DA VINCI EDUCA Homem Vitruviano <ul><li>Moléculas encontradas  </li></ul><ul><li>na uva podem prevenir doenças. </li></ul>...
SUMÁRIO Editorial Homem Vitruviano Projeto Educativo A questão da água na América Latina  O novo discurso sobre a água Res...
Idade Média é o período da história universal da humanidade em que muitos historiadores caracterizam como um período trevo...
   Os fluxos da Terra e do corpo se espalham.” Ele faz uma relação simbólica de renovação e renascimento, de purificação, ...
Leonardo da Vinci afirmou que a verdade anatômica na  arte só poderia ser alcançada na mesa de dissecação.  A anatomia pas...
Por outro lado, a posição superior dos braços e das pernas é inscrita no círculo. Isto ilustra o princípio que na mudança ...
<ul><li>A distância do nascimento do cabelo para as sobrancelhas é um terço da longitude da face  </li></ul><ul><li>A altu...
s vivências de trabalho na escola pública despertaram em mim o desejo de realizar um projeto pedagógico atrativo e diferen...
Percebo a necessidade de deixar transparecer seus sentimentos na construção do  conhecimento, é que o envolvimento deles c...
Nas observações que fiz, no período em que interagi com eles, praticamente desde o primeiro momento  estabeleceu-se entre ...
  a atualidade vive-se em constante preocupação em levar uma vida saudável. Cresce o índice de pessoas com problemas cardi...
por Roberto Malvezzi   Quem puder comprar, entra. Quem não puder está posto de fora.  A consciência dos limites do planeta...
<ul><li>  Plano &quot;Puebla Panamá&quot; na América Central </li></ul><ul><li>O Plano é um conjunto de grandes projetos d...
<ul><li>NAWAPA (North American Water and Power Alliance) </li></ul><ul><li>Esse é um plano dos americanos do Norte. Preten...
<ul><li>A falta de saneamento ambiental, sobretudo em países pobres, colabora para a contaminação dos mananciais. Em conse...
<ul><li>O conceito de escassez, introduzido como fundamento econômico pelos neoclássicos, agora também é aplicado na quest...
eonardo di ser Piero da Vinci foi pintor, arquiteto, engenheiro, cientista e  escultor do Renascimento, como todos nós já ...
Vista do espaço, a Terra é predominantemente azul, pelo fato de aproximadamente 70% de sua superfície estar coberta pelos ...
Finalmente, devemos lembrar que os rios correm para o mar, e a poluição dos rios corre junto. O mar recebe grande parte de...
<ul><li>A obesidade é causa de mortes (mortalidade) e de doenças (morbidade):  </li></ul><ul><li>A obesidade aumenta a mor...
<ul><li>Sugestões para a Prática  da Atividade Física </li></ul><ul><li>- Para iniciar sua atividade com mais segurança, c...
<ul><li>Alimentação   </li></ul><ul><li>Uma dieta saudável e equilibrada, com baixos teores de gordura, diminuem o risco d...
Problemas de saúde   Alterações de memória, por vezes, podem também significar sintomas de doenças orgânicas. Problemas de...
<ul><li>Ansiedade   </li></ul><ul><li>Todos nós temos a experiência de estarmos ansiosos de vez em quando. A ansiedade é u...
<ul><li>Sobrecarga de informações  </li></ul><ul><li>Atualmente tendemos a desempenhar muitas funções e lidar com um númer...
Espaço do Leitor Está página destina-se aos nossos leitores, que querem contribuir com artigos relacionados com a proposta...
<ul><li>Caros leitores: </li></ul><ul><li>Nossas sugestões de filme neste primeiro exemplar da Da Vinci Educa, chama-se  U...
<ul><li>A revista Da Vinci Educa passou a existir graças a colaboração de pessoas que assim como nós, acreditam que o conh...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Da Vinci Educa

1,036 views

Published on

Relacionar a interdisciplinaridade em um assunto amplo e de grande importancia para a humanidade. Alertar educadores e alunos para a preocupação com o meio ambiente deste muito tempo. Provocar o questionamento sobre este tema cada vez mais atual.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,036
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Da Vinci Educa

  1. 1. DA VINCI EDUCA Homem Vitruviano <ul><li>Moléculas encontradas </li></ul><ul><li>na uva podem prevenir doenças. </li></ul><ul><li>Ajude a cuidar do coração </li></ul><ul><li>Projeto Educativo </li></ul><ul><li>Algumas Diferenças em muitas Semelhanças   </li></ul>Planeta Àgua Você também é responsável Qualidade de vida Estilos de Vida A questão da Água Ela está se tornando uma raridade
  2. 2. SUMÁRIO Editorial Homem Vitruviano Projeto Educativo A questão da água na América Latina O novo discurso sobre a água Resveratrol - o que é? Qualidade de Vida Estilos de Vida Planeta água 3 6 8 11 12 15 17 20 22
  3. 3. Idade Média é o período da história universal da humanidade em que muitos historiadores caracterizam como um período trevoso, por todos os acontecimentos havidos naquela época. Mas não seria o contrário? Esse período não seria o anterior às trevas? Leonardo da Vinci, o polimata, desabrocha sua genialidade. Indivíduo completo que atuou em todas as áreas do conhecimento humano ou talvez até  além dele, definido contemporaneamente por uma única palavra gênio .  Leonardo da Vinci, como pode um só alguém reunir inúmeras qualidades intelectuais e artísticas? Recentemente foram divulgados os resultados de estudos da inteligência humana. Segundo esses estudos científicos, o ser humano tem a capacidade de possuir inteligência e utilizá-la em todas as áreas do conhecimento, pois existe uma conexão entre os hemisférios do cérebro- direito e esquerdo, ou seja, os neurônios se comunicam, eles se falam! Genial! Só que são raros os seres humanos que desenvolvem essa capacidade e  mais raros ainda os que são conhecidos. A maioria destaca-se em algumas áreas do conhecimento, mas Da Vinci atuou com excelência em muitas, foi engenheiro, escritor, cientista, músico, arquiteto, escultor, sendo que, na pintura, é considerado como o melhor de todos os tempos. Os maiores gênios da humanidade rendem homenagem ao “Gênio dos Gênios”. Sigmund Freud expressou a genialidade de Da Vinci como: “ele foi como um homem que acordou cedo demais na escuridão, enquanto os outros continuavam a dormir.”. Estudiosos, cientistas, historiadores analisam projetos e desenhos do “gênio”, encontrando nexos, explicações e coerência jamais imaginados para a época em que ele viveu.  Vislumbram a arte, percebem a intuição num casamento perfeito entre a lógica e a ciência servindo de luz para descobertas importantes e desvendando mistérios para elucidação de questionamentos posteriores. Editorial
  4. 4.   Os fluxos da Terra e do corpo se espalham.” Ele faz uma relação simbólica de renovação e renascimento, de purificação, refletindo significados culturais, religiosos, filosóficos e espirituais em sua analogia Homem- Planeta.  A Da Vinci Educa  recebeu esse nome porque sua proposta,  além de comunicar é também  servir de instrumento pedagógico para oferecer ao seus leitores informações, oportunidade de interação e reflexão sobre as mais diversas situações  pelas quais passa a humanidade, pretendemos traçar  elos entre o Renascer, o Reorganizar e o Reinventar, oportunizando  assim ao indivíduo desvelar-se como um gênio.    Esperamos que vocês aproveitem o primeiro dos muitos exemplares da revista Da Vinci Educa. Bruna Selma Cristiane A pesquisadora italiana Bárbara Balestreri diz que Leonardo “...colocou o homem no controle”, ao lembrar que ele descobriu o princípio do automóvel, do submarino, do helicóptero, das eclusas, dos tanques de guerra, dos pára-quedas, enfim... . Mostrou o princípio de todas as coisas! Ele dialogou, antecipadamente, com os gênios que o sucederam! Deixou-lhes o caminho, os apontamentos como uma luz que antecede o início de uma Era, como o tempo vem a nos mostrar, pois todos os caminhos apontados por Leonardo da Vinci puderam ser percorridos. Ele nos antecipou situações que hoje vivenciamos através de várias formas, seus desenhos, sua arte, pelo visual expressados também através  da natureza. Leonardo antecipou o estudo do movimento da água e do ar, antecipou a afirmação de Copérnico de um Universo heliocêntrico, a descoberta da circulação sangüínea por Harvey através da pesquisa anatômica demonstrada em muitas de suas obras, principalmente, o Homem Vitruviano onde ele demonstra matematicamente as proporções do corpo humano brincando com a geometria, e as proporções em desenho de Luz esclarecedoras à ciência e à humanidade, conduzindo os seres ao Renascimento e à redescoberta do homem.  A relação de Da Vinci com a natureza transborda em seus feitos, como pesquisador científico em pinturas e desenhos, em seus escritos como físico,  em seu particular interesse pela água. Em suas reflexões entre o sujeito e o mundo ele escreve “ o homem é um “mundo menor”, um microcosmo”, fazendo uma comparação fantástica entre o ser Homem e o Planeta, “...as rochas são como a ossatura da Terra, e as águas circulam na superfície ou por canais subterrâneos, entre mares e rios, as veias do mundo, como o sangue circula no corpo.                
  5. 5. Leonardo da Vinci afirmou que a verdade anatômica na arte só poderia ser alcançada na mesa de dissecação. A anatomia passou a ser vista e classificada pelo artista como a aguda percepção do homem biológico. O maior exemplo disso foi em seu diário, dedicou 190 páginas somente à anatomia e, em seus estudos identificou os movimentos de sístole e diástole do coração.  
  6. 6. Por outro lado, a posição superior dos braços e das pernas é inscrita no círculo. Isto ilustra o princípio que na mudança entre as duas posições, o centro aparente da figura parece se mover, mas de fato o umbigo da figura, que é Verdadeiro centro de gravidade, permanece imóvel. O Homem Vitruviano é baseado numa famosa passagem do arquitecto/arquiteto romano Marcos VitruviusPollio em que ele descreve as proporções do corpo humano: O Homem Vitruviano Homem Vitruviano é um desenho famoso que acompanhava as notas que Leonardo da Vinci fez ao redor do ano 1490 num dos seus diários.Descreve uma figura masculina desnuda separadamente e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado. A cabeça é calculada como sendo um oitavo da altura total. Às vezes, o desenho e o texto são chamados de Cânone das Proporções.O desenho actualmente faz parte da colecção/coleção da Gallerie dell’Accademia (Galeria da Academia) em Veneza, Itália. Examinando o desenho, pode ser notado que a combinação das posições dos braços e érnas formam quatro posturas diferentes. As posições com os braços em cruz e os pés são inscritas juntas no quadrado.
  7. 7. <ul><li>A distância do nascimento do cabelo para as sobrancelhas é um terço da longitude da face </li></ul><ul><li>A altura da orelha é um terço da longitude da face </li></ul><ul><li>O redescobrimento das proporções matemáticas do corpo humano no século XV por Leonardo e os outros é considerado uma das grandes realizações que conduzem ao Renascimento italiano. </li></ul><ul><li>O desenho também é considerado freqüentemente como um símbolo da simetria básica do corpo humano e, para extensão, para o universo como um todo. É interessante observar que a área total do círculo é </li></ul><ul><li>identica 'a área total do quadrado e este desenho pode ser considerado um algoritmo matemático para calcular o valor do número irracional 'phi' (=1,618). </li></ul><ul><li>Um palmo é a largura de quatro dedos </li></ul><ul><li>Um pé é a largura de quatro palmos </li></ul><ul><li>Um antebraço é a largura de seis palmos </li></ul><ul><li>A altura de um homem é quatro antebraços (24 palmos) </li></ul><ul><li>Um passo é quatro antebraços </li></ul><ul><li>A longitude dos braços estendidos de um homem é igual à altura dele </li></ul><ul><li>A distância entre o nascimento do cabelo e o queixo é um décimo da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do topo da cabeça para o fundo do queixo é um oitavo da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do nascimento do cabelo para o topo do peito é um sétimo da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do topo da cabeça para os mamilos é um quarto da altura de um homem </li></ul><ul><li>A largura máxima dos ombros é um quarto da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do cotovelo para o fim da mão é um quinto da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do cotovelo para a axila é um oitavo da altura de um homem </li></ul><ul><li>A longitude da mão é um décimo da altura de um homem </li></ul><ul><li>A distância do fundo do queixo para o nariz é um terço da longitude da face </li></ul>
  8. 8. s vivências de trabalho na escola pública despertaram em mim o desejo de realizar um projeto pedagógico atrativo e diferenciado, mas que contasse, certamente, com o apoio dos professores e direção. A proposta apresentada foi prontamente aceita, visto que havia a convicção de que esse trabalho faria com que os alunos tivessem  um maior entusiasmo pela escola e a &quot;mudança&quot; seria então a característica fundamental do projeto. Participando de uma oficina ministrada pela artista renomada, professora Dra. Rahdé, que fez menção em uma de suas falas a Leonardo Da Vinci   citando, dentre tantas habilidades do artista,  a descrição, certa vez, sobre o Homem e o Universo. Essa comparação ficou muito presente em meu consciente e também no inconsciente.Fui, a partir daí, buscar informações a respeito dessa criatura maravilhosa, que até então pouco sabia. Fiquei deslumbrada com as coisas que descobri a respeito de Da Vinci e imediatamente visualizei a proposta de trabalho solicitada pelas professoras da escola em que estava desenvolvendo o projeto. Percebo o interesse que direção e corpo docente demonstram em trazer os alunos de fato para a escola para que eles se apropriem da mesma como um espaço de vida juvenil, onde se convive com grupos de pessoas com interesses, necessidades e conhecimentos diferentes, que, em alguns momentos, se identificam e em outros se contrapõem. Vejo também que existe da parte dos alunos e professores uma necessidade de “mudança” em suas práticas pedagógicas. Quero referir que o perfil deste aluno em questão é agradável, disponível, afetivo, curioso, ansioso por mudanças e especialmente comprometido com o novo. Eles pedem, anseiam por algo diferente e quando existe a proposta correspondem com muito interesse. Acontecem arroubos normais da adolescência, agindo mais por necessidade de revelar seu desejo de serem menos convencionais, mais soltos e poderem assim expressar-se e fazerem suas trocas. Percebo a necessidade de deixar transparecer seus sentimentos na construção do  conhecimento, é que o envolvimento deles com os conteúdos, pelo menos no que diz respeito às duas disciplinas em questão, é muito superficial, mas ao mesmo tempo vejo neles potencial para ultrapassarem as barreiras que acredito serem do sistema educacional tradicional vigente e persistente em nossas instituições.   Os alunos, dessas turmas, são alegres, existe uma áurea  de otimismo apesar de que, em alguns momentos, eles são bastante desmotivados, acredito que para trabalhar com eles devemos também embarcar nesta atmosfera de alegria e utilizar esse sentimento para auxiliá-los na construção do conhecimento. Portanto acho pertinente fugirmos ao convencional e propormos um trabalho que seja efetivamente construído por eles, mas dentro de parâmetros estabelecidos pelas partes: alunos e professores. Projeto Educativo
  9. 9. Percebo a necessidade de deixar transparecer seus sentimentos na construção do  conhecimento, é que o envolvimento deles com os conteúdos, pelo menos no que diz respeito às duas disciplinas em questão, é muito superficial, mas ao mesmo tempo vejo neles potencial para ultrapassarem as barreiras que acredito serem do sistema educacional tradicional vigente e persistente em nossas instituições.   Os alunos, dessas turmas, são alegres, existe uma áurea  de otimismo apesar de que, em alguns momentos, eles são bastante desmotivados, acredito que para trabalhar com eles devemos também embarcar nesta atmosfera de alegria e utilizar esse sentimento para auxiliá-los na construção do conhecimento. Portanto acho pertinente fugirmos ao convencional e propormos um trabalho que seja efetivamente construído por eles, mas dentro de parâmetros estabelecidos pelas partes: alunos e professores. Lendo o livro Interdisciplinaridade : Além da Filosofia do Sujeito –  Jantsch e Bianchetti (org), já que pretendo relacionar os conteúdos de uma forma interdisciplinar, algo especial chamou minha atenção e pensei logo nos meus alunos “...A soma de sujeitos pensantes que, com base em sua vontade, decidem superar o conhecimento fragmentado é, pressupõe-se, a fórmula acertada.” Já que faremos uma incursão ao inusitado dentro da realidade destes alunos  continuo com uma citação de Jantsch e Bianchetti (1995, p.16) “...a interdisciplinaridade só é fecunda no trabalho de equipe, onde se forma uma espécie de sujeito coletivo.E principalmente porque uma das características dessas turmas é o trabalho em equipe, eles naturalmente se agrupam, são coletivos e se forem direcionados a organizarem-se, atenderem às solicitações e formarem critérios  para o desenvolvimento das tarefas e com argumentação coerente, eles estarão prontos para o desafio proposto.
  10. 10. Nas observações que fiz, no período em que interagi com eles, praticamente desde o primeiro momento  estabeleceu-se entre nós uma empatia mútua que me remeteu à  obra de Leonardo Da Vinci. O trabalho consiste em relacionar os diferentes aparelhos do corpo humano a um setor do Planeta Terra e com uma argumentação consistente provar a realidade dessa afirmação. Para isso os grupos deverão inteirar-se a respeito do assunto a fim de basearem seus argumentos. A forma de apresentação do trabalho ficou à escolha dos grupos que tiveram o livre arbítrio para socializá-los com os colegas. O trabalho foi norteado por parâmetros estipulados pelas professoras das disciplinas cujo foco em biologia era- A Fisiologia Animal Comparada. Pedimos aos alunos que buscassem esta comparação e fizessem também o vínculo com o Planeta, baseando-se também em uma pesquisa sobre Leonardo da Vinci e a sua forma de ver o mundo. Paralelamente a isto trabalhamos também com a disciplina de matemática com o conteúdo de Matrizes e Determinantes a  tarefa consistiu em os grupos instituírem uma empresa, de sua livre escolha,  mas que, na organização dessa empresa, trabalhassem as duas ferramentas do conteúdo das disciplinas referidas. Foi fantástico! Não foi dado a eles limites, poderiam usar sua criatividade das formas mais diversas. E foi exatamente o que fizeram! E sempre com o foco principal voltado aos parâmetros estabelecidos. Leonardo da Vinci, natureza, Planeta Terra, conteúdo disciplinar.          Foi um trabalho extremamente gratificante para os alunos, professores e comunidade escolar. Esse projeto foi estendido a outras turmas que não faziam parte do trabalho unicamente por indisponibilidade de tempo e obteve êxito tanto quanto as turmas pioneiras.     
  11. 11.   a atualidade vive-se em constante preocupação em levar uma vida saudável. Cresce o índice de pessoas com problemas cardiovasculares. A grande preocupação é referente ao controle da dislepidemia ou seja, alto índice de colesterol. Recentemente em estudos realizados na PUCRS concluem que o resveratrol – molécula encontrada na uva preta – pode contribuir para a prevenção de doenças cardiovasculares e retardar o envelhecimento. Trata-se de uma revolução e de uma quebra de paradigma, acreditam os professores André Souto, da Faculdade de Química, e Gilson da Cunha, da Biociências, que investigam a molécula desde 1999 e 2002, respectivamente. Os efeitos benéficos estão sendo comprovados em pesquisas de universidades como Harvard (EUA). As novidades entusiasmam a população norte-americana, que compra mais vinho, nozes e outros produtos que contêm a molécula ou a ingere via suplemento alimentar. Sobre o uso de sintéticos contendo a molécula, o neurologista é cauteloso. Segundo ele, os alimentos têm outros elementos importantes que tornam a ação de uma substância mais efetiva do que isoladamente. O diretor destaca o papel da Universidade em desenvolver pesquisas clínicas e experimentais para quanto se trata de benefícios à saúde, uma molécula &quot;não é capaz de fazer tudo sozinha&quot;, concorda o chefe do Serviço de Cardiologia do Hospital São Lucas, Luiz Carlos Bodanese. Segundo o médico, não há receita que sirva para todos. &quot;Qualquer recomendação deve ser adaptada ao histórico e estilo de vida do paciente. &quot; A ingestão de cápsulas de resveratrol ainda é vista com restrição pelo cardiologista, que prefere esperar mais pesquisas. &quot;O emprego de plantas contendo flavonóides tem um enorme potencial na prevenção de doenças, podendo constituir-se, no futuro próximo, em medicamentos adjuvantes.&quot; O método, desenvolvido pelo professor da Química, foi considerado o primeiro no mundo a conseguir purificar a substância deixando uma concentração de até 95%. Farmácias de manipulação brasileiras têm comercializado o resveratrol como suplemento alimentar, mas as análises de Souto mostraram que permanecem menos de 10% da substância. O diretor do Instituto de Pesquisas Biomédicas da PUCRS, neurologista Jaderson Costa da Costa, adverte que resultados promissores não devem levar à simplificação. Os propagados efeitos da ingestão de um cálice de vinho como protetor cerebrovascular podem somar-se, acredita Costa, a outros fatores, como características étnicas e genéticas e o hábito de praticarexercícios físicos. &quot;Essa linha de investigação é promissora, mas o cientista tem de analisar o contexto e ver o resveratrol como uma peça de um conjunto.&quot; Molécula encontrada na UVA pode previnir doenças
  12. 12. por Roberto Malvezzi Quem puder comprar, entra. Quem não puder está posto de fora. A consciência dos limites do planeta começou surgir a partir da década de 60, mas aprofundou-se na década de 70 e generalizou-se a partir da década de 80. A Cúpula Mundial do Meio Ambiente no Rio de Janeiro consagrou a questão ambiental como fundamental para o destino da humanidade e do planeta Terra. Coincide com a tomada de consciência dos limites do planeta e implantação mundial do neoliberalismo. Não foi por acaso. A elite mundial percebeu os limites do planeta e que seu &quot;modus vivendi&quot; não poderia jamais ser estendido a toda a humanidade. Então criou um mecanismo para estabelecer um &quot;limite natural&quot; aos que têm acesso aos bens e os que jamais o terão, isto é, aprofundou e tenta estender para todas as dimensões da vida as regras do mercado. Assim, através das regras do mercado, a elite mundial reservou para si os bens que antes também tinha destinação universal. Entre eles está a água. A regra número um do mercado é transformar todos os bens em mercadoria. Nesse sentido, o mundo passa hoje pela disputa dos últimos bens da natureza que ainda não foram privatizados. São muito poucos: restavam ainda a própria vida, água, sol e ar. A vida está sendo privatizada através do patenteamento de sementes, princípios ativos de plantas e pelo avanço da ciência na própria genética humana. O sol e o ar ainda não descobriram mecanismos de privatização. Mas a privatização dos solos, da água e da biodiversidade segue a passos largos em todo o planeta. stamos em meio a uma profunda crise civilizatória. O modelo civilizatório ocidental, alicerçado na exploração de seres humanos por outros seres humanos e na intensa exploração da natureza por uma restrita elite mundial, já não tem mais sustentação. Dos seis mil milhões de pessoas que habitam a face do planeta, apenas 1,7 mil milhões pertence ao modo consumista e predador da civilização contemporânea. Para sustentar os caprichos dessa elite mundial são necessárias 1,5 Terras para alguns, ou até seis Terras para outros. Essa elite não está apenas no primeiro mundo, mas também tem seus nichos no segundo, terceiro e quarto mundo. Estender esse modelo de produção e consumo a todos os seres humanos é impossível, pelos próprios limites desses bens em nosso planeta. Para sustentar esse modelo o maior tempo possível para uma elite restrita, é preciso restringir o acesso dos demais a esses bens. O melhor mecanismo para selecionar os incluídos do modelo é aplicar as regras do mercado a todas as dimensões da existência. A questão da água na América Latina
  13. 13. <ul><li> Plano &quot;Puebla Panamá&quot; na América Central </li></ul><ul><li>O Plano é um conjunto de grandes projetos de investimento em infra-estrutura, transporte, comunicações, energia, turismo e outras obras em países da América Central e nos estados do sul do México. Abrange Puebla, Veracruz, Guerrero, Oaxaca, Chiapas, Tabasco, Campeche, Yucatán, Quintana Rôo, Belize, Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica e Panamá. Vai desde Puebla, México, até o Panamá. Através de ferrovias, rodovias, portos, comunicações e uma rede elétrica que permita interligar e explorar o potencial hidroelétrico de toda região, puxando energia na direção do norte. Fundamentalmente visa facilitar o acesso aos bens naturais da região, criar facilidades para escoamento dos produtos do México e Estados Unidos, controlar os guerrilheiros da região e controlar as migrações. Um dos objetos principais de cobiça é a água. Só o estado de Chiapas, com forte presença da guerrilha, contém 40% de toda água doce do México. Mas a América Central é toda rica em água doce. Uma série de empresas transnacionais, interessadas nessa água, tem se instalado na região, principalmente cervejarias, inclusive a Ambev com uma fábrica na Guatemala e outra na República Dominicana. Há também um potencial hidroelétrico fantástico. Só no México está prevista a construção de 25 novas barragens o que poderá remover cerca de oito milhões de indígenas dos 10 milhões que habitam essas regiões. </li></ul>privatização da água não se dá ao acaso, ou de forma dispersa. Ela passa pela elaboração de grandes estratégias, mapeando a abundância da água nas regiões do planeta e construindo planos que, ao longo prazo, permitam a apropriação privada desse bem em escala mundial. Vamos citar aqui rapidamente os planos que existem desde o Canadá até o sul do continente latino americano, para termos uma idéia mínima do que está sendo estrategicamente pensado. Por trás desses planos estão sempre grandes empresas transnacionais, a intermediação dos organismos multilaterais como Bird, Banco Mundial e FMI, sempre em articulação com os governos e elites locais dispostas a transferir o patrimônio público para empresas privadas. Normalmente esses planos visam investimentos em infra-estrutura. Posteriormente, pelos tratados de livre comércio, seja em nível continental como a Alca, ou tratados bilaterais (Os TLCs - Tratados de Livre Comércio), essas infra-estruturas acabam privatizadas. A QUESTÃO DA ÁGUA
  14. 14. <ul><li>NAWAPA (North American Water and Power Alliance) </li></ul><ul><li>Esse é um plano dos americanos do Norte. Pretende desviar vastos recursos de água do Alaska e do Oeste do Canadá para os Estados Unidos. Esse é o plano de infra-estrutura. O plano de livre comércio da região é o Nafta. Já existem problemas sérios na exploração das águas canadenses pelos Estados Unidos. Nos dias atuais, quando toda riqueza natural do planeta já está mapeada, os colossais interesses privados não têm dificuldades de armar suas estratégias. Quando se trata da disponibilidade de solos, água doce e biodiversidade, as Américas, principalmente a Central e do Sul, estão necessariamente incluídas em qualquer grande estratégia, exatamente pela abundância que possuem desses bens imprescindíveis para o futuro da humanidade e da vida no planeta. </li></ul>IIRSA (Iniciativa para a Integração da Infraestrutura Regional da América do Sul). Por hora é mais uma concepção estratégica que uma realidade. Também se planeja corredores industriais, hidrovias, rodovias que conectem os lugares mais recônditos de toda a América Latina, inclusive a região amazônica, onde estariam 20% de toda água doce do mundo. Mas não é apenas a Amazônia que é rica em água doce. Toda bacia do Prata é também rica em água doce, considerada a segunda do mundo, logo depois da Amazônica. É nessa região também que está o Aqüífero Guarani, um mar subterrâneo de água doce. Os principais interessados são as empresas engarrafadoras de água e as fabricantes de bebidas que demandam muita água. No Brasil dispensa comentários o plano estratégico no Estado Brasileiro para a construção de barragens. É também do conhecimento comum que hoje a construção de barragens foi repassada para as empresas privadas, o que têm acarretado mais problemas para os atingidos por barragens, que agora têm que negociar com particulares e não mais com o governo.
  15. 15. <ul><li>A falta de saneamento ambiental, sobretudo em países pobres, colabora para a contaminação dos mananciais. Em conseqüência, hoje no planeta, segundo a ONU, 1,2 mil milhões de pessoas não têm acesso à água potável e 2,4 mil milhões não têm acesso ao saneamento. O impacto na saúde humana e no meio ambiente é uma tragédia. Portanto, a chamada &quot;crise da água&quot; é de quantidade e qualidade, não por razões naturais, mas pelo uso irresponsável que o ser humano dela faz. Agrava-se ainda mais essa situação quando a ambição, visando usos futuros privados da água, também a privatiza. A escassez produzida então passa a ser quantitativa, ou qualitativa, ou social, ou em todos esses níveis simultaneamente. O crescimento populacional ajuda agravar a situação. Nesse sentido, a crise da água é progressiva. A posição da ONU é clara, ou se muda o modo de gestão das águas, ou essa será pior crise que a humanidade já enfrentou em sua história sobre o planeta. </li></ul>discurso sobre a água mudou rapidamente nos últimos anos. O bem abundante e sem valor, &quot;insípido, inodoro e incolor&quot;, rapidamente tornou-se &quot;ouro azul, escasso, dotado de valor econômico, objeto de cobiça, fator de guerras entre as nações&quot;. Esse discurso não é ingênuo, e exige um difícil discernimento para distinguir o que é realidade e o que são os interesses daqueles que o produzem. Em primeiro é necessária a distinção entre água e recursos hídricos. Água é um bem da natureza que está no planeta há mil milhões de anos. É o ambiente onde surgiu a vida e componente de cada ser vivo. Por isso, o supremo valor da água é o biológico. Recurso hídrico é a parcela da água usada pelos seres humanos para alguma atividade, principalmente econômica. Portanto, água é um conceito muito mais amplo que recurso hídrico, embora sejam indissociáveis. A questão é que o uso da água hoje é muito mais intenso que em algumas décadas atrás. Hoje, a média mundial é que da água doce utilizada, 70% destinam-se para agricultura, 20% para indústria e 10% para o consumo humano. Esse uso intenso da água, principalmente na agricultura e na indústria, ocorre num ritmo mais acelerado que a reposição feita pelo ciclo natural das águas. Dessa forma, muitos mananciais estão sendo eliminados pelo sobre uso que deles se faz. Pior, ao devolver a água para seu ciclo natural, ela vem contaminada pelos agrotóxicos da agricultura e pela química da indústria. O NOVO DISCURSO SOBRE A ÁGUA
  16. 16. <ul><li>O conceito de escassez, introduzido como fundamento econômico pelos neoclássicos, agora também é aplicado na questão da água. Para esses pensadores, um produto tem mais valor econômico quanto mais escasso ele for. Por conseqüência, aplicar o conceito de &quot;escassez&quot; à água tem uma clara conotação ideológica dos princípios liberais dos neoclássicos. Entretanto, no tocante à água, sua escassez quantitativa e qualitativa não é uma questão natural, mas produzida pela mão humana.Portanto, pode ser evitada. A própria ONU afirma que a crise da água é mais uma questão de gerenciamento que de escassez. </li></ul><ul><li>Entretanto, a natureza é sábia e até poucas décadas atrás nunca faltou água para nenhuma forma de vida, sejam aquelas que dependem da água salgada, sejam aquelas que dependem da água doce. Mais uma vez, o problema não é da natureza, mas da ação humana sobre ela. A água é um bem natural renovável, e o ciclo das águas, desde que respeitado em seu ritmo, repõe os mesmos volumes de água doce e salgada há muitos milhões de anos. A crise da água, portanto, tem que ser focada na sua questão chave, isto é, o modo como o ser humano vem gerenciando a parcela de água que utiliza. Certamente um novo gerenciamento imporá limites ao desperdício e ao luxo. </li></ul>Sem dúvida a chave da questão está no intenso uso agrícola e industrial da água. A água ainda é usada para navegação, pesca, geração de energia elétrica, uso doméstico em geral, além de outros. É o chamado &quot;uso múltiplo da água&quot;. Porém, quando se constata que 70% em média vai para a agricultura, é preciso se perguntar que agricultura é essa que consome água em tamanhas proporções que chega a desequilibrar o próprio ciclo das águas. É uma agricultura de primeira necessidade, ou é uma agricultura que visa produzir permanentemente bens que na verdade são sazonais, consumidos por uma restrita elite mundial? Essa resposta é variada e depende de país para país. Na Ásia a produção de arroz é um bem fundamental. No Brasil, na região do Vale do São Francisco, a água é usada para produção de frutas para exportação, ou até mesmo para irrigar cana para produção de álcool e açúcar. O etanol, que move carros no Brasil e na Europa, pode ser visto como um combustível limpo, desde que não se perceba a água embutida em sua produção. A Transposição do rio São Francisco para o Nordeste Setentrional visa, sobretudo, a produção da camarões em cativeiro e a fruticulturairrigada.
  17. 17. eonardo di ser Piero da Vinci foi pintor, arquiteto, engenheiro, cientista e escultor do Renascimento, como todos nós já sabemos. O fato curioso é que Leonardo aparece como o primeiro ecólogo. A ecologia, ciência da união e da interligação das diferentes formas de vida, apesar de todas as divagações as quais dá lugar hoje em dia, é uma ciência muito útil, indispensável a nossa sobrevivência. Leonardo da Vinci, descreveu um sistema ecológico onde a idéia básica é o ciclo da água. Para ele, a água é o sangue da Terra, a fonte de toda a vida, o elemento fundamental e essencial de todas as criaturas, vegetais e animais. E é esse o tema que vamos discutir agora. No renascimento, Leonardo acreditava que o homem era composto de 90% de água (Foi por pouco! Na verdade é 70%!), e que ela é o começo e o fim de tudo. O ciclo da água não é conhecido senão há pouco tempo e, além disso, devido às atividades industriais modernas pode-se temer que já esteja seriamente ameaçado. Assim pensa-se em preencher o déficit de água doce dessalinizando-se a água do mar, talvez com a ajuda da energia atômica. Planeta Àgua
  18. 18. Vista do espaço, a Terra é predominantemente azul, pelo fato de aproximadamente 70% de sua superfície estar coberta pelos oceanos. Somente um centésimo da água existente no mundo está a disposição da vida terrestre. A Terra está correndo o perigo de não dispor de água limpa. Além das águas dos rios,l poluídos com despejo de produtos químicos pelas indústrias, também as águas subterrâneas estão contaminadas por fertilizantes utilizados na agricultura. Escoando pelos rios e lençóis freáticos, as águas poluídas da agricultura podem contaminar rios, lagos, estuários, etc., onde são responsáveis pela morte de plantas e animais. Os estragos vão muito além. Os nitratos dos fertilizantes podem causar má formação do feto em gestantes, envenenar o sangue das crianças e provocar câncer gástrico nos adultos. Vista do espaço, a Terra parece o “ Planeta Água” e sua “ Capital mundial” , o Brasil. Dotado de uma extensa rede hidrográfica e privilegiado por um clima excepcional, o Brasil dispõe de 15% de água doce existente no mundo. O nosso país, como a maioria dos outros países, polui as suas águas com esgotos urbanos não tratados, dejetos industriais, produtos químicos e mercúrio nos garimpos. Assim é que os cursos d’água acabam se tornando a “lata de lixo” da sociedade brasileira. Isto significa, em primeiro lugar, doenças. Nos países pobres, 80 em cada 10 doentes de tifo ou cólera, por exemplo, vão parar nos hospitais ou morrem antes, por causa da água poluída. No Brasil, 70 em cada 100 doentes internados nos hospitais públicos estão lá pela mesma razão.
  19. 19. Finalmente, devemos lembrar que os rios correm para o mar, e a poluição dos rios corre junto. O mar recebe grande parte dessas águas poluídas, mas alguns esgotos sem tratamento e resíduos industriais que são despejados diretamente nele, e, como se isso fosse pouco, também sofre com os derramamentos de petróleo, resultantes de uma frota mundial de navios petroleiros construídos sem muita segurança. O resultado é que as águas das baías ficam tão poluídas que ameaçam a saúde de quem vive perto. À medida que crescem as populações, a sustentabilidade do uso humano de água, depende fundamentalmente da adaptação das pessoas ao ciclo da água. As sociedades humanas precisam desenvolver a habilidade – conscientização, conhecimento, procedimentos e instituições – para administrar seu uso da terra, como também da água, de uma forma integrada e abrangente, de modo a manter a qualidade do suprimento de água para as pessoas e para os ecossistemas que as suportam. <ul><li>Saiba Mais: </li></ul><ul><li>Ministério da Agricultura e do Abastecimento – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Atlas do Meio Ambiente do Brasil – Editora Terra Viva. </li></ul><ul><li>Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal – SEROA, Ronaldo da M. – Manual para Valorização Econômica de Recursos Ambientais – IPEA/MMA/PNUD/CNPq </li></ul>
  20. 20. <ul><li>A obesidade é causa de mortes (mortalidade) e de doenças (morbidade): </li></ul><ul><li>A obesidade aumenta a mortalidade por: - Hipertensão arterial, Doenças cardíacas, Derrame cerebral, Diabetes, Certos tipos de Câncer Mais de 80% das mortes atribuídas à obesidade ocorreram em pessoas com um índice de massa corporal de 30 ou mais - Aumento da Morbidade: - Litíase biliar, OsteoartritePara evitar a obesidade, coma 3 ou 4 refeições balanceadas, pobres em gorduras, e com muitas fibras todos os dias. Procure ingerir bastante cálcio - o cálcio e o exercício ajudam a prevenir a osteoporose. Se você mora sozinho, experimente alimentar-se em um restaurante comunitário, onde você possa conversar socialmente com outras pessoas - desta maneira, com uma companhia, você poderá estar contribuindo para o seu próprio equilíbrio mental. Todas as vezes que você come mais do que o necessário, o seu corpo irá guardar o excesso em forma de gordura. </li></ul>stílo de Vida&quot; é um conceito amplo que inclui a pessoa como um todo, e que tem muitos aspectos. Os aspectos do estilo de vida se combinam para influenciar a saúde individual em todas as áreas: Física, Mental, Espiritual e Social. O estilo de vida inclui as relações de trabalho, recreativas, e em casa e na família. Porque é importante um estilo de vida saudável? Um estilo de vida saudável ajuda a manter o corpo em forma e a mente alerta. Ajuda a nos proteger de doenças, e ajuda a impedir que as doenças crônicas piorem. Isto é importante, porque à medida que o corpo envelhece, começa-se a notar alterações nos músculos e nas articulações e um declínio na sensação de &quot;força&quot; física. Um estilo de vida saudável inclui a saúde preventiva, boa nutrição e controle do peso, recreação, exercícios regulares, e evitar substâncias nocivas ao organismo. Um bom estilo de vida deve ser desenvolvido o mais cedo possível em sua vida - quanto mais jovem melhor; estes hábitos devem ser mantidos durante a vida adulta e na idade madura. Fatores modificáveis do estilo de vida são a causa de 50% das mortes (entre as 10 causas mais importantes),incluindo: - Doenças cardíacas, Câncer, Derrame cerebral, Acidentes, Doença pulmonar crônica Nutrição e Controle do Peso. Estilos de Vida Saudáveis e a Prevenção das Doenças Qualidade de Vida
  21. 21. <ul><li>Sugestões para a Prática da Atividade Física </li></ul><ul><li>- Para iniciar sua atividade com mais segurança, consulte um médico e/ou um professor de educação física; - Escolha as atividades que você realmente goste; - Selecione horários e opções compatíveis com seu estilo de vida; - Nos primeiros meses, objetive valores como prazer, sucesso na realização das atividades, satisfação pessoal etc.; - Incorpore a atividade física ao seu dia a dia: ande mais a pé, suba mais escadas, pratique mais esportes etc.; - Se possível, selecione as atividades que possam ser realizadas com seus amigos e/ou família. Evite substâncias que prejudiquem a sua saúde. Fumar e beber muito são fatores importantes para o surgimento de doenças dos pulmões, coração e circulação, câncer, acidentes automobilísticos, e acidentes domésticos. As drogas são capazes de levar a dependências que pode acabar por levar à deterioração física e mental da pessoa. </li></ul>Uma boa dieta é essencial não só para combater as doenças cardiovasculares, mas pode ainda diminuir o risco de vários tipos de câncer: Comer uma grande variedade de frutas, vegetais, grãos integrais, feijões e legumes, incluindo 3 a 5 porções de vegetais e 2 a 4 porções de frutas por dia. Elas podem ser frescas, congeladas, secas ou cristalizadas. Controle da ingestão de gorduras. Evitar a obesidade melhorando os hábitos alimentares e participando de atividade física regular. Limitar a ingestão de álcool, ou evitá-lo. Se você sentir necessidade, consulte seu médico para uma orientação específica no seu caso. Atividade Física O organismo necessita de atividade física regular (mas não extenuante). Não existe sentido em fazer um exercício exagerado e ter como conseqüência dores lombares ou uma lesão no joelho. Pacientes mais idosos devem caminhar pelo menos 1500 metros ao dia; faça outros tipos de exercício, se preferir. Também nos grupos de maior idade os exercícios aeróbicos leves são os mais recomendados, e ainda a natação e a dança. Nunca se é velho demais para iniciar uma atividade física regular!
  22. 22. <ul><li>Alimentação </li></ul><ul><li>Uma dieta saudável e equilibrada, com baixos teores de gordura, diminuem o risco de doenças vasculares, entre elas o AVC (acidente vascular cerebral), que quando ocorre, pode vir a comprometer nossa memória e/ou outras habilidades . </li></ul><ul><li>Atividade mental </li></ul><ul><li>Atividade mental contínua e estimulante promove um envelhecimento mais saudável. A atividade mental melhora a atenção, a velocidade e a flexibilidade mental. Atividades sociais como jogos, “hobbies” e reuniões sociais são também estímulos à atividade mental (Ex.: cursos, palestras, leitura, atividades artísticas e musicais, computador, quebra-cabeças, jogos em geral, palavras cruzadas, etc.) </li></ul>Atividade física Sabemos a importância da prática regular de atividades físicas. Os exercícios físicos também são importantes para a saúde do cérebro, e portanto, para nossas habilidades intelectuais e memória. A atividade física melhora a capacidade respiratória, que melhora as condições de fluxo sanguíneo no cérebro, melhorando assim sua oxigenação e a realização de suas funções. Portanto, exercícios físicos são importantes para alcançar um envelhecimento saudável. Fatores do estilo de vida que podem afetar a memória
  23. 23. Problemas de saúde Alterações de memória, por vezes, podem também significar sintomas de doenças orgânicas. Problemas de saúde agudos como infecções, ou doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças neurológicas. Portanto , no caso de dúvidas, é importante submeter-se a uma avaliação médica. Perdas sensoriais, como perda da acuidade auditiva ou visual, prejudicam o registro de informações. Por isso, é muito importante utilizar os aparelhos corretivos para diminuir o impacto destas perdas. Não se pode lembrar aquilo que não se vê ou não se ouve bem!! Fadiga A maioria das pessoas queixam-se de cansaço ou fadiga. A fadiga decorre da privação de sono e do excesso de trabalho físico e/ou mental. Noites mal dormidas são associadas a estado de sonolência e redução do desempenho intelectual durante o dia. A fadiga reduz nossa capacidade de focalizar a atenção e dificulta a lembrança de informações armazenadas, como lembrar um nome ou uma palavra. Ela também interfere em nossa capacidade de resolver problemas, realizarmos julgamentos e registrar novas informações. A fadiga pode também afetar nosso humor, levando à irritabilidade e depressão. Medicamentos Os medicamentos são conquistas importantes da medicina moderna e são poderosos meios de tratamento para as doenças. Porém algumas medicações possuem efeitos colaterais, podendo ser um deles, a redução da atenção e da memória. Portanto, é muito importante fazer uso de medicações sob orientação médica, e assim avaliar os riscos e benefícios das mesmas.
  24. 24. <ul><li>Ansiedade </li></ul><ul><li>Todos nós temos a experiência de estarmos ansiosos de vez em quando. A ansiedade é um importante fator de estímulo quando temos que fazer um trabalho novo ou desafiador. Porém, quando a ansiedade torna-se excessiva, pode interferir de maneira negativa em nosso desempenho, diminuindo nossa capacidade de focalizar a atenção e dificultando a lembrança de informações já aprendidas. </li></ul>Depressão Sentir-se triste ou melancólico faz parte das experiências humanas normais. Porém, quando deprimidos temos dificuldade para focalizar a atenção. E lembre-se: a atenção é um pré-requisito para a memória! Algumas pessoas podem apresentar a chamada “depressão maior” , quando os sintomas de tristeza, desmotivação e ansiedade perduram muito tempo e interferem nas atividades da vida diária. Nestes casos, as pessoas enfrentam dificuldades de atenção e memória. Porém, o tratamento adequado da depressão, resultará em melhora no desempenho da memória.
  25. 25. <ul><li>Sobrecarga de informações </li></ul><ul><li>Atualmente tendemos a desempenhar muitas funções e lidar com um número excessivo de informações (nomes, recados, números de telefones, senhas, etc.). Somos também exigidos a aprender novas coisas a todo momento!! Tudo isso gera sobrecarga de informações. Quando temos que lidar com muitas informações ou tarefas ao mesmo tempo, dividimos a atenção entre muitos focos, o que diminui nossa capacidade de registrar as informações. </li></ul>Estresse O estresse também faz parte de nossas vidas. Porém, em excesso pode ter grande impacto negativo na saúde em geral. O estresse é uma sensação de pressão e falta de controle. Na verdade, tanto eventos bons como ruins, podem ser fontes de estresse. O estresse repetitivo traz reações fisiológicas e sofrimento psíquico. O organismo produz hormônios ( adrenalina gluco-corticóides), a freqüência cardíaca aumenta, a respiração torna-se mais rápida, o fígado libera açúcares e armazenados, os sentidos ficam mais aguçados, os músculos se tensionam, diminui o fluxo sangüíneo para os órgãos digestivos e as extremidades do corpo, aumenta o fluxo sangüíneo para o cérebro e músculos. O estresse crônico é implacável!! Ele causa problemas de saúde física e emocional. Portanto, afeta nossa capacidade de atenção e memória.
  26. 26. Espaço do Leitor Está página destina-se aos nossos leitores, que querem contribuir com artigos relacionados com a proposta de trabalho da revista “Da Vinci Educa”, os referidos materiais poderão ser enviados através do endereço abaixo citado. O material será analisado pela nossa equipe, e será publicado nas próximas edições. Deixamos aos nosso leitores algumas sugestões de filme e as temáticas que estão relacionados. Façam bom uso. www.davincieduca.com.br Bruna Cristiane Selma
  27. 27. <ul><li>Caros leitores: </li></ul><ul><li>Nossas sugestões de filme neste primeiro exemplar da Da Vinci Educa, chama-se Uma Verdade Inconveniente. O documentário refere-se as mudanças climáticas que estão ocorrendo em nosso planeta ou melhor dizendo o aquecimento global. </li></ul><ul><li>Vale a pena conferir. </li></ul>Filmes Educativos
  28. 28. <ul><li>A revista Da Vinci Educa passou a existir graças a colaboração de pessoas que assim como nós, acreditam que o conhecimento pode ser adquirido de várias formas, portanto, acreditar nas idéias de Leonardo Da Vinci e transporta-las para o século XXI certamente através dessa revista, os leitores terão a oportunidade de compartilharem e/ou socializarem os conhecimentos. </li></ul><ul><li>Nossos colaboradores agraciados pela </li></ul><ul><li>“ Da Vinci Educa” </li></ul><ul><li>André K. Rosa – Funcionário do Laboratório de Informática – PUCRS </li></ul><ul><li>Prof. Me. Ivan – professor da PUCRS de POA - FACED </li></ul><ul><li>Prof. Dr. Luíz Carlos Bodanese – pesquisador, professor e ex-diretor da Faculdade de Medicina da PUCRS – POA </li></ul><ul><li>Prof. Dr.ª Maria Beatriz Radhe – professora da PUCRS de POA – FAMECOS e FACED </li></ul><ul><li>Roberto Malvezzi - assessor da Comissão Pastoral da Terra Nacional (CPT ). </li></ul>Agradecimentos

×