Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
F I L O S O F I A
ÉTICA PARA UM JOVEM
BIOGRAFIA DO AUTOR
• Fernando Savater nasceu em
San Sebastián em 1947.
Catedrático de Ética na
Universidade Complutense de...
ÉTICA PARA UM JOVEM
• Tem um carácter
quotidiano, abordando de
forma simples e perceptível
para qualquer jovem,
assuntos q...
ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
CAPÍTULO II
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
Fazemos sempre o que queremos?
‘’Às vezes as circunstâncias impõem-nos que esco...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
‘’Um barco transporta uma carga importante de um porto para o outro. A meio
do ...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• O capitão do navio tem de escolher:
Deve deitar borda
fora a carga?
Deve arri...
BIOGRAFIA DE ARISTÓTELES
• O Filósofo grego Aristóteles
nasceu em 384 a.C., na cidade
antiga de Estágira, e morreu em
322 ...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
‘’(…) quando reflectimos em situações difíceis ou
importantes sobre o que devem...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
O NOSSO DIA-A-DIA
‘’(…) temos que reconhecer que fazemos a maior parte dos noss...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
Por exemplo:
Ir para a escola é algo que para nós, jovens, é quase ou
então mui...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
Levantas-te da cama Tomas banho Escovas os
dentes
Tomas o pequeno-almoço Caminh...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
O teu instinto diz-te para agires assim, seguires com a
tua rotina e nem questi...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
O teu comportamento depende de um motivo.
O que é um motivo?
‘’(…) é a razão qu...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
3 tipos de motivação
Ordens Costumes Caprichos
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
3 tipos de motivação
Ordens – reconhecemos que alguém nos mandou fazer algo.
Co...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
Estes 3 motivos mostram para onde se inclina o teu
comportamento, explicam as t...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• Ir para a escola é mais obrigatório do que escovar os
dentes ou tomar banho o...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• Temos medo das consequências de não cumprirmos as
ordens, ora aí está, têm fo...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• Nos costumes, a situação é ligeiramente diferente:
‘’(…) resultam antes da co...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
‘’As ordens e os costumes têm uma coisa em comum:
parece que vêm de fora, que s...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
Recordando o exemplo anterior da tempestade...
O capitão tem uma ordem: Levar a...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
“(…)as ordens não bastam, o costume ainda menos.”
Por exemplo:
É costume tu ves...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
“Quando as coisas se põem sérias a valer, é preciso
inventar, em vez de nos lim...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• Em momentos de mais aperto, todos queremos fazer a
escolha mais acertada, a m...
CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E
CAPRICHOS
• O capitão podia dispensar uns
quantos marinheiros para
proporcionar um peso m...
CITAÇÕES FINAIS
‘’Tanto a virtude como o vício estão em nosso poder. Com
efeito, sempre que está em nosso poder fazer, est...
FAZ O QUE QUISERES
CAPÍTULO III
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Devo pensar nos outros ou devo pensar
só em mim?
‘’Quando temos que sair para arriscar a...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
‘’O comandante nazi do campo de concentração, que é acusado de uma
matança de judeus, te...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
A tua Sociedade dá-te a liberdade de matar ou não.
Mas tu pode optar por:
Agarrar os teu...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Estas situações fazem-nos questionar quais são os
nossos valores morais e fazem-nos perc...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
O que é a Liberdade?
Ser livre é conhecer? Ter consciência
moral? O que será?
É um dos a...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
O que é que podemos decidir por nós próprios?
Realmente, há ordens que não nos convêm, q...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
A situação é parecida com os
costumes:
Quando não pensamos bem
sobre aquilo que fizemos,...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Com os caprichos, o resultado é semelhante.
Um capricho pode no momento voltar-se contra...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Atenção!
Não podemos contrariar SEMPRE as ordens, os
costumes e os caprichos. Existem si...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Ninguém pode ser livre no nosso lugar, as escolhas não
podem ser feitas por outras pesso...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Como é que lidamos
com a moral?
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Origem etimológica: Mores (costumes)
Está relacionada tanto com os costumes como com
as ...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Savater diz que para empregarmos a liberdade como
deve ser, devemos nos descartar das or...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
O que é o Bom?
O que é o Mau?
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Somos capazes de definir objectos e funcionalidade mas
não somos capazes de definir a es...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
‘’Às vezes chamar «bom» a alguém não quer dizer nada
de bom (…)’’
Consideramos «boa pess...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
As intenções também têm um grande peso.
A intenção da pessoa pode ser boa mas os resulta...
CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES
Faz o que quiseres
Os conceitos de «bom» e
«mau» desaparecem?
Será que as pessoas se
sen...
CITAÇÕES FINAIS
‘’(…)quando as mesmas pessoas (livres) se vêem
refreadas e coagidas, (…) todos tendemos sempre a
buscar o ...
-- José Gomes nº19
-- Marta Jesus nº 25
-- Melany Le-Noay nº 26
-- Nadya Ismail nº27
TRABALHO
REALIZADO
POR:
David, Michel...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Trabalho sobre a obra de Fernando Savater "Ética para um jovem". Realizado pelos alunos: José, Marta, Melany e Nadya do 10ºH

4,928 views

Published on

Muito bom. Parabéns!

Published in: Education
  • Follow the link, new dating source: ❤❤❤ http://bit.ly/39sFWPG ❤❤❤
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Dating direct: ♥♥♥ http://bit.ly/39sFWPG ♥♥♥
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • DOWNLOAD FULL BOOKS, INTO AVAILABLE FORMAT ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Trabalho sobre a obra de Fernando Savater "Ética para um jovem". Realizado pelos alunos: José, Marta, Melany e Nadya do 10ºH

  1. 1. F I L O S O F I A ÉTICA PARA UM JOVEM
  2. 2. BIOGRAFIA DO AUTOR • Fernando Savater nasceu em San Sebastián em 1947. Catedrático de Ética na Universidade Complutense de Madrid, é autor de uma vasta obra que abarca o ensaio, a narrativa e o teatro. • É um dos pensadores mais destacados de Espanha e tem vindo a ganhar grande popularidade no mundo inteiro. Retrato por Jorge Restrepo H.
  3. 3. ÉTICA PARA UM JOVEM • Tem um carácter quotidiano, abordando de forma simples e perceptível para qualquer jovem, assuntos que aparentam ser óbvios mas sobre os quais não reflectimos frequentemente.
  4. 4. ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS CAPÍTULO II
  5. 5. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS Fazemos sempre o que queremos? ‘’Às vezes as circunstâncias impõem-nos que escolhamos entre duas opções que não escolhemos’’
  6. 6. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS ‘’Um barco transporta uma carga importante de um porto para o outro. A meio do trajecto, surpreende-o uma tempestade tremenda. Parece então que a única forma de salvar o barco e a tripulação é lançar borda fora a carga, (…)’’
  7. 7. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • O capitão do navio tem de escolher: Deve deitar borda fora a carga? Deve arriscar e enfrentar o temporal?
  8. 8. BIOGRAFIA DE ARISTÓTELES • O Filósofo grego Aristóteles nasceu em 384 a.C., na cidade antiga de Estágira, e morreu em 322 a.C. (aos 62 anos). Os seus pensamentos filosóficos e ideias sobre a humanidade têm influências significativas na educação e no pensamento ocidental contemporâneo. Aristóteles é considerado o criador do pensamento lógico. As suas obras influenciaram também a teologia medieval da cristandade.
  9. 9. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS ‘’(…) quando reflectimos em situações difíceis ou importantes sobre o que devemos fazer, ficamos numa situação parecida com a deste capitão de navio de que falava Aristóteles.’’
  10. 10. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS O NOSSO DIA-A-DIA ‘’(…) temos que reconhecer que fazemos a maior parte dos nossos actos quase automaticamente, (…)’’
  11. 11. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS Por exemplo: Ir para a escola é algo que para nós, jovens, é quase ou então muito perto do obrigatório. Pensamos nas consequências se não formos para a escola. • Mas nesse processo, encaramos a nossa rotina diária até chegarmos à escola.
  12. 12. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS Levantas-te da cama Tomas banho Escovas os dentes Tomas o pequeno-almoço Caminhas para a paragem de autocarro Chutas uma lata só porque sim e chegas à paragem, pronta(o) para ir para a escola
  13. 13. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS O teu instinto diz-te para agires assim, seguires com a tua rotina e nem questionas o que estás a fazer. ‘’(..)porque fiz o que fiz? Porquê aquele gesto e não antes o contrário, ou talvez outro qualquer?’’ Chamámos a estas questões ‘’perguntas retrospectivas’’
  14. 14. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS O teu comportamento depende de um motivo. O que é um motivo? ‘’(…) é a razão que tens ou pelo menos julgas ter para fazer alguma coisa, a explicação mais aceitável do teu comportamento quando reflectes um pouco sobre ele.’’
  15. 15. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS 3 tipos de motivação Ordens Costumes Caprichos
  16. 16. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS 3 tipos de motivação Ordens – reconhecemos que alguém nos mandou fazer algo. Costumes – fazemos gestos quase sem pensar, por vezes até os fazemos porque quem nos rodeia os faz. Caprichos - ‘’(…) o motivo parece ser a ausência de motivo, (…), o puro impulso.’’. Podemos considerar que nos dão prazer ou que simplesmente ocupa o momento vazio que visita o nosso dia.
  17. 17. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS Estes 3 motivos mostram para onde se inclina o teu comportamento, explicam as tuas preferências e dão-te uma visão do que poderias fazer. ‘’(…)de que modo e com quanta força te obriga a actuar cada um destes motivos?’’ ATENÇÃO: Dependendo da ocasião, nem todos têm o mesmo peso
  18. 18. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • Ir para a escola é mais obrigatório do que escovar os dentes ou tomar banho ou chutar uma lata. Tem um peso diferente e por isso condiciona o nosso comportamento.
  19. 19. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • Temos medo das consequências de não cumprirmos as ordens, ora aí está, têm força no medo. • Ao cumprir essas ordens, sentimos que é benéfico para o nosso lado, esperamos uma recompensa.
  20. 20. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • Nos costumes, a situação é ligeiramente diferente: ‘’(…) resultam antes da comodidade de seguires a rotina em certas ocasiões e também do teu interesse em não contrariares os outros, ou seja, da pressão dos demais.’’ • Contudo existe uma certa obediência a um topo de ordens diferentes, por exemplo, a moda. Seguir a moda tem peso em nós, dá-nos pressão.
  21. 21. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS ‘’As ordens e os costumes têm uma coisa em comum: parece que vêm de fora, que se te impõem sem pedir licença. Em contrapartida, os caprichos saem-te de dentro, (…)’’ Quando realizamos algum capricho, sentimos uma certa liberdade por ser algo muito próprio, que não depende de mais ninguém.
  22. 22. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS Recordando o exemplo anterior da tempestade... O capitão tem uma ordem: Levar a mercadoria até ao Porto. Qual é o limite da obediência?
  23. 23. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS “(…)as ordens não bastam, o costume ainda menos.” Por exemplo: É costume tu vestires calças e cuecas todas as manhãs, mas, se em caso de incêndio não tivesses tempo para o fazer, não te sentirias demasiado culpado por isso… ou então sim.
  24. 24. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS “Quando as coisas se põem sérias a valer, é preciso inventar, em vez de nos limitarmos simplesmente a seguir a moda ou o hábito…” AGIR
  25. 25. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • Em momentos de mais aperto, todos queremos fazer a escolha mais acertada, a mais racional. (problema funcional) • Somos responsáveis pelas nossas escolhas.
  26. 26. CAPÍTULO II – ORDENS, COSTUMES E CAPRICHOS • O capitão podia dispensar uns quantos marinheiros para proporcionar um peso menor no barco. Mas não seria isso egoísta? • Afinal de contas, iria salvar a sua própria vida e ainda recebia os lucros. Será que podemos fazer o que nos apetece?
  27. 27. CITAÇÕES FINAIS ‘’Tanto a virtude como o vício estão em nosso poder. Com efeito, sempre que está em nosso poder fazer, está-o também não-fazer(…)’’ – Aristóteles, Ética a Nicómaco. ‘’Na arte de viver, o homem é ao mesmo tempo o artista e o objecto da sua arte,(…)’’ – Erich Fromm, Ética e Psicanálise.
  28. 28. FAZ O QUE QUISERES CAPÍTULO III
  29. 29. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Devo pensar nos outros ou devo pensar só em mim? ‘’Quando temos que sair para arriscar a pele(…), nem ordens nem costumes bastam e a questão também não se resolve com caprichos.’’
  30. 30. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES ‘’O comandante nazi do campo de concentração, que é acusado de uma matança de judeus, tenta desculpar-se dizendo que cumpriu ordens (…)’’
  31. 31. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES A tua Sociedade dá-te a liberdade de matar ou não. Mas tu pode optar por: Agarrar os teus bons valores Seguir a tua Sociedade/Ordem
  32. 32. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Estas situações fazem-nos questionar quais são os nossos valores morais e fazem-nos perceber que temos responsabilidade moral. LIBERDADE
  33. 33. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES O que é a Liberdade? Ser livre é conhecer? Ter consciência moral? O que será? É um dos assuntos mais intrigantes na Ética. ‘’Liberdade é poder dizer «sim» ou «não»; (…)Liberdade é decidir, mas também dares-te conta do que estás a dizer.’’
  34. 34. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES O que é que podemos decidir por nós próprios? Realmente, há ordens que não nos convêm, que podem ser más. Se os outros conseguem mandar em mim, quer dizer que sabem mais do que eu? Precisamos de força para contrariar ordens que nos façam torcer o nariz. Conhecimento Ignorância
  35. 35. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES A situação é parecida com os costumes: Quando não pensamos bem sobre aquilo que fizemos, a única resposta que nos poderá surgir será ‘’ ajo assim porque é costume’’. Porém, podemos contrariar os nossos costumes com a nossa força interior, podemos nos impor. ‘’Não pode por acaso um costume ser-me pouco conveniente, por muito acostumado que eu lhe esteja?’’
  36. 36. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Com os caprichos, o resultado é semelhante. Um capricho pode no momento voltar-se contra nós, o que nos leva ao arrependimento. ‘’(…) o capricho de atravessar sempre a rua quando os semáforos estão no vermelho poderá uma ou duas vezes ser divertido, mas chegarei a velho se continuar a fazê-lo todos os dias?’’
  37. 37. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Atenção! Não podemos contrariar SEMPRE as ordens, os costumes e os caprichos. Existem situações adequadas para cada um. O melhor a fazer é analisar cada situação com o seu devido cuidado. ‘’Mas nunca uma acção é boa só por ser uma ordem, um costume ou um capricho. ‘’
  38. 38. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Ninguém pode ser livre no nosso lugar, as escolhas não podem ser feitas por outras pessoas quando são destinadas à minha pessoa. Contudo, quando somos crianças, não somos capazes de fazer as nossas escolhas sozinhos, mas temos sempre os nossos pequenos caprichos. Quando somos adultos, tornamo-nos responsáveis pelas nossas escolhas e por isso devem ser pensadas.
  39. 39. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Como é que lidamos com a moral?
  40. 40. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Origem etimológica: Mores (costumes) Está relacionada tanto com os costumes como com as ordens porque consideramos o ‘’dever’’ moral – ‘’deves fazer isto’’. ATENÇÃO: As ordens e os costumes também podem ser maus – imorais. Moral
  41. 41. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Savater diz que para empregarmos a liberdade como deve ser, devemos nos descartar das ordens, costumes e caprichos. A partir daqui distinguimos a diferença entre ÉticaMoral Conjunto de regras e ideias válidas para a Sociedade. Fundamenta e esclarece a moral, e ainda reflecte sobre o porquê de considerarmos essas leias e ideias válidas.
  42. 42. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES O que é o Bom? O que é o Mau?
  43. 43. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Somos capazes de definir objectos e funcionalidade mas não somos capazes de definir a essência do ser humano. O Homem bom é aquele que acerta nas suas escolhas? Que não hesita?
  44. 44. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES ‘’Às vezes chamar «bom» a alguém não quer dizer nada de bom (…)’’ Consideramos «boa pessoa» aquela que é passiva e que ‘’não dá trabalhos’’? Consideramos «boa pessoa» aquela que é honesta e realista? O ser humano não é certo nem constante, por isso, as opiniões podem ser divergentes.
  45. 45. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES As intenções também têm um grande peso. A intenção da pessoa pode ser boa mas os resultados da sua acção podem ser maus, ou vice-versa. Conclui-se então que ‘’(…) não existe um regulamento claro que ensine o homem a ser bom e funcionar sempre como tal, (…)’’
  46. 46. CAPÍTULO III – FAZ O QUE QUISERES Faz o que quiseres Os conceitos de «bom» e «mau» desaparecem? Será que as pessoas se sentirão mais obrigadas a criar os seus próprios limites?
  47. 47. CITAÇÕES FINAIS ‘’(…)quando as mesmas pessoas (livres) se vêem refreadas e coagidas, (…) todos tendemos sempre a buscar o proibido (…)’’ – François Rabelais, Gargântua e Pantagruel. ‘’Materialmente, (…) o bem é aquilo que é bom para o homem e o mal é aquilo que lhe é nocivo, sendo o bem- estar do homem o único critério de valor ético.’’ – Erich Fromm, Ética e Psicanálise.
  48. 48. -- José Gomes nº19 -- Marta Jesus nº 25 -- Melany Le-Noay nº 26 -- Nadya Ismail nº27 TRABALHO REALIZADO POR: David, Michelangelo.

×