Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Instituto Espírita de Educação - Filantropia

1,596 views

Published on

Palestra proferida por Esterlita Moreira no Instituto Espírita de Educação.

  • Be the first to comment

Instituto Espírita de Educação - Filantropia

  1. 1. FILANTROPIA: ABRIL/ 2009 A FELICIDADE DE PRATICÁ-LA
  2. 2. FILANTROPIA Significado etimológico: Philos = amante, amigo Antropos = homem, humanidade FILANTROPIA = AMOR A HUMANIDADE
  3. 3. <ul><li>ROMANOS </li></ul><ul><li>tratavam com rudeza os escravos </li></ul><ul><li>para aplacar a ira do povo, </li></ul><ul><li>ofereciam banquetes </li></ul>Filantropia através dos tempos e dos povos: <ul><li>EGÍPCIOS (5.000 a.C.) </li></ul><ul><li>respeito ao próximo </li></ul><ul><li>reverência aos mortos </li></ul><ul><li>BABILÔNIOS (3.000 a.C.) </li></ul><ul><li>consolo aos aflitos </li></ul><ul><li>código de leis para defender os </li></ul><ul><li>fracos e propiciar o bem estar </li></ul><ul><li>do povo </li></ul><ul><li>HINDUS (600 a.C.) </li></ul><ul><li>Buda: parábolas – </li></ul><ul><li>igualdade e bondade </li></ul><ul><li>CHINESES (600 a.C.) </li></ul><ul><li>Confúcio: bondade </li></ul><ul><li>e lealdade </li></ul><ul><li>GREGOS (400 a.C.) </li></ul><ul><li>Valorizavam a arte e o intelecto </li></ul><ul><li>Idéias superficiais de fraternidade </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Sociedades pré-capitalistas: responsabilidades sociais com o fim de manter a ordem e punir a vagabundagem – século XVII-XVIII (Casas de Correção) </li></ul><ul><li>Questão social: fenômeno do pauperismo – final do século XIX </li></ul><ul><li>Leis dos Pobres 1875 </li></ul><ul><li>Primeiras instituições filantrópicas: </li></ul><ul><li>Associação das Damas de Caridade (S.Vicente de Paula / Luiza de Marilac) - 1633 </li></ul><ul><li>Cruz Vermelha - 1864 </li></ul>Europa
  5. 5. Brasil 1543 Primeira Santa Casa (Santos) 1700 Ordem dos Franciscanos – assistência aos doentes e necessitados 1930 Criação das primeiras leis de proteção ao trabalhador e as primeiras instituições de previdência social . 1942 LBA – Legião Brasileira da Assistência 1943 CLT – Conjunto de Leis Trabalhistas <ul><li>A partir da Constituição Federal de 1988: </li></ul><ul><li>Capítulo inédito: Da Ordem Social </li></ul><ul><li>Seguridade Social: Saúde, Previdência Social e Assistência Social (tripé) </li></ul>1988 Outras conquistas: ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente; Estatuto do Idoso, BPC – Benefício de Prestação Continuada.
  6. 6. <ul><li>“ AMAI-VOS UNS AOS OUTROS, COMO IRMÃOS” </li></ul><ul><li>“ AMAI AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO” </li></ul><ul><li>Parábola do Bom Samaritano </li></ul><ul><li>O conceito se amplia: universalidade </li></ul><ul><li>Alcança todos os homens; </li></ul><ul><li>Vai além do campo material: abrange necessidades morais e espirituais. </li></ul>Filantropia a partir de Jesus
  7. 7. Filantropia = Caridade e Amor ao Próximo (lei moral – LE) LE 886: Qual o verdadeiro sentido da Caridade, como a entendia Jesus? “ Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições alheias, perdão das ofensas”. LE 888-a: “ Sede portanto caridosos, não somente dessa caridade que vos leva a tirar do bolso o óbolo que friamente atirais aos que ousam pedir-vos, mas ide ao encontro das misérias ocultas”. Com o advento do Espiritismo
  8. 8. LE 779. (Lei do Progresso): “O homem se desenvolve por si mesmo, naturalmente, mas nem todos progridem ao mesmo tempo e da mesma maneira; é então que os mais adiantados ajudam os outros a progredir, pelo contato social”. LE 803. (Lei de Igualdade): “[...], todos tendem pra o mesmo fim e Deus fez as suas Leis para todos”. LE 804. (Lei de Igualdade): “Deus criou todos os Espíritos iguais, mas cada um Deles viveu mais ou menos tempo, e [...] realizou mais ou menos aquisições; [...]. A mistura de aptidões é necessária a fim de cada um possa contribuir para os desígnios da Providência, [...]; o que um não faz, o outro faz, e é assim que cada um tem a sua função útil. [...], é necessário que os habitantes dos mundos superiores, [...] venham habitar aqui para vos dar exemplo”. Por que praticar filantropia?
  9. 9. LE 805. “Deus não criou as desigualdades das faculdades, mas permitiu que os diferentes graus de desenvolvimento se mantivessem em contato a fim de que os mais adiantados pudessem ajudar os mais atrasados a progredir”. “ E também a fim de que os homens, necessitando um os outros, compreendam a lei da caridade que os deve unir”. Por que Deus permite as desigualdades ?
  10. 10. Em síntese: “ A caridade é o processo de: somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade, para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus”. (Emmanuel) “ O Reino de Deus está dentro de vós”. (Jesus)
  11. 11. Área de filantropia no IEE Curso de gestante Curso de informática Oficina de costura, crochê e tricô <ul><li>Lar de Idosos Vivência Feliz </li></ul><ul><li>Creche Vivência Feliz </li></ul><ul><li>Casa da Criança </li></ul><ul><li>Abrigo Vinicius </li></ul>Apoio às instituições: Eventos (abril, junho, setembro, dezembro) Sacolinhas de Natal
  12. 14. Como e onde mais praticar a filantropia / caridade? “ Faça todo bem que você puder, Com todos os recursos que você puder, Por todos os meios qeu você puder, Em todos os lugares que você puder, Em todos os tempos que você puder, Sempre e quando você puder”. (John Wesley 1703-1791)
  13. 18. Se eu falar as línguas dos homens e dos anjos, e não tiver caridade, sou como o metal que soa, ou como o sino que tine. E se eu tiver o dom de profecia, e conhecer todos os mistérios, e quanto se pode saber; e se tiver toda a fé, até a ponto de transportar montanhas, e não tiver caridade, não sou nada. E se eu distribuir todos os meus bens em o sustento dos pobres, e se entregar o meu corpo para ser queimado, se, todavia não tiver caridade, nada disto me aproveita. A caridade é paciente, é benigna; a caridade não é invejosa, não obra temerária nem precipitadamente, não se ensoberbece, não é ambiciosa, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo tolera, tudo crê, tudo espera, tudo sofre. A caridade nunca jamais há de acabar, ou deixem de ter lugar às profecias, ou cessem as línguas, ou seja abolida a ciência. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade, estas três virtudes; porém a maior delas é a caridade.(Paulo, I Coríntios)

×