Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO Pedagogia (Santa Cruz)

10,904 views

Published on

Published in: Education

SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO Pedagogia (Santa Cruz)

  1. 1. Sociologia da Educação PROF. Humberto Lacerda
  2. 2. EMENTA/OBJETIVOS: Analisar a contribuição da Sociologia para entendimento das nuances acerca da educação. o Conhecer os principais pensadores da Sociologia da Educação.
  3. 3. METODOLOGIA:  Exposição de slides;  Discussões temáticas;  Estudo da apostila-base;  Atividades (individuais e em grupos);  Avaliação escrita.
  4. 4. AVALIAÇÃO:  Participação nos debates;  Produção textual;  Produção nos grupos temáticos;  Assiduidade/comportamento*.
  5. 5. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE IMAGEM 1 Pedagogia B Sociologia da Educação IMAGEM 2 PROF. Humberto Lacerda
  6. 6. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Para pensarmos a SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO, devemos pensar e compreender o contexto histórico da Sociologia como ciência. Esta surgiu no século XIX, como uma resposta intelectual para os problemas que a sociedade estava apresentando. Revolução Industrial: caráter econômico e social. Revolução Francesa: caráter político (a burguesia enquanto classe social toma o poder na França e expande-se para todo o mundo, internacionalizando-se). Tais revoluções deram suporte para a consolidação do modo de produção capitalista, que tem como característica básica a posse privada e particular dos modos de produção. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  7. 7. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação REVOLUÇÃO INDUSTRIAL: A Revolução Industrial consistiu em um conjunto de mudanças tecnológicas com profundo impacto no processo produtivo em nível econômico e social. Iniciada na Inglaterra em meados do século XVIII, expandiu-se pelo mundo a partir do século XIX. A era da agricultura foi superada, a máquina foi superando o trabalho humano, uma nova relação entre capital e trabalho se impôs, novas relações entre nações se estabeleceram. REVOLUÇÃO FRANCESA: A Revolução é considerada como o acontecimento que deu início à idade contemporânea. Aboliu a servidão e os direitos feudais e proclamou os princípios universais de “Liberdade, Igualdade e Fraternidade" (Liberté, Egalité, Fraternité), frase de autoria de Jean-Jacques Rousseau. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  8. 8. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Século XVIII – século das “luzes” (contraposição à “Idade das Trevas”). Renascimento “Humanismo”. Artístico e Cultural Teocentrismo X Antropocentrismo Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda –
  9. 9. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação O aparecimento das classes sociais é fruto do modo de produção capitalista. Produção Bens Consumo Competição Invenções Técnicas A fonte de riquezas não é mais a terra, e sim a propriedade de fábricas, máquinas, bancos, isto é, a propriedade dos meios de produção. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  10. 10. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Os poucos proprietários dos meios de produção se constituem na classe empresarial (BURGUESIA), enquanto a imensa maioria de pessoas não proprietárias formam a classe trabalhadora (PROLETARIADO) que, para sobreviver, troca sua capacidade de trabalho por salário. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  11. 11. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Mudanças, Transformações na Sociedade Contemporânea: PROBLEMA. Questões de ordem social necessitam ser resolvidas. A SOCIOLOGIA surge no século XIX como resposta intelectual aos problemas que a sociedade apresentava. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  12. 12. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação AUGUSTE COMTE (filósofo francês): nomeia a então física social de Sociologia (1839). “Busca pela compreensão sobre as questões sociais”. MEKSENAS (bacharel e licenciado em Ciências Sociais – USP): A sociedade é fruto de uma época, de uma organização social, de uma transformação social. Sendo a nova ordem instaurada, é necessário ser explicada, entendida. A vida moderna só poderia ser entendida através de métodos científicos. A EDUCAÇÃO passa também a sofrer transformações, e, desse contexto, nasce a escola. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  13. 13. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação ESCOLA:  Instituição com normas específicas.  Agentes próprios (diretores, professores, alunos, orientadores pedagógicos), e toda uma hierarquia. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  14. 14. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO: > Analisar a sociedade sob o prisma de vários olhares, compreender a realidade socioeducacional e, assim, promover uma educação crítica transformadora. > A educação, entendida como uma prática social que busca formar indivíduos para a vida em sociedade, deve proporcionar uma visão que os permita uma compreensão da sociedade em todas as suas dimensões. > Possibilitar uma ampliação da compreensão da realidade social e da educação como um fenômeno fundamental na transmissão da herança cultural, dos modos de vida, das ideologias, na formação para o trabalho que guarda uma estreita relação com a realidade em cada contexto histórico. Daí a importância dessa disciplina no currículo dos cursos de formação de educadores. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  15. 15. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação PRINCIPAIS PENSADORES DA SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO: Auguste Comte Émile Durkheim Karl Marx Max Weber Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  16. 16. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Auguste Comte Desenvolve o Positivismo, que tinha como principal pressuposto abandonar qualquer vestígio de religiosidade e emoção no âmbito do método científico. Para Comte, o conhecimento era positivo quando fundado na observação, porém em observação orientada por um método. Para isso, ele definia dois tipos de observação: a empírica e a positiva. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  17. 17. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Empírica – era vista por Comte como uma espécie de observação vulgar, em que simplesmente se observavam os fatos em si, sem se estabelecer relação entre os demais fatos observados. Positiva – precisava seguir algumas regras, entre elas: selecionar, desmembrar, relacionar, comparar, medir e estabelecer similaridades, estudar o todo, perceber as repetições e, por fim, “estabelecer leis que possibilitem a previsão de movimentos, regularidade e comportamentos futuros do fato estudado.” (MEKSENAS, 2002, p.78). Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  18. 18. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Émile Durkheim Durkheim tinha como objetivo principal descobrir as leis de funcionamento da sociedade. Para Durkheim, “a educação satisfaz, antes de tudo, as necessidades sociais” e “toda educação consiste num esforço contínuo para impor à criança maneiras de ver, de sentir e de agir às quais a criança não teria espontaneamente chegado.” (PEREIRA, 1995, p.42 apud ARANHA, 2001, p. 167). Foi o primeiro sociólogo a colocar a escola como instituição de fundamental importância na formação do indivíduo. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  19. 19. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação Durkheim foi um dos pioneiros na inclusão da Sociologia no currículo acadêmico, especificamente no curso de formação de professores, no qual lecionava. Ao tratar das relações entre o educador e a criança submetida à sua influência, Durkheim (1967, p. 5354) defende que a criança fique “por condição natural, em estado de passividade” e o educador assume uma posição de superioridade advinda da sua experiência, sua cultura e da moral que ele encarna. Assim a ação educativa é entendida como um trabalho de autoridade. A autoridade é o meio essencial da ação educativa. “A autoridade moral é a qualidade essencial do educador”. Essa concepção de educação e do papel do professor influenciou as práticas pedagógicas adotadas no Brasil ao longo da história da educação e a atividade docente que nela se realiza. Prática chamada de “bancária”, criticada fortemente por Paulo Freire. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  20. 20. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação ATIVIDADE 1: De que modo a escola pode se organizar para atender ao direito do estudante de ter acesso a uma educação de qualidade? A escola precisa se organizar de forma adequada com o propósito de constituir um espaço favorável à plena formação do estudante. Alguns estudos têm demonstrado que vários e importantes fatores podem fazer a diferença. Tomemos como exemplo alguns dos resultados de uma pesquisa realizada por Casassus (2002) sobre “escolas bem-sucedidas”, em países da América Latina, que põe em relevo alguns desses fatores. Esse pesquisador aponta para algumas características de uma escola que favorece as aprendizagens: Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  21. 21. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação 1) Conta-se com prédios adequados. 2) Dispõe-se de materiais didáticos e uma quantidade suficiente de livros e recursos na biblioteca. 3) Há autonomia na gestão. 4) Os docentes têm uma formação inicial pós-médio. 5) Há poucos estudantes por professor na sala de aula. 6) Os docentes têm autonomia profissional e assumem a responsabilidade pelo êxito ou fracasso de seus estudantes. 7) Pratica-se a avaliação de forma sistemática. 8) Não há nenhum tipo de segregação. 9) Os pais se envolvem com as atividades da comunidade escolar. 10) O ambiente emocional é favorável à aprendizagem (CASASSUS, 2002). Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  22. 22. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação “Ai de nós, educadores, se deixarmos de sonhar sonhos possíveis. Os profetas são aqueles ou aquelas que se molham de tal forma nas águas da cultura e da sua história, da cultura e da história de seu povo, que conhecem o seu aqui e o seu agora e, por isso, podem prever o amanhã que eles, mais do que adivinham, realizam.” (Paulo Freire) Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda
  23. 23. POLO DE EXTENSÃO: Santa Cruz-PE Sociologia da Educação 1. A família e suas relações com a escola; 2. A religião e suas relações com a escola (educação); 3. O Estado e suas relações com a escola; 4. A cultura (artes) e suas relações com a escola; 5. A tecnologia e suas intervenções a escola; 6. As relações sociais na escola; 7. O meio-ambiente e a escola; 8. O esporte e a escola; 9. Controle social na escola; 10. Os profissionais da escola. Pedagogia B PROF. Humberto Lacerda

×