Webquest

1,266 views

Published on

Apresentação da WebQuest feita na turma de PPE

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,266
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
17
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Webquest

  1. 1. WEBQUESTWEBQUEST Uma Tecnologia deUma Tecnologia de AprendizagemAprendizagem
  2. 2. WebQuestWebQuest WebQuest Como Uma Tecnologia de AprendizagemWebQuest Como Uma Tecnologia de Aprendizagem  É uma tecnologia educacional paraÉ uma tecnologia educacional para aprendizagem que usa a internet, a partir daaprendizagem que usa a internet, a partir da criação de “criação de “ambientes deambientes de aprendizagemaprendizagem”.”.
  3. 3. WebQuestWebQuest objetivosobjetivos  Ajudar o aluno a terAjudar o aluno a ter responsabilidade eresponsabilidade e disciplinadisciplina no mundo tão sedutor eno mundo tão sedutor e apelativo da internetapelativo da internet  Evita que o aluno se encante pela navegaçãoEvita que o aluno se encante pela navegação em si, deixando aos poucos que o rumo fiqueem si, deixando aos poucos que o rumo fique sob o domínio do espetáculo da viagemsob o domínio do espetáculo da viagem
  4. 4. WebQuestWebQuest Fundamentos PsicopedagógicosFundamentos Psicopedagógicos  A tecnologia educacional WebQuest éA tecnologia educacional WebQuest é sustentada porsustentada por teoriasteorias psicopedagógicaspsicopedagógicas, podendo ser, podendo ser caracterizada como uma técnica decaracterizada como uma técnica de aprendizagem construtivits, que pode seraprendizagem construtivits, que pode ser utilizada em um ambiente construtivista.utilizada em um ambiente construtivista.
  5. 5. WebQuestWebQuest PrincípiosPrincípios  O primeiro princípio é o daO primeiro princípio é o da transformação das informaçõestransformação das informações. A. A pessoa só aprende de fato quando aspessoa só aprende de fato quando as transforma, e não quando simplesmente astransforma, e não quando simplesmente as reproduz.reproduz.
  6. 6. WebQuestWebQuest Ferramenta da Educação PresencialFerramenta da Educação Presencial  Destina-se àDestina-se à educação presencialeducação presencial, com, com participação ativa dos alunos sob a orientaçãoparticipação ativa dos alunos sob a orientação do professor, estendendo-se pelado professor, estendendo-se pela pesquisapesquisa guiada pela internet.guiada pela internet.
  7. 7. DESAFIODESAFIO  Criar umCriar um ambiente de aprendizagemambiente de aprendizagem em que os estudantes possaem que os estudantes possa descobrirdescobrir potencialidadespotencialidades,, adquiriradquirir autonomia, responsabilidade,autonomia, responsabilidade, disciplina, respeito aos outros edisciplina, respeito aos outros e autoconfiançaautoconfiança
  8. 8. WebQuestWebQuest Ambiente de AprendizagemAmbiente de Aprendizagem  i) Proporciona umai) Proporciona uma aprendizagemaprendizagem colaborativa e cooperativa,colaborativa e cooperativa,  ii) Incentiva aii) Incentiva a investigação e o pensamentoinvestigação e o pensamento críticocrítico,,  iii) Oferece atividades para estimular umaiii) Oferece atividades para estimular uma áreaárea cognitiva de nível mais elevadocognitiva de nível mais elevado, exigindo, exigindo reflexão, análise, síntese e avaliação,reflexão, análise, síntese e avaliação,  iv) Aumenta asiv) Aumenta as competências sociais e acompetências sociais e a auto-estima do aluno.auto-estima do aluno.
  9. 9. WebQuestWebQuest Atividade Didática EstruturadaAtividade Didática Estruturada  WebQuest é uma atividade didática,WebQuest é uma atividade didática, estruturada de forma que os alunos seestruturada de forma que os alunos se envolvam no desenvolvimento de uma tarefaenvolvam no desenvolvimento de uma tarefa de investigação usando principalmentede investigação usando principalmente recursos da internet.recursos da internet.
  10. 10. WebQuestWebQuest WebQuest Com uma MissãoWebQuest Com uma Missão  A atividade da WebQuest é como umaA atividade da WebQuest é como uma missão a cumprirmissão a cumprir, em que um grupo de, em que um grupo de alunos se envolve com a realização de umalunos se envolve com a realização de um projeto que deve extrapolar o espaço/tempo daprojeto que deve extrapolar o espaço/tempo da sala de aula.sala de aula.
  11. 11. WebQuestWebQuest Processo Coletivo de Construção do ConhecimentoProcesso Coletivo de Construção do Conhecimento  Uma atividade WebQuest oferece aUma atividade WebQuest oferece a possibilidade dapossibilidade da construção do saberconstrução do saber em um processo cooperativoem um processo cooperativo nana realização de um projeto acadêmicorealização de um projeto acadêmico
  12. 12. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST
  13. 13. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST  INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO  TAREFATAREFA  PROCESSOS & RECURSOSPROCESSOS & RECURSOS  AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO  CONCLUSÃOCONCLUSÃO  CRÉDITOSCRÉDITOS
  14. 14. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
  15. 15. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO  O texto de Introdução de uma webquest deve serO texto de Introdução de uma webquest deve ser direto, instigante, envolvente, motivante. Seja direto.direto, instigante, envolvente, motivante. Seja direto. Use linguagem clara e compreensível. Lembre-se deUse linguagem clara e compreensível. Lembre-se de que a pessoa estará lendo o texto na tela doque a pessoa estará lendo o texto na tela do computador, por isso, seja breve. Evite abordagemcomputador, por isso, seja breve. Evite abordagem professoral.professoral.  Escreva um texto dirigido ao seu público-alvo.Escreva um texto dirigido ao seu público-alvo.  Motive o público-alvo da sua WQ.Motive o público-alvo da sua WQ.  Seja breve.Seja breve.  Evite didatismoEvite didatismo
  16. 16. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO  Apresentar o assunto de maneira breve eApresentar o assunto de maneira breve e propor questões que irão fundamentar opropor questões que irão fundamentar o processo investigativo;processo investigativo;  Transmitir ao aluno o contexto no qual seráTransmitir ao aluno o contexto no qual será desenvolvido o projeto;desenvolvido o projeto;  Despertar a curiosidade dos alunos em relaçãoDespertar a curiosidade dos alunos em relação ao tema que será trabalhado;ao tema que será trabalhado;  Criar uma impressão afetiva da necessidade deCriar uma impressão afetiva da necessidade de conhecer;conhecer;
  17. 17. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO Conceba a introdução da sua WebQuest,Conceba a introdução da sua WebQuest, tendo em menta que ela será avaliada tendotendo em menta que ela será avaliada tendo em conta o “processo” e o “resultado”.em conta o “processo” e o “resultado”.
  18. 18. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST TAREFATAREFA
  19. 19. TAREFASTAREFAS  A TAREFA é a compontenes mais imortanteA TAREFA é a compontenes mais imortante da WebQuest. A sua criação exige, dosda WebQuest. A sua criação exige, dos autores, muito tempo e dedicação no desenhoautores, muito tempo e dedicação no desenho da proposta, pois ela deve estar inserida nada proposta, pois ela deve estar inserida na prolemática da disciplina, ser desafiadora,prolemática da disciplina, ser desafiadora, motivante e, também, passível de sermotivante e, também, passível de ser executada pelos alunos duarante o período doexecutada pelos alunos duarante o período do curso.curso.
  20. 20. TAREFATAREFA  A palavra tarefa evoca uma ação, o que é paraA palavra tarefa evoca uma ação, o que é para fazer e, deve ter no seu horizonte de formafazer e, deve ter no seu horizonte de forma clara a elaboração de um produto criativo queclara a elaboração de um produto criativo que entusiasme, motive e desafie.entusiasme, motive e desafie.
  21. 21. TAREFATAREFA  Determine tarefas e resultados inseridas naDetermine tarefas e resultados inseridas na problemática do curso de PPE e que sejaproblemática do curso de PPE e que seja realizável, plausível e, antes de tudo que tenharealizável, plausível e, antes de tudo que tenha como resultado um trabalho acadêmico.como resultado um trabalho acadêmico.
  22. 22. TAREFASTAREFAS  A realização da tarefa sempre tem em mente aA realização da tarefa sempre tem em mente a criação das condições para a realização dascriação das condições para a realização das metas, por meio dos processos, de forma quemetas, por meio dos processos, de forma que as tarefas e os processos deverão seras tarefas e os processos deverão ser intimamente relacionados. E poderão terintimamente relacionados. E poderão ter maior e menor complexidade.maior e menor complexidade.
  23. 23. TAREFASTAREFAS Taxonomia do Grupo da PiedadeTaxonomia do Grupo da Piedade  TAREFAS SIMPLESTAREFAS SIMPLES  TAREFA DE LOCALIZA DE LOCALIZAÇÃO ETAREFA DE LOCALIZA DE LOCALIZAÇÃO E ARQUIVAMENTO DAS INFORMAÇÕESARQUIVAMENTO DAS INFORMAÇÕES  TAREFA DE REPETIÇÃO - Sintetizar e refinar aTAREFA DE REPETIÇÃO - Sintetizar e refinar a informação consultada ao produzir um documento;informação consultada ao produzir um documento;  TAREFA DE COMPILAÇÃO –Selecionar, explicar eTAREFA DE COMPILAÇÃO –Selecionar, explicar e ordenar,ordenar,
  24. 24. TAREFASTAREFAS TAXONOMIA DO GRUPO DATAXONOMIA DO GRUPO DA PIEDADEPIEDADE
  25. 25. TAXONOMIA DOTAXONOMIA DO GRUPO DA PIEDADEGRUPO DA PIEDADE TAREFAS SIMPLES VS. TAREFASTAREFAS SIMPLES VS. TAREFAS COMPLEXASCOMPLEXAS
  26. 26. TAREFASTAREFAS Taxonomia do Grupo da PiedadeTaxonomia do Grupo da Piedade  TAREFAS SIMPLESTAREFAS SIMPLES  TAREFA DE LOCALIZAÇÃO E ARQUIVAMENTO DASTAREFA DE LOCALIZAÇÃO E ARQUIVAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIGITALIZADASINFORMAÇÕES DIGITALIZADAS  TAREFA DE FICHAMENTO DAS INFORMAÇÕETAREFA DE FICHAMENTO DAS INFORMAÇÕE DIGITALIZADASDIGITALIZADAS  TAREFA DE APROAPRIAÇÃO DO CONTÉUDO -TAREFA DE APROAPRIAÇÃO DO CONTÉUDO - Sintetizar e refinar a informação consultada ao produzir umSintetizar e refinar a informação consultada ao produzir um documento;documento;  TAREFA DE PRÉ-EDIÇÃO (COMPILAÇÃO) –Selecionar,TAREFA DE PRÉ-EDIÇÃO (COMPILAÇÃO) –Selecionar, explicar e ordenar,explicar e ordenar,
  27. 27.  TAREFA SIMPLES/COMPLEXATAREFA SIMPLES/COMPLEXA  TAREFAS ANALÍTICA – Refletir sobre umaTAREFAS ANALÍTICA – Refletir sobre uma mesma questão (temas interdisciplinares) demesma questão (temas interdisciplinares) de diferentes pontos de vista analíticosdiferentes pontos de vista analíticos
  28. 28. TAREFASTAREFAS Taxonomia do Grupo da PiedadeTaxonomia do Grupo da Piedade  TAREFAS COMPLEXAS CONCLUSIVASTAREFAS COMPLEXAS CONCLUSIVAS  TAREFAS DE EDIÇÃO E FECHAMENTO – Edição eTAREFAS DE EDIÇÃO E FECHAMENTO – Edição e revisão do produto final, o qual pode assumir as diversasrevisão do produto final, o qual pode assumir as diversas formas de um trabalho cientifico, a exemplo deformas de um trabalho cientifico, a exemplo de paper epaper e poster.poster.  TAREFAS DE ELABORAÇÃO DE UM (policy paper) -TAREFAS DE ELABORAÇÃO DE UM (policy paper) - Esboçar uma politica ou um posicionamento político sobreEsboçar uma politica ou um posicionamento político sobre uma detemrinada questão, tendo sempre em mente que parauma detemrinada questão, tendo sempre em mente que para atingir uma meta determinada, a proposta está submetida aatingir uma meta determinada, a proposta está submetida a certas restrições;certas restrições;
  29. 29. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST PROCESSO & RECURSOSPROCESSO & RECURSOS
  30. 30. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST PROCESSOPROCESSO
  31. 31. PROCESSOPROCESSO  Explicar passo a passo como o grupo deve realizar a Tarefa eExplicar passo a passo como o grupo deve realizar a Tarefa e que fontes de informação devem ser usadas em cada etapa;que fontes de informação devem ser usadas em cada etapa;  Considerar não só as diferentes perspectivas de um mesmoConsiderar não só as diferentes perspectivas de um mesmo problema, como também as diferentes abordagens;problema, como também as diferentes abordagens;  Estabeleça quais fontes de informação deverão ser consultadasEstabeleça quais fontes de informação deverão ser consultadas e quando;e quando;  Descreva e atribua a cada aluno o papel que terá deDescreva e atribua a cada aluno o papel que terá de desempenhar.desempenhar.
  32. 32. PROCESSO & RECURSOSPROCESSO & RECURSOS  Descrever como os alunos irão caminhar paraDescrever como os alunos irão caminhar para desenvolver a TAREFA e orientá-los nodesenvolver a TAREFA e orientá-los no procedimento fazem parte das informações queprocedimento fazem parte das informações que precisam estar presentes no PROCESSO e nosprecisam estar presentes no PROCESSO e nos RECURSOS.RECURSOS.
  33. 33. PROCESSOPROCESSO  O PROCESSO descreve passo a passo aO PROCESSO descreve passo a passo a dinâmica da atividade e como os alunos devedinâmica da atividade e como os alunos deve se organizar para a atividade, de forma ase organizar para a atividade, de forma a orientar claramente o que os alunos precisamorientar claramente o que os alunos precisam fzer para atingir o objetivo principal, que é afzer para atingir o objetivo principal, que é a execução da tarefa, o que devem buscar, quaisexecução da tarefa, o que devem buscar, quais objetivos a atingir e quais rsultados obter emobjetivos a atingir e quais rsultados obter em cada atividade.cada atividade.
  34. 34. PROCESSOPROCESSO  Esclarecer a todos que a dinâmica do trabalhoEsclarecer a todos que a dinâmica do trabalho em grupo vai garantir o sucesso da execuçãoem grupo vai garantir o sucesso da execução da tarefa, se cada um souber lidar com asda tarefa, se cada um souber lidar com as diversidades e buscar respostas criativas. Asdiversidades e buscar respostas criativas. As interações saudáeis, integrantes da cooperação,interações saudáeis, integrantes da cooperação, facilitam a aprendizagem.facilitam a aprendizagem.
  35. 35. PROCESSOPROCESSO  Descrever passo a passo como os alunos irãoDescrever passo a passo como os alunos irão caminhar para desenvolver a tarefa e orientá-caminhar para desenvolver a tarefa e orientá- los no procedimento são parte do PROCESSOlos no procedimento são parte do PROCESSO e os ajudam a obter nos resultados no produtoe os ajudam a obter nos resultados no produto final.final.
  36. 36. PROCESSOPROCESSO  A orientação, além de permear toda aA orientação, além de permear toda a WebQuest, deve permitir a organização dasWebQuest, deve permitir a organização das informações obtidas, para que os alunos nãoinformações obtidas, para que os alunos não fiquem à deriva, sem saber qual o próximofiquem à deriva, sem saber qual o próximo passopasso
  37. 37. PROCESSOPROCESSO  O PROCESSO deve exigir dos alunos aO PROCESSO deve exigir dos alunos a execução de pequenas tarefas divididas entreexecução de pequenas tarefas divididas entre os membros do grupo, estimulando a atuaçãoos membros do grupo, estimulando a atuação de modo cooperativo.de modo cooperativo.  ..
  38. 38. PROCESSOPROCESSO  O PROCESSO pressupõe colaboração eO PROCESSO pressupõe colaboração e interação entre os pares – cada integrante dointeração entre os pares – cada integrante do grupo tem uma tarefa específica e compartilhagrupo tem uma tarefa específica e compartilha o resultado obtido com os demais parao resultado obtido com os demais para executar a tarefa final.executar a tarefa final.
  39. 39. PROCESSO NO TRABALHO DEPROCESSO NO TRABALHO DE PPEPPE  i) IDENTIFICAR AS BASES DE DADOSi) IDENTIFICAR AS BASES DE DADOS  ii) CUSTOMIZAR A MAQUINA DE BUSCAii) CUSTOMIZAR A MAQUINA DE BUSCA RESTRINGINDO SUA BUSCA AS FONTESRESTRINGINDO SUA BUSCA AS FONTES INDICADAS.INDICADAS.  iii) CONSTRUIR O THESAURUSiii) CONSTRUIR O THESAURUS  iv) PESQUISAR E ARQUIVAR DE FORMAiv) PESQUISAR E ARQUIVAR DE FORMA ESTRUTURADA AS INFORMAÇÕESESTRUTURADA AS INFORMAÇÕES DIGITALIZADAS NODIGITALIZADAS NO DELICIOUSDELICIOUS OU SIMILAR.OU SIMILAR.  v) FICHAR AS INFORMAÇÕES DIGITILIZADASv) FICHAR AS INFORMAÇÕES DIGITILIZADAS NONO EVERNOTEEVERNOTE OU SIMILAR;OU SIMILAR;
  40. 40. COMPONENENTES DACOMPONENENTES DA WEBQUESTWEBQUEST RECURSOSRECURSOS
  41. 41. RECURSOSRECURSOS RECURSO são os meios que permitem realizar aRECURSO são os meios que permitem realizar a TAREFA e devem ser oferecidos aos alunos emTAREFA e devem ser oferecidos aos alunos em pequenas doses, à medida que forem executadas aspequenas doses, à medida que forem executadas as tarefas menores. Os RECURSOS vão desde o e-mailtarefas menores. Os RECURSOS vão desde o e-mail da ufba, paa permitir o acesso ao Portal CAPES, ada ufba, paa permitir o acesso ao Portal CAPES, a partir da residência a disponibilidade da máquinapartir da residência a disponibilidade da máquina para acessar a rede, além da competência para realizarpara acessar a rede, além da competência para realizar as tarefas, a exemplo da criação e operação de umas tarefas, a exemplo da criação e operação de um blog, do uso de recursos da web 2.0 etc.blog, do uso de recursos da web 2.0 etc.
  42. 42. BLOGSBLOGS UM RECURSO DA WEBQUESTUM RECURSO DA WEBQUEST
  43. 43. BLOGSBLOGS && A PRODUÇÃO DE LEARNINGA PRODUÇÃO DE LEARNING LOGSLOGS
  44. 44. LEARNING LOGSLEARNING LOGS MODE ASSESSMENTMODE ASSESSMENT VS.VS. RESEARCH METHODRESEARCH METHOD
  45. 45. LEARING LOGSLEARING LOGS Mode Assessment vs ResearchMode Assessment vs Research MethodMethod  logs are an increasingly popular mode assessment. They record learning, experience and reflection. We considers learning logs as a research method, where researchers wish to gain a deep understanding of the processes of learning, reflection and experience as they occur in individuals over a period of time. Techniques are offered for implementing logs as a research method, analysing the data and interpreting results.
  46. 46. LEARING LOGSLEARING LOGS FRIESNER, Tim & Mike Hart Learning Logs: Assessment or Research Method? www.ejbrm.com/vol3/v3-i2/v3- i2-art3-friesner.pdf -
  47. 47. BLOGSBLOGS && PRODUÇÃO DE E-PORTFOLIOSPRODUÇÃO DE E-PORTFOLIOS
  48. 48. AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO  Deve apresentar aos alunos, com clareza,Deve apresentar aos alunos, com clareza, como o resultado da TAREFA será avaliado ecomo o resultado da TAREFA será avaliado e que fatores serão considerados indicativos deque fatores serão considerados indicativos de que ela foi concluída com sucesso.que ela foi concluída com sucesso.
  49. 49. AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO  Os critérios devem estar claramenteOs critérios devem estar claramente estabelecidos e de acordo com os seusestabelecidos e de acordo com os seus objetivos.objetivos.  Os critérios deverão ser os que as commisõesOs critérios deverão ser os que as commisões cientificas utilizam para a seleção dos artigoscientificas utilizam para a seleção dos artigos nos eventos.nos eventos.
  50. 50. AVALIAÇÃO DE PPEAVALIAÇÃO DE PPE  Avaliação do processo de elaboração eAvaliação do processo de elaboração e implementação da WebQuest;implementação da WebQuest;  Avaliação do Produto final;Avaliação do Produto final;

×