Atletismo

27,626 views

Published on

HIDERSOX.COM

Published in: Education
0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
27,626
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
1,597
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Atletismo

  1. 1. ATLETISMO I
  2. 2. Atletismo <ul><li>O  atletismo  é um conjunto de esportes constituído por três modalidades: corrida, lançamentos e saltos. De modo geral, o atletismo é praticado em estádios, com exceção de algumas corridas de longa distância, praticadas em vias públicas ou no campo, como a  maratona . </li></ul><ul><li>O romano  Juvenal  sintetizou na expressão “ mens sana in corpore sano ” a própria filosofia do esporte. </li></ul>
  3. 3. Histórico do Atletismo <ul><li>Os acontecimentos desportivos vêm sendo organizados desde há quase três mil anos.  O Atletismo é a forma mais antiga  de um desporto organizado. Na realidade, trata-se de uma mistura de vários desportos, que engloba as corridas, os saltos e os lançamentos, vem dos tempos de outrora em que correr, saltar e lançar eram encarados como uma aprendizagem vital na caça e na guerra. </li></ul>
  4. 4. Histórico do Atletismo <ul><li>Nos originários antigos jogos em Olímpia, os corredores usavam elmo e escudo. Nos primeiros jogos de que há registro efetuado na Grécia, em 776 a.C., existiu apenas uma prova, a corrida no estádio. O número de modalidades e a extensão dos jogos foi aumentando gradualmente. Hoje, a corrida, o salto e os lançamentos têm uma posição destacada no mundo do desporto. O atletismo é um desporto de alta competição que continua a dar imenso prazer a quem o pratica. </li></ul>
  5. 5. SALTO COM VARA
  6. 6. História do salto com vara <ul><li>O salto com vara tem origem na Europa, quando os homens usavam o instrumento para cruzar os canais de água. O objetivo era a distância ao invés da altura. </li></ul>
  7. 7. História do salto com vara <ul><li>No final do século XIX, as faculdades deram início às competições de salto com vara. No início, os saltadores usavam varas de bambu com uma ponta afiada na extremidade. Eles competiam sobre a grama, fincando a ponta no solo (porque os buracos não eram permitidos), saltando sobre a vara e caindo sobre a grama. Nas Olimpíadas de 1896, o recorde estabelecido com uma vara de bambu foi de aproximadamente 3,2 m. </li></ul>
  8. 8. História do salto com vara <ul><li>No final do século XIX, as faculdades deram início às competições de salto com vara. No início, os saltadores usavam varas de bambu com uma ponta afiada na extremidade. Eles competiam sobre a grama, fincando a ponta no solo (porque os buracos não eram permitidos), saltando sobre a vara e caindo sobre a grama. Nas Olimpíadas de 1896, o recorde estabelecido com uma vara de bambu foi de aproximadamente 3,2 m. </li></ul>
  9. 9. Regras <ul><li>A pista oficial no salto com vara deve medir no mínimo 45m. O atleta deve saltar sobre um travessão - a fasquia ou sarrafo - apoiado em duas traves verticais. </li></ul><ul><li>São permitidas um máximo de três tentativas para cada altura escolhida pelo atleta, o qual pode se recusar a saltar sob determinadas alturas com o intuito de alcançar mais rapidamente marcas maiores. </li></ul><ul><li>Contam como faltas a queda do sarrafo, tanto pelo corpo do atleta quanto pela vara, e a mudança da posição das mãos após a vara ser fincada na caixa de apoio. Três faltas seguídas acabam com a prova. </li></ul>
  10. 10. A Técnica do Salto com Vara <ul><li>Velocidade na corrida de balanço </li></ul><ul><li>Força de impulsão </li></ul><ul><li>Força dos braços e do tronco </li></ul><ul><li>Destreza e elasticidade de salto </li></ul><ul><li>Sentido de Movimento </li></ul><ul><li>1º - Corrida de balanço e impulsão com movimento de encaixe </li></ul><ul><li>2º -Flexão da vara e fase de enrolamento ( pêndulo ) </li></ul><ul><li>3º -Extensão e rotações </li></ul><ul><li>4º -Fase da perda de contacto com a vara e transposição da fasquia </li></ul><ul><li>5º -Queda </li></ul>
  11. 11. O Salto
  12. 12. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>A prova tem uma longa tradição e apareceu pela primeira vez nos Jogos Olímpicos antigos como parte integrante do  pentatlo . Na antiguidade, os atletas saltavam com halteres nas mãos, para ajudar no balanço e elevar o momento.  Chionis de Esparta  foi o atleta mais bem sucedido dos Jogos Olímpicos antigos, que ficou famoso pelo seu salto de 7,05 m. </li></ul>
  13. 13. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>O salto em comprimento esteve presente em todas as edições de  Jogos Olímpicos  da era moderna. O primeiro campeão olímpico de salto em comprimento foi o estado-unidense  Ellery Clark , que venceu a prova com um salto de 6,35 metros </li></ul>
  14. 14. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>Desde  Atenas 1896  até hoje, o recorde de salto em comprimento evoluiu bastante. Em  1896 , o recorde era de 6,35 metros (cerca de três carros e meio); hoje em dia é de 8,95 metros (cerca de cinco carros), reflectindo a evolução da táctica de salto dos competidores. </li></ul>
  15. 15. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>O record do mundo de salto em comprimento pertenceu a  Bob Beamon  (EUA) durante 23 anos, com a marca de 8,90 m, obtida nos  Jogos Olímpicos de Verão de 1968 , realizados no  México . </li></ul>
  16. 16. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>Alguns atletas lusófonos de destaque no salto em comprimento são Maurren Maggi,Carlos Calado,  Nade Gomes , Nélson Évora e Jadel Gregório.  Carl Lewis  ganhou a medalha de ouro em quatro jogos olímpicos consecutivos (1984 a 1996) </li></ul>
  17. 17. SALTO EM DISTANCIA <ul><li>A prova divide-se nas seguintes fases: </li></ul><ul><li>corrida : precisa ser em ritmo veloz, com passadas largas e sincronizadas para obter velocidade suficiente para a fase seguinte. </li></ul><ul><li>voo : o atleta impulso : o atleta salta. </li></ul><ul><li>voa sobre um substrato arenoso. </li></ul><ul><li>queda : deve ser realizada com as pernas estendidas para a frente, joelhos levemente flexionados e os braços também estendidos para frente. </li></ul>
  18. 18. SALTO TRIPLO <ul><li>Esse salto utiliza as mesmas regras do salto em distância, com exceção de que a tábua e a linha limite do salto ficam no mínimo a 11m da caixa de areia. Para o salto é utilizado uma técnica onde o atleta deve cumprir três etapas sucessivas: </li></ul>
  19. 19. SALTO TRIPLO <ul><li>Um primeiro salto, antes da linha limite; </li></ul><ul><li>Para cair sobre o mesmo pé do impulso; um segundo salto, caindo sobre o outro pé; </li></ul><ul><li>Finalmente o terceiro salto, que lhe permite cair com os dois pés na caixa de areia (deve executar este salto final com toda a força para projetar-se para a caixa de areia com a maior distância possível). </li></ul>
  20. 20. SALTO TRIPLO <ul><li>Componentes básicos: </li></ul><ul><li>Velocidade; </li></ul><ul><li>Potência; </li></ul><ul><li>Coordenação; </li></ul><ul><li>Equilíbrio; </li></ul><ul><li>Flexibilidade; </li></ul>
  21. 21. SALTO TRIPLO <ul><li>Regras: </li></ul><ul><li>O segundo salto deve ser dado com a mesma perna e o primeiro e o terceiro salto com a outra perna. </li></ul><ul><li>O pé inativo não poderá tocar o solo; Não pode-se ao saltar cair fora da pista ou da caixa de areia; </li></ul><ul><li>Tábua: a 13 m da caixa de areia; </li></ul><ul><li>Conta-se como válido o toque mais próximo da tábua de impulsão. </li></ul>
  22. 22. Salto em altura <ul><li>O salto em altura é uma modalidade olímpica de atletismo, onde os atletas procuram superar uma barra horizontal colocada a uma determinada altura. A modalidade integra o programa do decatlo e do heptatlo </li></ul>
  23. 23. Salto em altura <ul><li>Regras: </li></ul><ul><li>A altura mínima a saltar é determinada pelos organizadores e juízes de uma competição oficial. Os atletas escolhem a altura a qual desejam começar. Os atletas saltam por turnos e têm três chances de superar essa marca sem derrubar a partida. </li></ul>
  24. 24. Salto em altura <ul><li>Regras: </li></ul><ul><li>Após um primeiro salto bem sucedido, são os próprios atletas que decidem que altura vão saltar de seguida. À medida que o atleta vai conseguindo superar as marcas sem derrubar a fasquía, a altura sobe tipicamente em incrementos de 3 a 5cm. </li></ul>
  25. 25. Salto em altura Quem falha após três tentativas é eliminado. Para efeitos de desempate, contam o número de tentativas efectuadas antes de superar uma dada marca. Por exemplo, o atleta que supera 1,80 m à primeira, ficará à frente do que supera 1,80m à segunda tentativa.
  26. 26. Corridas <ul><li>As corridas são, em certo sentido, as formas de expressão atlética mais pura que o homem já desenvolveu. Embora exista algo de estratégia e uma técnica implícita, a corrida é uma prática que envolve basicamente o bom condicionamento físico do atleta. </li></ul>
  27. 27. Corrida <ul><li>As corridas dividem-se em curta distância ou velocidade (tiro rápido), que nas competições oficiais vão de 100, 200 e os 400 metros inclusive; média distância ou de meio fundo (800 metros e 1 500 metros); e longa distância ou de fundo (3 000 metros ou mais, chegando até às ultra maratonas de 100 quilômetros). Podem ser divididas também de acordo com a existência ou não de obstáculos (barreiras) colocados no percurso. </li></ul>
  28. 28. Corrida <ul><li>Nas corridas de curta distância, a explosão muscular na largada é determinante no resultado obtido pelo atleta. Por isso, existe um posicionamento especial para a largada, que consiste em apoiar os pés sobre um bloco de partida (fixado na pista) e apoiar o tronco sobre as mãos encostadas no chão (posição de quatro apoios). São freqüentes as falsas partidas, quando o atleta sai antes do tiro de partida, que é o sinal dado para começar a prova. Qualquer atleta que dê uma falsa partida será desclassificado. </li></ul>
  29. 29. Corrida <ul><li>Contudo, nas provas combinadas (ex decatlo) cada atleta tem direito a uma falsa partida. Nas provas mais longas a partida não tem um papel tão decisivo, e os atletas saiem para a corrida em uma posição mais natural, em pé, sem poder colocar as mãos no chão. </li></ul>
  30. 30. As principais modalidades do atletismo são: <ul><li>Corrida de pista É a mais tradicional competição do atletismo e envolve várias provas.  - Corridas disputadas em pistas ovais (cada atleta corre numa faixa): 100 metros rasos, 200 metros rasos e 400 metros rasos,  - Corridas de Meio Fundo (os atletas não precisam ficar na raia): 800 metros e 1.500 metros. - Corridas de Fundo (dentro da pista): 5.000 metros e 10.000 metros. - Maratona (disputada nas ruas): percurso de 42,19 km. </li></ul>
  31. 31. As principais modalidades do atletismo são: <ul><li>Corridas com obstáculos São realizadas dentro dos estádios e se dividem em quatro modalidades: </li></ul><ul><li>100 metros (feminino), </li></ul><ul><li>110 metros (masculino), </li></ul><ul><li>400 metros ( masculino e feminino) </li></ul><ul><li>3.000 metros (feminino e masculino). </li></ul>
  32. 32. As principais modalidades do atletismo são: <ul><li>Revezamento As provas de revezamento são disputadas por grupos compostos por quatro atletas cada. Cada atleta corre um quarto da pista e passa um bastão para o atleta seguinte de sua equipe. </li></ul>
  33. 33. Responda no caderno: (1,0) 01. Quais são as provas de cuta deistancia? 02. Quais são as provas de longa distancia? 03. Quais são as provas de media distancia e como são chamadas?

×