Pré-Natal

11,378 views

Published on

Published in: Health & Medicine
3 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
11,378
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
251
Actions
Shares
0
Downloads
557
Comments
3
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pré-Natal

  1. 1. PRÉ –NATALProfª Ms. Isolina RiosAssis
  2. 2.  O pré-natal é um acompanhamento médico ou de enfermagem oferecido à gestante desde a concepção até o início do trabalho de parto; é o momento onde a mulher deve receber informações sobre a própria saúde e a saúde do bebê, apoio emocional e preparo para a maternidade. (Rezende, 2002). A assistência pré-natal é um direito de toda gestante, independente de condições raciais, sociais, econômico e culturais.
  3. 3.  O pré-natal tem a finalidade de assegurar menores índices de mortalidade materno-infantil, visa detectar doenças e alterações que comprometem a saúde, e orientar hábitos de vida saudáveis preparando a mulher para o parto e pós-parto. De acordo com a Lei do Exercício Profissional da Enfermagem – Decreto nº 94.406/87 – o pré-natal de baixo risco pode ser inteiramente acompanhado pela enfermeira (o).
  4. 4. ● O Ministério da Saúde preconiza no mínimo 6 consultas de pré-natal. O intervalo entre as consultas deve ser de quatro semanas até a 36º semana. Após este período, a gestante deverá ser acompanhada a cada 15 dias, visando à avaliação da pressão arterial, da presença de edemas, do AFU, dos movimentos do fetais e dos batimentos cardiofetais.
  5. 5. Diagnóstico da Gravidez AVALIAR:Atraso ou irregularidade - Ciclo menstrualmenstrual, náuseas, - DUMaumento do volume - Atividade Sexual abdominal Atraso menstrual em mulheres com atividade sexual Solicitar: Teste Imunológico da Gravidez Resultado positivo Resultado Negativo Repetir após 15 dias Gravidez confirmada Resultado negativo com persistência da amenorréia Iniciar acompanhamento da gestante Avaliar causas ginecológicas
  6. 6. Sinais certeza: 1º trimestre=ultra-sonografia o saco gestacional com 4sem. pulsação cardíaca do embrião, no 3º mês é bastantepreciso o diag. de gravidez. Raios X: esqueleto fetal será visualizado após suacalcificação,  na 18ª semana. Batimento cardíaco fetal(BCF) evidenciados a partir 14ªsemana utilizando Sonar Doppler; Estetoscópio Pinardausculta BCF após 18ª a 20ª. Freqüência cardíaca fetal oscila 120 a 160 bpm.
  7. 7. Os testes laboratoriais de gravidez A maioria testes realiza-se em presença gonadotropina coriônica humana (HCG) hormônios placentários produzido pelas vilosidades coriônicas. Esse aparece em alta concentração, tanto na urina como no sangue 10 a 12 dias após a concepção, atingindo o pico elevado, por volta 8ª a 10ª semana de gestação, depois  lentamente, atingindo um nível baixo entre 14ª e 18ª semana, mantendo-se assim até ocorrer à separação da placenta, quando desaparece esta função.
  8. 8. Após confirmação da gravidez registra-se:►O cartão da gestante, com a identificação preenchida e orientação sobre o mesmo;► DUM, IG►Trimestre da gravidez no momento em que iniciou o pré-natal;► O calendário de vacinas e suas orientações;►As solicitações sobre a participação nas atividades reuniões em grupo e visitas domiciliares.►Avaliação nutricional: utilizando a curva de peso/idade gestacional;
  9. 9. Roteiro da primeira consultaHistória : Identificação, idade, cor, naturalidade, procedência, endereço atual, situação conjugal, profissão/ocupação e prática religiosa.Dados sócio-econômicos e culturais: Grau de instrução, renda familiar, número de dependentes, número de pessoas na família que trabalham, condições de moradia (tipo, n° de cômodos), condições de saneamento (água, esgoto, coleta de lixo);
  10. 10. ANTECEDENTES FAMILIARES: Hipertensão, diabetes, doenças congênitas, gemelaridade, câncer de mama, hanseníase, tuberculose e outros contatos domiciliares (anotar a doença e o grau de parentesco). ANTECEDENTES PESSOAIS : Hipertensão arterial, cardiopatias, diabetes, doenças renais crônicas, anemia, transfusões de sangue, doenças neuropsiquiátricas, viroses (rubéola e herpes), cirurgia (tipo e data), alergias, hanseníase e tuberculose.
  11. 11. ANTECEDENTES GINECOLÓGICOS: Início da atividade sexual; Desejo sexual; Orgasmo; Dispareunia; Número de parceiros; Ciclos menstruais (duração, intervalo e regularidade); Uso de métodos anticoncepcionais; Infertilidade e esterilidade (tratamento); Doenças sexualmente transmissíveis(inclusive parceiro); Cirurgias ginecológicas (idade e motivo); Mamas (alteração e tratamento); Última colpocitologia oncótica (data e resultado).
  12. 12. ANTECEDENTES OBSTÉTRICOS: Idade da primeira gestação; Número de gestações (incluindo abortamentos, gravidez ectópica, mola hidatiforme); Número de partos (domiciliares, hospitalares, vaginais espontâneos, fórceps, cesáreas - indicações); Número de filhos vivos (se pré ou pós-termo); Mortes neonatais precoces (até 7 dias de vida) ou tardias (7 e 28 dias de vida);
  13. 13.  Recém-nascidos com icterícia neonatal, transfusão, exsanguineotransfusões; Intercorrência ou complicações em gestações anteriores (especificar); Complicações nos puerpérios (descrever); Intervalo entre o final da última gestação e o início da atual.
  14. 14. GESTAÇÃO ATUAL: Nomes dos medicamentos usados na gestação; Se a gestação é ou não desejada; Hábitos: fumo (número de cigarros/dia), álcool e uso de drogas ilícitas; Ocupação habitual (esforço físico intenso, exposição a agentes químicos e físicos potencialmente nocivos, estresse).
  15. 15. Exame FísicoGeral: Determinação do peso e avaliação do estado nutricional da gestante; Medida e estatura; FR; FC; Temperatura; PA; Ausculta cardiopulmonar; Inspeção da pele e das mucosas; Palpação abdominal; Exame dos membros inferiores.
  16. 16. Específico: gineco-obstétrico Exame mamas (orientando para o aleitamento materno); Medida da altura uterina (AFU); Ausculta dos batimentos cardiofetais (Sonar Doppler por volta da 10ª semana e entre a 18ª e 20ª semana com Pinnar). Identificação da situação e apresentação fetal; Palpação dos gânglios inguinais; Inspeção dos genitais externos. OBS: se necessário realizar a coleta de material para exame colpocitológico.
  17. 17. Exames do Pré-natal● Grupo sangüíneo e fator Rh;● Sorologia para sífilis (VDRL), hepatite B, rubéola,citomegalovírus e toxoplasmose.● Glicemia em jejum● Exame de urina (Tipo I);●Hemograma (atentar para a dosagem de hemoglobina-Hb);●Sorologia anti-HIV (prévio consentimento dapaciente).
  18. 18. Vacina Anti-tetânica:Esquema básico: 1º dose 2º dose 3ºdose Iniciar após 1º Intervalo mínimo de 30 dias e Trimestre máximo de 60 diasOBS: o reforço deve ser realizado de 10 em 10 anos. Antecipar a dose de reforço se ocorrer nova gravidez em cinco anos, ou mais, depois de aplicação de última dose.
  19. 19. Roteiro das consultas subsequentes Revisão da ficha perinatal e anamnese atual; Cálculo e anotação da IG; Determinação do peso - anotar no gráfico e observar o sentido da curva para avaliação do estado nutricional da gestante; Inspeção das mamas; Inspeção da pele e das mucosas;
  20. 20.  Ausculta dos batimentos cardiofetais; Verificação da presença de edema; Interpretação de exames laboratoriais e solicitação de outros, se necessários; Controle do calendário de vacinação; Acompanhamento das condutas adotadas em serviços clínicos especializados.
  21. 21. Realizar AFU
  22. 22. Condutas nas queixas mais freqüentes na gestação► Náuseas, vômitos, pirose e sialorréia:► Dispnéia:► Dor nas mamas:► Dor lombar (dores nas costas):► Sangramento nas gengivas:► Varizes:► Cloasma gravídico:
  23. 23.  DUM (data da última menstruação)IG (idade gestacional)DUM até dia atual dividido por 7 DPP (data provável do parto)15/09/2006 DUM+7 -321/06/2007 DPP

×