Curso Passe - Editora Auta de Souza

15,823 views

Published on

Curso de Passe - Organizado pela Editora Auta de Souza.

5 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Este material pertence a um curso e está disponivel no site: http://www.ocentroespirita.com/centroespirita/

    Ele é o 3* Curso de uma sequencia e tem o livro O PASSE - da editora Auta de Souza.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá, muito bem montado!! Ficaria muito agradecida se pudesse disponibilizar. Abraços fraterno
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Parabéns ao autor do trabalho, muito obrigado me ajudou muito.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Parabéns pelo trabalho e pelo carinho e organização na realização da pesquisa do seu conteúdo! Abraços cordiais!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá rmão! Apreciei a forma como foi montada a apresentação deste trabalho e ficaria imensmante agradecido se pudesse disponibiliza-lo. Obrigado pela atenção.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
15,823
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
731
Comments
5
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Curso Passe - Editora Auta de Souza

  1. 1. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 1 Magnetismo e Fluido ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1/9
  2. 2. ITORA EDUT A Magnetismo e FluidoA A D E S OU Z Magnetismo: É a utilização sob o nome de fuido da força psíquica por aqueles que abundantemente a Passe possuem. Léon Denis – No invisível Fluido: Fase não sólida da matéria. Substância que Aula escorre ou se expande. Fluente. Jacob de Melo – O Passe 01 Visão Espírita do Fluido: A matéria, tornada invisível, é imponderável, se encontra sob formas Magnetismo e cada vez mais sutis, que denominamos fluidos. À Fluido medida que se rarefaz adquire novas propriedades e uma capacidade de irradiação sempre crescente. Léon Denis – No Invisível 2/9
  3. 3. ITORA EDUT A Fluido Cósmico UniversalA A D E S OU Z “(...) representa o estado mais simples da matéria; sua sutileza é tal que Passe escapa a toda análise. (...) dele procedem, mediante condensações graduais, todos os corpos sólidos e pesados que constituem a base da Aula matéria terrestre.” 01 Léon Denis – No Invisível Intermediário entre o Espírito e a Magnetismo e matéria. Fluido É o agente de que o Espírito se utiliza. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos É a matéria elementar primitiva. Allan Kardec – A Gênese 3/9
  4. 4. ITORA EDUT A Princípio Vital e Fluido VitalA A D E S OU Z Tem por fonte o fluido universal. Passe Chama-se fluido magnético ou elétrico. Elo existente entre espírito e matéria. Modifica segundo as espécies orgânicas. Dá movimento e atividade aos seres vivos. Aula 01 Impregna os órgãos. Normaliza as funções momentaneamente perturbadas. Magnetismo e Sua quantidade não é absoluta em todos os seres. Fluido É transmitido de um indivíduo para outro. Sua quantidade se esgota e pode ser renovada. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos 4/9
  5. 5. ITORA EDUT A Tipos de MagnetismoA A D E S OU Z Mineral Vegetal Passe Animal Hominal Aula 01 Espiritual Magnetismo e Fluido O Espiritismo liga-se ao magnetismo por laços íntimos, como ciências solidárias. Allan Kardec – Revista Espírita 1858. 5/9
  6. 6. ITORA EDUT A Ação MagnéticaA A D E S OU Z Pode produzir-se de muitas maneiras: Passe 1º Magnetismo Humano: Com fluidos do magnetizador. Aula 2º Magnetismo Espiritual: 01 Atuação dos Espíritos diretamente, sem intermediários. Magnetismo e Fluido 3º Magnetismo humano- humano- espiritual: Pelos fluidos que o Espírito derrama sobre o magnetizador. 6/9
  7. 7. ITORA EDUT A A Importância da PreceA A D E S OU Z “A prece, que é um Passe pensamento, quando fervorosa e ardente, feita com fé, produz o efeito de uma Aula magnetização, não só 01 chamando o concurso dos bons Espíritos, mas Magnetismo e dirigindo ao doente uma Fluido salutar corrente fluídica.” Allan Kardec – Revista Espírita 1865 7/9
  8. 8. ITORA EDUT A Fluido Humano x Fluido EspiritualA A D E S OU Z Humano Espiritual Passe Menos ativo. • Mais poderoso em Exige magnetização razão de sua pureza. Aula continuada. • Efeitos mais rápidos. 01 Exige tratamento • Pode ter efeitos longo. quase instantâneos. Magnetismo e Esgotamento e • Fadiga do Fluido fadiga do magnetizador é quase magnetizador. nula. 8/9
  9. 9. ITORA EDUT Mediunidade Curadora e Magnetismo AA A D E S OU Z Há pessoas dotadas do poder de curar instantaneamente por meio Passe apenas da imposição de mãos ou apenas por ato da vontade. Todas as curas deste gênero são variedades do magnetismo e Aula diferem uma da outra pela 01 intensidade e rapidez da ação. Pode desenvolver-se a faculdade de curar pelo exercício. Magnetismo e Porém a faculdade de curar Fluido instantaneamente é mais rara. A força magnética é aumentada pela ação dos espíritos. Allan Kardec – A Gênese Fotos Kirlian 9/9
  10. 10. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 2 O Homem e seus Corpos ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1/8
  11. 11. ITORA EDUT A O Homem e seus CorposA A D E S OU Z 1ª) o CORPO ou SER MATERIAL, MATERIAL análogo ao dos Passe animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2ª) a ALMA ESPÍRITO ALMA, ENCARNADO que tem no Aula corpo a sua habitação; 02 3ª) o princípio intermediário, O Homem e seus ou PERISPÍRITO PERISPÍRITO, substância semimaterial Corpos que serve de primeiro envoltório ao Espírito e liga a alma ao corpo. Tais, num fruto, o gérmen, o perisperma e a casca.” 2/8
  12. 12. ITORA EDUT A PerispíritoA A D E S OU Z “(...)É o traço de união entre a vida corpórea e a vida espiritual. É por seu Passe intermédio que o Espírito encarnado se acha em relação contínua com os desencarnados;(...) O perispírito é o órgão sensitivo do Espírito, por meio Aula do qual este percebe coisas 02 espirituais que escapam aos sentidos corpóreos (...) O Espírito vê, ouve e O Homem e seus sente, por todo o seu ser, tudo o que Corpos se encontra na esfera de irradiação do seu fluido perispirítico.” Allan Kardec – A Gênese 3/8
  13. 13. ITORA EDUT A Funções do PerispíritoA A D E S OU Z NA REENCARNAÇÃO • No momento da concepção, Passe ocorre a ligação do laço fluídico com o gérmen. NA MEMÓRIA • O perispírito se liga molécula a Retém todos os estados de molécula ao corpo físico. consciência. Allan Kardec – A Gênese É o reservatório de todos os Aula conhecimentos e idéias da 02 NA DESENCARNAÇÃO alma. Nada se perde. • O perispírito se desprende É o acervo imperecível do molécula a molécula do corpo. O Homem e seus nosso passado pois nele • Mantém a individualidade do reside a memória. Corpos Espírito, após a morte. Gabriel Delane – A Evolução Anímica • A morte do corpo que determina a partida do Espírito. Allan Kardec – A Gênese 4/8
  14. 14. ITORA EDUT A Evolução do PerispíritoA A D E S OU Z ESPÍRITOS SUPERIORES NO PASSE Torna-se tão etéreo que é Passe • Pela sua expansão põe-nos como se não existisse. em relação mais direta com Allan Kardec – A Gênese os Espíritos. • O perispírito assimila com facilidade os MONOIDEÍSMO AUTO- AUTO- Aula fluidos espirituais. HIPNOTIZANTE 02 • A natureza do • Idéias fixas de revolta perispírito é idêntica a • Perda do psicossoma dos fluidos espirituais. O Homem e seus por dispêndio de forças Allan Kardec – A Gênese vitais. • É o intermediário da Corpos • Ovoidização e ação transmissão Hibernação. fluídica no passe. Áureo – Universo e Vida Jacob Melo – O Passe 5/8
  15. 15. ITORA EDUT A Propriedades do PerispíritoA A D E S OU Z FORMA ORGANIZAÇÃO • Obedece ao reflexo mental • É formado a partir do Passe dominante. 1 fluido universal de cada • Tem a forma que o Espírito globo. 1 queira. 2 • Não é idêntico em todos os • Pode tornar-se paupável. 2 mundos. 1 • Os Espíritos superiores podem Aula modificá-lo. 3 DENSIDADE 02 • Pode alterar-se em processo de • Quintessenciadas ou licantropia e zoantropia. 3 rarefeitas em almas evoluídas. 3 O Homem e seus • Pastosa ou opaca nas Corpos COLORAÇÃO almas muito imperfeitas. 3 • Luminosa e brilhante nos Espíritos Superiores. 3 1 – André Luiz – Evolução em dois Mundos • Sem brilho nas almas 2 – Allan kardec – O Livro dos Espíritos inferiorizadas. 3 3 – Martins Peralva – O Pensamento de Emmanuel 6/8
  16. 16. ITORA EDUT A Duplo EtéreoA A D E S OU Z CONCEITO FUNÇÕES Campo energético entre o • Vitalidade do corpo físico, Passe perispírito e o corpo do qual faz parte. físico. • É o agente do ectoplasma, Seu campo energético se substância materializante entrelaça nas irradiações • É através dele que o do campo físico. perispírito dos Aula Isto explica as curas pelo desencarnados atua no 02 passe magnético. corpo físico e cérebro do Jorge Andréa – Forças Sexuais médium. da Alma Antônio Freire – Da Alma Humana O Homem e seus É a ponte, plataforma que • É formado por emanações dá passagem às Corpos neuropsíquicas. intercomunicações dos • Não consegue um grande dois mundos afastamento do corpo. André Luiz – Nos Domínios da Antônio Freire – Da alma Humana. Mediunidade. 7/8
  17. 17. ITORA EDUT A Desencarnação de DimasA A D E S OU Z Passe 1º Substância leitosa a 2º Nova cota de substância leitosa 3º Brilhante chama violeta extravasar-se do umbigo de a extravasar-se do epigastro à dourada desligando-se da Dimas após as operações garganta após atuação no centro região craniana após a sobre o plexo solar. emotivo, relaxando os elos que atuação sobre a fossa mantinham a coesão celular. romboidal. Aula 02 O Homem e seus Corpos 4º Instantaneamente a chama 5º À medida em que o 6º Dimas-desencarnado violeta-dourada absorveu a novo organismo ia alguns metros acima de Dimas- substância leitosa, constituindo surgindo, a chama cadáver ligado apenas por sutil todo o perispírito, iniciando pela fulgurante empalidecia-se cordão fluídico entre o cérebro formação da cabeça. até desaparecer de todo. do corpo e do perispírito. 8/8
  18. 18. ITORA EDUT A CURSO PASSEA A D E S OU Z Aula 3 Centros de Força ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1/9
  19. 19. ITORA EDUT Centros de Força AA A D E S OU Z Vórtices de Força; 1 Chakras; 1 Rodas ou Centros de Força; 1 Passe Centros Psíquicos; 1 Centros Vitais; 2 Localizados no perispírito; 2 Fulcros energéticos que sob a direção da alma imprimem às células especialização Aula extrema; 2 03 Recebem o comando direto da alma; 3 Formam em conjunto com os plexos um Centros de Força campo eletromagnético onde o pensamento vibra em circuito fechado. 3 1 – Jacob Melo – O Passe 2 – André Luiz – Evolução em Dois Mundos 3 – André Luiz – Entre a Terra e o Céu Perispírito 2/9
  20. 20. ITORA EDUT Centros de Força AA A D E S OU Z Passe Aula 03 Centros de Força 3/9
  21. 21. ITORA EDUT Plexos AA A D E S OU Z Estão situados no corpo físico; Passe São aglomerados de nervos e gânglios do sistema vago- simpático (sistema Aula nervoso); 03 Regulam a vida vegetativa do corpo Centros de Força humano. Edgar Armond – Passes e Radiações Corpo 4/9
  22. 22. ITORA EDUT Localização AA A D E S OU Z Plexo Localização no Centro de Força correspondente corpo Coronário Coronário Alto da cabeça Passe Frontal Frontal Lobo frontal (Carótido) Laríngeo Laríngeo Garganta (Faríngeo) Aula 03 Cardíaco Cardíaco Coração Esplênico Esplênico Baço Centros de Força (Mesentérico) Gástrico Gástrico Estômago (Solar) (Solar) Genésico Cocígeo Baixo ventre (Básico) (Hipogástrico) Jacob Melo – O Passe 5/9
  23. 23. ITORA EDUT Referência no corpo físico AA A D E S OU Z Passe Aula 03 Centros de Força Sistema nervoso e Sistema endócrino gânglios masculino/feminino 6/9
  24. 24. ITORA EDUT Funções dos Centros de Força AA A D E S OU Z CORONÁRIO • Recebe o estímulo do Espírito, comandando os demais; Passe • Dele emanam as energias de sustentação do Sistema Nervoso e suas subdivisões; • Alimentação das células do pensamento; • Assimilador das energias solares e dos raios da espiritualidade superior capazes de favorecer a Aula sublimação da alma. André Luiz – Evolução em dois Mundos 03 FRONTAL • Governa o córtex encefálico na sustentação dos Centros de Força sentidos (visão, audição, tato, olfato, paladar); • Coordena os processos da inteligência (palavra, cultura, arte e o saber); • Atividade das glândulas endócrinas; • Sistema Nervoso das células sensitivas às células motoras. André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu 7/9
  25. 25. ITORA EDUT Funções dos Centros de Força AA A D E S OU Z LARÍNGEO • Fenômenos vocais e controle respiratório e da fala; • Atividade do timo, da tireóide e da paratireóide. André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu Passe CARDÍACO • Sustenta os serviços da emoção e do equilíbrio geral. • Circulação das forças de base. André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu Aula ESPLÊNICO 03 • Atividade do sistema hemático; • Regula a distribuição e a circulação dos recursos vitais. André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu Centros de Força GÁSTRICO • Penetração de alimentos e fluido sem nossa organização • Digestão e absorção André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu GENÉSICO • Modelador de forma e estímulos criadores. André Luiz – Evolução em dois Mundos e Entre a Terra e o Céu 8/9
  26. 26. ITORA EDUT Caso: Desequilíbrio do Centro de Força AA A D E S OU Z ANTEPENÚLTIMA Epiglote REENCARNAÇÃO DE Amígdala JÚLIO Folículos • Sorveu corrosivo e Passe sobreviveu, mas perdeu a Papila calciforme voz; Papila fungiforme • Jogou-se no rio e Sulcos medianos desencarnou; • Na vida espiritual tinha Ponta da língua Aula pesadelo, asfixia, etc ÚLTIMA 03 • Um ano apresentou PENÚLTIMA amigdalite e jazia febril; • Extensa ferida na glote Centros de Força • Aos oito anos perdeu a existência no mar; dificultava a alimentação • Ainda apresentava • Apresentava difteria (o pesadelos, asfixia e a bacilo aproveitou a fenda glótica com deficiência glótica) chagas; • Desencarnou pela difteria. André Luiz – Entre a Terra e o Céu 9/9
  27. 27. ITORA EDUT A CURSO PASSEA A D E S OU Z Aula 04 Pensamento e Aura ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1 / 15
  28. 28. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Conceito de Pensamento É força eletromagnética. Passe Emmanuel – Pensamento e Vida Pensamento, eletricidade e magnetismo conjugam- se em todas as manifestações Aula do Universo. Emmanuel – 04 Pensamento e Vida É uma radiação da mente espiritual. Áureo – Universo e Pensamento e Vida Aura Configura-se como matéria mental viva e plástica. Áureo – Universo e Vida 2 / 15
  29. 29. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Ação do Pensamento Parte da mente que a elabora. Difunde-se primeiro pelo coronário. Passe Depois pelo córtex cerebral. Chega ao sistema nervoso. Depois atinge todas as células do organismo. Aula Aqui o fluido mentomagnético 04 integra-se ao sangue e à linfa e percorre todo o organismo psicofísico. Pensamento e Concentra-se nos plexos ou Aura centros vitais. Exterioriza-se no halo vital ou aura. Por fim projeta-se no exterior. Áureo – Universo e Vida 3 / 15
  30. 30. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Ação do Pensamento dos Espíritos Atuam sobre os fluidos espirituais. Passe O pensamento e a vontade são o que é a mão para o homem. Pelo pensamento imprimem ao fluido tal Aula ou qual direção, os aglomeram, 04 combinam ou dispersam. Organizam conjuntos que apresentam Pensamento e aparência, forma e coloração. Aura Mudam-lhe as propriedades. Allan Kardec – A Gênese 4 / 15
  31. 31. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Base dos Fenômenos Mediúnicos Emissão de forças Passe Hálito determinadoras do Mental nosso ambiente psíquico Mente – “Ser” Pensamento (Forma) Aula Base de organizado Idéia Vontade (Movimento e todos os pelo nosso 04 Direção) fenômenos Espírito mediúnicos Pensamento e De Formas, Sublimação do Criação, Aura Situações, pensamento Alimento e Coisas e incorporando valores Destruição Paisagens morais e culturais 5 / 15
  32. 32. ITORA EDUT AA A D E S OU Z A Mente e o Pensamento “O fluido mentomagnético está na base de toda a Passe fenomenologia mediúnica e, por consequência na base de todos os fenômenos de sugestão, hipnose, auto- Aula hipnose, obsessão, 04 inspiração.” Áureo – Universo e Vida “... é preciso enriquecer o Pensamento e pensamento, incorporando- lhe os tesouros morais e Aura culturais, os únicos que nos possibilitam fixar a luz que jorra para nós. André Luiz – Nos Domínios de Mediunidade 6 / 15
  33. 33. ITORA EDUT AA A D E S OU Z O Pensamento e o Passe “Daí a imensa Passe importância do passe magnético, que é operação de transfusão de poderosas Aula energias vivas. 04 Lembremo-nos que, porém, de que cada um só Pensamento e pode dar do que Aura tem e só consegue receber o que merece.” Áureo – Universo e Vida 7 / 15
  34. 34. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Idéias e Emoções Força Força eletromagnética Carga de Ideo-Emotiva + = Passe do pensamento emoção ou Fluido (idéais) Magnético As ideo-emoções são plasma fluídico vivo de elevado poder. Sentimento é força que se irradia cujo poder depende da mente Aula que a conduz. 04 A maior necessidade humana e a mais urgente é a da aquisição do amor e das virtudes morais (emoção). Desenvolvimento mental (idéias) sem correspondência Pensamento e equilibradora na bondade (emoção) é quase sempre caminho Aura aberto a terríveis precipícios. É das vibrações da mente espiritual que dependem a harmonia ou a desarmonia, a saúde ou a doença do perispírito e do corpo. Áureo – Universo e Vida 8 / 15
  35. 35. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Exteriorização e Veículo Exterioriza-se e projeta-se formando imagens e sugestões. Passe Vivemos em comunhão telepática com aqueles encarnados ou desencarnados que se afinam conosco. 1 Espalha nossas próprias Aula emanações em toda parte a que 04 se projeta. 1 Deixamos vestígios espirituais onde arremessamos os raios de Pensamento e nossa mente. 1 O Fluido Cósmico Universal é o Aura veículo do pensamento como o ar é o veículo do som. 2 1 - André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade 2 - Allan Kardec – A Gênese 9 / 15
  36. 36. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Formas Pensamento Passe Drogas e Drogas e Aula alucinações alucinações com LSD dom LSD 04 Pensamento e Aura Formas pensamento em Muco etérico Mulher com torno do sexo causado pela raiva cocaina10 / 15
  37. 37. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Formas Pensamento Passe Músico Mulher Mulher pensando no Aula tocando grávida pai desencarnado 04 Pensamento e Aura Mulher após Homem Homem falando aula aplicando aula sobre educação11 / 15
  38. 38. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Vontade e Fé Comparando a mente humana a um grande escritório temos o departamento do desejo, da inteligência, da imaginação, da Passe memória. Acima de todos eles surge o gabinete da vontade que: Governa a ação mental Decide o movimento ou a inércia da máquina Aula Emmanuel – Pensamento e Vida 04 O pensamento influi de maneira decisiva na doação de princípios curadores. Pensamento e Com a idéia iluminada pela fé e boa-vontade, o médium consegue: Aura Ligação com Espíritos amigos Atuar sobre o fluido Operar curas André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade12 / 15
  39. 39. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Velocidade e Distância Passe Aula Velocidade muito superior à da luz. André Luiz – Ação e Reação 04 Dirigindo o pensamento para qualquer ser, uma corrente fluídica se estabelece entre um e outro. A energia desta corrente fluídica é proporcional a do Pensamento e pensamento e vontade. Aura É assim que os Espíritos ouvem nossas preces em qualquer lugar. É assim que nos transmitem as inspirações e comunicam-se entre si. Allan Kardec – O Evangelho Segundo o Espiritismo13 / 15
  40. 40. ITORA EDUT A AuraA A D E S OU Z Atmosfera fluídica, irradiando em volta do indivíduo e interpenetrando e é constituída por vibrações de Passe diferentes camadas do perispírito. José Freire – Da Alma Humana Espelho em que todas as idéias se evidenciam em telas vivas, como em uma tela de cinema, com cores e imagens. André Luiz – Evolução em dois Mundos Aula 04 Através dela somos vistos e examinados pelas mentes superiores, sentidos e reconhecidos pelos nossos afins e temidos e hostilizados pelos não afins. André Luiz – Evolução Pensamento e em dois Mundos A aura é o campo de força que delimita o mundo Aura individual de cada Espírito. Possui densidade própria, peso específico, coloração, sonoridade, velocidade e ritmo vibratório. Áureo – Universo e Vida14 / 15
  41. 41. ITORA EDUT AA A D E S OU Z Auras Passe Aula 04 Pensamento e Aura15 / 15
  42. 42. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 5 Prece ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1/8
  43. 43. ITORA EDUT A O QUE É A PRECEA A D E S OU Z “A prece não é movimento mecânico de lábios, nem disco de Passe fácil repetição no aparelho da mente. É vibração, energia, poder. A criatura que ora, mobilizando as próprias forças, realiza trabalhos de inexprimível significação. Aula Semelhante estado psíquico 05 descortina forças ignoradas, revela a nossa origem divina e coloca-nos em contato com as fontes superiores. Dentro dessa Prece realização, o Espírito, em qualquer forma, pode emitir raios de espantoso poder.” – André Luiz – Missionários da Luz 2/8
  44. 44. ITORA EDUT A Caso: Ação Magnética da PreceA A D E S OU Z Local: Pavilhão de um dos Postos de Socorro na Passe cidade Espiritual Campos da Paz Descrição do Ambiente feita por André Luiz Extensas filas de leitos no chão ocupadas por 1980 Espíritos em profundo sono. Aula Explicação de Aniceto 05 São criaturas que nunca se entregaram ao bem ativo e renovador em torno de si. Outros que acreditavam convictamente na morte como sendo o nada, o fim de tudo, o sono eterno. Dormem porque estão magnetizados pelas próprias Prece concepções negativistas. A maioria não poderá fugir, mais tarde, à enfermidade e à perturbação. André Luiz – Missionários da Luz 3/8
  45. 45. ITORA EDUT A Descrição do TratamentoA A D E S OU Z Tratamento comandado pelo Espírito Alfredo. Passe Manutenção do máximo de silêncio. 80 auxiliares desencarnados atenderiam cada um a 5 doentes. Aula Dos 1980 os 400 mais suscetíveis de próximo despertar foram 05 atendidos. Os demais recebiam alimentos e medicação mais densos uma vez por dia. Prece 266 (dois terços dos 400) receberam passes magnéticos. Alguns poucos receberam o sopro curador. André Luiz – Missionários da Luz 4/8
  46. 46. ITORA EDUT A A Prece de IsmáliaA A D E S OU Z Passe Ismália começou a orar acompanhada por todos em silêncio. Todos seguiam a rogativa frase por Aula frase. frase 05 Repetiam, em pensamento, cada expressão a fim de imprimir o máximo ritmo e harmonia ao verbo, ao som e à Prece idéia, numa só vibração vibração. André Luiz – Missionários da Luz 5/8
  47. 47. ITORA EDUT A Ocorrências Luminosas Durante a PreceA A D E S OU Z Ismália irradiava luzes diamantinas por todo o corpo. O Passe tórax parecia conter uma lâmpada acesa. As senhoras que acompanhavam Ismália estavam quase semelhantes a ela, e predominava Aula nelas a cor azul. 05 Depois delas em brilho vinha Aniceto, de um lilás surpreendente. Depois vinha Alfredo cuja luz era Prece um verde suave. Depois vinham alguns cooperadores e em seguida Vicente e André Luiz com fraca luz. André Luiz – Missionários da Luz 6/8
  48. 48. ITORA EDUT A Resposta do Alto à Prece de IsmáliaA A D E S OU Z Grande quantidade de flocos esbranquiçados, esbranquiçados de tamanho variados, Passe caíam sobre os que oravam, exceto sobre os que dormiam. Caíam com a mesma abundância sobre todos os servidores. Desapareciam ao tocar-lhes. Aula Começava a sair da fronte e do peito 05 grandes bolhas luminosas com a coloração e claridade que os revestia. As bolhas atingiam os Espíritos em sono. Prece As emitidas por Ismália eram mais intensas e mais rápidas, alcançando muitos enfermos de uma só vez. Cada qual revelava o valor próprio na cooperação que podia prestar. André Luiz – Missionários da Luz 7/8
  49. 49. ITORA EDUT A Conseqüências da PreceA A D E S OU Z Os flocos que partiam dos trabalhadores multiplicavam-se Passe no ar, caíam sobre os enfermos e lhes penetrava nas células mais íntimas. Depois concentravam-se nas Aula frontes dos doentes. 05 As múmias começavam a dar sinais de vida. Uns gemiam, outros falavam em voz alta e muitos moviam os pés e as mãos. Prece Dois que faziam parte dos que receberam toda a assistência se levantaram. André Luiz – Missionários da Luz 8/8
  50. 50. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 6 O Passe ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1 / 12
  51. 51. ITORA EDUT A O Passe - ConceitoA A D E S OU Z Passe “O Passe é uma transfusão de energias, alterando o campo celular.” André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade Aula 06 “O Passe poderá obedecer à fórmula que forneça maior porcentagem de confiança, não só a quem o dá, como a quem o recebe. Devemos esclarecer, todavia, que o passe é a transmissão de uma força psíquica e O Passe espiritual, dispensando qualquer contato físico na sua aplicação.” Emmanuel – O Consolador 2 / 12
  52. 52. ITORA EDUT A Porque Aplicar o PasseA A D E S OU Z “... tem como principal Passe objetivo auxiliar a restauração do equilíbrio orgânico do paciente. paciente Por orgânico, Aula aqui, entenda-se a 06 estrutura completa do indivíduo – quando desencarnado, Espírito e perispírito; quando O Passe encarnado, corpo físico, duplo etérico, perispírito e Espírito. Gurgel – O Passe Espírita 3 / 12
  53. 53. ITORA EDUT A Recepção e Transmissão de FluidosA A D E S OU Z Descem sobre a fronte humana, em cada minuto, bilhões de raios Passe cósmicos oriundos de estrelas e planetas distantes. Raios solares, caloríficos e luminosos que mal conhecemos. Aula Raios gama e outros de várias expressões emitidos pela água e 06 pelos metais atingem-nos pelos pés. Em sentido horizontal atuam sobre nós os raios magnéticos O Passe exteriorizados pelos vegetais, animais e pelos homens. Emanações de natureza psíquica provenientes das colônias de seres desencarnados que nos envolvem. 4 / 12 André Luiz – Missionários da Luz
  54. 54. ITORA EDUT Ambiente Propício para o Passe AA A D E S OU Z “No templo espírita, os Passe instrutores desencarnados conseguem localizar recursos avançados do plano espiritual para o Aula socorro a obsidiados e obsessores, razão por 06 que, tanto quanto nos seja possível, é aí, entre as paredes respeitáveis da O Passe nossa escola da fé viva, que nos cabe situar o ministério da desobsessão. André Luiz - Desobsessão 5 / 12
  55. 55. ITORA EDUT Caso: Serviços de Passe na Cabine AA A D E S OU Z Local: Um Centro Espírita na crosta terrestre. Passe Serviço: Atendimento de passes com passistas encarnados e desencarnados. Passistas Encarnados: Clara e Henrique. Aula Dirigente Espiritual da Cabine: Conrado. 06 Descrição do Ambiente feita por André Luiz – Sala repleta de sublimadas emanações mentais. – Clara e Henrique em prece nimbavam-se de luz. O Passe – Hauriam forças revigorantes. – Mostravam-se espiritualmente mais livres. – Registravam as instruções pela intuição. André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade 6 / 12
  56. 56. ITORA EDUT Organização Espiritual da Cabine AA A D E S OU Z O espírito Conrado era responsável pelos trabalhos de Passe passe naquele centro duas noites por semana. Os espíritos integram um quadro de auxiliares de acordo com a organização estabelecida pelos mentores da Esfera Superior. Aula Há colaboradores espirituais devidamente fichados, 06 como em hospitais. O êxito reclama experiência, horário, segurança e responsabilidade. O Passe Os médiuns podem ser substituídos, embora gerando inevitáveis prejuízos. Os médiuns não precisam recear a exaustão. André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade 7 / 12
  57. 57. ITORA EDUT Como André Luiz Viu e Descreveu os Passes AA A D E S OU Z Pela prece Clara e Henrique expulsavam Expulsão os remanescentes da atividade comum Passe que trazem da vida diária. Sorvem do Plano Espiritual substância Absorção renovadoras. Aula 06 Ao contato dos espíritos, os raios fluíam pelas mãos após percorrerem a cabeça. Das mãos irradiavam-se luminosas Emissão chispas. Assemelham-se a tomadas elétricas, O Passe dando passagem a forças que não lhes (Passe) pertencem. Os recursos magnéticos penetravam a aura dos pacientes. Alguns não absorviam os recursos magnéticos por falta de confiança. 8 / 12
  58. 58. ITORA EDUT O Passe de Clara e Henrique AA A D E S OU Z Passe Aula 06 O Passe Expulsão dos Absorção de remanescentes da energias pelos atividade diária passistas (ver 4/xx) 9 / 12
  59. 59. ITORA EDUT A O Passe de Clara e HenriqueA A D E S OU Z Passe Aula 06 O Passe Emissão de Pacientes que não energias para os absorviam as pacientes energias10 / 12
  60. 60. ITORA EDUT A Caso: O Problema da CuraA A D E S OU Z Senhora sustentava-se dificilmente de pé. Passe Fígado dilatado. Células hepáticas perturbadas. Vesícula congestionada. Bile comprimida. Aula Colédoco interditado. 06 Icterícia complicada. Renitente hepatite. O problema nasceu de terrível cólera. O Passe Clara lhe aplicou passes da movimentando as mãos da cabeça ao fígado. A senhora exibiu expressão de alívio. André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade 11 / 12
  61. 61. ITORA EDUT A Vista do Sistema DigestivoA A D E S OU Z Passe Aula 06 O Passe Órgãos Normais Órgãos Afetados12 / 12
  62. 62. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 7 Qualidades Morais do Passista ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1 1/8
  63. 63. ITORA EDUT Conduta do Passista AA A D E S OU Z “... O médium PEDE-SE-LHES passista Passe necessitará vigilância no seu Sustentação de campo de ação, hábitos nobres. porquanto de sua Aula higiene espiritual 07 resultará o reflexo Atividades limpas. benfasejo naqueles Qualidades Morais que se proponha do Passista socorrer. “ Simplicidade e humildade por alicerce André Luiz – Mecanismos da de serviço. Mediunidade 2 2/8
  64. 64. ED ITORA Influência das QualidadesUT A Morais do PassistaA A D E S OU Z Exercem influência capital sobre a natureza dos Espíritos que por ele se comunicam. Se é vicioso atrai os Espíritos inferiores. Passe Qualidades que atraem os bons Espíritos: Bondade Benevolência Simplicidade do coração Aula Amor ao próximo 07 Desprendimento das coisas materiais Defeitos que afastam os bons Espíritos: Orgulho Qualidades Morais Egoísmo do Passista Inveja Ciúme Ódio Cupidez Sensualidade Allan Kardec – O Livro dos Médiuns 3 3/8
  65. 65. ITORA EDUT Responsabilidades do Médium AA A D E S OU Z REFORMA ÍNTIMA “Sem a preparação necessária, a excursão dos que provocam o ingresso no reino invisível é, quase sempre, uma viagem nos círculos de sombra. (...) para subir, espírito algum dispensará o esforço de si mesmo, no aprimoramento íntimo.” André Luiz – Missionáriosda Luz Passe PONTUALIDADE “Pontualidade é sempre dever, mas na desobsessão assume caráter solene. Não haja falhar no serviço por nossa causa. Não se pode esquecer que o fracasso, na maioria das vezes, é o produto infeliz dos retardatários e dos ausentes.” André Luiz – Desobsessão Aula 07 OBSTÁCULOS NATURAIS Viagem inesperada. Moléstia grave. Enfermidades epidêmicas. Qualidades Morais Cuidados da gravidez. Embaraços periódicos das mulheres. do Passista Comunicar rapidamente com os responsáveis pela sessão. André Luiz – Desobsessão DEMAIS OBSTÁCULOS Sustentar lealdade ao próprio dever. Vencer imprevistos que possam impedir o comparecimento às sessões como: Visitas inesperadas. Fenômenos climatéricos. André Luiz – Desobsessão 4 4/8
  66. 66. ITORA EDUT Preparo do Passista AA A D E S OU Z ESTUDO PRECE “Com relação ao passe, o “Pelo menos alguns minutos, campo de estudo é horas antes dos trabalhos, Passe vastíssimo. Como se sabe ele dedique-se o companheiro tem ligações estreitas com de serviço à prece e as mais variadas áreas do meditação em seu próprio conhecimento humano.” lar.” Gurgel – O Passe Espírita André Luiz – Desobsessão Aula 07 ALIMENTAÇÃO EXCESSOS “A alimentação, durante as “De um modo geral, deve-se Qualidades Morais horas que precedem o evitar tudo quanto importa do Passista serviço de intercâmbio no desgaste ou perda de espiritual, será leve. energia: excessos sexuais, Aconselháveis os pratos trabalhos demasiados, ligeiros e as quantidades alimentação imprópria, mínimas.” álcool e nicotina.” André Luiz – Desobsessão André Luiz – Desobsessão 5/8 5
  67. 67. ITORA EDUT Caso: Condições para Participação AA A D E S OU Z Local: Centro Espírita na crosta terrestre. Serviço: Passes ministrados nos Passe freqüentadores da casa. Dirigente Espiritual do trabalho: Alexandre. Passistas desencarnados: 6 entidades. Aula Descrição do ambiente feita por André Luiz: 07 Os 6 Espíritos envoltos em túnicas muito alvas. Eram Técnicos em Auxílio Magnético. Eram como enfermeiros vigilantes. Qualidades Morais do Passista Falavam raramente e operavam com intensidade. Tocavam em todos, desligando os obsessores. Atendiam aos encarnados e depois aos Espíritos. André Luiz – Missionários da Luz 6 6/8
  68. 68. ITORA ED Requisitos Necessários à ParticipaçãoUT A como Técnicos do Auxílio MagnéticoA A D E S OU Z No Plano Espiritual não basta a boa vontade. Qualidades de ordem superior. Conhecimentos especializados. Passe Padrão superior de elevação mental contínua. Grande domínio sobre si mesmo. Espontâneo equilíbrio de sentimentos. Acendrado amor aos semelhantes. Aula Alta compreensão da vida. 07 Fé vigorosa. Profunda confiança no poder Divino. Qualidades Morais No Plano Espiritual estas são exigências a que não se pode fugir. do Passista Para os encarnados a boa vontade pode suprir essa ou aquela deficiência em virtude da assistência espiritual. São muito raros os que demonstram vocação para servir espontaneamente. André Luiz – Missionários da Luz 7 7/8
  69. 69. ITORA ED Desenvolvimento daUT A Capacidade Radiante dos EncarnadosA A D E S OU Z 1º- Qualidade básica: Boa Vontade. 1º- 2º - Necessidade: Elevação urgente. levação Passe Não é possível fornecer forças construtivas se desperdiçamos nossas irradiações vitais. Barreiras que impedem o auxílio: mágoa excessiva, paixão desvairada, inquietude Aula obsidente. 07 3º - Examinar as necessidades fisiológicas. º O excesso de alimento produz odores fétidos, Qualidades Morais prejudicando as faculdades radiantes. do Passista O álcool e os tóxicos geram distúrbios nos centros nervosos, anulando os esforços na transmissão de energias salutares. André Luiz – Missionários da Luz 8 8/8
  70. 70. ITORA EDUT A CURSO PASSEA A D E S OU Z AULA 08 CASO: SEXO, ÁLCOOL E GLUTONARIA ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1 / 13
  71. 71. ITORA EDUT A Sexo, Álcool e GlutonariaA A D E S OU Z Rapaz atormentado no campo do sexo As glândulas geradoras emitiam Passe fraquíssima luminosidade, que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros; Aula Movimentavam-se sob a bexiga; 08 Vibravam ao longo do cordão espermático formando colônias compactas; Caso: Sexo, Álcool Invadiam os canais seminíferos e e Glutonaria aniquilavam as células sexuais. André Luiz - Missionários da Luz 2 / 13
  72. 72. ITORA ED Situação OrgânicaUT AA A D E S OU Z Passe Aula 08 Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria Órgãos normais Órgãos afetados pelos bacilos psíquicos 3 / 13
  73. 73. ITORA EDUT A Causas da enfermidade sexualA A D E S OU Z São bacilos psíquicos da tortura sexual; Passe São produzidos pela sede febril de prazeres inferiores; Incontinência no Aula 08 domínio das emoções; Experiências sexuais Caso: Sexo, Álcool variadas; e Glutonaria Contato com entidades grosseiras que o vampirizam. André Luiz - Missionários da Luz 4 / 13
  74. 74. ITORA EDUT A Cavalheiro que usava alcoólicos emA A D E S OU Z quantidade regular Corpo igual a tonel; Passe Do seu interior escapavam leves e incessantes vapores; Dificuldade para sustentar o pensamento com calma; Aula Aparelho gastrintestinal 08 ensopado de aguardente; Fígado enorme; Caso: Sexo, Álcool Figuras horripilantes vorazes e Glutonaria na veia porta lutavam com os elementos sanguíneos; André Luiz - Missionários da Luz 5 / 13
  75. 75. ITORA EDUT A Conseqüências do álcoolA A D E S OU Z Desvio dos centros de equilíbrio vital; Passe Sistema endocrínico intoxicado; Trabalho inútil da medula para melhorar a circulação; Trabalho inútil dos rins na excreção dos Aula elementos corrosivos; 08 Modificações da cromatina; Pâncreas não desintegra os alimentos; Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria Células hepáticas exterminadas pelos bacilos; Sistema nervoso vegetativo alterado. André Luiz - Missionários da Luz 6 / 13
  76. 76. ITORA EDUT A Situação OrgânicaA A D E S OU Z Passe Aula 08 Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria Órgãos normais Órgãos afetados pelos bacilos psíquicos 7 / 13
  77. 77. ITORA EDUT A GlutonariaA A D E S OU Z Estômago horrivelmente dilatado; Passe Intestinos com estranhas alterações; Fígado aumentado e em agitação; Assemelhava-se a vasto Aula alambique; 08 Cheio de pastas de carnes e caldos gordurosos; Caso: Sexo, Álcool Cheirava a vinagre; e Glutonaria Presença de corpúsculos semelhante a lesmas voracíssimas; André Luiz - Missionários da Luz 8 / 13
  78. 78. ITORA ED Comentários de AlexandreUT AA A D E S OU Z Temos aqui uma pobre amiga descuidada nos excessos de Passe alimentação; Todas as suas glândula e centros nervosos trabalham para atender ao sistema Aula digestivo; 08 Descuidada de si mesma, caiu na glutonaria crassa; Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria Tornou-se presa de seres de baixa condição; André Luiz - Missionários da Luz 9 / 13
  79. 79. ITORA EDUT A Situação OrgânicaA A D E S OU Z Passe Aula 08 Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria Órgãos normais Órgãos afetados pelos bacilos psíquicos10 / 13
  80. 80. ITORA EDUT A Conclusão de AlexandreA A D E S OU Z “Os excessos “...mediunidade elevada representam ou percepção edificante Passe desperdícios não constituem atividades lamentáveis de força, mecânicas da os quais retêm a alma personalidade e sim nos círculos inferiores. conquistas do espírito, Aula Não se pode cogitar para cuja consecução não 08 de mediunidade se pode prescindir das construtiva sem o iniciações dolorosas, dos Caso: Sexo, Álcool equilíbrio construtivo trabalhos necessários, e Glutonaria dos aprendizes na com a auto-educação sublime ciência do sistemática e bem viver.” perseverante.” André Luiz - Missionários da Luz11 / 13
  81. 81. ITORA EDUT A Sistema endócrino e reprodutorA A D E S OU Z Passe Aula 08 Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria12 / 13
  82. 82. ITORA EDUT A Sistema nervoso e chakrasA A D E S OU Z Coronário Frontal Passe Laríngeo Cardíaco Esplênico Aula Gástrico 08 Básico Caso: Sexo, Álcool e Glutonaria13 / 13
  83. 83. ITORA EDUT AA A D E S OU Z CURSO PASSE Aula 9 Técnicas do Passe I ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1 / 12 1
  84. 84. ITORA EDUT Quadro Geral dos Tipos de Passe AA A D E S OU Z Tipo de Passe Ação Fluídica Passe Transversal (Simples) Dispersão de fluidos Transversal Cruzado Dispersão de fluidos Concentração, saturação e Rotatório Aula dispersão de fluidos 09 Perpendicular Dispersão de fluidos Longitudinal Lento Saturação de fluidos Técnicas do Passe I Longitudinal Rápido Dispersão de fluidos Imposição de Mãos Doação de fluidos Dispersão e saturação de Auto-Passe fluidos 2 / 12 2
  85. 85. ITORA EDUT Transversal Simples e Cruzado AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Dispersão de fluidos Como Aplicar 1 – Posicionar as mãos nos lados do paciente. 2 – Movê-las rapidamente Aula descrevendo um arco de 09 circunferência, recolhendo os fluidos agregados ao paciente. Técnicas do Passe I 3 – Se aproximam e se afastam. 4 – No ponto final fechar as mãos e dispersar os fluidos. Onde Aplicar Aglomerações de fluidos, congestões, inflamações, pletoras. 3 / 12 3
  86. 86. ITORA EDUT Rotatório AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Concentração, dispersão e aglomeração Como Aplicar 1 – Podem ser executados com a palma da mão ou com os dedos. Aula 2 - Aproximar a palma da mão ou os 09 dedos. 3 – Operar movimentos circulares da direita para a esquerda e da esquerda Técnicas do Passe I para a direita bem lentamente. Onde Aplicar Ingurgitamentos, abscessos, obstruções, irritações intestinais, cólicas, supressões e males em geral do baixo ventre. 4 / 12 4
  87. 87. ITORA EDUT Perpendicular AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Mais segura dispersão de fluidos Como Aplicar 1 – Colocar-se ao lado do paciente. 2 – Impor as mãos estendidas com as palmas sobre a cabeça do paciente, Aula uma pela frente e outra por trás. 09 3 – Descer as mãos rapidamente até o chão. Técnicas do Passe I 4 – Dispersar os fluidos. 5 - Repeti-los com muita vivacidade cinco vezes ou mais. Onde Aplicar Aglomerações de fluidos, congestões, inflamações, pletoras. 5 / 12 5
  88. 88. ITORA EDUT Longitudinal Rápido AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Dispersão de fluidos. Como Aplicar 1 – Colocar-se em frete ou por detrás do paciente. 2 – Impor as mãos estendidas a uns 5 a Aula 10 centímetros da cabeça do paciente. 09 3 – Descer as mãos rapidamente até o joelho e do joelho aos pés em Técnicas do Passe I aproximadamente 2 segundos, ou da nuca à altura do joelho e deste aos pés. 5 - Repeti-lo algumas vezes. Onde Aplicar Necessidade de calmante, melhoria da circulação. 6 / 12 6
  89. 89. ITORA EDUT Longitudinal Lento AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Saturação de fluidos. Como Aplicar 1 – Colocar-se em frete ou por detrás do paciente. 2 – Impor as mãos estendidas a uns 5 a Aula 10 centímetros da cabeça do paciente. 09 3 – Descer as mãos rapidamente até o joelho e do joelho aos pés em Técnicas do Passe I aproximadamente 2 segundos, ou da nuca à altura do joelho e deste aos pés. 5 - Repeti-lo algumas vezes. Onde Aplicar Necessidade ativação, são excitantes. 7 / 12 7
  90. 90. ITORA EDUT Grande Corrente Lento AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Saturação de fluidos. Como Aplicar 1 – Colocar-se em frete ou por detrás do paciente. 2 – Impor as mãos estendidas a uns 15 Aula centímetros da cabeça do paciente. 09 3 – Descer as mãos rapidamente até o joelho e do joelho aos pés em Técnicas do Passe I aproximadamente 2 segundos, ou da nuca à altura do joelho e deste aos pés. 5 - Repeti-lo algumas vezes. Onde Aplicar Febres, agitação, geram sensação de bem estar e calma.. 8 / 12 8
  91. 91. ITORA EDUT Imposição de Mãos AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Doação de fluidos. Como Aplicar 1 – Colocar-se as mãos abertas com os dedos levemente afastados no local onde deseja agir. Pode ser em Aula qualquer parte do corpo ou nos 09 centros vitais. 2 – Mentalizar que está a transmitir os Técnicas do Passe I fluidos que o paciente necessita. 3 – Caso seja necessário impor uma das mãos sobre o Centro Vital e a outra sobre o local onde deseja agir. Onde Aplicar Conforme a necessidade. 9 / 12 9
  92. 92. ITORA EDUT Auto- Auto-Passe AA A D E S OU Z Poder de Ação Passe Dispersão e saturação de fluidos. Como Aplicar 1 – Aplica-se um dos tipos de passe em seu envoltório físico e fluídico conforme a necessidade de dispersão Aula ou saturação de fluidos. 09 2 – Aplicá-lo sempre no início e final Técnicas do Passe I dos trabalhos de passe. Onde Aplicar Conforme a necessidade. 1010 / 12
  93. 93. ITORA EDUT Os Cinco Tempos do Passe AA A D E S OU Z Passe 1º - Concentração, sorvendo 2º - Após ligeira imposição de do Plano Maior as mãos, aplicar um dos tipos de Aula substâncias renovadoras. passe, conforme a atividade. 09 Técnicas do Passe I 3º - Ao final de cada atuação, cerrar os punhos como num ato de recolher. 4º - Abrir as mãos, estando ambas 5º - Voltar as mãos em movimento rápido distanciadas do corpo, a fim de dispersar ao ponto inicial e refazer o processo11 / 12 os fluidos recolhidos durante a atuação. várias vezes, conforme o trabalho. 11
  94. 94. ITORA ED Como Aplicar o Passe 1UT A na Reunião Pública e TriagemA A D E S OU Z FUNÇÃO DO AÇÕES DOS Passe MOMENTOS AÇÃO DIRIGENTE PASSISTAS Avisar que não é permitida e incorporação. Aula Aplicar o Levar o paciente a 09 Fase 1 Dispersante Longitudinal mentalizar uma cachoeira para Rápido Técnicas do Passe I facilitar a limpeza magnética. Levar o paciente a Aplicar o mentalizar o sol para Fase 2 Reposição Longitudinal facilitar a reposição de energias. Lento12 / 12 12
  95. 95. ITORA ED CURSO PASSEUT AA A D E S OU Z Aula 10 Técnicas do Passe II ITORA ED UT A A A D E S OU Z 1/8
  96. 96. ITORA EDUT O Passe a Distância AA A D E S OU Z “...é uma modalidade de irradiação, o médium, Passe sintonizando-se com o necessitado, a distância, para ele canaliza igualmente fluidos salutares e benéficos... Os doentes Aula são beneficiados a distância não 10 somente em virtude dos fluidos dirigidos conscientemente pelos encarnados, como das energias Técnicas do Passe II extraídas dos presentes, pelos cooperadores espirituais, e conduzidas ao local onde se encontra o irmão enfermo.” Martins Peralva – Estudando a Mediunidade 2/8

×