Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

PROPOSTA DE REDAÇÃO 01

1,646 views

Published on

Published in: Education
  • Login to see the comments

PROPOSTA DE REDAÇÃO 01

  1. 1. 1 "A leitura engrandece a alma." Voltaire TEMA: LEITURA E ESCRITATexto I O SER HUMANO E A PALAVRA A palavra (está) como portadora de um constante dinamismo, e o ser humano, como agente,isto é, ele não apenas é influenciado pelo meio, como também age ativamente sobre o mesmo, transformando-o (por meio da palavra). [...] O ser humano seria considerado um intertexto, na medida que não existe isolada-mente, já que a sua vida se tece, entrecruza-se e interpenetra-se com a experiência do outro.Os enunciados de um falante estão, sempre e inevitavelmente, atravessados pelas palavras dooutro: o discurso elaborado pelo falante constitui e se constitui também do discurso do outroque o atravessa, condicionando o discurso do"eu".[...]Em Bakhtin, o"sujeito" emerge na relaçãocom o outro. É um sujeito dialógico e seu conhecimento é fundamentado no discurso que eleproduz. O sujeito dialógico bakhtiniano é solidário das alteridades de seu discurso ao ser con-cebido em uma partição de vozes concorrentes, posto que a palavra do outro se transforma,dialogicamente, tendo um caráter criativo. Tal sujeito é incompleto, não está acabado, mas mantémuma busca eterna de completude que se apresenta como inconclusiva, de tal modo que setorna impossível uma formação individual sem alteridade, pois o outro delimita e constrói oespaço de atuação do sujeito no mundo. No entanto, o outro constitui o sujeito ideologicamentee proporciona-lhe o acabamento. FONTE:<http://www.revistasusp.sibi.usp.br/scielo.php?pid=S0104-12822010000300009&script=sci_arttext> Acesso em 20 de dezembro de 2011.Texto II A LEITURA E O BINÔMIO FAMÍLIA-ESCOLAFolheto destinado aos pais de estudantes em uma escola de Portugal:Senhor(a) Encarregado(a) de Educação, Vem aí o Natal! Na qualidade de professor(a) de Português venho ter consigo para, se mo permite,lhe dar uma sugestão e lhe fazer um apelo: Quer que o seu filho desenvolva a sua sensibilidade, o seu gosto pela palavra e pelashistórias? Que cresça por dentro com valores como a solidariedade, a justiça, o amor, a verdade?Que aumente o seu saber? Que não conheça a solidão? Se quer isto e muitas coisas mais,compre, neste Natal que se avizinha, um bom livro para o seu filho.
  2. 2. PRATIQUE REDAÇÃO Nº 1  2012 Como diz Sophia de Mello Breyner, «o livro é uma festa!». Torne mais festivo o Natal doseu filho, oferecendo-lhe um bom livro que passará de mão em mão, de geração em geração,sempre mais valioso e mais amado. Se quiser antecipar a sua prenda, pode comprar uma obra de Matilde Rosa Araújo –uma das nossas maiores escritoras de literatura infantil e juvenil – que virá à nossa Escola, no dia10 de Dezembro. Ela, que sente e compreende as crianças como ninguém, não deixará deautografar o livro do seu filho – e ele terá, por isso, muito mais valor. Se preferir surpreendê-lo mesmo na Festa de Natal, deixo-lhe uma lista de bons autorespara o ajudar na sua escolha. Colabore com o (a) professor(a) de Português! Ajude-nos a incentivar, no seu filho, ogosto pelos livros e pela leitura. E ele será, um dia, um adulto mais sábio, mais responsável,mais solidário e, de certeza, mais feliz. Com os melhores cumprimentos, O (a) professor(a) de Português Disponível em: http://pagina-de-vida.blogspot.com/2007/05/leitura.html Acesso em 20 de dezembro de 2011.Texto III LEITURA: PONTE PARA A EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO HUMANO Fonte: http://www.diaadia.pr.gov.br. Acesso em 20 de dezembro de 2011.Texto IV O AMOR PELA LEITURA [...] Foi então que, finalmente se refazendo, disse firme e calma para a filha: “Você vaiemprestar o livro agora mesmo”. E para mim: "E você fica com o livro por quanto tempo quiser."Entendem? Valia mais do que me dar o livro: "pelo tempo que eu quisesse" é tudo o que umapessoa, grande ou pequena, pode ter a ousadia de querer. OSG 0171/12 2
  3. 3. PRATIQUE REDAÇÃO Nº 1  2012 Como contar o que se seguiu? Eu estava estonteada, e assim recebi o livro na mão.Acho que eu não disse nada. Peguei o livro. Não, não saí pulando como sempre. Saí andandobem devagar. Sei que segurava o livro grosso com as duas mãos, comprimindo-o contra o peito.Quanto tempo levei até chegar em casa, também pouco importa. Meu peito estava quente, meucoração pensativo. Chegando em casa, não comecei a ler. Fingia que não o tinha, só para depois ter o sustode o ter. Horas depois abri-o, li algumas linhas maravilhosas, fechei-o de novo, fui passear pelacasa, adiei ainda mais indo comer pão com manteiga, fingi que não sabia onde guardara o livro,achava-o, abria-o por alguns instantes. Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clan-destina que era a felicidade. A felicidade sempre iria ser clandestina para mim. Parece que eu jápressentia. Como demorei! Eu vivia no ar… Havia orgulho e pudor em mim. Eu era uma rainhadelicada. Às vezes sentava-me na rede, balançando-me com o livro aberto no colo, sem tocá-lo,em êxtase puríssimo. Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante. Fragmento do Conto Felicidade Clandestina, de Clarice Lipector, disponível em http://pagina-de- vida.blogspot.com/2007/05/felicidade-clandestina-clarice.html Acesso em 20 de dezembro de 2011.Proposta 1 (ENEM) Leitura e escrita não são processos estáticos. Fazem parte de um ciclo. O hábito deler é cultivado na criança pelo contexto social onde esta está inserida, assim, em uma sociedadeem que pouco se escreve e pouco se lê, poucos serão os frutos de e para um povo; ao contrário,em uma sociedade onde essas práticas estão arraigadas, o costume de ler e escrever desenvolvementes aptas a transformar sua própria realidade, fomentando mais ambientes onde tais hábitosdesenvolver-se-ão. Assim, em uma sociedade mais culta, mais espaços como bibliotecas, livrarias,escolas e universidades existem, produzindo pessoas críticas e conscientes de sua condição eaptas para transformá-la. Posto isso, com base na leitura dos textos motivadores e nos conhecimentos construídosao longo de sua formação, redija um TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO, em norma cultaescrita da língua portuguesa, sobre o tema:O AJUSTE SOCIAL PROMOVIDO, NO INDIVÍDUO, PELO CICLO DA LEITURA E DA ESCRITA Apresente experiência ou proposta de ação social, que respeite os direitos humanos.Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa deseu ponto de vista. ATENÇÃO ALUNOS DO 3o ANO  A proposta 1 deste Pratique Redação deve ser feita para o TA1.  O TA1 (análise e reanálise) deverá ser apresentado entre os dias 23 de janeiro e 18 de fevereiro, sendo a análise de 23 de janeiro a 4 de fevereiro e a reanálise de 6 a 18 de fevereiro.  O agendamento para a entrega do TA1 no Laboratório de Redação deve ser feito, na Internet, imedia- tamente após a aula de divulgação dos temas. Essa recomendação é feita a fim de se evitarem “con- gestionamentos” e consequente falta de horários para o atendimento, pois aqueles alunos que não conseguirem fazer a correção de seu texto alegando que, na última semana, não há mais horários terão ZERO como nota nesta atividade.  Leve ao Laboratório de Redação o texto à caneta (preta), na folha oficial, pelo menos dez minutos antes do horário marcado.  Procure marcar a reanálise com o mesmo professor com quem fez a análise.  O aluno deverá levar a análise quando for apresentar a reanálise.  Lembrem-se: organização e comprometimento são essenciais ao sucesso nos estudos.OSG 0171/12 3
  4. 4. REDAÇÃO Nº 1  2 PRATIQUE R 2012Proposta 2 (UECE) Escreva uma CARTA c E como resposta ao Pro ofessor do Texto II, c colocando-se no lugarde um pai que se sentiu tocado positiva ou negativam q mente pelo conteúdo da carta apresentada.O conteúdo de sua missiva deve desenvolver um po o erá onto de vista sobre a seguinte perspectiva: : LEITURA: A FRON NTEIRA ENTRE O NEC CESSÁRIO E O PRAZ ZEROSOProposta 3 (ITA) Considere a charge re C eproduzida abaixo, id dentifique seu tema e elabore um TEXTO ODISSERTAT TIVO defendendo um pponto de vista relaciona à questão em foco ado o. “Estamos iniciando os procedimentos de pouso Por favor, desliguem se livros.” s o. eus Fonte: <http://ler-pen nsar-e-escrever.blogspot.com/20 011/04/leitores-em-breve-futuro. .html> Acesso em: 20 dez. 2011 1.Na avaliaçã de sua redação, serão considerados: ãoa) clareza e consistência dos argumentos em defesa de um ponto de vist sobre o assunto; a a tab) coesão e coerência do texto e o o;c) domínio do português padr rão. mas Ortográficos em vigor, conforme Decreto 6.583, de eitos os dois Sistem(Serão ace e29/09/2008 8.)Aceitar-se-á qualquer posicionam á mento ideológico do ca andidato, desde que s respeitem a diversi- sedade cultur e os valores human ral nos. OAO.12112/Rev.: Na ay OSG 0171/12 2 4

×