Maabe.Doc

627 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
627
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Maabe.Doc

  1. 1. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização<br />Introdução<br />O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares é importante porque permite aferir com eficácia os serviços prestados; saber se os seus utilizadores estão satisfeitos com o trabalho desenvolvido; obter evidências que validem o trabalho da BE e a sua sustentabilidade; verificar se a missão da BE e os seus objectivos estão a ser cumpridos e qual a mais valia para a comunidade educativa.<br />Selecção do Domínio/Subdomínio<br />A escolha do Domínio a avaliar: B. Leitura e Literacia <br />B.1 _ Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/Agrupamento<br />B.2 _ Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da escola/Agrupamento<br />A escolha deste domínio e indicadores prendeu-se com o facto de eu coordenar 2 Bibliotecas que pertencem ao Agrupamento de Escolas da Ericeira, as quais abriram no presente ano lectivo e penso que é necessário incutir na comunidade educativa hábitos e rotinas de integração da BE na Escola. Achei que seria um domínio importante a verificar e a desenvolver, uma vez que o Projecto Educativo do Agrupamento e de Escola e o Plano Anual de Actividades das respectivas escolas elaborado no início do ano lectivo em articulação com a BE visa melhorar este Domínio e Subdomínios.<br />Sendo a leitura a base de desenvolvimento de todas as competências, penso que a BE dará um contributo bastante útil neste sentido.<br />Plano de Avaliação<br />Um Programa de Avaliação traz vantagens, tais como, compreender, verificar e aumentar o impacto que o serviço da BE está a desempenhar na Escola. ( Mcnamara Carter)<br />Este Modelo de Auto-Avaliação pretende incidir no impacto que os serviços/recursos da BE têm no utilizador, se a BE contribui de forma positiva para os seus utilizadores, com os recursos e programas – outcomes/resultados (melhores conhecimentos, atitudes e competências).<br />Desta forma, irá ser avaliado um Domínio/Subdomínio para que possamos aferir o impacto da BE na Escola / aprendizagens dos alunos, os factores de sucesso e insucesso e quais as prioridades para que a BE tenha melhor desempenho.<br />Identificação do objecto de avaliação<br /> As actividades desenvolvidas e os objectivos alcançados;<br />O uso do livro na BE;<br /> A sensibilização para a importância da leitura como suporte a outras aprendizagens;<br /> As competências dos alunos, se fizeram progressos a nível da leitura;<br />Participação dos alunos nas actividades da BE;<br /> A articulação com a comunidade educativa.<br />Avaliação - Novo Modelo de Auto-Avaliação (MAABE)<br />Domínio B. Leitura e Literacia<br />Análise de indicadores<br />B.1 – Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura<br /> Programação de visitas dos elementos da BM .<br />Avaliação periódica da colecção .<br />Utilização da Web e outras fontes de informação, tendo em vista o interesse das crianças e jovens.<br />Diálogo informal com os jovens para promoção de leitura.<br />Desenvolvimento de projectos que incentivem a leitura.<br />Reforço do trabalho articulado e colaboração dos docentes.<br />B.2 – Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da Escola/Agrupamento.<br /> O trabalho da BE em articulação com o Projecto Educativo e Curricular de Escola/Agrupamento.<br />Articulação das actividades com os docentes no âmbito do PNL.<br />Colaboração com os professores nas estratégias e actividades que melhorem as competências dos alunos a nível da leitura e literacia.<br />Convite de escritores e outros especialistas para promoção da leitura.<br />Promoção da leitura com todas as turmas da Escola/Agrupamento.<br />Apoio e incentivo ao PNL e outros projectos desenvolvidos a nível da Escola/Agrupamento.<br />Criação de instrumentos de apoio a actividades de leitura e escrita em diferentes ambientes.<br />Plano de AvaliaçãoDiagnóstico<br />Pontos fortes:<br /> Espaço bem aproveitado com diferentes zonas funcionais;<br />Mobiliário novo (BE abriu no presente ano lectivo);<br />Elevado número de alunos a frequentarem a BE;<br />Crescente receptividade em relação à comunidade escolar;<br />Verba PNL para aquisição de livros.<br />Pontos fracos:<br />Fundo documental que existia nas outras escolas ainda não está actualizado;<br />Sistema de empréstimo informatizado ainda por activar;<br />Inexistência de funcionária;<br />Ausência de orçamento próprio.<br />Identificação do objecto da avaliaçãoDomínio a avaliar: B. Leitura e LiteraciaIndicadorTipo de Avaliação de medida a empreenderMétodos e instrumentos a utilizarIntervenientesCalendarizaçãoPlanificação da recolha e tratamento de dadosB.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola /agrupamento.Verificar se BE disponibiliza uma colecção variada e adequada aos gostos , interesses e necessidades dos utilizadores.Se incentiva o empréstimo domiciliário.Se promove acções e programas de incentivo à leitura e escrita de forma articulada. Registo e consulta de documentos.Equipa da BEAlunos ProfessoresEntidades externasJaneiro 2010Março 2010B.2 Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da escola /agrupamentoAferir a colaboração e articulação da BE com outros agentes no desenvolvimento de actividades de leitura com os seus utilizadores;Se os alunos beneficiam de acesso livre à BE;Verificar necessidades e acções para a melhoria.Projectos e actividades comuns realizados no âmbito da leitura e literacia (PAA da BE: «Livros Digitais»; Actividades de Promoção de leitura; Feiras do Livro, encontro com escritores, pintor/escultor…)Registo de contactos e reuniões.Questionário aos professores e alunos.Estatística de ocupação para leitura informalEstatística de requisição domiciliáriaObservações directasEquipa da BEAlunos ProfessoresEntidades externasMarço 2010 e Junho 2010Junho/Julho 2010Julho 2010Constituição de uma equipa constituída pela coordenadora da BE e outros professoresAdaptação dos instrumentos de recolha de dadosAplicação dos instrumentos de recolha de dadosTratamento dos dadosAnálise dos dados<br />Comunicação da InformaçãoJunho de 2010Elaboração do relatório, identificando os pontos fortes e pontos fracos.Registo dos resultados da avaliação realizada no Relatório Anual da BE.Apresentação ao Conselho Pedagógico dos resultados e reflexão sobre os mesmos.Julho /Setembro de 2010Apresentação de acções de melhoria para os constrangimentos verificados.Divulgação dos resultados à comunidade escolar.Envio do relatório para a RBE.<br />Limitações, Levantamento de necessidades (recursos humanos, financeiros, materiais,…)Dificuldade em envolver todos os intervenientes para aplicação dos inquéritos;Dificuldade em recolher algumas evidências, pois, nem tudo se consegue registar (no meu caso, com 2 BE e sem funcionária torna-se muito complicado registar tudo).<br />

×