Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo

1,170 views

Published on

Material produzido por Frederico Rizzo e apresentado na Conferência Ethos 360°

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo

  1. 1. Democratizando o Investimento em startups
  2. 2. Nos EUA criou-se legislação espefícica • Title II: Oferta Pública liberada em 10 de Julho, 2013 • Title III: ainda restrito à investidores qualificados (accredited investors) Jumpstart Our Business Startups Act foi sancionado pelo Obama em 5 de Abril, 201
  3. 3. No Brasil a CVM desde 2003 dá brecha para o crowdfunding  A oferta pública de distribuição de valores mobiliários de emissão de empresas de pequeno porte e microempresas é automaticamente dispensada de registro na CVM (art. 5º, III, da Instrução CVM 400/2003)  Não requer a participação de instituição intermediária  Limitada a R$2,4 milhões a cada período de 12 meses
  4. 4. Ltda’s não foram feitas para o mercado de capital 5 Empreendedores Investidores Investidores no Contrato Social Pouca proteção dos riscos superiores ao capital investido
  5. 5. Título de Dívida Conversível • Não havia precedentes no mercado local, no âmbito de oferta pública; • Emissão, pela EPP/ME, de título de dívida conversível em ações quando e se houver futura conversão da EPP/ME em sociedade anônima; • Sócios da EPP/ME comprometem-se a transformar a EPP/ME em sociedade anônima em determinadas hipóteses, ou na maturidade do título; • Após transformação, há aumento de capital e os titulares dos títulos de dívida tornam-se acionistas da companhia, integralizando capital com crédito; • Sócios da EPP/ME renunciam à sua preferência na subscrição das ações no respectivo aumento de capital. 5
  6. 6. Características do Título Proteção ao investidor, controle ao empreendedor INVESTIDOR: • Tag along • Key-man provision • Informações trimestrais EMPRESA: 20 • Sem voto e raros vetos • Sem direito de preferência • Controle de quem acessa a Oferta
  7. 7. Contexto Menos Capital Necessário para Criar Produto Mais clientes em plataformas online Muitas apostas pequenas: aceleradoras, anjos, co-workings, etc. 7
  8. 8. STARTUPS BROOTA INVESTIDORES O Que fazemos?
  9. 9. Nossa plataforma resolve três problemas-chave… Acesso a novos investidores Relação com investidores Proteção de riscos societários
  10. 10. Queremos inspirar Inovação facilitando conexões e eliminando barreiras para que novas idéias possam mudar o mundo.
  11. 11. Obrigado! Frederico Rizzo & Alejandro Spencer broota.com.br / broota.com @Brootabr / @BrootaChile /brootabr / brootachile contato@broota.com.br / info@broota.com
  12. 12. Levantar capital para a inovação no Brasil é difícil… OFERTAS PÚBLICAS COMUNS* * Ofertas públicas de títulos e valores mobiliários realizadas com base na Instrução CVM nº 400/2003 ou na Instrução CVM nº 476/2009. Alto custo em razão da quantidade de participantes envolvidos Captações muito altas (milhões/R$) Mercado pouco acessível aos pequenos empreendedores OFERTAS PRIVADAS** ** Ofertas privadas de títulos e valores mobiliários, realizadas por empresas, sem acesso ao mercado. Poucos investidores têm acesso às oportunidades Oferta negociada diretamente com o investidor Diligência trabalhosa pra ambos os lados

×