Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Manifesto contra o fechamento da fosp

166 views

Published on

Secretaria Estadual de Saúde estuda desmembrar Fundação Oncocentro de São Paulo

Published in: Healthcare
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Manifesto contra o fechamento da fosp

  1. 1. DIANTE DE INQUIETANTES RUMORES DE DESMOBILIZAÇÃO IMINENTE, OS FUNCIONÁRIOS DA FUNDAÇÃO ONCOCENTRO DE SÃO PAULO PEDEM A ATENÇÃO DOS SENHORES. Instituída em 1974, por meio da Lei Estadual 195/74, a Fundação Oncocentro de São Paulo — FOSP vem prestando à saúde pública do Estado um extenso conjunto de serviços que reputamos da maior relevância:  Atende à demanda de ao menos 540 Unidades de Saúde. Apenas no ano de 2018, a FOSP realizou: 247.572 testes Papanicolau; 13.757 biópsias de colo do útero, mama e pele; 3.157 exames de imuno-histoquímica.  É responsável pela capacitação de mais de 1.000 profissionais de atenção básica à saúde por ano, em especial enfermeiros e médicos, para ações de rastreamento e detecção precoce dos cânceres de colo do útero e de mama  Mantém um Laboratório de grande porte para execução de exames citopatológicos. E apresenta, nesse quesito, a terceira maior produção do Estado, respondendo, ainda, pelo Monitoramento Externo de Qualidade de outros Laboratórios prestadores de serviço para o SUS SP  Oferece um curso de formação de técnicos em Citopatologia. Viabilizado pelo porte e relevância desse Laboratório, o curso é registrado no Conselho Estadual de Educação e tem sua qualidade reconhecida pelos Laboratórios públicos e privados do Estado  Formou, até o momento, 231 citotécnicos. Em todo o mundo, este é o profissional capacitado para emitir, sob a supervisão de médicos patologistas, laudos para os exames citopatológicos  É responsável por divulgar informações cientificamente embasadas à população do Estado, no que diz respeito ao câncer  Coordena a base estadual de dados hospitalares sobre câncer, sendo esta a única fonte de dados sobre a assistência oncológica praticada nos Centros de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) e nas Unidades de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Estado. A base de dados referente a junho de 2019 conta com 1.041.970 registros, atendendo a critérios nacionais e internacionais de qualidade  Confecciona próteses para pacientes mutilados pelo câncer. Tais mutilações trazem sérios distúrbios funcionais, psicológicos e estéticos. No entanto, é comum que as reconstruções por meio de cirurgias plásticas sejam contraindicadas, devido à possibilidade de recidivas do tumor. Assim, em muitos casos as próteses são a única alternativa possível de reabilitação. As próteses de boca são fundamentais para que o paciente volte a falar e a se alimentar, sendo a única forma de eliminar o uso das sondas nasogástricas. Já as faciais (reparo de nariz, olhos e orelhas) protegem os tecidos que restaram pós-tratamento e devolvem a estética aos pacientes
  2. 2.  Mantém serviços de reabilitação física, psíquica e social de pacientes. Investindo na qualidade de vida dos pacientes, a FOSP conta com profissionais, entre eles cirurgiões-dentistas, altamente qualificados em cuidados especializados para portadores de sequelas deixadas pelo tratamento do câncer na região da cabeça e do pescoço.  Para além dos serviços acima listados, gostaríamos de chamar a atenção para o fato de que, fisicamente curados ou com a doença sob controle, os pacientes precisam voltar ao convívio social, resgatar sua autoestima e a vontade de viver. A FOSP é um dos poucos órgãos públicos do Estado que oferece esse tipo de assistência, incluindo apoio psicológico e social. Apenas no ano de 2018, atendemos 2.548 pacientes, realizando 5.163 consultas. A expertise obtida pela Fundação, ao longo de seus mais de quarenta anos de existência, é fruto, portanto, de muito empenho e seriedade, por parte de seus funcionários e dirigentes. E responde a uma demanda que não cessará de crescer, caso os serviços que prestamos sejam encerrados, deixando sem a devida assistência uma parcela significativa de cidadãos portadores de câncer. Lembramos ainda, que, para a manutenção de todos os serviços referidos, a FOSP conta com 89 funcionários e custa aos cofres públicos aproximadamente R$ 600.000,00/mês, nosso orçamento representando apenas 0,31% do orçamento da Secretaria de Estado da Saúde com a Administração Indireta. Frente a esses dados, fazemos um apelo para que de alguma forma intercedam junto ao Governo do Estado, a fim de que se proceda a uma análise criteriosa das muitas e pesadas perdas que uma eventual desmobilização da FOSP poderia representar para o cidadão paulista e para a saúde pública do Estado, numa área sabidamente carente de serviços e recursos. Esperamos que previsíveis desgastes do Governo e da Instituição sejam evitados, impedindo-se que avaliações pouco informadas a respeito da relevância da Fundação tornem-se matéria de votação na Assembleia Legislativa. Com todo o respeito e consideração, assinam os Pacientes, Comunidade e Funcionários. Home-page: www.fosp.saude.sp.gov.br

×