Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

1ª história da saúde pública

2,504 views

Published on

  • Be the first to comment

1ª história da saúde pública

  1. 1. MODELOS ASSISTENCIAISEM SAÚDESaúde PúblicaProfª. Cleonice Correa
  2. 2. SAÚDE PÚBLICASaúde Pública é a ciência e a arte de evitardoenças, prolongar a vida e desenvolver asaúde física e mental e a eficiência, atravésde esforços organizados da comunidade parao saneamento do meio ambiente, o controlede infecções na comunidade, a organizaçãode serviços médicos para o diagnósticoprecoce e o tratamento preventivo dedoenças.
  3. 3. OBJETIVOA Saúde Pública objetiva prevenir doençase promover saúde em populações através deesforços comunitários, tendo comoprincipal instrumento a Epidemiologia.
  4. 4. 4Trajetória Histórica1500 – COLONIZAÇÃO PELOS PORTUGUESES.1800 – VINDA DA FAMÍLIA REAL. Controle dos navios e saúde dos portos. Quadro sanitário caótico. Propagação das Doenças – Conceitos1900 – MODELO CAMPANHISTA Rodrigues Alves. Oswaldo Cruz . Sanitarismo Campanhista.
  5. 5. 5REVOLTA DA VACINA – anti-varíola. Surge: Carlos Chagas – sucessor de Oswaldo Cruz. Combate a tuberculose. Promoção: Educação Sanitária.1921 – MISSÃO PARSONS1923 – PREVIDÊNCIA SOCIAL Lei Eloi Chaves. CAP’S – Caixas de Aposentadorias e Pensões.
  6. 6. Lei Eloy Chaves- 1923Organização das CAP’s (Caixas de Aposentadorias ePensões) marco inicial da Previdência Social noBrasil.Além das aposentadorias e pensões, os fundosproviam os serviços funerários, Médicos, paratrabalhadores urbanos 3% dos rendimentos. 1923 – CAP dos Ferroviários ( com carteira assinadapelos 6 meses e o desconto era de 3% do salário) 1926 – Portuários e Marítimos
  7. 7. 71930 – CRISE DOS 30 Revolução – política do café com leite – São Paulo eMinas Gerais. Troca os CAP’S por IAP’S – Institutos de aposentadoriase Pensões. Saúde Pública dos anos 30 aos 60 estagnou.
  8. 8. 81945 – PÓS-GUERRA: aumenta o desemprego e agravam-se as condições sociais do Brasil. Final dos anos 50: assistência médica previdenciária: passaa consumir mais recursos; Aumento dos benefícios não foi acompanhado ↑ da receita→ crise no sistema previdenciário → sistema deficitário apartir de 1960;1953: Criado o Ministério da Saúde.
  9. 9. 91964 – GOLPE MILITAR – Ditadura. 1966 – Modifica os IAP’S para INPS – Instituto Nacionalda Previdência Social. 1974 – Epidemia de Poliomielite e Meningite. 1974 – INAMPS – Instituto Nacional de AssistênciaMédica da Previdência Social.
  10. 10. 101985 – FIM DO REGIME MILITAR Movimento Diretas Já. Presidente voto direto – Tancredo Neves.1986 – VIII CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE. Lançou bases para Reforma Sanitária. Propôs uma Constituição Federal. Ideias da Criação de um Sistema Único de Saúde.
  11. 11. 11Comissão Nacional da Reforma Sanitária definiu asdiretrizes fundamentais: Reconhecimento do direito universal à promoção ativae permanente de condições que viabilizem a saúde; Criação de um Sistema Único de Saúde eresponsabilidade do Estado pela administração destesistema; Organização de um sistema de forma descentralizada,articulando sua organização com a estrutura político-administrativa do país;
  12. 12. Sistema Único e Descentralizado de Saúde(SUDS)1987 – Criação do SUDS, que teve como princípios: Universalização da assistência; Equidade no acesso aos serviços de saúde; Integração e a regionalização dos serviços de saúde; Integralidade dos cuidados assistenciais; Descentralização das ações de saúde; Integração dos serviços de saúde; Implementação de distritos sanitários; Constituição de instâncias colegiadas;
  13. 13. SUSNa década de 1980, o movimento sanitáriodesencadeado por intelectuais eprofissionais , impulsionou a realização daVIII Conferência Nacional de Saúde(1986), em Brasília.Essa Conferência além de demarcar omovimento sanitário, tornou-se um espaçodemocrático onde o tema central pautou-sena questão “Saúde como um direito docidadão e um dever do Estado”.
  14. 14. SUSOs pontos mais importantes debatidosdurante a Conferência foram:Universalização;Unificação do sistema;Integralidade;Descentralização política e administrativa;Hierarquização eParticipação popular.
  15. 15. SUSO SUS é constituído pelo conjunto deações e serviços de saúde, prestados porórgãos e instituições públicas federais,estaduais e municipais, da administraçãodireta e indireta e das fundações mantidaspelo Poder Público, podendo a iniciativaprivada participar em carátercomplementar.
  16. 16. Princípios do SUSUniversalidade: acesso garantido aos serviços desaúde para toda a população, em todos os níveis decomplexidade do sistema.Igualdade: assistência à saúde igualitária, livre depreconceitos ou qualquer tipo de privilégios.Equidade: igualdade na assistência à saúde, comações e serviços priorizados em função dasnecessidades individuais de cada grupo. Oferecermais a quem tem menos, diminuindo assim adesigualdade
  17. 17. Diretrizes do SUSDescentralização político administrativa, comdireção única em cada esfera de governo( federal,estadual e municipal): ênfase na descentralizaçãodos serviços para os municípios; regionalização ehierarquização da rede de serviços de saúde.Integridade da atenção à saúde: oferta de ações eserviços das mais variadas naturezas e graus decomplexidade.Participação da comunidade: no conhecimento doprocesso saúde/doença e dos serviços, estimulandoa organização da comunidade para o controlesocial na gestão do sistema, com representaçãoatravés dos conselhos de Saúde.

×