Gestor: gestão do currículo na escola. São Paulo: SSE, 2010, v. , p. -.

×