Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Sexualidade

32,460 views

Published on

Published in: Technology, Travel

Sexualidade

  1. 1. S Expressão da Sexualidade na Adolescência
  2. 2. Sexualidade é... <ul><li>A necessidade de buscar sensações bem-estar, prazer, afeto, contato, carinho, que todo ser humano tem. </li></ul>AS A SEXUALIDADE É NATURAL !
  3. 3. A Sexualidade se expressa positivamente ... <ul><li>De várias formas: </li></ul><ul><li>. bem-estar, alegria, estímulo </li></ul><ul><li>. desejos, fantasias </li></ul><ul><li>. curiosidade do outro, relacionamentos </li></ul><ul><li>. amizade, amor </li></ul><ul><li>. afeto, carinho </li></ul><ul><li>. contato físico, sexo </li></ul><ul><li>. sensibilidade, prazer </li></ul>S A SEXUALIDADE TEM POSSIBILIDADES INFINITAS !
  4. 4. <ul><li>Em todas as fases da vida: </li></ul><ul><li>antes do nascimento </li></ul><ul><li>quando bebês </li></ul><ul><li>em criança </li></ul><ul><li>na adolescência </li></ul><ul><li>na juventude </li></ul><ul><li>na vida adulta </li></ul><ul><li>na maturidade </li></ul><ul><li>quando envelhecemos </li></ul>A Sexualidade está presente... S A SEXUALIDADE É UNIVERSAL !
  5. 5. A Sexualidade se desenvolve... <ul><li>Durante os momentos em que: </li></ul><ul><li>estamos dentro do útero </li></ul><ul><li>nascemos </li></ul><ul><li>mamamos </li></ul><ul><li>eliminamos excreções </li></ul><ul><li>aprendemos a falar, brincar </li></ul><ul><li>no contato com nosso corpo </li></ul><ul><li>no desenvolvimento físico e emocional </li></ul><ul><li>no contato com os outros </li></ul>S A SEXUALIDADE ACUMULA SENSAÇÕES!
  6. 6. S Não se costuma falar em Sexualidade... <ul><li>Porque as pessoas: </li></ul><ul><li>não foram educadas a conhecê-la </li></ul><ul><li>aprendem que é feia/errada/perigosa </li></ul><ul><li>se sentem com vergonha ou tímidas </li></ul><ul><li>desconhecem seu próprio corpo </li></ul><ul><li>a tratam de forma superficial </li></ul><ul><li>não sabem como abordá-la </li></ul>A SEXUALIDADE É SAUDÁVEL !
  7. 7. Os adultos definem que as crianças, pré-adolescentes e adolescentes... <ul><li>Se comportem dentro do que é definido como PADRÃO CORRETO – </li></ul><ul><li>no jeito de ser </li></ul><ul><li>no seu comportamento </li></ul><ul><li>no seu sentir </li></ul><ul><li>IDÉIA DE PUREZA </li></ul><ul><li>ASSEXUADA </li></ul>S A SEXUALIDADE INFANTIL, PRÉ-ADOLESCENTE E ADOLESCENTE É IGNORADA
  8. 8. Na pré- adolescência... <ul><li>Os hormônios sexuais e de crescimento modificam o corpo e a forma de sentir e perceber as coisas: </li></ul><ul><li>o corpo se transforma </li></ul><ul><li>inicia a mudança dos órgãos sexuais </li></ul><ul><li>ocorre a ativação </li></ul><ul><li>do feromônio – buscar </li></ul><ul><li>surge o interesse pelo OUTRO </li></ul><ul><li>Surge a vontade de contato </li></ul><ul><li>surge o desejo sexual </li></ul>S É HORA FALAR SOBRE O CUIDADO CONSIGO E COM OS OUTROS! A PARTIR DA PUBERDADE
  9. 9. <ul><li>São os risco, problemas, doenças ou inconvenientes que podem ser vividos pelo indivíduo, por vários motivos: </li></ul><ul><li>Questões pessoais (vulnerabilidade individual) </li></ul><ul><li>Questões sócio-culturais (vulnerabilidade social) </li></ul><ul><li>Questões político-programáticas (vulnerabilidade </li></ul><ul><li>programática) </li></ul>Vulnerabilidade Sexual... CONCEITO 6
  10. 10. <ul><li>Porquê: </li></ul><ul><li>É um período de mudanças físicas e adaptação ao novo jeito de ser; </li></ul><ul><li>É um momento de mudanças psíquicas de construção da identidade; </li></ul><ul><li>Os interesses sociais passam a estar fora de casa e do âmbito da família, no convívio com pares semelhantes; </li></ul><ul><li>Ainda há inabilidade e inexperiência da pessoa para lidar com as situações; </li></ul><ul><li>A sobrecarga hormonal produz sensação de agitação, instabilidade segurança, atração física e instabilidade. </li></ul>Adolescência Vulnerável sexualmente...
  11. 11. <ul><li>São basicamente: </li></ul><ul><li>Gravidez Não-Planeja, que pode ou não tornar-se indesejada; </li></ul><ul><li>Casos de aborto; </li></ul><ul><li>Casos de abandono do bebê; </li></ul><ul><li>Infecção por doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a AIDS, que podem resultar em: infecções, abortos, esterilidade, perda de órgãos, câncer, mal-formação fetal e aborto. </li></ul>Riscos ligados à prática sexual...
  12. 12. <ul><li>Se impõem mais fortemente a cultura: </li></ul><ul><li>Crianças e pré- adolescentes vinham sendo vistos como assexuados; </li></ul><ul><li>Adolescência é vista como um problema; </li></ul><ul><li>Sociedade acha que sexualidade na adolescência é errada e deve ser evitada; </li></ul><ul><li>Machismos </li></ul><ul><li>A dificuldade de orientações, espaços, acesso a métodos. </li></ul>Enquanto isso, a resposta social... <ul><ul><li>SOMA-SE A ISSO A SITUAÇÃO DE DEPENDÊNCIA FINANCEIRA . </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>Portanto, a própria cultura da sociedade “empurra” os adolescentes” para viver situações de risco: </li></ul><ul><li>Vão ter relações sem planejar; </li></ul><ul><li>Não vão estar portanto ou usando contraceptivos (principalmente as meninas; </li></ul><ul><li>Não vão estar portando preservativos (já que serviços dificultam acesso) e eles têm pouco dinheiro; </li></ul><ul><li>Vão transar quando e onde der. </li></ul>Vivência do Risco <ul><ul><li>SOMA-SE A ISSO A SITUAÇÃO DE DEPENDÊNCIA FINANCEIRA . </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>Nossas bisavós: gravidez entre 14 e 16 anos </li></ul><ul><li>Índias: gravidez entre 13 e 15 anos </li></ul><ul><li>Tribos africanas: gravidez entre 13 e 15 anos </li></ul><ul><li>Povos do Oriente: gravidez entre 14 e 16 anos </li></ul><ul><li>Esquimós : gravidez entre 15 e 16 anos </li></ul>
  15. 15. No Brasil 70% da população vivia no campo até 1940: <ul><li>Ter filhos no campo: </li></ul><ul><li>.....é só plantar mais que há comida </li></ul>
  16. 16. De 1970 até hoje: <ul><li>Migração para a cidade: </li></ul><ul><li>.....70% da população vive nos grandes centros urbanos </li></ul><ul><li>Filhos na cidade: </li></ul><ul><li>...têm que haver trabalho e salário para comprar comida </li></ul><ul><li>... é muito custoso </li></ul><ul><li>...precisa de creches </li></ul>
  17. 17. Por isso as populações urbanas sempre desenvolveram formas de prevenir a gravidez cedo: <ul><li>Na Europa: urbanização ocorreu 200 anos antes que no Brasil (1700 e pouco) </li></ul><ul><li>Brasil: 1900 e pouco </li></ul>
  18. 18. Formas de prevenção em cima da repressão à mulher <ul><li>Propagar a virgindade: “sexo é feio/pecado” </li></ul><ul><li>Manter a mulher dentro de casa </li></ul><ul><li>Vigiar meninas com parentes ou empregados </li></ul><ul><li>Impedi-las de estudar e participar da vida pública </li></ul><ul><li>Separação das escolas por sexo </li></ul><ul><li>Grávidas eram casadas a força para escondê-las da sociedade </li></ul>
  19. 19. Não há Cidadania e nem Direitos Humanos para a mulher com essas formas unilaterais de prevenção à gravidez <ul><li>Meninos continuaram a poder fazer sexo: </li></ul><ul><li>... com escravas, empregadas, prostitutas </li></ul>
  20. 20. Para manter uma maioria de mulheres adolescentes e jovens sem sexo: ...a sociedade fez vista-grossa para o USO de algumas mulheres só para o sexo ( isso dissociou a responsabilidade dos homens com relação à gravidez, contracepção e cuidado com os filhos)
  21. 21. <ul><li>Formas de prevenção mais democráticas, ... envolvendo tanto a mulher quanto o homem </li></ul><ul><li>Orientar o uso de métodos e técnicas acumulados pelo conhecimento humano </li></ul>O que fazer Hoje?
  22. 22. <ul><li>Educação Sexual: impacto de 20% de redução nas gestações indesejadas </li></ul><ul><li>Informação e acesso a métodos contraceptivos: impacto de 60% de redução nas gestações não-planejadas </li></ul>Métodos e Técnicas Acumuladas pelo Ser Humano para Prevenção da Gravidez:
  23. 23. DIREITOS SEXUAIS E REPRODUTIVOS: <ul><li>É a garantia de acesso ao bem-estar e ao exercício da sexualidade prazerosa por todas as pessoas durante toda a vida: </li></ul><ul><li>- Direito à Informação </li></ul><ul><li> - Autonomia e Decisão </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li> - Liberdade de Vivências </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li> - Garantia à Saúde </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li> - Respeito e Segurança </li></ul></ul></ul></ul></ul>9 <ul><ul><li>O S DIREITOS SEXUAIS E REPRODUTIVOS SÃO DIREITOS HUMANOS! </li></ul></ul>CONCEITO 7
  24. 24. Ajudar os Adolescentes a se tornarem Pessoas Sexualmente conscientes e independentes... <ul><li>Na vida adulta, toda pessoa deve poder ter condições para: </li></ul><ul><li>refletir sobre sua sexualidade </li></ul><ul><li>escolher COMO vai exercer sua sexualidade </li></ul><ul><li>decidir com QUEM vai dividir sua sexualidade </li></ul><ul><li>ter acesso a informações e meios para desfrutar da sexualidade da melhor forma possível </li></ul>S ISSO FAZ COM QUE A PESSOA SE TORNE UM SUJEITO SEXUAL!

×