Foto MAtheus Prestes                                                                                                      ...
2 esPeciAlReitores destacam importância                                                                                   ...
3   esPeciAl                                                                                                              ...
4 esPeciAlEstrutura moderna para                                                                                          ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Jornal da FMB- Fev 2011- Edição Especial

530 views

Published on

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Jornal da FMB- Fev 2011- Edição Especial

  1. 1. Foto MAtheus Prestes Fotos Flávio FoguerAlNova estrutura trazavanço histórico à FMB Após 48 anos, a Faculdade sos Humanos.de Medicina de Botucatu/Unesp No pavimento superior estão(FMB), passa a viver uma nova acomodadas a Diretoria, Vice-fase em sua história de excelência Diretoria, Sala da Congregação,no ensino com a inauguração Divisão Administrativa, Área dede seu novo complexo adminis- Convênios, Informática, Dire-trativo; Central de Salas de Aula toria de Serviços, Assessoriase também do Arquivo e Centro Jurídica e de Comunicação ede Documentação e Memória. Imprensa, além de sanitáriosForam 14 meses de obras para feminino e masculino. A mu-que as novas instalações da dança das seções para a novaFMB se concretizassem. Com estrutura deverá ocorrer eminvestimento da própria Unesp, março deste ano.em parceria com a Fundaçãopara o Desenvolvimento Médico Acessibilidade- No térreoe Hospitalar (Famesp) e FMB, foram instalados banheiros to-o complexo une modernidade, talmente adaptados às pessoasmais conforto aos servidores, por tadoras de necessidadesalunos e professores da institu- especiais, além de catracasição para que as atividades de adaptadas. Elevadores facili-ensino e apoio acadêmico pos- tarão o acesso do público aossam melhorar sempre. demais setores administrativos O complexo contempla três da faculdade.prédios, com um total de 5.964 Estrutura moderna abrigará todos osm² de área coberta. Foram in- Sala de Congregação e setores administrativos da Faculdadevestidos R$ 9.248.102,48 milhões sistema digital de votação- A de Medicina. Além de arquiteturapara a construção do prédio nova sala da Congregação, que arrojada, novo prédio tambémadministrativo e Central de Salas recebeu o nome de “Mário Ru- reúne projeto paisagístico quede Aula. Já o Centro de Memória bens Guimarães Montenegro” proporciona bem-estar aos visitantese Arquivo teve custo de R$ está equipada com telões de e usuários das instalações575.405,30 mil. última geração, e acústica dentro As atuais instalações admin- das normas técnicas vigentes. Acesso controlAdo- Segu-istrativas da FMB, que ocupam Outra novidade é o sistema digital rança aos usuários é outro as-quase 1.500 m² de espaço físico de votação implantado pela FMB. pecto amplamente exploradoserão usadas para a ampliação de Semelhante ao processo que a Câ- no novo projeto do prédio dadiversos setores administrativos mara dos Deputados e o Senado administração da FMB. Além dodo HCFMB, que também passa Federal utilizam. Cada membro balcão da recepção mais próx-por processo de expansão após recebe um aparelho com conexão imo da entrada, os servidoresser transformado em autarquia de rede sem fio onde poderá ter terão entrada exclusiva às novasda Secretaria de Estado da Saúde, três tipos de decisões: favorável, dependências. O ingresso desob gestão da FMB. contrário ou abstenção, com pos- funcionários e visitantes ocorrerá Serão alocados no primeiro sibilidade de alterar sua escolha com uso de cartões inteligentespavimento do novo prédio: antes de confirmar a opção cli- acoplados ao crachá.Finanças, Recursos Humanos, cando em “ok”. Os resultados Para evitar falta de espaçoComunicações, Diretoria Téc- preliminar e final, após serem para o estacionamento aosnica Acadêmica, Serviço Técnico confirmados pelos controles, servidores da Faculdade de Me-Acadêmico, Grupo Técnico de poderão ser acompanhados em dicina estarão disponibilizadasDesenvolvimento em Recur- tempo real através de um telão. 70 vagas de estacionamento.
  2. 2. 2 esPeciAlReitores destacam importância Fotos Flávio FoguerAlda nova estrutura da FMB A Faculdade de Medicina de pais fases da trajetória históricaBotucatu/Unesp (FMB) inaugurou, são PilAres PArA A do complexo Faculdade dedia 25 de fevereiro, com a presença Medicina e seu Hospital dasdo vice-reitor no exercício da Reito- universidAde: PessoAs, Clínicas. O gestor também apon-ria, professor Júlio Cezar Durigan, inFrA-estruturA tou como desafios para o futuroseus novos complexo administra- da faculdade: a implantação dativo e Central de Salas de Aula. O necessáriA e custeio autarquia – o HC da FMB foievento teve início com cerimônia no vinculado financeiramente à AdequAdosalão nobre da instituição seguido Secretaria de Estado da Saúde;por descerramento de placas nas orçamento (RH, Custeio e Inves-novas instalações. timentos); mudança de mentali- Estiveram presentes o ex-reitor Marcos Macari dade Departamentos/Serviços) e a criação de iden-– homenageado pela Direção da FMB juntamente tidade própria para a FMB e o HC, separadamente.com professor Durigan - professores, funcionários “Estamos seguindo outro rumo, com um projetoe alunos, além de autoridades locais. Os convidados acadêmico diferente, cuja meta é fazer mais e melhortiveram a oportunidade de conhecer as modernas nesta faculdade”, destacou professor Müller.instalações, que representam uma nova etapa na O ex-reitor da Unesp, professor Marcos Macari,história da Faculdade de Medicina de Botucatu. foi lembrado com gratidão por vários momentos Durante a solenidade, professor Júlio Cezar durante as inaugurações, já que foi ainda em suaDurigan elencou como três importantes pilares para gestão que teve início o sonho de construir as novasuma universidade: pessoas, infra-estrutura necessária estruturas acadêmica e administrativa da faculdade.e custeio adequado. “A Faculdade de Medicina passa Ao usar a palavra ele mencionou que por sua forma-a ter agora uma estrutura adequada, com uma cen- ção e por ter sido pró-Reitor de Pesquisa conheciatral de salas de aula separada dos leitos do hospital bem o funcionamento da FMB. “Enquanto fui reitore um prédio administrativo com a qualidade que os sempre tive em mente criar um ciclo básico própriofuncionários merecem”, afirmou. “Temos um cenário para a graduação da Faculdade de Medicina. Essa épromissor na Unesp em relação à FMB e no HC ligado uma meta importante”, colocou o acadêmico, queà Secretaria de Estado da Saúde”, acrescentou. também relembrou de sua atuação junto ao governo Professor Sérgio Swain Müller, diretor da FMB, estadual para que fossem discutidas alternativas paraabriu a festividade relembrando algumas das princi- as dificuldades da FMB e seu HC.Construção do complexo foi trabalhocompartilhado entre todos os setores O processo para a construção do receberam e outros receberão curso ligado à UNESP (compras, finanças,novo complexo da Faculdade de Medic- de etiqueta profissional objetivando almoxarifado, patrimônio, protocolo,ina/Unesp mobilizou setores e mostrou um atendimento assertivo ao público manutenção) . Ter um prédio para ao dinamismo da área administrativa da interno e externo. Devido à proximi- administração e uma central de aulas éinstituição. Após um longo processo de dade das áreas, e algumas mudanças um marco, tendo em vista que nos seusconcepção, coordenação e acompan- em processos de trabalho, espera-se 48 anos de existência, a FMB teve suashamento das obras, a responsável pela obter maior agilidade de resposta às áreas, especialmente as administrati-Diretoria Técnica Administrativa, Sandra demandas de alunos e clientes inter- vas, muito distantes umas das outras,Aparecida Silva, credita o sucesso do em- nos e externos da instituição. com pouco contato dos servidorespreendimento ao compartilhamento do entre algumas das áreas, como umatrabalho por todas as diretorias da FMB. Haverá mudança na maneira de “colcha de retalho”. O mesmo vale para Segundo a diretora, em entrevista ao atuação dos setores administrati- salas de aulas, em que cada pedaçoJornal da FMB, o maior benefício com vos com a nova estrutura? Quais de espaço físico foi sendo ocupado aoo novo prédio passa a ser a possibilidade seriam essas modificações e quais longo do tempo; por isso ter uma cen-de interação entre os setores, além da benefícios elas trarão? tral de aulas é importante para otimizarqualidade de vida dos servidores no Inicialmente ocorrerá uma análise recursos, centralizar equipamentos enovo ambiente. dos processos de trabalho das áreas proporcionar melhor infraestrutura universidAde estAduAl PAulistA “Júlio de MesquitA Filho” administrativas objetivando verificar para o ensino, com maior contato entre Vice-Reitor no exercício da reitoria: Julio Cezar DuriganComo foi, para a diretoria admin- redundâncias, retrabalhos e neces- alunos e professores, inclusive. FAculdAde de MedicinA de BotucAtuistrativa da FMB, a concepção de sidades de informatização de tarefas. Um complexo que comporte Diretor: Sérgio Swain Müllerprojeto e obra do novo complexo Está em estudo a implantação de um as dimensões da Faculdade de Me- Vice-diretora: Silvana Artioli Schellinida faculdade? sistema de Gerenciamento Eletrônico dicina, bem como sua perspectiva Superintendente do HCFMB: Emílio Carlos CurcelliFoi um trabalho compartilhado: Di- de Documentos (GED) e também para de crescimento na graduação, na Vice-superintendente: Irma de Godoyreção e demais diretorias da Faculdade uso da assinatura digital visando reduzir pós-graduação, na pesquisa e em suade Medicina (Diretoria Acadêmica, o fluxo de papéis impressos. Estamos internacionalização, requer investi- Presidente da Famesp: Pasqual Barretti JornAl dA FMB Vice-presidente: Shoiti KobayasiDiretoria de Serviços e Diretoria de estudando a implantação de outsourc- mentos financeiros que possibilitemInformática). Conciliar interesses, ne- ing de impressão para reduzir custos de o necessário suporte para que pos- O Jornal da FMB é uma publicação mensal da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp e das fundações, unidades médico-hospitalares e de pesquisas a ela vinculadas. Sugestões, comentários e colaboraçõescessidades e demandas atuais e emer- manutenção e de insumos de impressão samos avançar de forma inovadora e devem ser encaminhadas à Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp pelo endereçogentes é sempre um desafio e um de documentos, bem como alternativas menos onerosa possível, levando-se imprensa@fmb.unesp.br. ou telefone (14) 3811-6140 ramais 120 e 123.processo cuja dinâmica é incessante. para modernização, de forma menos em consideração custo/benefício, Assessoria de Comunicação e Imprensa- Leandro Rocha (MTB-50357) onerosa, de equipamentos de infor- em termos de crescimento, recon- Produção, editoração e impressão: G3 Gráfica & Editora- Rua Jorge Barbosa de Barros, 163- Jardim Paraíso-Botucatu-SPDe que forma as novas instalações mática para as áreas. O objetivo geral é hecimento e impacto positivo na Reportagens: Flávio Fogueral (MTB- 34927)oferecerão condições mais adequa- tornar os seteores administrativos mais sociedade que nos mantém. Fotografia: Flávio Fogueral, Fotografia AG Unesp Botucatu e Arquivo ACI/FMBdas para que as áreas administrati- assertivos e ágeis para o suporte aovas e acadêmica deem suporte ágil ensino, pesquisa e extensão.e correto às atividades de ensino, iMPressõespesquisa e extensão? A construção desse novo complexoHaverá maior espaço físico, com maio-res possibilidades de interação devido mostrou a responsabilidade da ad- ministração da FMB quanto ao uso Imprensa local conheceu as instalações do novo comà proximidade das áreas; a qualidade eficaz do dinheiro público. De que Profissionais da comunicação a visita teve a presença de jornalistas vos e explicou o todo o histórico dade vida dos trabalhadores melhorará à forma a Unesp pode se beneficiar dos mais diversos órgãos de comu- de diversos órgãos de comunica- construção do complexo.medida que o prédio possui amplitude, dessa experiência? nicação de Botucatu participaram, ção de Botucatu como os jornais Outro trecho da visita contem-luminosidade natural e jardins internos e Os investimentos para construção da dia 21 de fevereiro, de uma visita Diário da Serra e Mais Botucatu, plou a nova Central de Salas deexternos, fatores que interferem no bem Administração e Central de Aulas daestar físico e mental; também, todas as FMB majoritariamente foram oriundos exclusiva às instalações que abrigam além da Rádio Municipalista AM, Aula, que possui 2.475,48 m² de áreasalas serão climatizadas com aparelhos da Reitoria. Especialmente a construção as sedes administrativas, central de site de notícias Reol e Assessoria construída. Nessa primeira partee ar condicionado frio e quente, bus- do prédio da administração consolidou salas de aula e o Centro de Memória de Comunicação e Imprensa da haverá 13 salas com capacidadecando, da mesma forma, o bem estar a separação física das áreas adminis- e Documentação da Faculdade de Prefeitura de Botucatu. para 20 alunos cada uma na partedas pessoas. Haverá redução no volume trativas da Faculdade de Medicina e Medicina de Botucatu/Unesp (FMB). Durante o percurso, o diretor da térrea. O 1º pavimento contará comde arquivos das áreas, esperando que se do Hospital das Clínicas, agora uma Organizada pela direção da FMB, prof. Sérgio Müller mostrou aos 3 salas para 60 alunos e no segundoreduza o acúmulo de papéis, processos autarquia do Estado de São Paulo instituição, através de sua Assessoria presentes a sala da Congregação, piso, haverá uma sala para 120e documentos. Alguns servidores já e não mais administrativamente de Comunicação e Imprensa (ACI), instalações dos setores administrati- graduandos.Fevereiro 2011
  3. 3. 3 esPeciAl Fotos Flávio FoguerAl 1 2 Prefeito de Botucatu elogia estrutura O prefeito João Cury Neto elogiou as novas estruturas da FMB. “Ver o 3 crescimento e amadure- Momentos distintos. cimento da Faculdade de Diretor da FMB, prof. Medicina é um orgulho Sérgio Müller com para Botucatu. O novo o vice-reitor, Júlio complexo tem uma ar- Cezar Durigan e o quitetura moderna e dá prefeito de Botucatu, um novo visual ao campus João Cury Neto (foto de Rubião Júnior. Esta 1). Já a inauguração nova sede também dará do prédio administra- mais independência aos tivo e descerramento trabalhos executados pela da placa teve a pre- FMB e para os próprios sença do ex-reitor alunos de Medicina, mod- Marcos Macari, do elo de curso superior que professor emérito todos os anos atrai deze- Joel Spadaro e da nas de jovens estudantes vice-diretora Silvana para o nosso Município”, Schellini (fotos 2 e 3) comenta João Cury, que completa: “A história da FMB está dentro de um capítulo importante Espaço para a memória da FMB do desenvolvimento de Botucatu, por isso nossa Administração Municipal tem se colocado sempre no apoio nas lutas da FMB, como foi no caso da autarquização do Hospital das Clínicas, que há anos oferece um serviço de qualidade à população da Cidade e região”. “ Temos um cenário promissor na Unesp em relação à FMB e no HC ligado à Secretaria de Estado da Saúde ” Em área anexa à estrutura que abrigará a ala administrativa da escola está em fase final de Julio Cezar Durigan construção o Centro de Memória e Arquivo da sobre a perspectiva FMB, que tem 382,92 m². O pavimento térreo já de futuro quanto às está pronto e a coordenação do material histórico duas instituições que será disponibilizado no local está a cargo da historiadora em arquivos e gestão de cultura mate- rial, Isaura Bretan. O edifício foi projetado para suportar um outromplexo da Faculdade de Medicina pavimento, para abrigar também massa documen- tal, já tendo inclusive o espaço para elevador de carga. A estrutura já pronta é própria para edifícios de arquivo e segue as recomendações do CONARQ (Conselho Nacional de Arquivos do Governo Fed- eral), que estabelece normas para os arquivos de todo o país. com documentos arquivísticos e para a preservação Possui uma ampla sala somente para a guarda do material. do acervo, espaço específico para o trabalho ad- O acervo do Arquivo da FMB será composto, ministrativo e espaço para recepção e tratamento primeiramente, pelos processos de vários setores da documentação, antes de sua entrada na sala de da administração (atividade meio), posteriormente guarda do acervo. Há banheiros que podem ser o arquivo poderá receber documentação dos utilizados pelo público e está previsto um espaço- setores acadêmicos (atividade-fim). Serão implan- sala de consulta. O edifício contempla, em sua tadas estantes deslizantes para facilitar o acesso aos estrutura, as necessidades básicas para o trabalho documentos. Fevereiro 2011
  4. 4. 4 esPeciAlEstrutura moderna para Foto MAtheus Prestes 1ensino de qualidade Não somente o conforto foipensado no projeto para a con- novA centrAl de sAlAsstrução da Central de Salas de de AulA dA FMBAula da FMB. Todo o complexo Possui 1.186 M²tem grande capacidade de aco-modação de alunos. A primeira de áreA construídAparte, atualmente em uso, pos- Pelo projeto inicial, a expecta-sui 1.186 m² de área construída. tiva é que estejam futuramente àNessa primeira parte haverá 14 disposição dos alunos dos cursossalas com capacidade para 20 de Medicina e Enfermagem, 38alunos cada uma na parte térrea. salas, sendo 14 para 20 alunos, 4Já o 1º pavimento contará com 4 para 40 pessoas , 17 para 60 grad-salas para 60 alunos e no segundo uandos e 3 para 120 estudantes.piso haverá uma sala para 120 Outra modernidade será o sistemagraduandos. O local, que tem de transmissão de arquivos paracapacidade para acomodar 640 aulas que os professores terãoalunos simultaneamente, está à disposição. Através de umapreparado também para futuras central, poderão ser enviadosampliações de vagas dos cursos os conteúdos ao sistema audio-de Enfermagem e Medicina. visual de cada sala. Fotos Flávio FoguerAl 2Unificação do espaçofavorece ensino Os novos espaços para as salas Centro Acadêmico Pirajá da Silva,de aula da Faculdade de Medicinade Botucatu/Unesp (FMB) represen- acreditamos que a Central Nova de aulas conseguiu corresponder a um “ seguindo Estamostaram grande avanço e investimento de seus maiores propósitos: liberar outro rumo, com umna busca de melhor conforto e espaços no Hospital que até então projeto acadêmicoqualidade no ensino aos mais de eram utilizados como salas de aula.450 alunos dos ciclos básicos de Gostamos das salas para pequenos diferente, cuja metaMedicina e Enfermagem. grupos (salas do térreo) e do au- é fazer mais e me- A possibilidade de agregar pro- ditório. Já as salas do primeiro andar lhor nesta faculdadefessores e alunos em um mesmolocal é um dos pontos que mais sãodestacados pelas duas entidades são compridas demais e a visão fica prejudicada devido à obliquidade; os próprios professores reclamaram ”representativas dos alunos. da disposição da sala. Devido à essa Sérgio Müller sobre Para o Centro Acadêmico XII planta, há a necessidade de dois ret- as novas estruturasde Maio (Caenf), que representa ro-projetores por sala. Acreditamos e a perspectiva dealunos do curso de graduação em que o gasto com esses aparelhos foi ensino para MedicinaEnfermagem, a nova Central de Salas desnecessário e que esse dinheiro e Enfermagemde Aula representa melhor acomo- poderia ser gasto com outras neces-dação para os alunos e professores sidades acadêmicas.” 3já que oferece estrutura adequada A vice-diretora da FMB, profes- 4para o ensino.“É um espaço novo e sora Silvana Artioli Schellini, ressaltaimportante para os alunos e profes- que a construção de uma Central Nova Centralsores já que as aulas não precisarão de Salas de Aula própria era uma de Sala de Aulasser em locais diferentes e distantes necessidade premente da institu- possui 1.186 m² deem muitos casos”, ressalta Carla ição. “Antes, os espaços didáticos área construída eSilva, vice-presidente do Caenf. Para estavam restritos a pequenas salas oferece amplo es-ela, a estrutura tem que contemplar dentro do hospital, sem espaço paço para aulasde forma coesa todos os alunos dos para acomodar adequadamente os (Fotos 1 e 2). Todasanos básicos dos cursos oferecidos estudantes”, avalia. “Mesmo com as salas contam compela faculdade. algumas pequenas falhas que já modernos equipa- Já para o Centro Acadêmico foram identificadas no novo prédio, mentos de clima- cujos reparos já estão sendo provi-Pirajá da Silva, que representa os tização e audiovisual denciados, a n ova estrutura repre-estudantes do curso de Medicina, senta um ganho inestimável para a (Foto 3). Inaugura-o maior objetivo da nova central foi FMB”, acrescenta professora Silvana, ção dos prédiosalcançado: liberar espaços no Hos- destacando que a necessidade de simbolizou apital das Clínicas que eram usados dois retroprojetores em cada sala concretização do in-como salas de aula. Em comunicado do primeiro andar foi revista e o vestimento (Foto 4)divulgado por sua atual gestão, a equipamento será centralizado paraVox. Os alunos relatam: “Nós, do facilitar a visualização.Fevereiro 2011

×