ANTIGO REGIME  séculos XV - XVIII POLITICAMENTE ECONOMICAMENTE SOCIALMENTE MONARQUIA ABSOLUTA <ul><li>Base: </li></ul><ul>...
 
 
 
 
<ul><li>Na Europa de Antigo Regime a  grande distinção fazia-se entre: </li></ul><ul><li>as Ordens Privilegiadas – Clero e...
PRIVILEGIADOS e NÃO PRIVILEGIADOS:  uma Sociedade de Ordens SOCIEDADE de ORDENS (a importância do PRIVILÉGIO) CLERO <ul><l...
 
 
ESTRATOS ALTO CLERO BAIXO CLERO REGULAR SECULAR REGULAR SECULAR Categorias <ul><li>Abades e Priores dos Mosteiros e Conven...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
<ul><li>Na Europa, as sociedades de Antigo Regime caracterizavam-se pela sua Hierarquização em “Estados” ou “Ordens” –  CL...
<ul><li>À gradual ascensão da  BURGUESIA  correspondeu, no século XVII e na primeira metade do século XVIII, um desgaste d...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A N T I G O R E G I M E C O N C E I T O S

2,357 views

Published on

Published in: Business, Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,357
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A N T I G O R E G I M E C O N C E I T O S

  1. 4. ANTIGO REGIME séculos XV - XVIII POLITICAMENTE ECONOMICAMENTE SOCIALMENTE MONARQUIA ABSOLUTA <ul><li>Base: </li></ul><ul><li>AGRICULTURA </li></ul><ul><li>Sectores dinâmicos: </li></ul><ul><li>COMÉRCIO (Capitalismo Comercial) </li></ul><ul><li>SOCIEDADE de ORDENS ou ESTADOS: </li></ul><ul><li>Clero </li></ul><ul><li>Nobreza </li></ul><ul><li>Terceiro Estado </li></ul>
  2. 9. <ul><li>Na Europa de Antigo Regime a grande distinção fazia-se entre: </li></ul><ul><li>as Ordens Privilegiadas – Clero e Nobreza – que recebiam maior número de Privilégios, e a: </li></ul><ul><li>Ordem Não Privilegiada, o Povo ou Terceiro Estado, que constituía cerca de 80% a 90% das populações, consoante as regiões. </li></ul>
  3. 10. PRIVILEGIADOS e NÃO PRIVILEGIADOS: uma Sociedade de Ordens SOCIEDADE de ORDENS (a importância do PRIVILÉGIO) CLERO <ul><li>Alto Clero </li></ul><ul><li>Baixo Clero </li></ul>NOBREZA <ul><li>Sangue </li></ul><ul><li>Cortesã </li></ul><ul><li>Espada </li></ul><ul><li>Toga </li></ul><ul><li>Rural </li></ul>POVO <ul><li>Burguesia </li></ul><ul><li>Artesãos </li></ul><ul><li>Camponeses </li></ul><ul><li>… </li></ul><ul><li>Função </li></ul><ul><li>Tratamento </li></ul><ul><li>Estatuto Jurídico </li></ul><ul><li>Vestuário </li></ul>
  4. 13. ESTRATOS ALTO CLERO BAIXO CLERO REGULAR SECULAR REGULAR SECULAR Categorias <ul><li>Abades e Priores dos Mosteiros e Conventos. </li></ul><ul><li>Mestres das Ordens Militares. </li></ul><ul><li>Cardeais </li></ul><ul><li>Primazes ou Patriarcas </li></ul><ul><li>Arcebispos </li></ul><ul><li>Bispos </li></ul><ul><li>Frades </li></ul><ul><li>Monges </li></ul><ul><li>Padres </li></ul><ul><li>Curas </li></ul><ul><li>Presbíteros </li></ul>
  5. 27. <ul><li>Na Europa, as sociedades de Antigo Regime caracterizavam-se pela sua Hierarquização em “Estados” ou “Ordens” – CLERO , NOBREZA e TERCEIRO ESTADO . Esta era uma hierarquização Jurídica, assentando em valores e comportamentos próprios, herdados da Idade Média. </li></ul><ul><li>O CLERO e a NOBREZA eram as Ordens Privilegiadas, possuindo Foros (Leis e Tribunais) privados e importantes isenções fiscais. Pela sua posição e prestígio ocupavam altos cargos na Administração central e local e ainda no Exército. </li></ul><ul><li>O TERCEIRO ESTADO (o Povo), quantitativamente maioritário e económica e profissionalmente muito heterogéneo, era a Ordem Não Privilegiada. Do seu seio emergiu, gradualmente, a BURGUESIA , também ela dividida em várias profissões e tendo no seu topo os grandes empresários comerciais e industriais e os grandes financeiros. Pela sua riqueza e ilustração, a Burguesia disputou com a Nobreza cargos, títulos e honrarias, copiando-lhe o estilo de vida. </li></ul>
  6. 28. <ul><li>À gradual ascensão da BURGUESIA correspondeu, no século XVII e na primeira metade do século XVIII, um desgaste da Pequena Nobreza e do Baixo Clero, motivada pelo avanço da economia comercial e capitalista, pelo desenvolvimento do Estado moderno e pelas alterações de mentalidade. </li></ul><ul><li>Neste período, o Regime Político dominante foi o ABSOLUTISMO , que defendia a Origem Divina do Poder Real e encarava o Monarca como a própria fonte do poder, que devia ser exercido de forma pessoal. Assim, a Soberania Real coincidia com a do próprio Estado. </li></ul><ul><li>Teoricamente, porém, o poder dos monarcas absolutos era limitado pelas leis de Deus , pelo Direito Natural e pelas Leis Fundamentais de cada reino. </li></ul><ul><li>As populações CAMPONESAS viveram , neste período, de uma Agricultura próxima da subsistência, sob o poder senhorial, sobrecarregados de Impostos. Enquanto isso, no mundo urbano, a BURGUESIA empresarial e financeira dinamizava toda a economia com as suas iniciativas e com o seu dinheiro, investindo na indústria, na exploração mineira, no comércio internacional e até na criação de gado e na agricultura. </li></ul>

×