Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
Loading in …3
×
1 of 27

Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cradle to Cradle na gestão de Água em Cidades (Expo GBC 2017)

1

Share

Download to read offline

Palestra apresentada o Expo Green Building Council (EXPO GBC), em Ago/2017, em São Paulo

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cradle to Cradle na gestão de Água em Cidades (Expo GBC 2017)

  1. 1. Guilherme Castagna guilherme@fluxus.eco.br INOVAÇÃO BASEADA NOS PRINCÍPIOS DA NATUREZA Aplicação dos princípios de Cradle to Cradle na gestão de Água em cidades
  2. 2. POPULAÇÃO MUNDIAL & URBANIZAÇÃO 2006 > 50% população urbana 2050 > 75% Crescimento econômico vs degradação ambiental (saúde)
  3. 3. DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS Drenagem = desidratação! Rural PeriferiaÁrea comercial Centro urbano Área residencial Periferia Parque Perfil da Ilha de Calor
  4. 4. INFRAESTRUTURA CINZA vs. VERDE
  5. 5. “VOLUME VIVO – ÁGUA DE DENTRO” (episódio 3) http://www.volumevivo.com.br
  6. 6. Nature Operating Instructions (Buckminster Füller)
  7. 7. MANEJO INTEGRADO DE ÁGUA Águas residuárias Água de chuva Abastecimento de água
  8. 8. A BACIA/MICROBACIA HIDROGRÁFICA COMO REFERÊNCIA PARA SOLUÇÕES LOCAIS
  9. 9. ÁGUA “LOCAL” & UMA NOVA RELAÇÃO COM OS RIOS https://www.facebook.com/NascenteSP https://www.facebook.com/existeaguaemsp/ Rios e Ruas http://www.rioseruas.com.br
  10. 10. ESGOTO COMO FONTE DE RECURSOS!
  11. 11. ESGOTO COMO FONTE DE RECURSOS!
  12. 12. ETE Ponte dos Leites Araruama/RJ Lagoas de aeração Lagoa de decantação com macrófitas flutuantes Wetlands com macrófitas emergentes Tratamento DESCENTRALIZADO de esgoto (estacoes publicas vs. tratamento in loco)
  13. 13. ESGOTO COMO FONTE DE RECURSOS!
  14. 14. CHUVAS LOCAIS E RETENÇÃO DE ÁGUA LOCAL
  15. 15. Água de chuva: reconstrução do ciclo hidrológico local
  16. 16. HARMONIA 57
  17. 17. PHILADELPHIA – Stormwater Design Manual
  18. 18. SEATTLE – Mapa de iniciativas http://www.700milliongallons.org/gsi-around-you/
  19. 19. CIDADES SENSÍVEIS À ÁGUA https://watersensitivecities.org.au/
  20. 20. Publicações 2017 'Critérios Cradle to Cradle® para o Ambiente Construído‘ (Fluxus/EPEA Brasil) Iniciativas inspiradoras para o Manejo Integrado de Água em Cidades (Fluxus/Aliança pela Água) Urban Biocycles (já disponível ) Fundação Ellen MacArthur
  21. 21. PURA TIRTA EMPUL, INDONESIA
  22. 22. Guilherme Castagna guilherme@fluxus.eco.br
  23. 23. Abastecimento de água . Reconhecer, utilizar e manter integridade das fontes locais . Uso contextualizado à qualidade e cultura local Tratamento de esgoto vs. reciclagem de nutrientes . Tratamento localizado apropriado ao contexto . Água melhora de qualidade ao longo do processo – a casa como “produtora” de água pura . Reciclagem de nutrientes e energia Manejo de águas pluviais . Reter onde possível . Aproveitar como possível . Infiltrar o que possível . Escoar/descartar somente o impossível ÁGUA “LOCAL” & UMA NOVA RELAÇÃO COM OS RIOS

Editor's Notes

  • Icones por http://www.epa.gov.br/greeninfrastructure

    Infraestrutura cinza vs verde
    Infraestrutura cinza é composta
  • Um empreendimento pode ser visto como um componente do ciclo d’agua regional, mas também pode ser visto como um ciclo local, em si mesmo. O desafio do manejo integrado portanto, passa a ser atender a demanda local e restaurar o ciclo local com o manejo apropriado dos recursos locais (superficiais).
  • Tratamento de esgoto como subproduto do processo de tratamento:
    . Primario: lagoas de aeracao
    . Secundario: decantacao e remocao preliminar de nutrientes em tanque de macrofitas flutuantes
    . Terciario: fluxo superficial (aparente) em tanques de plantas emergentes, formadas por ilhas de sombrinhas chinesas e papirus.
  • I extended the dyke-pond system by incorporating renewable energies including biogas from anaerobic digestion of wastes into a Dream Farm 2, which could form part of periurban agriculture. It is estimated to save more than 40 % of energy consumption, only counting anaerobic digestion for a country like China. With the addition of solar, wind or micro-hydroelectric as appropriate, such farms could provide more than enough energy for the entire farm (while also compensating substantially if not completely for carbon emissions).
    As a peri-urban farm, it not only helps provide food security, but healthy nutrition for the inhabitants (another indicator of sustainability). In addition, it frees up land in rural areas to support wild life to protect and increase natural biodiversity.
    Dream Farm 2 is an excellent project for a university or a research institute because engineers, architects, scientists, artists, medical doctors, sociologists, economists and business can all work together across the disciplines to realise the closed loop model in design, energy flow, architecture, marketing, etc, while providing huge opportunities for education, research and innovation.
  • O potencial dos Biossistemas Integrados é ainda muito maior do que o explorado até então. Da produção de matéria prima para indústria de papel e madeira, à produção de óleos para indústria de cosméticos, nutrição animal, etc.
  • O melhor lugar para reter água é onde ele cai (“controle na fonte”)
  • Um empreendimento pode ser visto como um componente do ciclo d’agua regional, mas também pode ser visto como um ciclo local, em si mesmo. O desafio do manejo integrado portanto, passa a ser atender a demanda local e restaurar o ciclo local com o manejo apropriado dos recursos locais (superficiais).
  • 700.000.000 galões = 25.520.000 m³/ano
    Piscinão Guamiranga (maior de SP) – 850.000 m³
    Piscinão Pacaembu (primeiro de SP) – 74.000 m³

    Equivalente a:
    30 piscinões de Guamiranga
    345 piscinões do Pacaembu
  • ×