Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Diversidade                 criatividade                e cooperação                 José Márcio Barros       josemarcioba...
ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL
IO que é Diversidade Cultural ?
um projeto político a partir de uma     realidade antropológica
» Visão RomânticaA Diversidade Cultural como característica     natural das formas de vida e das         manifestações cul...
A questão central éÉ possível construir igualdade e justiça social        com e através das diferenças ?     http://www.co...
» A diversidade cultural não se renova                  naturalmente.» A diversidade cultural é dinâmica precisa ser   pen...
» A diversidade cultural convoca sempre ao    diálogo, à troca e ao respeito mútuo.» Não se conjuga a Diversidade Cultural...
DC           NÓSEU    TU
II    Proteger e promovera diversidade cultural, como ?
» A existência de políticas transversais queafetem a dimensão antropológica da cultura e      não apenas sua dimensão artí...
» Tratar a diversidade cultural como campode interações, significa pensar em processos         dialógicos em 3 dimensões: ...
• Reafirmação de si • Permite a interpretação de    uma cultura pela outra.  • Descoberta do outro  • Permite a fertilizaç...
III  Entretanto, é preciso pensar quevivemos numa sociedade de paradoxos           e contradições       A sociedade mudou:...
Mas, é preciso estar atento para o          fato de que...    nem toda interação gera troca nem toda conexão gera convergê...
Como ensina Edgard Morin  Vivemos num tempo onde o cheio  provoca o oco, a saciedade gera aangústia, o permanente é trocad...
Daí a necessidade de se pensar:Como redes e trabalhos colaborativos e    cooperados podem fortalecer a        diversidade ...
IV            Arrisco algumas sugestões:Pensar a articulação entre a diversidade               cultural ecriatividade dema...
Requer também, tornar criatividade e    1                 2diversidade “dois lados de uma mesma          moeda”, ou seja,t...
Como realidades dinâmicas, diversidade ecriatividade nos remetem a permanências,         mas também a mudanças.        1  ...
Como mostra o Relatório da Unesco (Investir na    diversidade e no diálogo intercultural) as      tradições reinventam a s...
A articulação proposta impõe anecessidade de articular a proteção,    especialmente das práticas eexpressões em perigo de ...
A experiência cultural contemporânea é  marcada pelo deslocamento, pela mistura,               pelo hibridismo.Promover a ...
III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1
III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1

575 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1

  1. 1. Diversidade criatividade e cooperação José Márcio Barros josemarciobarros@gmail.comwww.observatoriodadiversidade.org.br
  2. 2. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL
  3. 3. IO que é Diversidade Cultural ?
  4. 4. um projeto político a partir de uma realidade antropológica
  5. 5. » Visão RomânticaA Diversidade Cultural como característica natural das formas de vida e das manifestações culturais. Prefiro pensar como…» dinâmica sócio-política de interação entre os diferentes.
  6. 6. A questão central éÉ possível construir igualdade e justiça social com e através das diferenças ? http://www.conasems.org.br/site/index.php/comunicacao/noticias/1898-sgep-realiza-videoconferencia-sobre-promocao-da-equidade-em-saude
  7. 7. » A diversidade cultural não se renova naturalmente.» A diversidade cultural é dinâmica precisa ser pensada conjugando proteção e promoção.» A diversidade cultural encerra um conjunto de tensões e não pode ser pensada como um mosaico harmônico de diferenças.
  8. 8. » A diversidade cultural convoca sempre ao diálogo, à troca e ao respeito mútuo.» Não se conjuga a Diversidade Cultural na primeira pessoa do singular mas na sua intersecção
  9. 9. DC NÓSEU TU
  10. 10. II Proteger e promovera diversidade cultural, como ?
  11. 11. » A existência de políticas transversais queafetem a dimensão antropológica da cultura e não apenas sua dimensão artística » Isso é importante para garantir as condições de continuarmos diferentes.
  12. 12. » Tratar a diversidade cultural como campode interações, significa pensar em processos dialógicos em 3 dimensões: X
  13. 13. • Reafirmação de si • Permite a interpretação de uma cultura pela outra. • Descoberta do outro • Permite a fertilização de uma cultura pela outra.• Construção do nós• Assegura a tradução de uma cultura para várias outras culturas, decifrando o significado que as une, embora também as ultrapasse.
  14. 14. III Entretanto, é preciso pensar quevivemos numa sociedade de paradoxos e contradições A sociedade mudou: *mais interação *mais conexão *menos fronteiras *mais mitidiação *mais informação
  15. 15. Mas, é preciso estar atento para o fato de que... nem toda interação gera troca nem toda conexão gera convergência nem toda fronteira constitui comunidade informação não é sinônimo de conhecimento
  16. 16. Como ensina Edgard Morin Vivemos num tempo onde o cheio provoca o oco, a saciedade gera aangústia, o permanente é trocado pelo atual, o "mais novo".
  17. 17. Daí a necessidade de se pensar:Como redes e trabalhos colaborativos e cooperados podem fortalecer a diversidade cultural ? Este é o nosso desafio.....
  18. 18. IV Arrisco algumas sugestões:Pensar a articulação entre a diversidade cultural ecriatividade demandaria uma concepção articulada e integrada
  19. 19. Requer também, tornar criatividade e 1 2diversidade “dois lados de uma mesma moeda”, ou seja,tomadas como BEM mas também como RECURSO. O que isso implica ?
  20. 20. Como realidades dinâmicas, diversidade ecriatividade nos remetem a permanências, mas também a mudanças. 1 2
  21. 21. Como mostra o Relatório da Unesco (Investir na diversidade e no diálogo intercultural) as tradições reinventam a si mesmas.Daí a necessidade de se pensar a diversidade cultural e a criatividade em suas relações com as mudanças, as inovações e as trocas e influencias mútuas.
  22. 22. A articulação proposta impõe anecessidade de articular a proteção, especialmente das práticas eexpressões em perigo de extinção, coma promoção especialmente sensível às mudanças.
  23. 23. A experiência cultural contemporânea é marcada pelo deslocamento, pela mistura, pelo hibridismo.Promover a diversidade é promover a relação entre polos e processos e não a conservação do passado.

×