Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters

2,524 views

Published on

Published in: Technology
2 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
2,524
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
49
Actions
Shares
0
Downloads
94
Comments
2
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  • Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters

    1. 1. Acessibilidade como Fator de Inovação General Motors and Segway : PUMA - Personal Urban Mobility And Accessibility Project
    2. 2. Acessi bilidade para quem?
    3. 3. Lêda, sem visão... Utilizando uma mesa tátil acessível
    4. 4. João, tetraplégico João (foto de Maíra Soares )
    5. 5. João Henriques deficiente motor utiliza o mouse com dificuldade. ( www.euroacessibilidade.com )
    6. 6. Eric interagindo através de teclado expandido - Funlar – Rio (nov/2006).
    7. 7. Lucas, com baixa visão utilizando o software ampliador de tela.
    8. 8. Deficientes auditivos não oralizados têm dificuldades com o português. Chapeuzinho Vermelho em português e na língua de sinais (prof. Goulão)
    9. 9. Pedro e Laura com dispositivos móveis com acesso a Internet. Pedro olhando para seu smartphone e Laura com uma cara desesperada pera seu celular.
    10. 10. Gabriel, linguagem em desenvolvimento... Gabriel compenetrado, olhando para o monitor e clicando com o mouse. Agora ele está olhando e brincando como teclado.
    11. 11. Calvin, pouca experiência e medo do computador Homem com muito medo olhando por cima de um notebook.
    12. 12. Marta e suas amigas…
    13. 13. Max, com tendinite, usando o mouse com a mão trocada. Homem com expressão de desespero, usando o mouse com a mão esquerda
    14. 14. Todos nós na primeira experiência. Um criança com camisa social e gravata em frente a um notebook
    15. 15. E finalmente, o bilionário cego!!! Cifrão desenhado com moedas douradas
    16. 16. Google, o bilionário cego!!! É apenas um robô que só indexa conteúdo em texto. Dilbert fazendo parte do logotipo do Google e falando “eu não posso ver”.
    17. 17. Acessibilidade, quais são os custos?
    18. 18. <ul><li>Curva de aprendizagem </li></ul><ul><li>Alto custo no redesign </li></ul><ul><li>Baixo em novos projetos </li></ul><ul><li>Diminui com tempo </li></ul><ul><li>Validação </li></ul><ul><li>Manutenção </li></ul><ul><li>Melhoria contínua </li></ul><ul><li>Mudança de cultura </li></ul>
    19. 19. E os benefícios?
    20. 20. Possibilidade de atingir 100% do público alvo;
    21. 21. Atender melhor todas as pessoas
    22. 22. Mas normalmente o tratamento que recebemos é...
    23. 23. Quando podemos ser surpreendidos Design universal: uma solução para todos
    24. 24. Homem de terno comemorando Fidelizar clientes
    25. 25. Mais fácil de usar e aprender
    26. 26. Uma mão com laço no dedo indicador Conformidade com o decreto de lei 5296 (dez/04) e com a convenção da ONU que ganhou força de lei (ago/08) ;
    27. 27. Proteção contra processos pela falta da acessibilidade
    28. 28. Visualizar os benefícios da acessibilidade Manutenção mais rápida e barata, melhor performance…
    29. 29. Valorização da Diversidade e Responsabilidade Social. Mãos entrelaçadas
    30. 30. Maior visibilidade pelos sistemas de busca;
    31. 31. Mulher com notebook em sinal de ok Diferencial competitivo
    32. 32. Melhoria da qualidade. Mãe e filha felizes na praia dando uma estrela
    33. 33. Como anda a acessibilidade digital no Brasil? Motivação pelo decreto de lei 5296
    34. 34. Resultado: um projeto mais caro e que continuará com barreiras.
    35. 35. Teste em 2008: das 56 empresas do setor público no diretório de sites acessíveis do daSilva, apenas 10 estavam sem erros no próprio daSilva. Nenhuma foi aprovada pelo avaliador Hera.
    36. 37. Para pensar: como você projetaria algo sem interface visual?
    37. 38. Como a Apple encarou o problema/oportunidade da acessibilidade?
    38. 39. iPhone 3GS' Accessibility http://www.youtube.com/watch?v=dwwj9XTyM3k
    39. 40. Quem é o público-alvo da acessibilidade do Iphone 3G’s?
    40. 41. Você precisa de acessibilidade ao dirigir e acessar seu iPhone?
    41. 43. O que a grande maioria faz?
    42. 44. Copia e cola quase tudo...
    43. 45. Resultado: replicamos tudo que está por aí sem pensar... Alguns exemplos:
    44. 46. Código de barras
    45. 48. CAPTCHA
    46. 49. Captcha (solução inacessível e insegura) ( http://www.webvisum.com/en/main/download )
    47. 50. Menu DropDown
    48. 52. Usamos o flash como se todos tivessem acesso a ele...
    49. 55. Clique aqui!
    50. 56. “ Clique aqui”, “Saiba mais”, “veja Mais”… 41.700.000 respostas para “ clique aqui ” no Google.
    51. 57. Site da Itautec http://www.itautec.com.br (acesso em setembro 2009)
    52. 58. Mas por que? Porque não temos tempo, porque somos reativos e dá muito trabalho…
    53. 59. Existem três grandes fontes de oportunidades:
    54. 60. 1- Fornecer algo escasso
    55. 61. 2- Fornecer um novo produto ou serviço.
    56. 62. 3 - Fornecer, de maneira nova ou melhor, um produto ou serviço existente .
    57. 63. Obrigado! Horácio Soares h oracio.soares@acessodigital.net 55 (21) 9925-5404 @ horaciosoares Video Acessibilidade na Web: Custo ou Benefício? http://videolog.uol.com.br/video.php?id=230205

    ×