Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Diagramas de Sequˆncia                     e    Ultra-Light version          Alberto Sim˜es                     o    alber...
Diagramas de Sequˆncia                 e    Os diagramas de sequˆncia s˜o um membro importante do                        e...
Diagramas de Sequˆncia                 e    Tˆm como objetivo capturar a ordem de intera¸˜es entre      e                 ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes                  Participante 1                        Participante ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes                Participante 1                        Participante 2 ...
Diagramas de Sequˆncia                 eParticipantes  Existem dois tipos de diagramas, que podem ser de alto n´          ...
Diagramas de Sequˆncia                 eTempo        O tempo, num diagrama de sequˆncia, come¸a no topo da                ...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens                     Participante 1                   P...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens                     Participante 1                   P...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens       Invocador                                       ...
Diagramas de Sequˆncia                 eEventos, Sinais e Mensagens       A intera¸˜o num diagrama de sequˆncia ocorre qua...
Diagramas de Sequˆncia                 eBarras de Ativa¸˜o               ca       Invocador                               ...
Diagramas de Sequˆncia                 eBarras de Ativa¸˜o               ca       Quando uma mensagem ´ enviada a um parti...
Diagramas de Sequˆncia                 eMensagens Aninhadas       Participante 1               Participante 2             ...
Diagramas de Sequˆncia                 eMensagens de Retorno          A mensagem de retorno ´ opcional, e serve para mostr...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e        Participante 1              Part...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e       Um fragmento de sequˆncia ´ uma c...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Diagramas de Sequˆncia                 eFragmentos de Sequˆncia                  e  Alguns tipos de fragmentos:   alt dado...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 04 - Introdução aos Diagramas de Sequência

1,250 views

Published on

Introdução ultra-light aos diagramas de sequência, para a disciplina de planeamento de sistemas de informação do mestrado em informação empresarial da escola superior de estudos industriais e de gestão do instituto politecnico do porto, ano lectivo de 2012/2013.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aula 04 - Introdução aos Diagramas de Sequência

  1. 1. Diagramas de Sequˆncia e Ultra-Light version Alberto Sim˜es o alberto.simoes@eu.ipp.ptPlaneamento de Sistemas de Informa¸˜o ca Mestrado em Informa¸˜o Empresarial ca 2012/2013 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 1/18
  2. 2. Diagramas de Sequˆncia e Os diagramas de sequˆncia s˜o um membro importante do e a grupo dos diagramas de intera¸˜o; ca Os diagramas de intera¸˜o modelam as intera¸˜es entre as ca co partes intervenientes no sistema; Neste grupo de diagramas, incluem-se tamb´m: e diagramas de comunica¸˜o; ca diagramas de temporiza¸˜o; ca Os diagramas de sequˆncia s˜o os mais populares, e a possivelmente porque s˜o os mais f´ceis de entender por a a pessoas externas ao UML. Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 2/18
  3. 3. Diagramas de Sequˆncia e Tˆm como objetivo capturar a ordem de intera¸˜es entre e co partes do sistema; ´ E poss´ descrever que itera¸˜es ser˜o despoletadas quando ıvel co a determinado case de uso ´ executado, e qual a ordem pela e qual essas itera¸˜es ir˜o ocorrer; co a Podem incluir muita mais informa¸˜o sobre esta intera¸˜o, ca ca mas a sua relevˆncia ´ a simplicidade e efetividade com que a e comunicam a ordem de eventos ao longo de uma intera¸˜o. ca Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 3/18
  4. 4. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Participante 1 Participante 2 participantes identificação do participante linha do tempo S˜o compostos por uma cole¸˜o de participantes: a ca partes do sistema que interagem durante a sequˆncia. e A posi¸˜o de um participante numa sequˆncia ´ importante. ca e e Ao contr´rio de outros diagramas, os de sequˆncia s˜o sempre a e a organizados verticalmente. Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 4/18
  5. 5. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Participante 1 Participante 2 participantes identificação do participante linha do tempo A cada participante est´ associada uma linha do tempo; a A linha do tempo serve para indicar, a cada momento, se esse participante existe nesse ponto da sequˆncia; e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 5/18
  6. 6. Diagramas de Sequˆncia eParticipantes Existem dois tipos de diagramas, que podem ser de alto n´ ıvel, ou baixo n´ ıvel num diagrama de baixo n´ os participantes s˜o, ıvel a habitualmente, classes, objetos, ou m´dulos do sistema, e as o mensagens trocadas s˜o invoca¸˜es a m´todos dispon´ a co e ıveis nesses mesmos objetos; num diagrama de alto n´ os participantes podem ser ıvel simplesmente atores, o sistema, uma base de dados ou em alguns casos, a interface com o utilizador; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 6/18
  7. 7. Diagramas de Sequˆncia eTempo O tempo, num diagrama de sequˆncia, come¸a no topo da e c p´gina, abaixo do participante mais acima, e progride pela a p´gina abaixo; a A ordem pela qual as intera¸˜es s˜o colocadas pela p´gina co a a abaixo indica a ordem pela qual estas intera¸˜es se realizam co ao longo do tempo; O tempo num diagrama de sequˆncia ´ apenas relevante em e e termos de ordem, e n˜o em termos de dura¸˜o; a ca Embora a altura em que uma intera¸˜o ocorre seja indicada, ca essa posi¸˜o n˜o ´ proporcional ` altura em que outras ca a e a intera¸˜es ocorrem; co Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 7/18
  8. 8. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Participante 1 Participante 2 Mensagem Evento de Evento de "envio de "receção de mensagem" mensagem" A parte mais pequena de uma intera¸˜o ´ um evento; ca e Um evento ´ qualquer ponto onde algo ocorre. e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 8/18
  9. 9. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Participante 1 Participante 2 Mensagem Evento de Evento de "envio de "receção de mensagem" mensagem" Eventos s˜o os blocos construtores para sinais e mensagens; a Sinais e mensagens s˜o nomes diferentes para o mesmo a conceito: sinal ´ a terminologia usada por analistas de sistemas; e mensagem ´ a terminologia usada por engenheiros de software; e Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 9/18
  10. 10. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens Invocador Recetor da da Mensagem Mensagem Participante 1 Participante 2 Mensagem (argumentos) Barra de Barra de ativação do ativação do Invocador Recetor Seta de Mensagem retorno e assinatura (opcional) (opcional) Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 10/18
  11. 11. Diagramas de Sequˆncia eEventos, Sinais e Mensagens A intera¸˜o num diagrama de sequˆncia ocorre quando um ca e participante decide enviar uma mensagem a outro participante; As mensagens num diagrama de sequˆncia s˜o especificadas e a usando usa seta, do participante que deseja enviar a mensagem (o invocador) para o participante que deve receber essa mensagem (o recetor); As mensagens podem fluir em qualquer dire¸˜o que fa¸a ca c sentido para a intera¸˜o requerida: ca da esquerda para a direita, da direita para a esquerda, ou mesmo para si pr´prio. o Uma mensagem pode ser vista como um evento que ´ passado e do invocador para o recetor para que este realize alguma opera¸˜o. ca Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 11/18
  12. 12. Diagramas de Sequˆncia eBarras de Ativa¸˜o ca Invocador Recetor da da Mensagem Mensagem Participante 1 Participante 2 Mensagem (argumentos) Barra de Barra de ativação do ativação do Invocador Recetor Seta de Mensagem retorno e assinatura (opcional) (opcional) Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 12/18
  13. 13. Diagramas de Sequˆncia eBarras de Ativa¸˜o ca Quando uma mensagem ´ enviada a um participante, ela e despoleta o participante recetor para realizar algo: neste momento o recetor ´ dito como ativo! e Para mostrar que um participante est´ ativo, ou seja, a realizar a uma qualquer opera¸˜o, ´ usada uma barra de ativa¸˜o; ca e ca Tamb´m ´ habitual desenhar a barra de ativa¸˜o no e e ca invocador, demonstrando que est´ ocupado a enviar a a mensagem, e que estar´ ocupado depois de receber a resposta; a As barras de ativa¸˜o s˜o opcionais, j´ que podem gerar ru´ ca a a ıdo num diagrama de grandes dimens˜es. o Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 13/18
  14. 14. Diagramas de Sequˆncia eMensagens Aninhadas Participante 1 Participante 2 Participante 3 Mensagem Inicial Mensagem aninhada 1 Mensagem aninhada 2 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 14/18
  15. 15. Diagramas de Sequˆncia eMensagens de Retorno A mensagem de retorno ´ opcional, e serve para mostrar, no e final de uma barra de ativa¸˜o, retornar ao participante que ca enviou a mensagem original. Por vezes o uso das mensagens de retorno podem tornar os diagramas confusos. No entanto, estas mensagens de retorno s˜o impl´ a ıcitas sempre que uma barra de ativa¸˜o termina1 . ca Embora as mensagens sejam habitualmente enviadas entre dois participantes diferentes, ´ normal que um participante e envie uma mensagem a si mesmo. 1 Para mensagens s´ ıncronas. . . Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 15/18
  16. 16. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Participante 1 Participante 2 Participante 3 Mensagem Inicial alt Mensagem opcional 1 [condição] [else] Mensagem opcional 2 Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 16/18
  17. 17. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Um fragmento de sequˆncia ´ uma caixa que engloba uma e e por¸˜o de intera¸˜es; ca co Uma caixa de fragmento de sequˆncia sobrep˜e-se na posi¸˜o e o ca do diagrama onde essa por¸˜o de intera¸˜es se realiza; ca co Pode conter qualquer n´mero de intera¸˜es e, em diagramas u co complexos, at´ outros fragmentos; e No canto superior esquerdo da caixa de fragmento ´ indicado e o tipo de fragmento. No diagrama anterior, o operador ´ o alt, que indica que cada e um dos grupos de intera¸˜es s˜o alternativas. co a Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 17/18
  18. 18. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  19. 19. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  20. 20. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); opt dado um guarda, a correspondente sub-cole¸˜o s´ ser´ ca o a executada se o guarda for verdadeiro; Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18
  21. 21. Diagramas de Sequˆncia eFragmentos de Sequˆncia e Alguns tipos de fragmentos: alt dado um conjunto de guardas, e dependendo de qual ´ e verdadeiro, a correspondente sub-cole¸˜o de intera¸˜es ser´ ca co a executada; loop dado um n´mero m´ u ınimo ou m´ximo de vezes (ou um guarda), a a correspondente sub-cole¸˜o ser´ executada o n´mero de ca a u vezes indicado (ou enquanto o guarda for verdadeiro); opt dado um guarda, a correspondente sub-cole¸˜o s´ ser´ ca o a executada se o guarda for verdadeiro; par indica que as sub-cole¸˜es indicadas poder˜o ser executadas co a em paralelo, e que n˜o dependem entre si. a Alberto Sim˜es o Diagramas de Sequˆncia Ultra-Light version e 18/18

×