Cia 2 Banquinhos

363 views

Published on

Divulgação do trabalho da Cia 2 Banquinhos, seus espetáculos, oficinas e demais atividades.

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
363
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cia 2 Banquinhos

  1. 1. A Cia 2 Banquinhos é uma companhia de teatro, circo e rua que investiga de forma sensível o jogo cênico cômico, tendo como ferramenta o charlatanismo para transformação da simplicidade em grandes acontecimentos. Com coragem e ousadia tem o intuito de fazer a diferença no mundo (onde não basta ter saúde e dinheiro, tem que saber rebolar). Esta também é nossa responsabilidade social. Missão 02 visão valoresqualidade compromisso Sustentabilidade Prazer inovação respeitando o público 5 anos A Cia 2 Banquinhos busca a construção de uma sociedade mais humana, tornando-a mais sensível através do riso, aceitando a diferença a começar por si mesmo e disseminar uma consciência de respeito e tolerância uns pelos outros. • Arte de rua • Ousadia e coragem • Humanismo • Espetacularização da simplicidade • Positividade
  2. 2. Respeitável público! Espetáculos Os charlatões mais sinceros do mundo O que pode acontecer quando duas pessoas saem de casa com seus próprios banquinhos? Variedades excêntricas Cada espetáculo é único e estranho por si só, como todo bom excêntrico deve ser. Excentricidades extremas Ser excêntrico não é o bastante, mas ser extremamente excêntrico já é um bom começo. Intervenção urbana A Arte do Cotidiano Você quer dar leveza no dia-a-dia e quebrar o tempo acelerado da vida cotidiana? Vivência artística PALHAÇO EM UM DIA DE SOL Uma família conectada uns pelos outros, pelo prazer de viver a vida. Palestra motivacional O que você está fazendo com a sua vida? Uma palestra animada como você nunca viu. Oficina de produção cultural Produção em Jogo Oficina de perna de pau Pequenos Gigantes Oficina de teatro Laboratório de Teatro Oficina de palhaçaria O Mundo da Criança Oficina de teatro de rua De volta as origens Oficina de dança ressignificação do movimento Oficina de poesia O Mundo Reciclado Oficina de malabares Use seu cérebro Oficina de música Música em construção sumário 04 03 ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ ........ 14 18 16 20 06 15 19 17 21 22 07 08 10 11 12
  3. 3. 2010 Com o espetáculo “Os Charlatões mais sinceros do mundo” participam no 2º Festival Internacional de Teatro Callejero Aipe Huila (Colômbia), e 7a Edição do Festival da América do Sul (Corumbá – MS – Bolívia), como representação brasileira de Teatro de Rua. Participam ainda da IV Boa Praça Encontro, VII Mostra Rio São Paulo de Teatro de Rua, Aldeya Yacarepaguá, II Feira da Diversidade Cultural Escola SESC, MOF – Meeting of Favela Vila dos Operários na Baixada Fluminense, Lançamento do Catálogo do Rir é Viver e Espaço Aracy de Almeida. Iniciam o processo educacional de oficinas, com Oficina de Perna de Pau “Pequenos Gigantes”, de Palhaço “O Mundo da Criança” e “Produção em Jogo” em escolas municipais, sede de grupos artísticos e em unidades no SESCRio. Iniciam o processo de intervenção artísticas “A Arte do Cotidiano”, no Mercadão de Madureira 2011 Com o espetáculo “Os Charlatões mais sinceros do mundo” participam do V Boa Praça Encontro, I Mostra Artista de Rua (em comunidades pacificadas), SESI no Bosque em Jacarepágua e realizam várias apresentações em comunidades pacificadas como: Salgueiro, Alto do Simão e Complexo do Alemão. Continuam Intervenção artísticas “A Arte do Cotidiano”, no Mercadão de Madureira e na Feira da Pavuna. Com a oficina de Perna de Pau “Pequenos Gigantes” realiza primeira oficina com público adulto e artistas, que se desdobra em uma oficina permanente de Setembro a Dezembro, no Andaraí. Além disso, realizam a primeira oficina de Teatro de Rua “De Volta as Origens”, no Ponto de Cultura Circuito de Dança, em Jacarepaguá. Realizam a primeira Palestra Motivacional “O que você está fazendo com a sua vida?”, na Federação Espírita Brasileira (FEB). Por fim, apresentam os primeiros ensaios abertos do segundo espetáculo: “Excentricidades Extremas”, pela zona norte e oeste do Rio de Janeiro. 2012 A Cia 2 Banquinhos realiza o projeto: “Quintas Artísticas 2012”, no Andaraí, onde às quintas-feiras, de 10 às 22 horas, de abril a dezembro, realizam as oficinas de Perna de Pau “Pequenos Gigantes”, Música “Música em construção”, Teatro “Laboratório de Teatro” e Dança “Ressignificação do movimento”. Além disso, toda última quinta do mês, realiza apresentações que dão origem ao espetáculo de Variedades: “Variedades Excêntricas”, com convidados. A oficina de palhaço “O Mundo da Criança” ganha nova forma e integra pais e filhos através de brincadeiras, realizando com destaque na FUNDALFA (Fundação de Cultura de Juiz de Fora), como parte da programação do dia das 2008 André Pateta e Vinicius Longo fundam a Cia 2 Banquinhos, com o espetáculo “Os Charlatões Mais Sinceros do Mundo”, que participa de importantes eventos de cultura no Rio de Janeiro, como Circuito das Artes, indo para Macaé e Paty de Alferes, Anjos do Picadeiro 2007, Geringonça (Sesc Tijuca), Mola 2008 e Festival Arte em Laranjeiras e Cosme Velho. Além disso, iniciam processo de intervenção artísticas “A Arte do Cotidiano” na Feira da Pavuna, Lapa e em espaços do Grupo Matriz. 2009 Com o espetáculo “Os Charlatões mais sinceros do mundo” participam do XIV Encontro Nacional de Teatro de Rua Angra dos Reis, III Boa Praça Encontro, Mostra ComCirco e IV Jornada Cultural na Baixada Fluminense, Evento Escombros Vivos (Brasil/ EUA), Mola 2009 e diversos projetos dentro do SESCRIO (Semana de Arte, Reviravolta, No mundo da Lua, De Pernas pro ar e Revira João). São convidados ainda para serem grupo residente do Redemoinho Artístico e mediadores da Lavagem das Engrenagens, no projeto Geringonça (SESC Tijuca). São convidados para participar do Programa Tribos, no canal Multishow. 04 respeitável
  4. 4. 2013 A Cia 2 Banquinhos ganha o seu primeiro edital Público do Governo Federal: Agente Jovem, com o prêmio para circulação de 4 anos do espetáculo “Os Charlatões mais sinceros do mundo” e além de editar esta primeira publicação, se prepara para gravar os seus três espetáculos em DVDs. Neste ano, foi convidado novamente pelo SESCRIO para participar do projeto Circunflexo, em Nova Iguaçu e pelo SESI para o projeto SESI no Bosque. Na expectativa de completar cinco anos de existência, a Cia 2 Banquinhos está focada na melhoria de seus espetáculos, oficinas e na construção do projeto de manutenção de três anos, que será baseado na obra literária de seu diretor Vinicius Longo, onde mescla elementos de literatura fantástica e poesia, dentro da pesquisa cênica do excêntrico e do Teatro de Rua. Se gostou e quer participar desta história. Aproveite! Seja você, nosso patrocinador! crianças. Ainda no Dia das Crianças, no Centro Cultural João Nogueira (Imperator) realiza a intervenção “A Arte do Cotidiano”, com mais de 10 artistas, entre pernas de pau, malabaristas, palhaços e músicos deixando por 30 minutos, o público presente encantado. Realiza ainda intervenções: dentro de empresas: Fiotec, 5 de Agosto e entre outras. Com o espetáculo “Os Charlatões mais sinceros do mundo” participam: V Boa Praça Encontro, Aldeya Yacarepaguá IV Feira da Diversidade Cultural Escola SESC, Centro Cultural João Nogueira - Imperator, Parque Criativo, Escolas Municipais e encontros empresariais (através da Cake Produções) e diversos projetos e programações dentro do SESCRIO (Dia do Teatro, Circunflexo e Engenhoca). No final do ano, realiza oficina “Pequenos Gigantes” em edição do SESI no Bosque, na Barra da Tijuca e é convidado também pelo SESCRio a participar do projeto Circunflexo, realizando oficinas de circo, em escolas municipais de Nova Iguaçu. RESPONSABILIDADE SOCIAL A Cia 2 Banquinhos já realizou diversas apresentações com cunhos sociais e voluntários, entre eles estão: Charlatões na Ação Voluntária da Bradesco Seguros Espetáculo Charlatões na Obra Social Amazonas Herculano Charlatões no Hemorio Ação Voluntária 05 público!!!
  5. 5. Um palhaço e um(a) mímico(a), cansados de serem enganados, resolvem utilizar das artimanhas dos charlatões para levar o seu público para uma sincera gargalhada. Quando se encontram, tudo pode acontecer! Os palhaços montam seu circo, desafiam as leis da natureza, quebram todos os recordes estipulados e expectativas criadas! Pegue seu banquinho e sente-se no chão! ESPETÁCULO “Um certo grau de charlatanismo é indispensável à liderança efetiva.” Eric Hoffer Vencedor do Prêmio Agente Jovem do Governo Federal com a circulação de 4 anos do espetáculo. Além disso, já participou em festivais na Colômbia e Bolívia, representando o Brasil. FICHA TÉCNICA Criação e Interpretação André Pateta, Vinicius Longo e Fernanda Rocha Texto Vinicius Longo Direção Artística, Musical, Roteiro, Trilha Sonora e Figurinos Cia. 2 Banquinhos Direção de Produção Vinil 69 Produções Fotografia Vinil 69 Produções NECESSIDADES TÉCNICAS 2 microfones head set; 1 CD Player. Duração: 60 minutos. OS CHARLATÕES MAIS SINCEROS DO MUNDO 06
  6. 6. ESPETÁCULO Este espetáculo é um processo constante e permanente de criação coletiva da Cia 2 Banquinhos e convidados, onde são apresentados números cômicos de circo, teatro, dança, poesia e música. Todo espetáculo é único, onde são exaltados pela diversão, improvisação e a pesquisa permanente sobre o excêntrico. Cada espetáculo é estranho por si só, como todo bom excêntrico deve ser. “Sê virtuoso e serás excêntrico.” Mark Twain FICHA TÉCNICA Criação e Interpretação André Pateta, Vinicius Longo, Fernanda Rocha e convidados. Direção Artística, Musical, Roteiro, Trilha Sonora e Figurinos Cia. 2 Banquinhos Direção de Produção Vinil 69 Produções Fotografia Dennys Coelho Produções NECESSIDADES TÉCNICAS • 3 microfones head set; • 2 microfones sem fio (com pedestal); • 1 CD Player. Duração: 60 minutos. VARIEDADES EXCÊNTRICAS 07
  7. 7. FICHA TÉCNICA Criação e Interpretação André Pateta e Vinicius Longo. Direção Artística, Musical, Roteiro, Trilha Sonora e Figurinos Cia. 2 Banquinhos Direção de Produção Vinil 69 Produções Fotografia Sandra Calaça Operadora de som Fernanda Rocha NECESSIDADES TÉCNICAS 2 microfones head set; 1 CD Player. Duração: 60 minutos. Espetáculo onde o excêntrico e o extremo são discutidos nos limites físicos e mentais. Situações e imagens do cotidiano se transformam em excêntricas, como “algo particular que não se encaixa no todo”, exaltando as diferenças. É uma celebração da loucura, de modo que as idéias e ações mais inusitadas e ousadas são aqui apresentadas para o simples deleite cômico. “Não tenha medo de ser excêntrico nas suas opiniões, pois todas as opiniões aceitas foram excêntricas um dia.” Bertrand Russel ESPETÁCULO EXCENTRICIDADES EXTREMAS 08
  8. 8. 09
  9. 9. São palhaços, dançarinos, poetas, circenses e músicos, trazendo uma modificação no cotidiano da vida das pessoas. Traz de volta o tempo lento, descontraído, revelador e humano da vida. Busca transformar o indivíduo por dentro para que então possa modificar a sua realidade ao seu redor muitas vezes maçante e repetitiva. As artes nascem da rua e o seu retorno é tão fascinante quanto o seu nascimento. O encontro dos olhares, a surpresa, o momento tão esperado da troca e a despedida. Estes processos se repetem milhares de vezes, enquanto a rotina maçante dentro dos espaços urbanos se realiza Duração: A partir de 1 hora. “Quando percebemos a beleza do cotidiano notamos também que a chave pra felicidade constante está em valorizar as simplicidades”. Rosicleide David INTERVENÇÃO URBANA A ARTE DO COTIDIANO 10
  10. 10. É uma vivência intergeracional de palhaço, com o objetivo de transformar um dia típico e normal em um dia especial e inesquecível. Vamos formar uma família e ganharmos a consciência, através de brincadeiras e de expressões lúdicas e simples, de que temos tudo o que precisamos para ser feliz e que um dia bem vivido pode significar mais do que uma vida inteira apenas vivendo. Duração: até 2 horas. Participantes: entre 5 e 30 participantes. “Viver é acreditar e realizar o impossível” Roberto Shinyashiki 11 VIVÊNCIA ARTÍSTICA ATIVIDADE INTERGERACIONAL PALHAÇO EM UM DIA DE SOL
  11. 11. O que você está fazendo com a sua vida? Essa é a pergunta que todos nós deveríamos fazer, em momentos de crise, ou quando estamos diante de tomar uma decisão que irá modificar sua vida. Fazer a pergunta certa, encontrar as respostas, aplicá-las e a constância do caminho escolhido podem ser o caminho da felicidade que todos nós buscamos. A palestra é realizada com muito humor, com apresentador falastrão, místico e humano, e seu amigo e companheiro, o mímico atrapalhado que demonstra com suas debilidades e dificuldades como as atividades demonstradas facilmente pelo apresentador podem ser realizadas. Desde ser gentil com as pessoas, no dia-a-dia com seus companheiros até como se comportar em situações perigosas e delicadas. Tudo isso com o incrível PowerPoint 3D de última tecnologia. Duração: 1 hora. “Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento.” Albert Einstein PALESTRA MOTIVACIONAL O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO COM A SUA VIDA? 12
  12. 12. Tente unir todos os pontos que estão dentro da caixa desenhando quatro segmentos de linhas retas e sem tirar o lápis do papel. Este é um teste que muitas empresas de consultorias usam para contratar seus analistas. Um bom consultor de estratégia é um cara que tem flexibilidade para se abstrair dos limites, representados pelas rotinas e dia-a-dia das empresas. Te fazer pensar fora da caixa, esse é o nosso objetivo. solucione 13 Veja a resposta no site www.vinil.com.br/resposta ou pelo QR Code.
  13. 13. Tem por objetivo capacitar gestores culturais, produtores culturais e interessados em como desenvolver um ambiente de gestão compartilhada. Desde o surgimento da motivação, desenvolvimento de missão, criação e desenvolvimento de projetos/produtos, produção (desenvolvimento de processos, gestão de pessoas e avaliação), capacitação administrativa e financeira, prestação de contas, funcionamento das leis de incentivo e estratégia de captação de recursos. Alem de visão, valores e plano de negócios. Todo o processo da oficina é baseado na educação através da diversão, utilizando jogos como cartas, xadrez e adivinhação e toda organização é feita através de mapas mentais, estimulando todo o processo seja não-linear e ilustrativo, utilizando elementos da neuro-linguista e PNL. Duração: Carga horária a definir. Número de Participantes por módulo: até 30 participantes. “O valor da arte para o mundo está assim como a o valor da natureza está para o ser humano. Se eles descobrirem a tempo...” OFICINA DE PRODUÇÃO CULTURAL PRODUÇÃO EM JOGO 14
  14. 14. No país do futebol, “perna de pau” é um adjetivo utilizado para qualificar aquele que não possui habilidade, ou tato com a bola, no entanto, existe outro mundo onde “Perna de Pau” é um substantivo que nomeia o aparelho capaz de transformar pessoas comuns em “gigantes” instantaneamente. Esta oficina desenvolve autoconfiança, estimula a coragem e superação de desafio, além de ser um importante instrumento de prática física e desenvolvimento de habilidade corporal e equilíbrio. Duração: Carga horária a definir. Participantes: entre 3 e 30 participantes. “Não dê um pulo maior que a perna” Dito popular Alguns princípios e técnicas que serão trabalhados ao longo da oficina: • Prática individual de respiração e concentração, através do eixo transversal (vertical), do corpo humano; • Exercícios coletivos de equilíbrio, utilizando membros inferiores e superiores; • Prática individual de perna- pau acompanhada e estimulo da autoconfiança; • Prática individual com aplicação dos conhecimentos adquiridos, com acompanhamento e cobrança; • Prática individual com auxílio de equipamento de segurança, sem acompanhamento; • Desenvolvimento de movimentação avançada e dança nas alturas. OFICINA DE PERNA DE PAU PEQUENOS GIGANTES 15
  15. 15. Tem como objetivo o desenvolvimento pessoal, aumento da percepção e conhecimentos teatrais em geral, com método baseado na respiração. Esta oficina aborda desde criação de personagens até a capacidade de improvisar, fazendo com que o aluno, não apenas aprenda a atuar, mas também, seja seu próprio diretor. Este método foi criado após uma pesquisa, e mesclando habilidades, tais como: Circo, Teatro contemporâneo, Iniciação teatral, Improvisação, Jogos de improviso e Teatro de rua. Exercícios que estimulam o raciocínio rápido através de: objetos; música; textos; ações dramáticas, entre outros. Em um segundo momento aborda exercícios de iniciação teatral, tais como: Foco; ocupação de espaço; leitura de texto. E por último aprofunda o que foi aprendido nos módulos anteriores e tem a prática de exercícios com base nas análises feitas no primeiro módulo. Jogos teatrais, jogos de improviso, dinâmicas em grupo, atividades corporais. Duração Carga horária a definir. Número de Participantes: até 30 participantes. “Respira e vai!” André Pateta OFICINA DE TEATRO LABORATÓRIO DE TEATRO 16
  16. 16. No universo da palhaçaria, do riso e da comicidade, dizem que ser palhaço é muitas vezes estar no estado de criança. É reencontrar sua infância e brincadeiras. Os objetivos principais de um palhaço são fazer rir, amar e ser amado. Com um arcabouço de inúmeras brincadeiras com o outro, que não espera nada, mas se surpreende quando encontra alguém querendo lhe dar amor! Esta oficina se destina principalmente as crianças que querem encontrar amigos para brincar e se divertir. Encontrar dentro de si mesmas, uma essência divertida e demonstrar ao outro da maneira como é. Assim perceber que podem ser aceitos por todos e viver na forma única que lhe foi dada. Inicia-se com um mergulho individual dentro de cada criança, através de desenhos e pinturas lúdicas. Logo após, conhecem umas as outras, através de seus sonhos. Em seguida, encontram objetos que podem tornar sonhos em realidades e sem perceber entram em um mundo de faz de conta, onde misturam ficção com realidade. A oficina mira dentro do universo individual de cada criança, trazendo nosso valor humano e afetivo como principal engrenagem das histórias. Duração: Carga horária a definir. Participantes: até 30 participantes. “O palhaço é aquele que se percebe”. Vinicius Longo OFICINA DE PALHAÇARIA O MUNDO DA CRIANÇA 17
  17. 17. Dentro da história humana, as artes tinham como seu principal palco de apresentações, as ruas, parques e Jardins, que eram permitidos expressar qualquer intenção desde as mais nobres e humanas, até mesmo as mais eloqüentes e aterrorizantes. Essa oficina é uma volta às origens não só das expressões da arte, mas também de seus sentidos, de um desenvolvimento humano mais sensível, que respeite e valorize as diferenças e desenvolva valores mais generosos e menos perversos e competitivos. Alguns princípios e técnicas que serão trabalhados: - Quebra da quarta parede teatral e desenvolvimento dos sentidos periféricos; - Desenvolvimento de uma nova linguagem e comunicação com corpo e movimento; - Exercícios de ocupação de espaço e comunicação não verbal; - Exercícios de intervenção urbana, movimentação pelo espaço, individual ou em conjunto e comunicação; - Prática teatral direta em espaços abertos, com estímulos musicais, textuais ou imagens; - Desenvolvimento de cenas e esquetes teatrais, utilizando o espaço público aberto e o público; - Exercícios que estimulem e desafiem a criatividade e Improviso, desenvolvendo coragem, auto-estima, confiança e segurança; Duração: Carga horária a definir. Número de Participantes: até 30 participantes. “A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte.” Mahatma Gandhi OFICINA DE TEATRO DE RUA DE VOLTA AS ORIGENS 18
  18. 18. O corpo tem por necessidade muitas formas de se comunicar e se relacionar com outros corpos ou o mundo que os cerca, mas de onde vem essa necessidade? De um corpo que precisa viver em sociedade e para isso é fundamental sua interação e diálogo. Ele é um instrumento indispensável para tal comunicação. Refletir nessa necessidade de comunicação através do corpo. A oficina busca uma investigação nas inúmeras e naturais possibilidades corporais até uma investigação mais profunda, através de exercícios de conscientização que visa, a partir de diferentes estímulos construir um corpo mais consciente e eficiente não só cenicamente, mas também para a vida cotidiana. O que possibilitará uma ressignificação do seu corpo, de suas relações, de seus limites e também um autoconhecimento. Objetivos específicos: - Trabalhar diferentes qualidades de movimento objetivando um corpo com mais consciência e percepção através deles; - Promover estímulos corporais que facilitarão a construção de um novo significado corporal. Duração: Carga horária a definir. Participantes: até 30 participantes. “O corpo é o templo de minha arte.” Isadora Duncan 19 OFICINA DE DANÇA Ressignificação DO MOVIMENTO
  19. 19. A poesia é o caminho onde o individuo pode mergulhar na sua própria psique e encontrar milhões de maneiras de falar sobre o mesmo assunto e deixar- se encantar pelo simples fato da existência daquilo que lhe toca. A criação literária, assim como sua apreciação, a cada ano se torna menos estimulada e o prazer ligada a esta atividade tem sido trocado muitas das vezes por obrigação. As artes devem ser como um mergulho sincero, longo e profundo dentro de cada um de nós. Afim de que surja a vontade, transforme-se em hábito, com disciplina em rotina e cada vez mais escritores mais bem capacitados e conscientes de sua humanidade e sociedade. Alguns dos princípios e técnicas adotadas na oficina: - Ler em conjunto e estimular a leitura de poesias para o público-alvo; - Realizar improvisações e dinâmicas com palavras e sentidos que elas têm; - Estimular a escrita e leitura através de desenhos e formas e linguagens não linear; - Interligar e utilizar outras artes como dança, música, teatro e artes plásticas para falar sobre e através da poesia; - Criar mundos não convencionais, onde a poesia é a língua desses mundos. Duração: Carga horária a definir. Número de Participantes: até 30 participantes. “Na verdade, a arte – em si – não serve para nada. Ela serve para tornar o mundo mais belo, mais comovente e mais humano.” Ferreira Gullar OFICINA DE POESIA o mundo reciclado 20
  20. 20. “A vida é como um malabarismo, você a controla, você a equilibra, somente você pode deixá-la cair.” Thaís Moraes Esta oficina tem como objetivo a percepção do malabarismo enquanto oficio, e sua prática cotidiana como instrumentação de trabalho e desenvolvimento humano individual. Envolve desde a a construção das bolas, passando pela prática da manipulação com os primeiros exercícios individuais e em grupos, da compreensão da lógica e procedimentos. Após disso é estimulado o desenvolvimento de exercícios em grupos para nivelamento do grupo e estimulo daqueles que tem mais dificuldade através daqueles que tem mais facilidade. São ensinado técnicas de movimentação diferenciadas, que envolvem lógicas mais complexas e se estimula a prática do malabarismo, junto com outras atividades artísticas como cantar, dançar até a criação de um número individual ou em grupo. Toda oficina se baseia na diversão e no prazer que ela proporciona ao cérebro e ao corpo. Por isso, sua capacidade de aprendizado pode ser incrível e até mesmo surgir a vontade de ser algo que jamais pensou. É pensar e desenvolver o incrível, sem muito se cobrar. Apenas brincar e estar desenvolvendo algo, sem muito perceber. Quando se percebe já se fez. É desenvolver o potencial incrível do ser humano. Duração: Carga horária a definir. Participantes: até 30 participantes. OFICINA DE MALABARES USE SEU CÉREBRO 21
  21. 21. Esta oficina tem por objetivo dar noções iniciais de música de instrumentação e do som e da construção de instrumentos musicais a partir de elementos da natureza e da reciclagem. A música experimental rompe os limites e se apresenta a cada dia de maneira mais diferenciada. Essa oficina tem como propósito facilitar aos participantes a execução de diversos instrumentos de percussão, melodia e harmonia. Para alcançar este objetivo, a metodologia estará baseada na pesquisa e investigação da música, estimulação da criatividade, exercício da prática e reflexão musical imaginária. Além disso, visa a confecção de instrumentos e adereços sonoros/ musicais para apresentações teatrais, musicais, circences, danças, entre outras. Trabalha a expressão musical, métrica, rima, harmonia, composição e trilha sonora. Duração: Carga horária a definir. Número de Participantes: até 30 participantes. OFICINA DEMÚSICA Músicaem construção “O ar não é silencioso? O vento não faz barulho? E que é o vento senão ar? A música é o silêncio em movimento.” Fernando Sabino 22
  22. 22. 23 com quem contracenamosAo longo desses anos tivemos o orgulho de trabalhar com essas empresas, que nos deram a oportunidade de aprendermos muito sobre o mercado, sobre a vida e sobre nós mesmos. Colaborando para que pudéssemos desenvolver um trabalho cada vez mais digno da sua audiência.
  23. 23. 24 A Vinil 69 Produções fundada pelo artista empreendedor Vinicius Longo em 2007, acompanha desde o nascimento, todo desenvolvimento da Cia 2 Banquinhos, oferecendo toda qualidade na produção cultural, gerenciamento de recursos e técnicos e comunicação. Procura atender todas as necessidades dos clientes com qualidade e respeito, sabendo que produzir arte e cultura é uma arte e não apenas um negócio. vinil 69 Acesse: www.vinil69.com.br Curta: Vinil 69 Produções
  24. 24. quem faz o vinil rodar andré pateta fernanda rocha vinícius longo 25 André Pateta é artista e sonha transformar em arte tudo aquilo que está ao seu redor. Desde 2000, como eterno estudante das linguagens artísticas, tais como: teatro, música, circo e seus elementos, onde cria e desenvolve o projeto 1434 personagens, que englobam todos esses elementos. Também é mestre de cerimônia de muitos eventos, como: “College Rock Party”. Há 5 anos é integrante e fundador da Cia 2 Banquinhos, de teatro, circo e rua. Vinicius Longo começa em 2000, escrevendo suas primeiras poesias e desenhos. Até 2008, escreve 16 livros de poesia e completa curso de Jornalismo, realizando vários projetos na área. Depois disso, descobre o prazer do Palhaço, Teatro, Rua e funda a Cia 2 Banquinhos, onde há 5 anos vem realizando sua arte, irradiando amor e energia positiva. Fernanda Rocha começa sua trajetória artística em 2000 como atriz e bailarina em vários espetáculos do Núcleo de Artes Silveira Sampaio e atualmente Associação Cultural Cadê. Licenciada em dança no ano de 2011, começa a trabalhar também como educadora e pesquisadora corporal. No mesmo ano começa a fazer parte da Cia 2 banquinhos, pesquisando também a arte do palhaço e a estética da arte de rua.
  25. 25. leve o sorriso até você contato ........... ........... ........... Leve a companhia até você e garanta um dia totalmente fora da sua realidade, serão horas de aprendizados único que irão te acompanhar por toda a vida. Vinicius Longo 55 21 2441-4289 55 21 9337-6403 cia.doisbanquinhos@gmail.com Curta: Cia 2 Banquinhos Fernanda Rocha 55 21 9781-5233 André Pateta 55 21 9372-3180 26
  26. 26. contato

×