Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Serviço de Cirurgia

29,610 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Serviço de Cirurgia

  1. 1. U. 28 - Manutenção preventiva de equipamentos e reposição de materiais comuns às diferentes unidades e serviços da Rede Nacional de Cuidados de Saúde Formador: Enfermeiro Pedro Rabaça Tarefas e funções do Técnico/a Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Serviço de Cirurgia Trabalho realizado por: Aurora Carvalho e Mª Isabel Braz
  2. 2. Tarefas da responsabilidade do Técnico/a Auxiliar de Saúde. ♣ Na generalidade, salvo raras exceções, tanto no Bloco Operatório, como no Serviço de Cirurgia, as tarefas do Técnico Auxiliar de saúde passam, essencialmente, pelo apoio na promoção das necessidades humanas básicas do utente, tais como higiene e conforto, a segurança, a alimentação, a eliminação, a comunicação…
  3. 3. Assim, o Técnico/a Auxiliar de Saúde do Bloco Operatório, e do Serviço de Cirurgia, têm em comum as seguintes tarefas: ♣ Assegurar a segurança do utente efetuando a sua vigilância; ♣ Assegurar a manutenção das condições de limpeza e higiene de espaços e equipamentos nos respetivos locais de trabalho;
  4. 4. - Tarefas relacionadas com a prestação de cuidados, que os Técnicos Auxiliares de Saúde do Bloco Operatório e do Serviço de Cirurgia podem desenvolver, mas sob supervisão dos Técnicos Superiores de Saúde. ♣ Colaborar na prestação de cuidados de higiene hidratação, alimentação, conforto e eliminação;
  5. 5. Ainda sob supervisão de um Técnico superior de Saúde, o Técnico Auxiliar de Saúde deve: ♣ Auxiliar o Enfermeiro a receber o doente, a transferi-lo e a posicioná-lo; ♣ Auxiliar na recolha e transporte de amostras biológicas; ♣ Prestar apoio logístico e administrativo;
  6. 6. -Tarefas que estão impedidos de desenvolver. Tanto no Bloco Operatório, como no Serviço de Cirurgia, os Técnicos Auxiliares de Saúde estão impedidos de executar ou desenvolver todas e quaisquer tarefas que sejam da competência dos Técnicos Superiores de Saúde, tais como: ♣ Aplicar injeções; ♣ Fazer pensos ou tratamentos complexos; ♣ Instalar Soros; ♣ Colocar sondas ♣ Prestar informações a familiares ou outros, sobre o estado clinico do doente …
  7. 7. -Tarefas relacionadas com a manutenção de equipamentos comuns ao Bloco Operatório e ao Serviço de Cirurgia. ♣ Assegurar a recolha, triagem, transporte, e acondicionamento de roupas sujas e limpas dos respetivos Serviços, de acordo com as normas e procedimentos definidos por cada um deles; ♣ Preparar o material para a esterilização; ♣ Assegurar o transporte e distribuição de produtos de consumo corrente, balas de oxigénio e materiais esterilizados, necessários ao funcionamento dos respetivos Serviços;
  8. 8. ♣ Assegurar a recolha, triagem, transporte, e acondicionamento de roupas sujas e limpas dos respetivos Serviços, de acordo com as normas e procedimentos definidos por cada um deles; ♣ Efetuar a lavagem, desinfeção e preparação de material hoteleiro, material clínico e material de apoio clínico em local próprio, de acordo com normas e/ou procedimentos definidos;
  9. 9. -Tarefas relacionadas com a manutenção das infraestruturas, comuns ao Bloco Operatório e ao Serviço de Cirurgia. ♣ Assegurar a limpeza e higienização dos espaços;
  10. 10. - Como se integra o Técnico/a Auxiliar de Saúde na equipa multidisciplinar. “Cada macaco no seu galho” Sem nunca exceder as suas competências nem os limites que lhe são estabelecidos e com o respeito e que lhe é devido e requerido, o Técnico/a Auxiliar de Saúde do Bloco Operatório e do Serviço de Cirurgia, integra-se numa equipa multidisciplinar de forma a mostrar disponibilidade para colaborar ativa e dinâmicamente com os seus colegas e supervisores, em tudo o que lhe for solicitado.
  11. 11. E porque numa equipa multidisciplinar devemos ser… “Um por todos e todos por um” … em “equipa”, unidos pelo mesmo objetivo e com espirito de entreajuda, Médicos, Enfermeiros, Auxiliares e todos os outros profissionais da Saúde, devem trabalhar em função da promoção de um bom ambiente de trabalho e sobretudo, em função da otimização da saúde e bem estar dos utentes, só assim poderão encaixar com êxito as “peças” que formam o “puzzle” que faz funcionar corretamente qualquer Serviço de Saúde.
  12. 12. Bibliografia ♣ http://www.efdeportes.com/efd166/atividades-do- tecnico-e-do-auxiliar-de-enfermagem.htm ♣ http://www.emma.com.pt/cursos/formacao-tecnica- inicial/tecnico-operacional-de-saude.html ♣ www.atsgs.pt/.../Perfil%20Profissional%20para%20Técnico %20Auxiliar ♣ http://www.feelfp.pt/?q=557&col=id&t=conteudo#0
  13. 13. ♣ http://www.igf.min- financas.pt/Leggeraldocs/DL_109_80.htm ♣ Perfil Profissional para Técnico Auxiliar de Saúde ♣ Anexo IV - Técnicos Auxiliares de Saúde - Ordem dos Enfermeiros

×