Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Introducao a automação de testes de softwares

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 36 Ad
Advertisement

More Related Content

Similar to Introducao a automação de testes de softwares (20)

Advertisement

Introducao a automação de testes de softwares

  1. 1. eINTELLECTA 11 3257 3003 www.intellecta.com.br
  2. 2. Introdução a Automação de Testes de Software Eduardo Souza
  3. 3. eINTELLECTA 11 3257 3003 Experiências
  4. 4. eINTELLECTA 11 3257 3003 Conteúdo - Introdução - Objetivos da Automação - Quando Automatizar? - O que Automatizar? - O que não Automatizar? - Lista de Ferramentas - Tipos de Testes - Aderência das Ferramentas - Técnicas de Automação - Boas Práticas da Automação - Desafios da Automação
  5. 5. eINTELLECTA 11 3257 3003 Introdução “Automação de teste é o uso de software para controlar a execução do teste de software, a comparação dos resultados esperados com os resultados reais, a configuração das pré-condições de teste e outras funções de controle e relatório de teste. De forma geral, a automação de teste pode ser começada a partir de um processo manual de teste já estabelecido e formalizado.” Fonte: Wikipédia http://totvs.vc/1OrP http://www.intellecta.com.br/cursos
  6. 6. eINTELLECTA 11 3257 3003 Introdução “Automação de teste é o uso de software para controlar a execução do teste de software, a comparação dos resultados esperados com os resultados reais, a configuração das pré-condições de teste e outras funções de controle e relatório de teste. De forma geral, a automação de teste pode ser começada a partir de um processo manual de teste já estabelecido e formalizado.” Fonte: Wikipédia http://totvs.vc/1OrP Automação de testes é testar um software com outro software! http://www.intellecta.com.br/cursos
  7. 7. eINTELLECTA 11 3257 3003 Objetivos da Automação Aumentar a consistência e abrangência; Reduzir o tempo ou esforço de teste; Diminuir o custo; Aumentar a produtividade do desenvolvimento de software como um todo; Aumentar a qualidade do produto final. http://www.intellecta.com.br/cursos
  8. 8. eINTELLECTA 11 3257 3003 Quando Automatizar? Aplicação estável; Constantes execuções de teste; Aplicação sem expectativa de grandes alterações em seus fluxos e “objetos”; Caso de Testes com grande variação de massa. http://www.intellecta.com.br/cursos
  9. 9. eINTELLECTA 11 3257 3003 O que Automatizar? Testes de regressão; Smoke tests; Tarefas repetitivas; Cálculos matemáticos; Funcionalidades críticas. http://www.intellecta.com.br/cursos
  10. 10. eINTELLECTA 11 3257 3003 O que não Automatizar? Funcionalidades pouco usadas; Funcionalidades que exigem inspeção visual; Protótipos; Funcionalidades novas. http://www.intellecta.com.br/cursos
  11. 11. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas Testes Funcionais Testes Unitarios Selenium Functional Tester JUnit soapUI Robot TestNG BadBoy Quick Test Pro NUnit Testes de Performance Testes de Segurança JMeter Performance Tester AppScan Load Runner Acunetix http://www.intellecta.com.br/cursos
  12. 12. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas Metrics http://metrics.sourceforge.net/ http://www.intellecta.com.br/cursos
  13. 13. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas JUnit http://www.junit.org/ http://www.intellecta.com.br/cursos
  14. 14. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas EclEmma http://www.eclemma.org/ http://www.intellecta.com.br/cursos
  15. 15. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas MuClipse http://muclipse.sourceforge.net/ http://www.intellecta.com.br/cursos
  16. 16. eINTELLECTA 11 3257 3003 Lista de Ferramentas MuClipse http://muclipse.sourceforge.net/ http://www.intellecta.com.br/cursos
  17. 17. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Testes Funcionais – Automatizados com Selenium http://www.intellecta.com.br/cursos
  18. 18. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Testes Unitários – Automatizados com JUnit http://www.intellecta.com.br/cursos
  19. 19. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Testes Funcionais – Automatizados com com JMeter http://www.intellecta.com.br/cursos
  20. 20. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Testes de Desempenho – Automatizados com com JMeter http://www.intellecta.com.br/cursos
  21. 21. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Teste de Segurança – Automatizados com Acunetix http://www.intellecta.com.br/cursos
  22. 22. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Teste de Segurança – Automatizados com Acunetix http://www.intellecta.com.br/cursos
  23. 23. eINTELLECTA 11 3257 3003 Tipos de Testes Servidor de Integração Contínua http://www.intellecta.com.br/cursos
  24. 24. eINTELLECTA 11 3257 3003 Aderência das Ferramentas Verificar se a ferramenta de teste é apropriada para testar o software http://www.intellecta.com.br/cursos
  25. 25. eINTELLECTA 11 3257 3003 Técnicas de Automação KDT (Keyword-driven testing) DDT (Data-driven testing) DSL (Domain Specific language) Record & Playback; “Um tolo com uma ferramenta ainda é um tolo” Autor: Elias Nogueira Negar validadores http://www.intellecta.com.br/cursos
  26. 26. eINTELLECTA 11 3257 3003 Técnicas de Automação Keyword-driven testing http://www.intellecta.com.br/cursos
  27. 27. eINTELLECTA 11 3257 3003 Técnicas de Automação Data-driven testing http://www.intellecta.com.br/cursos
  28. 28. eINTELLECTA 11 3257 3003 Técnicas de Automação Domain Specific language http://www.intellecta.com.br/cursos
  29. 29. eINTELLECTA 11 3257 3003 Técnicas de Automação Negar validadores http://www.intellecta.com.br/cursos
  30. 30. eINTELLECTA 11 3257 3003 Boas Práticas da Automação 1. Definir padronização 1. Diretório comum entre o time 2. Nomenclatura dos scripts (lvs_cpp_01.java) 3. Exclusão de componentes específicos 4. … 2. Executar e salvar sempre que alterar o script 1. Gravar Executar Salvar 2. Inserir validadores Executar Salvar 3. Parametrizar Executar Salvar 4. Correlacionar Executar Salvar 5. Modularizar Executar Salvar 6. … 3. Backup diário dos scripts 4. … http://www.intellecta.com.br/cursos
  31. 31. eINTELLECTA 11 3257 3003 Desafios da Automação Arquitetura do teste; Ambiente de teste; Custo da automação e manutenção dos testes; Captação de profissionais qualificados; Concorrência ou execução assíncrona. http://www.intellecta.com.br/cursos
  32. 32. eINTELLECTA 11 3257 3003 Desafios da Automação 1. Bug na ferramenta de teste; Armazenar resultados no JMeter JVM do Functional Tester 2. 120% de consumo do disco (Swap); 3. Servidor com 8GB em OS de 32 Bits que só administra 4GB; 4. Servidor indisponível para monitoração; 5. Lentidão na rede onde ocorre os testes de carga; 6. Sobrecarga no System (Troca de contexto); 7. Diferença de idioma entre OS master e slave (60%); 9. Ferramenta de teste posicional; 10. Erros funcionais em testes de performance; 11. Consumo de memória por usuário virtual; 12. Testes unitários em Web Service; 13. Fragilidade com testes de interface; http://www.intellecta.com.br/cursos
  33. 33. eINTELLECTA 11 3257 3003 Desafios da Automação Testar software não é fácil! http://www.intellecta.com.br/cursos
  34. 34. eINTELLECTA 11 3257 3003 Dúvidas? http://www.intellecta.com.br/cursos
  35. 35. eINTELLECTA 11 3257 3003 Palestrante Eduardo Freitas de Souza www.qualidadedesoftware.com.br Duvidas: oraculo@intellecta.com.br http://www.intellecta.com.br/cursos
  36. 36. eINTELLECTA 11 3257 3003 www.intellecta.com.br

×