Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Arauto ano 2 nº4

535 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Arauto ano 2 nº4

  1. 1. Boletim informativo - cultural do InBrasCI— Sede Nacional Ano nº02—Nº 04 Rio de Janeiro, 15 de março de 2010 1º bimestre 2010 DE BRAÇOS ABERTOS, A RECEBÊ-LOS RCPJ-RJ n° 225964 – CNPJ n° 09.225.702/0001-48 InBrasCI – Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais InBrasCI Fundação: 13 de fevereiro de 2006 -Instituto Brasileiro de Culturas VIVER BEM Internacionais um capote é muito importante para Neste início do ano de 2010, quem não o tem e está com frio; daNesta edição: pág. preocupa-nos os problemas que vem mesma forma é importante uma casa enfrentando o ser humano em todo o para quem não tem onde morar... seu habitat terreno; são catástrofes Assim, quem tiver casacos sobran-Editorial 1 do, pode ceder um para quem está sem conta em vários países, com as quais todos temos que nos defrontar. com frio e, se quem está com frioProjeto Livros Infan- A fome, a peste e a pobreza grassam pode ceder uma casa para outro, queto-Juvenis 2 nos territórios; a quantidade de mortos não tem onde morar; ótimo, o proble- – e órfãos - por cataclismos é absur- ma de duas pessoas terá ficado re- da. E os perigos continuam avançan- solvido, isso sem entrarmos no méri- O Departamento to da questão do valor material finan-Financeiro agrade- do. Em breve, o mundo será uma tribo nômade de carentes perambulantes ceiro do casaco e da casa, apenasce colocarem em por um deserto sem fim... Só há uma levando em consideração a impor-dia suas contribui- solução para minorar a situação e ten- tância que tais objetos têm para cada tar até revertê-la: amar-nos uns aos uma dessas pessoas, que assim sim,ções InBrasCI. se equivale um ao outro. Da mesma outros; esta frase já está virando lugar comum e ninguém mais está muito forma, os serviços prestados: eu preocupado com seu significado – es- posso ensinar uma criança a ler, en- sa é a questão. Amar-nos é mais que quanto quem sabe e tem material nos querermos bem, é não tomarmos para produzir papel e fazer cadernos atitudes que prejudiquem o próximo – que eu não sei – vai fazê-los e cedê diretamente, ou que afetem o equilíbrio -los para mim, sem que se fale em da Natureza, da qual todos fazemos dinheiro, nem no material gasto... parte e dependemos... É darmos e re- Ninguém seria pobre, nem rico... To- cebermos, dividindo, irmãmente o que dos teriam tudo que precisassem... todos precisamos e não vai nisso ne- logicamente que não é tão fácil como nhuma razão religiosa, nem opção po- parece, ao ser falado, precisaria de Interesses especiais: lítica... Sabemos o quanto é difícil ati- organização para que todas as ne-  CULTURA é o tude tão drástica, radical, nessas nos- cessidade das pessoas pudessem caminho e o lar sas grandes sociedades. O grande mal ser equilibradamente sanadas, para foi o valor, o peso, a importância dife- que não houvesse muita gente se  AMOR é VIDA renciada que se foi aplicando a cada dedicando a uma única atividade e coisa, principalmente quando foi cria- com ela ir provendo a todos dela ne-  A PAZ é a perfeição da a moeda, o preço das coisas... cessitados, pois outras carências buscada As coisas todas deveriam valer ficariam a descoberto Adubar de igualmente, dependendo da nossa ne- boa vontade o terreno estéril, de sua (CB) cessidade, por exemplo:
  2. 2. propriedade ou não, para que ele possa vir a InBrasCI-produzir igualmente para todos. O dinheiro, ovalor material que atribuímos às coisas traz PROJETOsofrimento... Sem o dinheiro gerindo a nossavida, nem qualquer outra forma de pagamento LIVROSa ser obtido pelas coisas, seremos capazes INFANTO-de viver melhor... É dando que se recebe, jádizia São Francisco de Assis; é fazendo feliz, JUVENISque se é feliz! I característico do narrado ou uma Pela Cultura, Antologia ilustração adequada, criada pelos próprios concorrentes... para a InBrasCI Responsáveis pelo Projeto: InBrasCIPaz, —2010 Sede, Governadorias e Chancelaria) lançamento: Cada criança ou adolescente par-através do Amor maio, 2010 ticpante deverá enviar junto a seu tra- balho alguns poucos dados que o identi- fiquem (nome completo, data de nasci- PROJETO LIVROS INFANTO-JUVENIS mento, cidade, país, filiação... nome da OBJETIVOS: Entidade pela qual está participando. ● Despertar, nas crianças dos povos dos países, estados, regiões que PRAZO: ● Cada Entidade que tiver se utilizam da Língua Portuguesa, o crianças ou adolescentes participando interesse pelas suas culturas origi- do PROJETO, deverá fazer chegar à se- nais e formadoras; de Nacional InBrasCI os trabalhos in- ● Levar as crianças de cada povo a fanto-juvenis, já devidamente revisados contarem, elas próprias, em Língua e gravados em disquete ou CD, até o fi- Portuguesa, as histórias que funda- nal de julho de 2010. O InBrasCI-Sede mentam a cultura de seu povo; se resguarda o direito de, se achar por ● Perpetuar, pelas gerações, tais bem, fazer uma nova revisão, bem como culturas; de vetar a ublicação dos trabalhos que ● Divulgar essas culturas, entre os forem julgados inadequados aos objeti- povos, integrando-as, através da vos do projeto, solicitando, pois, que as publicação de livros infantis. Entidades responsáveis sejam conscien- tes na revisão das obras. PÚBLICO ALVO: As crianças e ado-  Enviem ou entreguem os trabalhos lescentes dos povos que fazem uso à Rua Teixeira de Freitas, 5, 3º da Língua Portuguesa. andar, sala 303, Lapa, Rio de Ja- neiro – Coletânea Infanto-Juvenil TEXTO: a) prosa – lendas, mitos, InBrasCI. contos, ditados, brinquedos e brinca- deiras, superstições... ... b) poemas- quadras, tro- vas, haicais, poemas modernos... c) músicas – com tradi- ções populares, cantigas de roda...... conteúdo: histórico-literário  O importante é que seja um trabalho de pesquisa e criação das crianças e adolescentes, podendo conter inclusive o desenho

×