Oeferta e demanda dos transportes

1,997 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Oeferta e demanda dos transportes

  1. 1. OEFERTA E DEMANDA DOS TRANSPORTES UMA APRESENTAÇÃO DO “ESTADO DAS ARTES”
  2. 2. APRESENTAÇÃO DA BIBLIOGRAFIA <ul><li>ALBATE, Daniel & BEL, GEMIA, What Shapes local public transportation in Europe ? Economics, mobility, institutions, and geography” in Transaction Research E , 2010 (46) 775-790 </li></ul>
  3. 3. ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>O campo de estudo do mercado dos transportes é bem segmentado. De um lado, os estudos de demanda e, do outro, os estudos de oferta. </li></ul>
  4. 4. VARIAVEIS BASICAS DOS MODELOS DA OFERTA E DEMANDA DE TRANSPOTES <ul><li>VARIAVEIS DEPENDENTES </li></ul><ul><li>Variável dependete na equação de oferta: “the number of place-km per capita” e para a equação de demanda “the number of passeger-km per capita. </li></ul>
  5. 5. VARIAVEIS BASICAS DOS MODELOS DA OFERTA E DEMANDA DE TRANSPOTES <ul><li>BACKGOUND VARIABLES </li></ul><ul><li>Produto domestico bruto per-capita </li></ul><ul><li>Densidade da população urbana </li></ul><ul><li>Encargo medio para os usuários dos transportes públicos; </li></ul><ul><li>Custo operacional medio de um “public transport place-km” </li></ul><ul><li>A frota (fleet) disponivel para fins de transorte público; </li></ul><ul><li>Velocidade média dos veiculos em operação nos transportes públicos; </li></ul><ul><li>Tempo médio gasto por viagem em veiculo privado; </li></ul><ul><li>Número de veículos privados por 1000 hab; </li></ul><ul><li>Número de vagas de estacionamento por milhares de emprego no”central business district” </li></ul>
  6. 6. VARIAVEIS BASICAS DOS MODELOS DA OFERTA E DEMANDA DE TRANSPOTES <ul><li>INSTITUTIONAL VARIABLES </li></ul><ul><li>Estuda os efeitos dos fatores institucionais e o papel da geografia(heterogenidade regional) na determinação da oferta e demanda por transporte. Aqui está envolvido uma dimensão qualitativa, donde o uso de variaveis dummy (variable dummy), as quais assume o valor 1 (a presença da caracteristica) e 0 (a ausência da característica) </li></ul>
  7. 7. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO I </li></ul><ul><li>Capacitar-se em pesquisa nos Periódicos disponibilizado no Portal CAPES, a partir de um auto-treinamento no levantamento dos trabalhos sobre oferta e demanda dos transportes nos bancos de dados relacionais e de periódicos; </li></ul>
  8. 8. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO II </li></ul><ul><li>Elaborar um “ meta thesaurus ” (palavras chaves em inglês) do campo da oferta e demanda dos transportes, a partir da sua pesquisa no Portal CAPES; </li></ul>
  9. 9. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO III </li></ul><ul><li>Assinar “alert” de e-mail no google-acadêmico, nos periódicos (Portal Capes) selecionados e, nos artigos consultados que julgar mais relevantes; </li></ul>
  10. 10. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO IV </li></ul><ul><li>Selecionar o material recebido dos alerts” e arquivar com “tags” num “marcador”, a exemplo do DELECIOUS e do DIIGO. </li></ul>
  11. 11. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO V </li></ul><ul><li>Consultar o material recebido dos “alerts” e extrair e arquivar os parágrafos (em pastas nomeadas com palavras do thesaurus) no qual se explicita o recorte estabelecido pelo autor (ou algum outro recorte estabelecido pelo estudante, a exemplo do que pode gerar informaões a uma meta-analysis, ou mesmo os l eadings topics ressaltados pelos autores), fazendo uso dos recursos do EVERNOTE. </li></ul>
  12. 12. ATIVIDADES PREPARTÓRIAS AOS ESTUDOS DO MERCADO DE TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO VI: </li></ul><ul><li>iv) Depurar seu thesarus incrementalmente, a partir da pertinência da informações que passará a receber; </li></ul>
  13. 13. OEFERTA E DEMANDA DOS TRANSPORTES <ul><li>RECOMENDAÇÃO VII </li></ul><ul><li>Fazer uma comparação entre sua revisão da literatura com a do ABALAE E BEL (2010), tendo em vista examinar a pertinência do entendimento deles acerca da a) dissociação dos estudos de demanda e de oferta, e b) da desconsideração dos fatores institucionais determinantes da oferta e da demanda pelos trabalhos anteriores. </li></ul>
  14. 14. LEADINGS TOPICS <ul><li>i) Price and Time Elasticies </li></ul><ul><li>ii) Modal Choice </li></ul><ul><li>iii) Externalities Internalization​ </li></ul>
  15. 15. ESTUDOS DA OFERTA DOS TRANSPORTES <ul><li> Do lado da oferta, é surpreendente a  ênfase na performance da industria (a eficiência técnica e a estrutura de custos de produção) e não na oferta dos serviços, levando-se em conta que é um setor altamente regulado.  Em função isto, o estudo da oferta dos transportes assume uma grande relevância.​ </li></ul>
  16. 16. METODOLOGIAS QUANTITATIVAS NO ESTUDO DOS TRANSPORTES <ul><li>1. THEORETHICAL MODEL </li></ul><ul><li>2. META-ANALYSIS </li></ul><ul><li>3. SURVEY </li></ul><ul><li>4. STOCHATISTIC FRONTIER MODEL </li></ul>
  17. 17. THEORETHICAL MODEL <ul><li>Modelo teórico é logicamente estruturado  a partir de conhecimentos teóricos (premissas e estrutura lógica) que podem ser oriundas das mais diversas areas do conhecimento. </li></ul>
  18. 18. META-ANALYSIS <ul><li>.  Esta é uma metodologia usada quando temos já um grupo de grande de trabalhos sobre uma questão bem especifica e de grande relevância para a area de estudos, a exemplo da elasticidade da demanda por determinado tipo de traansportes, mesmo que tais estudos sejam eleborados, levando-se em conta diferentes escalas e diferentes métodos. </li></ul>
  19. 19. SURVEY
  20. 20. STOCHASTIC FRONTIER MODEL & DATA ENVELOPMENT ANALYSIS (DEA) <ul><li>Os estudos  da oferta  enfatizam, de um lado,  a estrutura de custos e a eficiência técnica a partir da  avaliação das economias de escala e de escopo e, do outro, tratam alocação ótima dos recursos, o que é feito por meio do Data Envelopent Anaysis (DEA) method e o Stochastic Frontier Model, donde a recomendação de aprofundar nossa &quot;leitura pesuisa&quot; de forma a entedender a estrutura geral destes modelos. </li></ul>

×