Formação BE 2

264 views

Published on

Tabela matriz

Published in: Travel
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Formação BE 2

  1. 1. Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças identifica a implementar Necessidade de assumir um papel de parceria e Afirmação do liderança, papel do colaborando com professor as restantes Conhecimento da Expectativas Dificuldade em bibliotecário estruturas da comunidade criadas pelas que a comunidade através de uma escola no sentido educativa e bom novas condições educativa acção continuada de promoção da relacionamento de exercício do reconheça o papel e consistente, que aprendizagem, em com a Insegurança face cargo, do professor leve ao termos de generalidade das ao novo nomeadamente bibliotecário. Competências do reconhecimento construção de estruturas da paradigma e à em termos de professor bibliotecário da sua função conhecimento e escola, o que grandeza da tarefa disponibilidade, Sobrelotação da como parceiro e desenvolvimento facilita a a realizar podem criar escola torna mais elemento da cidadania. O receptividade e novas difícil o dinamizador e seu papel deve ser abertura a novas oportunidades de estabelecimento facilitador. inovador e propostas de trabalho em de laços de criativo, estando trabalho. parceria. confiança atento e aberto à mudança e à aprendizagem contínua.
  2. 2. Conhecimento na área Biblioteca escolar Os processos de gestão devem contribuir para tornar a biblioteca um centro de aprendizagem, promovendo um Promover a BE ambiente como centro convidativo e fulcral de propício a esse aprendizagem, O excesso de fim. Horário de tornando-a um frequência da BE Para além de funcionamento Espaço físico espaço dinâmico Direcção com turmas em centro de cobrindo a insuficiente tendo e convidativo. Executiva actividades não informação, a BE totalidade do em conta o Divulgar e Organização e Gestão da consciente do programadas pode deve tornar-se o horário escolar; elevado número promover a BE BE papel da BE e interferir centro de pessoal motivado de alunos e a através de disposta a apoiar negativamente na construção de e empenhado; multiplicidade de diferentes meios: a sua acção criação de um conhecimento. equipa dinâmica e tarefas a realizar. criação de placard clima propício à Todas as suas multidisciplinar de divulgação, aprendizagem acções e participação no respectiva jornal escolar, avaliação e criação do blogue registo de da BE. evidências devem revelar o seu contributo para a aprendizagem.
  3. 3. Conhecimento na área Biblioteca escolar Para além da Fundo importância da documental qualidade da insuficiente no Contactar colecção, importa que respeita ao Coordenadores de que os alunos ensino básico, ao Departamento e consigam ensino auscultar os transformar em profissional e às Inadequação da utilizadores no conhecimento a Fundo áreas disciplinares Comunidade colecção às sentido de informação que é documental não curriculares educativa necessidades dos adequar o fundo Gestão da Colecção disponibilizada relativamente consciente da utilizadores pode documental às nos diferentes abrangente e Dificuldades importância do vir a gerar suas formatos. Para devidamente orçamentais para acesso à afastamento e necessidades; além de aceder à catalogado fazer face a todas informação insatisfação. divulgar o fundo informação, há as necessidades documental; que apropriar-se proceder à dela e usá-la para Versão actualização do construir o seu desactualizada e programa Porbase próprio saber. incompleta do Programa Porbase Toda a acção da Inexistência de Para além da A BE só por si Apoiar os A BE como espaço de Frequência da BE BE deve ter em trabalho possível não consegue diferentes conhecimento e como espaço vista este consistente e colaboração com influenciar a departamentos na aprendizagem. Trabalho propício à objectivo, estruturado no várias áreas aprendizagem, concretização das colaborativo e articulado aprendizagem; contribuindo para âmbito da curriculares, as nem tornar os suas actividades e com Departamentos e clima de escola que os alunos articulação áreas curriculares alunos autónomos propor trabalho docentes. favorável à possam ser curricular e não disciplinares e capazes de de parceria. mudança e à sujeitos da sua resistência dos constituem uma aprenderem ao Dinamizar a sala inovação. aprendizagem, vários oportunidade de longo da vida. Se de estudo, como
  4. 4. Conhecimento na área Biblioteca escolar usando e intervenientes em trabalho não houver espaço de transformando a desenvolver colaborativo, bem articulação, a BE aprendizagem informação em trabalho como as não cumprirá sua autónoma. conhecimento. Os colaborativo actividades missão como recursos de destinadas à espaço de informação que a Ocupação Plena conhecimento e BE oferece dos Tempos aprendizagem. devem constituir Escolares. a base para a construção de novo conhecimento, envolvendo os professores e criando oportunidades de colaboração. A BE deve formar A generalidade Intervir a nível da Reduzido número para as diferentes dos Professores revisão do PEE, de professores de literacias e de Português está Revisão do PEE; A falta de definindo a outras áreas contribuir para o consciente da clima social formação para a promoção da curriculares Formação para a leitura e desenvolvimento importância da favorável à leitura e para as leitura e das sensibilizados para as literacias das competências leitura e das promoção da literacias tem literacias como para a necessárias e literacias. leitura, dado o implicações ponto fulcral, importância da estruturantes em As actividades impacto positivo negativas em transversal a leitura e literacias termos da desenvolvidas da implementação todas as áreas de todas as áreas e para o seu aprendizagem. com/pela BE têm do PNL aprendizagem. curriculares; carácter A literacia da sido consistentes promover, transversal. informação não e têm vindo a diversificar e dar
  5. 5. Conhecimento na área Biblioteca escolar constitui um fim alterar visibilidade a em si, mas antes positivamente os acções de um instrumento hábitos de leitura. promoção da fundamental na leitura e das aquisição e literacias. selecção da informação para construção de conhecimento. Os novos A infra-estrutura ambientes digitais tecnológica da representam um escola é desafio para a BE, adequada. A quer em termos A criação de uma hiperabundância do seu biblioteca escolar Muitos O PTE constitui de recursos e o funcionamento e digital constitui professores têm uma oportunidade acesso fácil à oferta, quer em um grande bons de equipar a informação em termos da Dificuldade em desafio, já que conhecimentos a escola com os formato digital BE e os novos ambientes construção de garantir uma pode oferecer nível de meios necessários representa um digitais. materiais de apoio manutenção recursos ambientes para o acesso fácil desafio, pois pode ao currículo e à eficiente produzidos pela digitais, tanto e generalizado à conduzir à sua alteração de própria mais que informação em utilização acrítica práticas e comunidade funcionam na formato digital. e passiva, em modelos de educativa. escola vários sistema de trabalho. cursos “copy/paste” profissionais na área da informática.
  6. 6. Conhecimento na área Biblioteca escolar O trabalho da BE deve ser baseado na recolha de evidências que Colaboração com O modelo de permitam aferir e Resistência à equipa de auto- auto-avaliação da Falta de tradição avaliar os Clima de escola aplicação do avaliação da Gestão de evidências/ BE constitui na recolha e impactos e favorável à auto- modelo por parte escola; construção avaliação. suporte tratamento de resultados das avaliação de diferentes de instrumentos importante em evidências acções intervenientes de recolha de todo o processo. desenvolvidas na evidências aprendizagem e tomar futuras decisões.
  7. 7. Conhecimento na área Biblioteca escolar Gestão da mudança SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias A BE enfrenta a necessidade de alterar a sua forma de funcionamento. Para além Os principais factores de sucesso do espaço de acesso à prendem-se com as novas condições Em primeiro lugar, há que conquistar a informação e de de funcionamento da BE, já que a comunidade educativa, promovendo a promoção da leitura e das maior disponibilidade do professor BE e dando visibilidade ao trabalho aí literacias, a BE tem de dar bibliotecário permite a realização de desenvolvido. Face às grandes mudanças que este um passo em frente e tem um trabalho mais consistente e A intervenção a nível do PEE é, modelo pressupõe, há que vencer a de se tornar num espaço estruturado. É, entretanto, igualmente importante, na medida em natural resistência de quem está de aprendizagem. Só o imprescindível o envolvimento de toda que pode clarificar o papel central da habituado a olhar para a BE como um desenvolvimento de um a comunidade educativa numa acção BE e definir a sua articulação com as espaço inerte e estático, que apenas trabalho conjunto com os conjunta que vise alcançar os grandes restantes estruturas, tendo em vista a acolhe quem a ele se dirige. restantes professores pode objectivos definidos pela escola no seu promoção da escola como espaço de A dificuldade de articulação curricular produzir alterações Projecto Educativo. O reconhecimento trabalho e de aprendizagem, em que os representa, além disso, um dos significativas em termos da função da BE pela Direcção alunos desenvolvem a sua cidadania e maiores obstáculos a vencer. de aprendizagem. Executiva constitui, igualmente, um adquirem as competências necessárias Por outro lado, toda a sua importante factor de sucesso, na para construírem o seu saber e acção deve ser avaliada medida em que dela dependem muitas continuarem a aprender ao longo da mediante a recolha de das medidas que podem ser tomadas vida. evidências que permitam para concretizar a sua missão. aferir a sua eficácia e tomar decisões em termos de acções futuras.
  8. 8. Conhecimento na área Biblioteca escolar

×