Successfully reported this slideshow.

Cubismo slides

617 views

Published on

Apresentação sobre o cubismo, literatura cubista, com exemplos

Published in: Education
  • Be the first to comment

Cubismo slides

  1. 1. CUBISMO Carlos Henrique e Isaque Marques
  2. 2. RESUMO BÁSICO Surgimento – Século XX – Paris Desenvolveu-se principalmente nas artes plásticas Valorização da forma geométrica Pablo Picasso e Georges Braque
  3. 3. L I T E R A T U R A • A obra de arte não deve ser uma representação objetiva da natureza, mas uma transformação dela, ao mesmo tempo objetiva e subjetiva; • A procura da verdade deve centralizar-se na realidade pensada, criada, e não na realidade aparente; • A ordem cronológica deve ser eliminada. As sensações e recordações vão e vêm do presente ao passado, embaralhando o tempo; • A valorização do humor, a fim de afugentar a monotonia da vida nas modernas sociedades industrializadas; • A supressão da lógica; • A fragmentação;
  4. 4. INFLUÊNCIAS  Oswald de Andrade  Tarsila do Amaral – Pintura  Pablo Picasso – Pintura  Blaise Cendrars  Guillaume Apollinaire
  5. 5. Poema: A Gravata Autor: Guillaume Apollinaire
  6. 6. Tradução do Poema II Pleut (chove) “Chovem vozes de mulheres como se estivessem mortas mesmo na recordação. Chovem também vocês maravilhosos encontros de minha vida ó gotinhas, e estas nuvens empinadas se põem a relinchar todo um universo de cidades minúsculas. Escuta se chove enquanto a mágoa e o desdém choram uma antiga música. Escuta caírem os laços que te retém embaixo e em cima.” Poema: Chove Autor: Guillaume Apollinaire
  7. 7. Poema: Hípica Autor: Oswald de Andrade
  8. 8. Chove chuva choverando que a cidade de meu bem está-se toda se lavando Senhor que eu não fique nunca como esse velho inglês aí ao lado que dorme numa cadeira à espera de visitas que não vêm Chove chuva choverando que o jardim de meu bem está-se todo se enfeitando A chuva cai cai de bruços A magnólia abre o pára-chuva pára-sol da cidade de Mário de Andrade A chuva cai escorre das goteiras do domingo Chove chuva choverando que a cidade de meu bem está-se toda se molhando Anoitece sobre os jardins Jardim da Luz Jardim da Praça da República Jardim das platibandas Noite Noite de hotel Chove chuva choverando Poema: Soidão Autor: Oswald de Andrade
  9. 9. BIBLIOGRAFIA  https://goo.gl/tVw2pw  http://goo.gl/4wOzR1  http://goo.gl/xC1zWZ  http://goo.gl/dD6vF3  http://goo.gl/JmVYvK  http://goo.gl/RjrwFX  http://goo.gl/n0Zmf9  http://goo.gl/Aiqr3V

×