Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software

1,049 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,049
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software

  1. 1. InfraEstrutura de Software – prof. Edilberto Silva 1 Lista de Exercícios Tipos de Arquitetura de Software Cada questão deve ser avaliada como (CERTA ou ERRADA) e somente as ERRADAS devem ser justificadas. Basta apontar o(s) erro(s) da questão de forma pontual e simples, deixando a redação da questão correta. Por exemplo: Questão: Na arquitetura Cliente x Servidor somente é possível haver, no máximo, duas camadas. Resposta: ERRADA. Na arquitetura ClientexServidor pode conter mais de duas camadas, por exemplo, em um modelo MVC (Model Viewer Controller) Seguem questões. Bons estudos Edilberto Silva Questões sobre Tipos de Arquitetura 1. 2. 3. 4. 5. 6. O MS Office 365 é uma solução de Cloud Computing do tipo Plataform as a service (PaaS).(CESPE 2012 - TJ-AC - Técnico Judiciário – Informática) A respeito de Cloud computing (computação em nuvem), julgue: O armazenamento de dados em nuvem possibilita que um usuário acesse os dados armazenados de qualquer lugar, desde que seu computador esteja conectado à Internet, não havendo necessidade de os dados serem salvos no computador local.(Prova: CESPE - 2012 - PM-AL - Oficial Combatente da Polícia Militar, adaptada) A respeito de Cloud computing (computação em nuvem), julgue: Na computação em nuvem, a comunicação entre os pares é possível somente se os sistemas operacionais instalados e os softwares em uso em cada um dos computadores forem os mesmos. A respeito de Cloud computing (computação em nuvem), julgue: Em virtude de a computação em nuvem não ser escalável, a administração do sistema, na perspectiva do usuário, é simples e eficiente. (Prova: CESPE - 2012 - PM-AL - Oficial Combatente da Polícia Militar, adaptada) A respeito de Cloud computing (computação em nuvem), julgue: Entre os exemplos de aplicações em nuvem incluem-se os serviços de email e compartilhamento de arquivos, que, mediante essa aplicação, são totalmente protegidos contra possíveis acessos indevidos. (Prova: CESPE - 2012 - PMAL - Oficial Combatente da Polícia Militar, adaptada) A respeito de Cloud computing (computação em nuvem), julgue: Um arquivo armazenado em nuvem poderá ser acessado a partir de um único computador, previamente configurado para esse fim. Essa restrição deve-se à impossibilidade de se criar itens duplicados de usuários na nuvem. (Prova: CESPE 2012 - PM-AL - Oficial Combatente da Polícia Militar, adaptada) 7. O Google Documents, popularmente conhecido como Googledocs, utiliza o conceito de cloud computing, de modo a proporcionar serviços online normalmente disponíveis apenas no computador pessoal. (CESPE - 2010 - SERPRO - Analista - Comunicação Social) 8. Computação na nuvem (Cloud) é o tipo de computação usada pelos bancos quando estes utilizam satélites. (FMP-RS - 2013 - MPE-AC - Analista - Tecnologia da Informação) 9. O Cloud Storage, um serviço pago como o Google Drive e o Microsoft SkyDrive, possibilita ao usuário armazenar seus arquivos em nuvens, tornando esses arquivos acessíveis em sistemas operacionais diferentes. Por meio desse serviço, o usuário pode fazer backups de seus arquivos salvos no desktop, transferindo-os para nuvens, podendo, ainda, acessar esses arquivos mediante a utilização de um computador com plataforma diferente ou um celular, desde que estes estejam conectados à Internet. (CESPE - 2012 - TJ-RR - Nível Superior - Conhecimentos Básicos)
  2. 2. InfraEstrutura de Software – prof. Edilberto Silva 2 10. Em cloud computing, cabe ao usuário do serviço se responsabilizar pelas tarefas de armazenamento, atualização e backup da aplicação disponibilizada na nuvem. (CESPE - 2012 - Câmara dos Deputados Analista - Técnico em Material e Patrimônio - BÁSICOS) 11. O conceito de cloud storage está associado diretamente ao modelo de implantação de nuvem privada, na qual a infraestrutura é direcionada exclusivamente para uma empresa e são implantadas políticas de acesso aos serviços; já nas nuvens públicas isso não ocorre, visto que não há necessidade de autenticação nem autorização de acessos, sendo, portanto, impossível o armazenamento de arquivos em nuvens públicas. (CESPE - 2012 - Polícia Federal - Papiloscopista da Polícia Federal) 12. Cloud Computing – Computação em Nuvem é um passo evolutivo na busca pelo compartilhamento e maior aproveitamento dos recursos computacionais. O fundamento básico é a virtualização dos recursos computacionais. A arquitetura da Computação em Nuvem pode ser visualizada na figura. Sendo C1 a camada mais baixa dos elementos básicos, as demais C2, C3 e C4 são denominadas, respectivamente, Middleware, Serviços orientados à tecnologia e Serviços (CONSULPLAN - 2012 - TSE - Analista Judiciário - Análise de Sistemas) 13. Em cloud computing, trata-se de uma forma de trabalho onde o produto é oferecido como serviço. Assim, o usuário não precisa adquirir licenças de uso para instalação ou mesmo comprar computadores ou servidores para executá-los. No máximo, paga-se um valor periódico, como se fosse uma assinatura, somente pelos recursos utilizados e/ou pelo tempo de uso. Essa definição refere-se a: (FCC - 2011 - INFRAERO - Analista de Sistemas - Rede e Suporte) a) Platform as a Service (PaaS). b) Development as a Service (DaaS). c) Infrastructure as a Service (IaaS). d) Communication as a Service (CaaS). e) Software as a Service (SaaS).. Nota: Aqui deve ser escolhida uma alternativa (a,b,c,d,e) e justificar as demais alternativas. 14. Embasada em XML, a linguagem WSDL (web services description language) é utilizada para gerar código para o cliente acessar o serviço e descrever os métodos disponíveis. (CESPE - 2013 - CNJ Técnico Judiciário - Programação de Sistemas) 15. A linguagem WSDL é utilizada para descrever web services limitadas ao tipo request-response. (CESPE - 2013 - CNJ - Analista Judiciário - Análise de Sistemas) 16. Nos registros de negócio UDDI, a descrição da forma de acesso aos web services é um procedimento contido nas páginas verdes (green pages). (CESPE - 2013 - CNJ - Analista Judiciário - Análise de Sistemas)
  3. 3. InfraEstrutura de Software – prof. Edilberto Silva 3 17. No que se refere a SOA e webservices, assinale a opção correta. (CESPE - 2013 - TRE-MS - Analista Judiciário - Análise de Sistemas) a) O WS-Security propõe uma série de extensões para aprimorar a segurança dos web services no UDDI e no WSDL. Por questão de compatibilidade, essas extensões não afetam os cabeçalhos do envelope SOAP. b) UDDI é um serviço de diretório em que é possível registrar e localizar web services. c) WSDL é descrito em formato XML e tem por única função descrever os valores e formatos dos dados que serão intercambiados entre os sistemas. d) SOAP é um protocolo do tipo statefull, independente de sistema operacional, embasado em troca de mensagem one-way e projetado para ser simples e extensível por meio de tecnologia XML. e) SOA é uma arquitetura de desenvolvimento cujo objetivo é criar módulos funcionais denominados serviços, fortemente acoplados e independentes de plataforma. É embasada em XML e incentiva reutilização de código e interoperabilidades entre sistemas. Nota: Aqui deve ser escolhida uma alternativa (a,b,c,d,e) e justificar as demais alternativas. 18. Com relação à funcionalidade, tipos e objetivos, a computação em nuvem é idêntica ao funcionamento de Web Services. (CESPE - 2012 - TJ-AC - Técnico Judiciário - Informática) 19. Em web services, utiliza-se o protocolo SOAP (simple object access protocol) para a comunicação entre os serviços. (CESPE - 2012 - MPE-PI - Analista Ministerial - Informática - Cargo 6) 20. Na arquitetura monolítica, o método de distribuição de aplicações computacionais ocorre através de muitas plataformas. Tipicamente, essas aplicações estão divididas entre um provedor de acesso e uma central de dados e numerosos clientes, com uma interface gráfica para usuários acessarem e manipularem dados. Essa arquitetura geralmente refere-se a um modelo em que dois ou mais computadores interagem de modo que um oferece os serviços aos outros. Uma das partes dessa arquitetura interage com o usuário, possui a interface que o usuário utiliza para requisitar as tarefas à outra parte da arquitetura, que é chamada de front-end da aplicação. (CESPE - 2013 - TRE-MS Técnico Judiciário - Programação de Sistemas-adaptada) 21. Na arquitetura cliente-servidor, são definidas diversas camadas diferentes, e cada uma destas realiza operações que, progressivamente, se tornam mais próximas do conjunto de instruções de maquina. Nessa arquitetura, a camada das regras de negócio representa software residente tanto no cliente como no servidor. (CESPE - 2013 - SERPRO - Técnico - Programação e Controle de Serviços de Tecnologia da Informação) 22. A arquitetura cliente-servidor divide o processamento da informação em módulos distintos em que o servidor é responsável pelo armazenamento da informação, e o cliente faz a requisição ou busca da informação. Um dos modelos dessa arquitetura é chamado de aplicação em três camadas. O componente que distingue esse modelo do modelo de aplicação em duas camadas é o servidor de aplicação. (FUNIVERSA - 2012 - PC-DF - Perito Criminal – Informática-adaptada) 23. Considere que um usuário, a partir do seu computador, solicite que o sistema calcule todos os impostos inseridos na folha de pagamentos de determinado mês e, após os cálculos, receba o resultado na tela de seu computador. Nesse caso, com base na arquitetura cliente-servidor, é correto inferir que os cálculos solicitados foram processados no computador do usuário. (CESPE - 2012 - TRERJ - Técnico Judiciário - Programação de Sistemas) 24. Por meio da distribuição da carga de processamento entre diferentes servidores, é possível aumentar a escalabilidade do sistema computacional utilizando-se o modelo cliente-servidor multicamadas. (CESPE - 2012 - Banco da Amazônia - Técnico Científico - Análise de Sistemas)
  4. 4. InfraEstrutura de Software – prof. Edilberto Silva 4 25. Na arquitetura cliente-servidor multicamada, a camada intermediária é capaz de armazenar requisições de clientes em uma fila, permitindo que o cliente requisite algo à camada intermediária e desconecte-se, sem ter de ficar à espera da resposta, o que aumenta a velocidade de processamento do cliente. (CESPE - 2012 - Banco da Amazônia - Técnico Científico - Análise de Sistemas) 26. Por ser dependente de tecnologia, o ambiente de SOA tem de ser implementado em protocolos específicos. (CESPE - 2013 - SERPRO - Técnico - Programação e Controle de Serviços de Tecnologia da Informação) 27. No nível do aplicativo, os serviços fornecidos pela SOA existem como softwares fisicamente dependentes que dão suporte à obtenção dos objetivos estratégicos associados a computação orientada a serviços (CESPE - 2013 - SERPRO - Técnico - Programação e Controle de Serviços de Tecnologia da Informação) 28. No contexto de arquitetura orientada a serviços, considere as seguintes afirmativas: I. Arquitetura orientada a serviços é uma forma de arquitetura otimizada para o apoio a serviços, composições de serviços e inventários de serviços. II. Uma composição de serviços é compreendida por serviços que são combinados para prover a funcionalidade requerida para automatizar especificamente alguma tarefa ou processo de negócio. III. Uma coleção de serviços padronizados pode formar a base para um inventório de serviços que pode ser independentemente administrado no seu próprio ambiente físico de implantação. Levando-se em conta as afirmações acima, identifique a única alternativa válida. a) Apenas a I e a II estão corretas. b) Apenas a I e a III estão corretas. c) Apenas a II e a III estão corretas. d) Todas as afirmações I, II e III estão corretas. e) Todas as afirmações I, II e III estão incorretas. Nota: Aqui deve ser escolhida uma alternativa (a,b,c,d,e) e justificar as demais alternativas. 29. O diretório de serviços em SOA organiza as linhas de serviços ou linhas de produção em fluxos de etapas de solicitação de serviços prestados por provedores e consumidores. (CESPE - 2011 - MEC Gerente de Projetos) 30. Em uma arquitetura orientada a serviços (SOA), os componentes básicos são: a) provedor de serviço, consumidor de serviço e registro de serviço b) provedor de serviço, executor de serviço e consumidor de serviço c) descobridor de serviço, solicitador de serviço e biblioteca de serviços d) descobridor de serviço, executor de serviço e solicitador de serviço e) publicador de serviço, executor de serviço e registro de serviço Nota: Aqui deve ser escolhida uma alternativa (a,b,c,d,e), não é necessário justificar as demais alternativas.

×