Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como Tirar Partido do Marketing Digital no Sector do Turismo

454 views

Published on

Fui convidada para escrever um artigo para a Revista do Turismo de Lisboa sobre o Marketing Digital para o Turismo. Aqui está o resultado.
Leia e partilhe a sua opinião.

Published in: Social Media
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Como Tirar Partido do Marketing Digital no Sector do Turismo

  1. 1. TENDÊNCIAS SECTOR DO TURISMO COMO TIRAR PARTIDO DO MARKETING DIGITAL OS VIAJANTES PESQUISAM ONLINE SOBRE OS HOTÉIS, DESTINOS, DESCONTOS DE VIAGENS, ENTRE OUTROS ANTES DE TOMAREM A DECISÃO DE VIAGEM. SITES COMO O TRIPADVISOR ESTÃO A TORNAR-SE CADA VEZ MAIS POPULARES PARA AS PESSOAS FALAREM SOBRE QUALQUER ASPECTO RELACCIONADO COM A VIAGEM E O TURISMO. ATÉ AQUI NADA DE NOVO, CERTO? O sector do turismo está muito interligado com os social media. Assim como o turismo, os social media existem para unir as pessoas e melhorar a experiência destas. Muitas empresas do sector já identificaram esta tendência e estão a tirar van-tagem dos social media para os seus esforços de marketing. Não só criaram os perfis nas diversas plataformas, como estão a interagir activamente com os actuais e potenciais clientes, enquanto constroem a sua presença online. Mas então onde é que deve estar online? Ao contrário do que muitas empresas pensam, o website deve ser o principal meio de comu-nicação de qualquer empresa, devendo estar no centro de toda a nossa estratégia online. Esta é a única plataforma onde conseguimos controlar totalmente os conteúdos e a própria plataforma. As redes sociais não o são e a qualquer momento podemos ficar sem estas. E quando pesquisamos 16 | TURISMO DE LISBOA no Google, a grande maioria dos resultados são de websites. Por isso, crie um website que seja actualizado regularmente com informações que influenciem os seus consumidores, principalmen-te nas fases de pesquisa quando procuram decidir sobre um produto ou destino. Se não ficou convencido, porque não experimen-tar fazer algumas parcerias com bloggers de turis-mo para falarem sobre a sua empresa? Convide- -os a visitarem a sua empresa, a experimenta-rem os seus produtos e a conhecerem as pessoas atrás da marca, para que estes falem sobre a sua empresa (sem ter de lhes pedir nada). Existem diversas redes sociais que as empresas de turismo podem utilizar, mas não é novidade para ninguém que o Facebook é a rede que mais sucesso pode trazer para uma marca. O Facebook permite-lhe alcançar o público demográfico certo e, para qualquer marca, é importante garantirmos que as nossas comunicações estão a alcançar o público certo. Partilhe conteúdos úteis, informativos e diverti-dos para criar uma relação com os consumidores. Além disso, recorra a plataformas como a Woo-box, a Facestore (permite criar uma loja online ou f-store e disponibiliza uma versão gratuita até dez produtos) ou a Short Stack (Grátis até 2000 fãs) para criar separadores personalizados (tabs) com vales de descontos e promoções, lojas online e passatempos. Para a Australia.com, o Facebook, só em 2012, permitiu-lhes crescer a sua base de fãs de 1,2 milhões para 4,1 milhões. Não nos podemos es-quecer que um dos segmentos mais lucrativos no sector do turismo é o turismo de negócios – e o LinkedIn é a melhor rede para empresas que actuam no mercado Business-to-Business (B2B). Atrair e convencer as organizações a seleccionar um local em detrimento de outro não é tarefa fácil. Na perspectiva de marketing nas redes sociais, isso significa seleccionar as ferramentas mais adequadas para executar uma estratégia de conteúdo que inclua o LinkedIn. Uma página de empresa no LinkedIn, se usada
  2. 2. TURISMO DE LISBOA | 17 © Dave Meier correctamente, oferece uma grande oportunida-de para a comercialização de produtos/serviços, principalmente por Centros de Congressos e ne-gócios com espaços para conferências e eventos. Um bom exemplo disso é a Memphis Convention and Visitors Bureau. Culinária, fotografia, viagens e estilo de vida são alguns dos temas mais retratados no Pinterest – o que a torna uma das redes sociais obrigatórias para o sector do turismo. A rede já ultrapassou os 70 milhões de utilizadores e, de acordo com o estudo da Shareaholic, é a segunda rede social que gera mais tráfego para os websites – apenas ultrapassada pelo Facebook. Adicionalmente, é a rede que gera a compra média mais elevada em comércio electrónico. No Pinterest crie álbuns com mapas, associando pontos de interesse a pontos geográficos. Por-que não criar álbuns por rotas com os diferentes pontos turísticos na sua cidade referenciados no mapa? E um álbum em que sugira locais a vi-sitar perto do seu estabelecimento? Ao fazê-lo, não estará simplesmente a vender o seu negócio, mas a experiência em si. Experimente ainda criar álbuns com ofertas e promoções, álbuns com tópicos de viagem ins-piradores (veja o exemplo do álbum Honeymoon Hotspots da Abercrombie & Kent’s) e álbuns de acordo com cada época festiva. Por exemplo, no Natal, crie um álbum com decorações de Natal na sua cidade. Encoraje os influenciadores, bloggers e clientes a partilharem a experiência que tiveram com a sua empresa e produtos nas redes sociais. Por exemplo, a Contiki convidou diversos bloggers a partilharem a sua experiência com a empresa, através de artigos e fotografias juntamente com uma hashtag (#) específica. Experimente ir a web.stragram.com e pesquise o nome da sua empresa/produto. Se encontrar re-sultados, poderá aproveitar essas imagens como conteúdo para a sua página nas diversas redes – mencionando sempre o nome do autor. Mas uma coisa é vermos imagens do espaço onde vamos ficar. Outra é assistirmos a um vídeo que nos dá a possibilidade de sentir a envolvên-cia, o ambiente e ouvir os sons. Por isso, o vídeo é um dos conteúdos mais importantes no sector do turismo. Imagine que só promove a sua empre-sa e produtos através de imagens, mas os seus concorrentes já estão a utilizar vídeos. Qual é que acha que vai conseguir vender melhor? Por exemplo, o Tourism Queensland criou um concurso de vídeo chamado “O Melhor Trabalho do Mundo”. O concurso pedia a cada concorrente que publicasse um vídeo de um minuto em que explicassem porque é que deviam ser escolhidos para a posição. Mais de 30 mil pessoas candida-taram- se e os vídeos foram vistos por milhões. Adicionalmente, milhares de bloggers e meios de comunicação social escreveram e transmitiram sobre o concurso, criando ainda maior buzz não só sobre o concurso, mas também sobre o local como destino turístico. Já imaginou se milhões de pessoas por todo o mundo ouvissem falar sobre a sua empresa ou produto, através de vídeos cria-dos por terceiros? Adicione os seus vídeos ao YouTube e Vimeo, e não se esqueça que, ao criar um vídeo, poderá adicioná-lo também ao seu Website, Facebook, Instagram, Pinterest e noutros canais de comu-nicação. Utilize os social media para criar diálogos com os consumidores. Por exemplo, o Twitter permite- -nos estabelecer facilmente em diálogo com os utilizadores que estão a falar sobre a nossa empresa, sem que os mesmos tenham de nos estar a seguir. Um dos melhores exemplos da utilização do Twitter no sector do Turismo é o da cadeia de hotéis Loews. Em Novembro de 2013 a cadeia hoteleira anunciou que os clientes iriam poder fazer as suas reservas através do Twitter – um método de reservas totalmente gratuita para ambas as partes. Os clientes apenas necessitam de utilizar a hashtag #BookLoews num tweet para @Loews_Hotels a demonstrar o seu inte-resse e, posteriormente são contactados por um colaborador do Hotel. O Foursquare é a rede social dos locais. Verifique se já tem o local do seu estabelecimento cria-do nesta rede. Se não tem, pode e deve criar. Se já tem, aproveite para monitorizar os comen-tários associados ao seu negócio. A pior coisa que pode acontecer é um comentário negativo sem resposta, por isso vá monitorizando o que estão a dizer sobre a sua empresa para poder actuar da melhor forma. Muitas empresas na área do turismo já estão presentes no TripAdvisor, mas não têm conhe-cimento de como tirar proveito desta, principal-mente para interagir com os seus utilizadores. Sabia que o Tripadvisor lhe permite registar-se como representante de determinado local, dan-do- lhe a possibilidade de responder publicamen-te aos comentários, alterar informações sobre o mesmo, adicionar imagens e ter acesso a esta-tísticas? Se não conhecia alguma destas redes mencio-nadas, crie um perfil na mesma. Não há melhor forma de perceber o funcionamento destas do que estando presente e analisando a dinâmica dos seus utilizadores. Helena Dias Digital Strategist & Head of Social da Oakreative Existem diversas redes sociais que as empresas de turismo podem utilizar, mas não é novidade para ninguém que o Facebook é a rede que mais sucesso pode trazer para uma marca O Foursquare é a rede social dos locais. Verifique se já tem o local do seu estabelecimento criado nesta rede

×