Prata Coloidal

17,145 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
17,145
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22
Actions
Shares
0
Downloads
174
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Prata Coloidal

  1. 1. ÿþ Prata Coloidal As verdades ocultas Dr. Keith F. Courtenay ( U.L.C, USA) Editora Oráculo Caixa Postal 121, Montville Qld 4560, Austrália Todos os direitos reservados. Este livro é regido por direitos autorais internacionais. Partes desta publicação podem ser reproduzidas somente para uso pessoal, ou para ajudar pessoas. Caso contrário, nenhuma parte desta publicação que é regida por direitos autorais pode ser reproduzida ou transmitida para ninguém ou de nenhuma forma, elétrica ou mecanicamente para propósitos comerciais sem permissão escrita da autor. Revisões podem conter breves passagens entre aspas. Keith Courtenay, 1999 Primeira Edição, 1997 Segunda Edição, 1999 Biblioteca Nacional da Austrália. ISBN 1 876494 10 7 Também de Keith Courtenay: The Australian Contemporary Dreamtime Tarot (O Tempo de Sonhar Australiano do Tarô Contemporâneo) 1991 The Ancient Art of Dowsing( Dowsing for Health) (A Antiga Arte de Dowsing. ( Dowsing para a saúde.) 1985 Kombucha Tea. (Chá de Kombucha . Mais de 65 receitas para a saúde e o bem estar. )1995 Renúncia As informações médicas e todos os procedimentos mencionados e contidos neste livro não tem a intenção de serem usadas ou construídas como substitutas do procedimento médico profissional e prescrito por seu médico. Por favor note: 1
  2. 2. MEU TÍTULO É APENAS COMO DOUTOR EM METAFÍSICA, NÃO COMO DOUTOR EM MEDICINA. Pessoas que lerem este livro e tomarem decisões a respeito de sua saúde, a qual eles acreditem serem baseadas nas idéias contidas neste livro, o fazem em seu único e exclusivo direito. Por favor não leia e utilize nenhuma informação deste livro se você não está disposto a assumir total responsabilidade mediante os resultados que possam ocorrer com o uso de qualquer sugestão, preparação ou procedimentos nele contidos. O autor e/ ou editor não são responsáveis por qualquer efeito ou conseqüências resultantes do uso de qualquer informação escrita contida neste livro, este material é oferecido como informação gratuita, a qual o público tem o direito de ler e utilizar da forma como o achar. AGRADECIMENTOS Eu queria sinceramente agradecer todas as pessoas que me ajudaram e mentalmente me energizaram na preparação da Segunda edição deste livro. Primeira da lista é a minha querida mulher Daicon, por todo seu amor, paciência e compreensão, o estímulo oferecido por ela quando ouve a hesitação do meu progresso. Um grande obrigado a todas aquelas pessoas que falaram comigo ao telefone ou que me visitaram com boas notícias que este trabalho prata depois de tudo mais falhou. Por último, mas eu sinto a mais importante em minha vida é alguém ou alguma coisa que trouxe de volta da beira da morte, o qual eu acho foi proposital, me mostrando a direção a qual agora sigo, que eu pude me ajudar e ajudar aos outros. Ela sorriu em meu rosto e pode ele sorrir no seu. Obrigado a você e a todos, sua vida pode ser longa, sua saúde e felicidade serão suas constantes companhias. Se a profissão de médico fosse uma febre, Nós teríamos uma epidemia de saúde KEITH COURTENAY. Montville Queensland Austrália 1999 2
  3. 3. PRIMEIRA PARTE A descoberta INTRODUÇÃO O propósito desta Segunda edição é para ajudar o aumento do conhecimento público para um nível mais alto de exatidão que trata da prata coloidal. Conhecimento é poder e liberdade . Há um pedido para mais informações e verdade sobre os benefícios da Prata Coloidal. Quando olho para o primeiro livro que escrevi me dou conta do quão pouco eu realmente sabia comparado às informações que tenho agora em mãos. Também em como éramos mantidos no escuro, e do adultério que é cometido por alguns profissionais da medicina e maioria do governo. Por último, porém não menos importante, os fabricantes de muitos assim chamados Prata Coloidais que estão no mercado e como o público tem sido enganado. Senhor Malcom Morris, K.C.V.O. escreveu em 11 de maio de 1917. Publicado no Jornal médico da Grã- Bretanha. Eu fui subjugado algumas vezes, por pessoas que conversaram comigo sobre os resultados positivos que vieram do uso de Prata Coloidal através da descoberta de seu super germicida natural que é conhecido e comprovadamente seguro sem nenhum efeito colateral Ele ainda fala O convite do Editor do Jornal Médico Britânico para relatar minha experiência dos efeitos terapêuticos das drogas no estado coloidal é uma das coisas que estou cooperando em responder. Por mais de uma ano eu tenho utilizado as preparações da coloidal dos Laboratórios Crookes, e obtido resultados que não me restam a menor dúvida de sua superioridade, tenho que dizer com todo o desejo para evitar que soe como um exagero, sua suprema superioridade para as mesmas drogas utilizadas no estado não coloidal. Eles são resultados que tornam óbvio o dever de sugerir que o processo em larga escala deve ser dado em uma forma de medicação que promete afetar a revolução farmacológica. Senhor Malcom Morris, K.C.V.O Relatórios adicionais no Jornal Médico Britânico, 12 de Maio de1947 ( são 30 anos depois) a prata coloidal está livre das inconveniências de outros preparativos que causam dor e descoloração da pele. Ao invés de criar irritações, ela tem claramente amenizado os efeitos. Ela tem rapidamente dominado inflamações (anti-inflamatório) e promove a cicatrização de lesões .Ela teve resultados notáveis no aumento de próstata com irritação na bexiga, no Prurigo ani , Eczema perineal e Hemorróidas. Pode ser utilizado em forma de supositórios enquanto uma solução é aplicada simultaneamente na pele irritada. No bromidosis da axila e pés, isso rapidamente proporciona a sensação de alívio. Ela causa o rápido desaparecimento de verrugas e, sendo não tóxico, pode ser aplicado internamente na urticária e outros tipos de dermatites, que são sujeitas a toxemia. Nestes tipos de casos ela é rapidamente benéfica . A grande pergunta que me tenho feito é, se um homem como o senhor Malcom Morris K.V.C.O aprovou e recomenda a Prata Coloidal como é que ela não é utilizada como uso geral? Eu espero poder lhe dar parte dessa resposta neste livro. A UTILIZAÇÃO DA PRATA COLOIDAL? 3
  4. 4. Testes clínicos provaram que bactérias benévolas no intestino grosso não são afetadas devido à absorção da prata no intestino delgado. Todos organismos bacterianos, virais ou fúngicos são mortos em seis minutos de contato. Conteúdo superior de prata no corpo causa contato mais rápido e freqüente com estes organismos. Nenhum organismo causador de doenças pode sobreviver na presença da prata . A seguir, é uma lista parcial das mais de 650 doenças que o uso da prata coloidal tem sido utilizado com sucesso. Ela também pode ser usada no tratamento de animais, bichos de estimação, sementes germinativas e plantas. * Acne * Artrite * Pé de atleta * Envenenamento sangüíneo * Queimaduras * Câncer * Conjuntivite * Dermatite *Diabetes *Fibrose * Gastrite * Gonorréia * Hemorróidas *Vírus de Herpes *Impetigo * Gripes * Desarranjos intestinais *Queratite * Doença legionária * Lepra *Lesões *Lúpus *Malária *Doença de Menière (síndrome) * Meningite * Neurastenia *Oftalmia * Febre Paratifóide * Pleurisia * Pneumonia * Pólio * Doenças de próstata * Anis do Prurigo * Vírus Parvo * Pseuríase *Piorréia * Reumatismo * Rinite * Plurigo * Rosácea * Infecção por salmonela *Febre Escarlatina * Seborréia * Septicemia * úlcera séptica * Herpeszoster * Manchas de sol * Câncer de pele * Machucados * Infecções por estafilococos * Infecções por estreptococos *Queimaduras de sol *Sífilis * Toxemia * Tétano * Amidalite * Frieira * Vírus tuberculoso *úlcera * Verrugas * Coqueluche * Infeções por fungos, e muitas outras. Primeiro eu tenho que contar-lhes um pouco sobre minha pessoa, e como eu descobri estas maravilhas da prata coloidal. Enquanto crescia tive as doenças normais de criança. Quando tinha 12 anos adquiri febre tifóide, e nesta época estava ocorrendo uma epidemia e várias pessoas morreram .Eu ficava imaginando como um médico podia cuidar de seus pacientes e nunca ficar doente. Com 4 anos de idade, eu menti dizendo que era mais velho e juntei-me a marinha Britânica, tornando-me um homem sapo/ mergulhador . Era um grande acontecimento para mim e pela minha idade. Na marinha estudei engenharia marítima e permaneci trabalhando como mergulhador de salvamento em demolições e construções debaixo d água. Eu também mergulhei de navios petroleiros pelo mundo afora. Eu me fixei na Austrália em 1959, viajando por todo seu norte e morando em Queensland. Nesse tempo eu comecei a adoecer dos pulmões e garganta. Fui informado que isto era pelo meu ofício de mergulhador de grandes profundezas. Fui diagnosticado no passar dos anos com: pneumonia, pneumonitis, resfriado, bronquite, brônquio-pneumonia e algumas coisas mais. Escolha à vontade, nomes diferentes porém o mesmo problema. Receitaram-me antibióticos. No início parecia curar-me, mas depois me sentia pior ainda. Tudo dependia do médico, mais ou menos uma roleta russa. O que estava acontecendo, e nenhum médico jamais me disse, era que os antibióticos faziam efeito e destruíam as bactérias benignas contidas no corpo( assim como a má espiroqueta). Também nunca fui informado que bactérias úteis ( lactobacilos) tinham que ser repostas através de suplementos alimentares ou através de dietas com iogurte natural ou ainda os dois. Nunca me disseram que o monstro da levedura havia sido solto. Assim que você começa a tomar antibióticos , eles começam a reestruturar os bacilos em seu corpo. Coloniza e multiplica sem qualquer tipo de controle atacando todo tipo de célula e tecido, saudável ou não; liberando toxinas e interferindo no metabolismo do sistema nervoso celular, acabando com o sistema imunológico. A cândida foi atualmente reconhecida como segunda maior impostora no corpo pela medicina. Em 1975, fui informado de que se eu não retirasse minhas amídalas minha garganta e tosse piorariam. Comecei a pensar em câncer na garganta porque na época era fumante. Com 47 anos retirei minhas amídalas, o que não foi fácil neste estágio da minha vida. Só depois fui descobri que havia quase morrido. Tudo que é provido de vida tem um propósito na natureza. A medicina achava, há menos de 25 anos atrás, que o apêndice e a amídala eram órgãos superficiais , que não havia razão de estarem no corpo e que deveriam ser retirados quando ocorresse infecção. Agora é sabido que as amídalas fazem parte do nosso sistema imunológico, também que a taxa de câncer de cólon é muito maior nos pacientes que tiveram o apêndice retirado e que os indivíduos que tiveram as amídalas removidas resistem menos às infecções e câncer na garganta. As amídalas fazem parte do sistema imunológico assim como os linfáticos. Mesmo depois de tudo isso a dor de garganta e a tosse persistiam, com a diferença que pioraram após a operação. (Com relação aos antibióticos eu apenas comprei um livro: SUPER BACILO vingança natural. Por Geoffrey Cannon. Se você realmente gostaria de saber o que os médicos e farmacêuticos estão fazendo com a raça humana, leia este livro. ( ele tirou toda minha ânsia de vida). Eu ainda estou lendo-o, consigo ler apenas um pouco de cada vez, me parece tão triste o que está acontecendo com a gente. Eu apenas permaneço com a esperança de que logo nos iremos acordar para tudo isso que está acontecendo ao nosso redor. ( enquanto isso talvez Deus nos ajude). Fui apresentado ao Dr. David Phillips ( agora falecido) e apenas em um minuto ele me disse parte do meu problema. Eu costumava beber um litro ou mais, de leite, diariamente. e ele me disse para não mais beber leite de vaca. Eu fiz como me havia sugerido e em poucas semanas minha dor de garganta e tosse diminuíram. Em 1977, Doutor Phillips juntamente com o Doutor Frank . A.Oski publicaram um livro chamado: Não Beba o Seu Leite . Este livro expunha as mentiras que eram ditas ao povo e como ele comprovou que o leite é prejudicial à saúde. Vale a pena ler este livro se conseguir encontrá-lo. Se não, vá à Internet na página: www.notmilk.com/index.html. Leia o eles dizem. È assustador. Se você não conseguir acessar a página, me escreva e eu lhe mandarei uma cópia. A cada ano meus pulmões se tornam mais fracos e mais antibióticos me são receitados. Os médicos me disseram que meu peito estava melhorando mas suas palavras não me soaram verdadeiras. Ninguém me informou sobre os efeitos colaterais dos antibióticos. Também a cada ano eles usavam um spray aéreo de cana de açúcar com veneno e eu fiquei doente. 4
  5. 5. AS ETAPAS DA CÂNDIDA Um dia estava conversando com um amigo que era praticante da medicina moderna, ela estava em um longo período de férias. Depois que disse à ela tudo que vinha tomando, ela examinou-me minuciosamente e fez-me algumas perguntas. Olhando em meus olhos e nas pontas dos meus dedos em volta das unhas, ela disse : Cândida . Ela me disse que tinha uma grave infecção causada por levedo espalhada em meu corpo. Eu perguntei a ela o que era cândida, ela me explicou sobre a levedura. Minhas experiências até então com levedo havia sido quando estive fazendo pão, produzindo cerveja, no pé de atleta, ock itch , ou com infecção vaginal por levedo. Nunca me passou pela cabeça que o ser humano pudesse ter todo seu sistema corporal infeccionado por leveduras ( induzidas clinicamente) causadas tanto por via oral quanto intravenosa por antibióticos anteriormente prescritos para meu problema pulmonar. A grande questão é porque eu nunca havia ouvido falar nesta Cândida Albicans . Bem, eu tive, porém com um nome diferente e em circunstâncias diferentes. Quase toda mulher já teve a experiência de contrair ao menos uma vez, em sua vida adulta, infecção vaginal por levedo. O sexo masculino provavelmente já ouviu dizer de um tipo de fungo da levedura chamado pé de atleta e coceira genital, que é mais comum nos ambientes militares e de esportes. O mais comum para ambos sexos masculino e feminino é infecção por levedo ou levedura. A bactéria de levedo é identificada com as mesmas características do levedo utilizado na maioria dos pães, bolos e cervejas. A levedura é um microorganismo vivo originado do reino vegetal. Existem três grandes reinos em matéria de classificação, são eles: animal, vegetal e mineral. Tudo existente na face da terra, ser inanimado ou não pertence a uma das três categorias. Bactérias e vírus são organismos vivos, os quais são inseridos no reino animal. O levedo é um ser vivo unicelular, potencialmente colonizador de microorganismos, que é inserido no reino vegetal. Eu não pude acreditar no que me acabara de ser dito, mas ela era uma boa praticante da saúde e sabia o que estava dizendo.. Eu fui induzido a acreditar que através dos anos, os antibióticos que eu tomavam me curariam, mas não fui avisado que estes fortes medicamentos abririam as portas para que outras doenças invadissem meu corpo e me fizessem sentir pior ainda. O ponto é que esses germes não são tão bonzinhos quanto costumávamos pensar. Levedo na quantidade certa é natural no corpo humano e basicamente atuando de forma natural. Entretanto, quando um fenômeno natural ou intervenção humana destrói o equilíbrio natural, a levedura pode crescer em quantidade e proporção descontroladas. Elas se tornam antagonistas e podem causar doenças, dependendo da forma e tempo em que foi inserida no corpo humano.. A levedura quando permitida desenvolver-se de forma não controlada, o que acontecerá após longo período do uso de antibióticos, irá causar danos muito maiores ao organismo até que seu crescimento seja novamente controlado. Eu fiz algumas pesquisas, mas na época havia muito pouco publicado sobre Cândida Albicans . A comunidade médica sabia muito sobre a doença mas não divulgava seus aspectos negativos para o público. Há duas grandes categorias de microorganismos maléficos e benéficos em relação `Cândida. Eles são: Bactéria benéfica- lactobacilos vivos, se constantemente presentes no corpo. Há seis distensões que têm que estar presentes e pode de tempos em tempos serem substituídas. Levedo maléfico- cândida albicans , quando o crescimento é descontrolado. É o delicado equilíbrio desta diferença natural entre estes dois antagonistas que pode desencadear os sintomas no corpo humano, que são na maioria dos casos, devastadores. Também pode se obter a falsa impressão que você não está doente devido aos antibióticos. Isto pode acarretar um espectro mais amplo do tratamento por antibióticos, que em se repetindo a dose pela Segunda ou terceira vez, mata o restante das bactérias benéficas que podiam restar em seu corpo, causando o crescimento descontrolado do fungo. O ciclo se repete causando redução da saúde. Cândida albican tem estado entre nós por milhões de anos desde o começo do uso do microscópio . Os homens sempre carregaram-na consigo e conviveram pacificamente até tempo em que as indústrias criaram espectros mais amplos de antibióticos, como a penicilina e outros tipos sintéticos como a cefalosporina que matam as bactérias benignas e malignas. O verdadeiro propósito da cândida em seu estado natural é para o início biodegradante do corpo após a morte. Cândida albicans é um tipo de fungo que vive no intestino, áreas genitais e boca. Normalmente, este fungo vive em equilíbrio saudável com outras bactérias e leveduras. No entanto, condições adversas podem fazer com que este fungo se multiplique, comprometendo o sistema imunológico, causando a infecção conhecida como Cândida. Pelo fato deste fungo se movimentar para diferentes partes do corpo pela corrente sangüínea, muitos sintomas podem se desencadear. Quando este fungo atinge as cavidades oral ou vaginal, é chamado de sapinho.: feridinhas brancas podem se formar na língua, gengiva e no interior da boca. Quando este fungo infecta a vagina é chamado vaginite. Os sintomas mais comuns são secreções brancas e ardor intenso. Muito freqüentemente, alergia a alimentos ( com aditivos químicos) existem e é recomendado o teste alérgico. Sapinho bucal, pé de atleta, jock itch e até mesmo assaduras podem ocorrer como resultado de uma alergia alimentícia e Cândida albicans. Devido ao fato de que a cândida pode infectar muitas partes do corpo- sendo as partes mais comuns as orelhas, nariz, região gastrointestinal e intestinos ela também pode ser caracterizada por vários sintomas. Estes incluem constipação, diarréia, colite, dor abdominal, ulcerações, azia persistente, dores musculares e nas articulações, garganta inflamada, congestão nasal, pernas, mãos ou rosto empolados, sensação de formigamento, acne, vaginite, infecções no rim e na bexiga, artrite, depressão, hiperatividade, hipotiroidismo seguido problemas e até mesmo diabete. Algumas pessoas infectadas com cândida podem desenvolver intolerância ao ambiente. Muitas não conseguem suportar o cheiro de borracha, produtos derivados do petróleo, tabaco, fumaça de 5
  6. 6. exaustores ou o odor de produtos químicos. Eu cheguei a um ponto no qual eu não conseguia andar nos corredores dos supermercados onde estavam os sabonetes sem que tivesse uma crise asmática. Cândida pode afetar homens e mulheres, no entanto é raramente transmitida sexualmente. A mãe infectada pode passar sapinho ao recém nascido. Na maioria dos casos, a criança irá nascer com a língua vermelha dotadas de pequenos pontos brancos, parecidos com respingos de leite. O sapinho também pode aparecer no bumbum do neném como uma erupção cutânea. Pelo fato de não haver um teste preciso , esta infecção é dificilmente detectada. A mulher diagnosticada com infecção por fungos deveria também fazer o exame de diabete, porque a cavidade genital é mais propícia ao desenvolvimento de fungos; e diabéticas contraem mais facilmente a infecção conhecida como cândida. Portanto se você sofre de qualquer coisa citada anteriormente, se pergunte quando foi a última vez que tomou antibióticos. Se você os tomou nos últimos tempo talvez haja uma boa explicação se você estiver doente. Todo tipo de antibiótico tem efeitos tóxicos, e sua utilização é apenas um grande desperdício de dinheiro ( o nosso, não das indústrias farmacêuticas) e causa sofrimento desnecessário. È chegada a hora de eu apresentar o artigo que me fez conhecer a prata coloidal. Pesquisas demonstram que a prata coloidal é capaz de erradicar todos os problemas acima citados. Durante o período que vivi em Brisbane, tive um ataque cardíaco. Os médicos e enfermeiras do hospital salvaram minha vida e sou muito grato por isto. Me disseram que estive morto por alguns minutos, me encheram de antibióticos e outros remédios. Não posso reclamar, continuo vivo. Eles me salvaram, mas através de toda a medicação eu me encontrei num quadro de infecção por fungos e síndrome de fadiga crônica. Quando retornei à minha casa estava mental e fisicamente desorientado. Os comprimidos que diariamente tomava para manter-me vivo ( como fui forçado a acreditar) enfraqueciam-me e me tornavam miserável. Era incapaz de me concentrar, estava confuso, sofrendo de insônia, fraqueza, dor de cabeça, irritabilidade, indisposição estomacal, disfunções sexuais, stress, dores musculares, dores nas juntas e memória fraca. Esta lista continua. Cada dia que passava me sentia mais morto que vivo. A vida tem sido muito boa para mim, e cada dia que vivi valeu a pena. Após viver este tormento resolvi que chegara a hora de um basta, e acho que minha mulher também. Eu acordava pensando em porque não havia morrido durante a noite, disse à minha mulher que não conseguiria continuar a viver estando doente desta forma. Eu não tinha importância como homem nem como besta. Eu não podia continuar tomando os comprimidos que me enfraqueciam cada vez mais. Eu tinha duas escolhas: melhorar ou morrer para viver em paz. Esta decisão era definitiva em minha vida. Passei a não tomar os comprimidos e nada disse `minha médica, que anteriormente me informara que nunca poderia parar de tomá-los pois minha vida dependia deles. Comecei a manter um controle total de todos os comprimidos que vinha tomando, a dosagem, quantidade e número de dias, para se algum dia algo acontecesse haveria em que se basear. Depois de receber alta do hospital, tive problemas respiratórios, minha asma havia piorado. Isto perdurou por volta de um ano, às vezes tentava respirar fundo e era como se me faltasse o ar. Perguntei aos médicos sobre isso e eles me disseram que era por causa dos comprimidos. Como havia parado de tomar os remédios comecei a enxergar que não poderia ser os comprimidos. Me senti desamparado e traído, porque até então tinha total confiança nos médicos. De volta da cirurgia me dei conta de que somente eu era responsável por minha existência que não deixaria novamente minha vida nas mãos da medicina. Minha pretensão era descobrir de verdade do que sofria, a causa e depois o remédio. Comecei a fazer visitas à homeopatas, especialistas com um modo de vida alternativo. Quanto mais pessoas eu visitava mais séptico me tornava. O último especialista que marquei uma consulta me deixou esperando juntamente com os outros pacientes no hall por mais de três horas. Lá ia eu reclamar com a recepcionista quando a doutora sai de sua sala e nós trocamos algumas palavras e foram realmente algumas apenas. Os outros pacientes permaneceram sentados e nada disseram. No final fui convidado a me retirar ( na realidade fui expulso) eu estava realmente farto de toda a comunidade médica. Esta foi a gota d água para mim. Depois de conversar com muitas pessoas cheguei à conclusão de que os médicos eram apenas induzidores de pílulas ( comprimidos).Do que deveria ter sido feito, sou grato às circunstâncias que me fizeram procurar ajuda alternativa e abandonar as visitas médicas e a prescrição de drogas. Fazia uma eternidade que não me sentia saudável. Minha avó havia me ensinado quando ainda criança sobre a saúde natural, mas terminou como a maioria ,tomando medicamentos para continuar vivendo. Eu me sentia na obrigação de desmascarar a verdade em volta deste milagre da medicina humana- os antibióticos. Em algum lugar eu acharia uma resposta segura e eficaz. Este foi um artigo que descobri em uma revista americana, retirado do periódico Science Digest : Datado de Março de1978, entitulado: A volta da Prata na Medicina: Prata Coloidal como Alternativa Natural aos Antibióticos No início do século 20, uma solução antibacterial chamada prata coloidal se tornou escolha unânime entre os praticantes medicinais. Foi comprovado ser enormemente eficaz contra as infecções do organismo e extremamente segura de se utilizar, sem os efeitos colaterais associados ao uso de medicamentos. Mas a prata coloidal se tornou excessivamente cara fazendo com que a indústria farmacêutica produzisse os antibióticos que conhecemos hoje. A prata foi deixada de lado. No entanto, à medida que nos distanciamos da natureza, imprevistos acontecem. Depois de 40 anos do advento dos antibióticos, muitos tipos de doenças haviam criado resistência aos componentes das fórmulas. Com o passar dos anos a comunidade médica vinha relatando sobre os super micróbios que não podiam ser combatidos com antibióticos. A revista Newsweek publicou em 28 de Março de 1994 que nos Estados Unidos no ano de 1992, 13000 pacientes haviam morrido de infecções que resistiram a todo tipo de medicação dada. Um fato conhecido são os danos causados na flora intestinal e no cólon pelos antibióticos. A prata coloidal não afeta esta região vital. 6
  7. 7. Felizmente, o ressurgimento da prata coloidal, devido à nova tecnologia e custo reduzido de produção, tem provado ser o melhor tipo de remédio a ser utilizado pela população para se protegerem. È a prata que tem trazido a esperança do milagre de cura..... talvez era será reconhecida como nosso maior meio de combater os germes ( revista Science digest , março de 1978). A prata é considerada a melhor substância antibiótica universal que o homem já viu. Jim Powell escreveu um artigo na revista Science Digest , dizendo que o antibiótico é capaz de aniquilar em médias sete tipos de doenças no organismo, porém a prata coloidal é capaz de eliminar mais de 650. Apesar dos esforços, foi comprovado que a prata não é tóxica. A volta da prata na medicina se deu por volta de 1970. O veterano Dr. Carl Moyer, cátedra do departamento de Cirurgia da Universidade de Washington, recebeu uma verba para o tratamento de vítimas de queimaduras. Dr. Harry Margraf de St. Louis, como chefe do departamento bioquímico, trabalhou com o Dr. Moyer e outros cirurgiões na busca de um anti-séptico eficaz o suficiente, porém seguro, para ser utilizado em grandes áreas atingidas do corpo. Dr. Margraf tentou 22 tipos de componentes e descobriu controvérsias de utilização em todos eles com exceção da prata que é hoje utilizada em todos os centros de tratamento americano de feridos por queimaduras. E em todo o mundo, laboratórios da U.C.L.A testaram a prata coloidal e descobriram que ela possui eficácia em todos os vírus, bactérias e fungos( mais de 650 deles) utilizados nas pesquisas. Ele percebeu que muitos desses antibióticos eram ineficazes no combate de um número de bactérias prejudiciais, incluindo a mais mortal nos casos de queimaduras, uma bactéria azul esverdeada chamada pseudomonas acruginose. Uma pesquisa extensiva provou que a prata é a medida mais eficaz utilizada na maioria dos centros de queimaduras pelo mundo afora. ALGUMAS UTILIZAÇÕES DA PRATA Várias décadas de uso clínico da prata têm comprovado o tratamento em queimaduras, olhos, ouvidos, nariz, garganta, vagina, reto e infecções urinárias. A prata tem sido prescrita na medicina como auxiliar para o cérebro, problemas reprodutivos nas mulheres e no sistema circulatório. Vem sendo utilizado como remédio para desequilíbrio mental, sonambulismo e anorexia nervosa. Os usos adicionais incluem o tratamento de AIDS, alergias, bacilo do antraz, artrites, parasitas, sangue envenenado, furúnculo, fadiga crônica, meningite, cândida, cólera, colite, cistite, diabete, difteria, disenteria aumento da próstata, gonorréia, herpes, hepatite, doenças infantis, lesões, leucemia, lúpus, Doença de Lyme, reumatismo, plurigo, herpeszoster, câncer de pele, infecções por estafilococos e estreptococos, gripe estomacal, condições da tireóide, amidalite, toxemia, úlcera estomacal, verrugas e coqueluche; apenas para nomear algumas. Poderia esta ser a resposta para o meu problema? Eu decidi procurar saber mais sobre a prata coloidal e perguntei a vários médicos, mas meus inquérito eram desviados e depois esquecidos. Nenhum médico me daria nenhuma informação, apenas perguntariam de onde havia obtido tal. A FANTÁSTICA E INÉDITA HISTÓRIA QUE A CIÊNCIA MÉDICA NUNCA REVELOU O começo Três milhares de milhões de anos atrás a Terra era apenas um amontoado de fragmentos no espaço. Este foi o momento em que a Mãe Natureza criou a prata. Há 2,000 milhões de anos atrás a Terra foi se resfriando gradualmente. O vapor da atmosfera se condensou em água e o oceano surgiu. 1.000 milhões de ano atrás protoplasmas se desenvolveram no processo de mudança química e deles surgiram os primeiros seres vivos aquáticos. Há 500 milhões de anos, animais celulares como as algas e as amebas apareceram nos oceanos. Há 220 milhões de anos atrás as primeiras plantas primitivas germinavam na Terra, e chegavam ao solo os grandes animais e anfíbios; na mesma época surgiam as suárias e os primeiros dinossauros apareceram. As montanhas e os continentes se formaram há 190 milhões de anos. Com a vinda do período terciário, há 70 milhões de anos, mais plantas e animais se desenvolveram. Há 25 milhões de anos os mamutes se tornaram extintos mas os elefantes e rinocerontes sobreviveram. Grandes primatas apareceram. Primatas semelhantes aos seres humanos vivendo em cavernas, surgiram há 1 milhão de anos atrás, produzindo ferramentas de pedras e armas. Na era do homem da pedra surgida há 500 mil anos atrás o ser humano aprendeu o uso do fogo e há 50 mil anos várias raças humanas apareceram. A era cristã surgiu a aproximadamente há 2.000 anos atrás. Os homens acharam outra desculpa para matarem uns aos outros por causa do fanatismo. Durante este século o homem aprendeu a separar o átomo e como matar mais pessoas. Nas eras recentes a ciência e a profissão médica têm aprendido como exterminar mais a vida com o uso dos químicos e drogas das indústrias petroquímicas e médicas. Desde o início dos tempos o homem podia sentir cheiro de chuva no ar, ele podia sentir o movimento da eletricidade em seu corpo ao mesmo tempo que as nuvens da tempestade se aglomeravam para o começo da revitalização do homem, da terra e de toda a vida nela existente. Primeiramente os relâmpagos carregavam de íons a atmosfera e depois a chuva. A partir da origem da criação as quatro estações iam e vinham. Cada e toda estação nutriu a terra através do sol que evaporava a água e a retornava em forma de chuva, granizo ou neve. Este ciclo é contínuo através do ciclo das quatro estações: Primavera, verão, outono e inverno. Neste eterno ciclo contínuo a água eletricamente carregada, filtrou através dos depósitos de prata, ouro, outros minerais e resíduos de elementos, absorvendo-os antes de desaguar nas lagoas, lagos, rios e finalmente o mar. A terra se tornou rica em depósitos. A água filtrava e carregava partículas macroscópicas e microscópicas destes elementos até finalmente que fossem depositadas nos 7
  8. 8. ricos solos orgânicos da terra. Primeiro a natureza, depois o homem plantou sementes no solo e, a medida que as sementes começaram a crescer e desenvolver elas absorviam os nutrientes e minerais que a terra oferecia incluindo a prata. Quando estas plantas, sementes e nozes estavam prontas para a colheita elas eram incorporadas na cadeia alimentar dos homens e animais. Durante este processo de vida a terra também criou micro organismos biológicos saudáveis e patológicos, que faiam parte da fonte de vida e morte. Existia um extraordinário equilíbrio da natureza. Uma destas lei irrefutáveis da natureza envolve os efeitos benéficos da prata eletricamente carregada de íons quando partilhada com a extensa proliferação de bactérias benéficas , mantendo as bactérias maléficas, vírus, fungos e levedos sobre controle e ordem. Este era o equilíbrio da vida. Durante e após a Segunda guerra mundial a extensa exploração agrícola. A antiga maneira, como meu avó me ensinou era deixar a terra remanescer por um ano após três de cultivo. Esta não é a maneira utilizada nos dias de hoje. Este era o começo do fim do plantio tradicional como era conhecida. Os fazendeiros começaram a plantar duas safras ano após ano. Fertilizantes químicos eram utilizados para o crescimento da produção. Sprays químicos foram desenvolvidos para aumentar a rentabilidade da produção e árvores eram derrubadas. Hoje, o conhecido sistema alcançou o ponto mais eficiente através do avanço tecnológico dos últimos 50 anos. A medida que a quantidade de comida produzida aumentava os nutrientes e minerais que a terra tinha a oferecer se tornaram menos prevalecentes na terra. Por esta razão a cadeia alimentar não mais suprimia a proteção natural que foi cuidadosamente construída pela mãe natureza. Esta situação de crise que a população mundial enfrenta no consumo das comidas com vitaminas e minerais insuficientes. Frutas e vegetais perdem oitenta por cento de sua benevolência em dois ou três dias após colhidos. Isto ocorreria uma semana antes de chegarem as lojas. (Xerox ilegível). Agora eles apareceram com comidas brilhantes que permanecem mais tempo na prateleira, sementes geneticamente modificadas, assim podendo utilizar spray com químicos e matar qualquer coisa que cresce menos a planta. A grande questão é: O que isto está fazendo com o nosso corpo? PRATA COLOIDAL Nós todos devemos enfrentar o fato de que existe uma crise no tratamento da nossa saúde assim como na existência da flora e fauna. Eles estão até modificando geneticamente a comida que comemos para que nós não possamos cultivá-las. O que a engenharia genética está fazendo com os nossos corpos quando comemos estas comidas artificiais? No momento em que estava escrevendo eu li um artigo que declarava como os grãos de soja estava sendo geneticamente modificados com o rodízio de produtos químicos onde os sprays contra erva daninha poderiam ser utilizados na plantação sem que danificasse os grãos. Os tomates possuem os genes dos porcos que impedem a oxidação e as galinhas são alimentadas com cianida para o aumento da produção de ovos. Eles estão tentando nos dizer o que é seguro . Todo dia profissionais e pesquisadores da área médica estão sendo apresentados a novos grupos de bactérias que foram criadas entre nós por eles e pelas indústrias farmacêuticas a medida que nos tornamos mais resistentes aos medicamentos sintéticos fabricados pelo homem. Me parece que cada vez mais os médicos prescrevem estes antibióticos mais resistentes os grupos se tornam. Esta é uma grave crise da saúde. É severa suficiente para ser conhecida pela imprensa. Vamos enfrentar a realidade, nós as pessoas da rua somos os últimos a saber qualquer coisa da comunidade médica e de acordo com os relatos a tendência é piorar antes que melhore. Desde o início de 1900 existe uma alternativa segura e natural para os antibióticos prejudiciais e outras drogas químicas que existem e é eficaz no combate dos mais resistentes grupos microbianos. A VERDADE OCULTA Desde a metade do século 20 a profissão médica tem considerado a prata um completo antibiótico natural que é mais eficaz que os conhecidos e sem efeitos colaterais. Desconhecido pela grande maioria, a fraternidade médica tem conhecimento do poder anti microbiano da prata desde os primórdios do século. A prata é medicamente comprovada por ser o melhor agente a combater infecções já descoberto. Os chineses usavam agulhas de prata na prática da acupuntura. A prata também tem sido utilizada pela medicina por mais de três mil anos. Foi percebido na china, há 7 mil anos, que os soldados feridos por flechas que algumas vezes se recuperavam das doenças que os afligiam por vários anos. A partir destas observações o princípio envolvido era que a penetração da pele em certos pontos, algumas doenças eram aparentemente curadas. Os chineses então começaram a copiar os efeitos das flechas, furando artificialmente a pele. Em um primeiro momento gravetos pontiagudos de madeira e espinhos eram utilizados, porém, mais tarde, agulhas de bronze e ferro passaram a serem utilizadas. Por volta de 3 mil anos A . C. havia sido observado que metais diferentes produziam efeitos diferentes. Para a cura de algumas doenças era necessária a produção de um efeito estimulado e para outros efeito sedativo. A utilização de agulhas de prata e ouro foi desenvolvida desde que o ouro apareceu como estimulante e a prata como sedativo. Hoje na china, mais de 500 mil médicos utilizam agulhas de prata na acupuntura. No Japão são mais de 30 mil e estendendo-se ao leste o número total provavelmente excede dois milhões. Por toda a parte do mundo existem mais médicos praticando a acupuntura com agulha de prata do que o número de médicos praticando a medicina ocidental. 8
  9. 9. ENTÃO, A BUSCA COMEÇA A seguir são apresentadas algumas notas de pesquisa que eu encontrei, cataloguei a documentação colocando a data e a fonte médica para que todas as declarações possam ser verificadas e todos possam ler a verdade. Estas não são minhas informações, são provindas de documentos médicos que foram escondidos do público, são fatos reais e papeis de pesquisa. Você pode ler por você mesmo o maravilhoso potencial da prata coloidal.(Eu tenho fotocópias para inspeção.) PRATA COLOIDAL O QUE É E ALGUNS DE SEUS USOS Por Alfred B. Searle Notícias úteis, E.U.A . 11 de Janeiro de 1991 Volume I, Número 1 A prata coloidal contendo metal na forma coloidal (definição: Colóide Substância composta de partículas extremamente pequenas, porém maiores que a maioria das moléculas normalmente variando de 0,01 a 0,001 microns de diâmetro.) As partículas de um colóide de fato não se dissolvem, mas permanecem convenientemente suspensas gases, líquidos ou sólidos. Muitos materiais associados com a vida cotidiana, como sabonete, maioria dos plásticos, borracha e vidro são produzidos das colóides. As colóides também exercem importante papel na função orgânica, como a digestão e excreção e não apenas como um líquido claro. A cor da prata coloidal pura tem sido largamente expandida no modo de sua preparação na presença ou ausência das mínimas quantidades de eletrólitos. Alguns usos quando preparada sob condições convenientes e devidamente protegidas a prata coloidal é bastante estável até mesmo na presença dessas e de constituintes normais do sangue. Sua ação destrutiva das toxinas é bastante destacada de forma a proteger os coelhos com 10 vezes mais eficácia que a dose de toxinas diftéricas Diferentemente de certos componentes orgânicos da prata o metal coloidal não é organotrópico. Organotropic Organo = orgânico. Trópico tem uma tendência de se voltar e mudar de maneira a responder os estímulos. Doravante Organotrópico = A tendência de mudar em resposta dos estímulos orgânicos não causando necroses sobre os tecidos. Portanto tem sido utilizado consecutivamente por vários meses sem manchar a conjuntiva. (Definição: Conjunção, a membrana mucosa que delimita a superfície interna das pálpebras. E é continuamente fora da parte da pupila.) Tomada internamente, as partículas da prata coloidal são resistentes a ação dos ácidos diluídos e alcalinos do estômago e consequentemente continuam sua ação catalisadora e passam pelo intestino não modificado. T.H. Anderson Wells relata em Lancet ( 16 de fevereiro de1918) que a preparação da prata coloidal é utilizada intravenosa nos casos de septicemia sem qualquer irritação dos rins e nenhuma pigmentação da pele. Este físico descobriu que uma série de injeções intravenosas de prata coloidal a cada 48 horas não produz efeito inconvenientes e a recuperação é rápida. Senhor Malcolm Morris relata no Jornal Médico Britânico ( 12 de Maio de 1917), a prata coloidal é livre de inconvenientes dos preparativos da prata. A dor causada e a descoloração da pele ao invés de produzir irritação tem amenizado claramente os efeitos. Rapidamente domina a inflamação e promove a cicatrização das lesões. Ele possui resultados notáveis no aumento da próstata com irritação da bexiga, no Prurigo e área do eczema perineal e hemorróidas. Ela pode ser utilizada na forma de supositórios, enquanto a solução é aplicada na pele irritada. Na bromidrose da axila e pés ela dá alívio imediato e causa o rápido desaparecimento das verrugas. Sendo não tóxica, ela pode ser utilizada internamente na urticária e outras formas de dermatites, que sugerem a toxemia. Nestes casos o benefício é rapidamente percebido. Na oftalmologia a prata coloidal tem agora amplamente substituído o nitrato de prata. J. Mark Hovell escreve no Jornal Médico Britânico (15 de Dezembro de 1917), que a prata coloidal foi encontrada como sendo permanentemente benéfica na restauração da potência dos tubos eustasianos e para a redução do catarro nasofaringolo. A prata coloidal tem também sido utilizada com êxito nas condições sépticas da boca (incluindo doença alveolite pinorréia de Rigg ), garganta (incluindo amidalite e amidalite severa), ouvido (incluindo sintomas de Menière e o fechamento para inflamação da valsava ), septicemia generalizada, leucemia, cistite, coqueluche, herpeszoster. As declarações do uso da prata coloidal se prolongam nas declarações dos jornais médicos. OS REMÉDIOS COLOIDAIS E SEUS USOS Se voltando agora para o uso dos líquidos coloidais na cura ou alívio de doenças, é importante perceber o simples papel desempenhado por seus agentes em tais diferentes líquidos. Na maioria dos remédios decididamente utilizados com êxito levando em conta suas propriedades coloidais o agente ativo é um metal, tal como a prata, paládio ou um elemento não metal como o iodo e o enxofre. Substâncias mais complexas como a quinina e a cocaína também tem sido utilizadas com sucesso em estado coloidal, porém 9
  10. 10. não atingindo a mesma extensão dos elementos anteriormente citados. A razão é bastante simples, somente com um número limitado de pesquisadores é possível se proceder da maneira desejada obter resultados notáveis que se seguiram os elementos em um estado coloidal, naturalmente resultando na concentração da atenção nesses elementos. A grande vantagem que os elementos coloidais possuem sobre seus componentes é a facilidade com que suas ações podem ser estudadas. Se o sal ou outro componente é administrado existe sempre a possibilidade de ocorrer a hidrólise ou ionização da corrente sangüínea ou canal nutritivo, dessa forma desencadeando reações complexas nas quais elementos além dos investigados serão envolvidos. Por exemplo, o ferro pode ser utilizado na forma de carbono que é convertido em clorídrico no estômago e isto, em dissolução é hidrolisado , eventualmente formando hidróxido e clorídrico de ferro. Se o ferro fosse administrado como um elemento estas complicações seriam evitadas e o investigador teria muito mais precisão na hora de traçar suas conclusões. Exceto na forma coloidal é impossível a utilização de elementos em seu estado ativo sem os demais elementos necessários para ocorrer sua solução. Nenhum tipo de método foi ainda descoberto no qual haveria a redução de um elemento a um estado tão puro que eles permaneceriam em suspensão na água por meses sem que houvesse a tendência da deposição. O produto bruto obtido dos processos mais elaborados de trituração é destituído destas propriedades que dão às partículas coloidais seus valores terapêuticos. O efeito da administração de certos elementos em estado coloidal em pessoas com condições patológicas é bastante interessante, parcialmente levando em conta a ausência de complicações que ocorrem quando o mesmo elemento é utilizado de outra forma. Por exemplo o iodo e o mercúrio, como normalmente utilizados, são insatisfatórios por sua grande ação tóxica. Isto praticamente não ocorre quando estes elementos são utilizados na forma coloidal. O fato notável de que a prata coloidal e o iodo não mancham a pele uma vez que as preparações farmacológicas da prata e do iodo são extremamente fortes é uma indicação avançada da impressionante diferença entre as soluções normalmente utilizadas e aquelas coloidais. Amplamente como o aspecto coloidal do metal difere dos mesmos metais usualmente conhecidos e de seus sais, tal aspecto é notavelmente semelhante às enzimas que atuam nas bactérias. A quantidade de metal coloidal produzido sob os experimentos é quase insignificante tornando seu efeito germinativo bastante satisfatório. Ainda mais impressionante são os resultados obtidos com a adição de solução coloidal propriamente preparada para uma inalação média, onde as bactérias são destruídas relativamente em um curto espaço de tempo - tem sido mostrado nas fotografias de pesquisas que existe uma maneira claramente infalível das potencialidades dos metais coloidais mesmo sob condições particularmente desfavoráveis para seu uso. Foi estimado que na zona morta, onde há maior concentração de metal coloidal, este não excede 25 partes por milhão de nutrientes aproximadamente. A ação germicida de certos metais no estado coloidal tem sido demonstrada, apenas nos resta aplicá-la nos humanos; e isso tem sido feito com a obtenção de resultados impressionantes. Não é sugerido que as formas de metais coloidais substituam os costumeiros desinfetantes de excreção, vasos de vários tipos e usos gerais; mas sim para a administração interna, tanto oral como hipodérmica possuindo a vantagem de serem rapidamente fatais para os parasitas bactérias e outros sem ação tóxica para o hospedeiro. O problema com qualquer inovação no avanço da ciência médica é a suspeita que inicialmente é levantada sobre o estabelecimento das relações de dor naqueles de visão mais centrada. Aderindo à sua atitude estruturada e na definição de programas de tratamento, a maioria dos físicos e cientistas são bastante sépticos no embasamento de qualquer mudança ou desafio às suas teorias e concepções. A única elevação efetiva que irá substituir um tratamento já estabelecido e seus conceitos lógicos será a descoberta e publicação da verdade. A verdade por si só na ciência é considerada aquela que se pode repetir várias vezes e ser claramente vista sob diferentes condições de experimentos porque não somos iguais, cada pessoa irá reagir de uma forma à mesma coisa. Enquanto o escândalo permanece também é figurado como uma cara barreira entre uma boa idéia e a prova científica. Isto é para dizer que uma boa quantia de dinheiro pode ser gasta na utilização dessas pesquisas para a prova de uma nova verdade e este dinheiro é quase todo arrecadado de doações dos cofres públicos. Durante toda esta demora, o ponto de vista e padrões de tratamento continuam a ser aqueles conhecidos e utilizados. Uma geração inteira ( ou duas) de médicos e cientistas pode se formar em suas carreiras com informações que vão contra a natureza e sua cura em um momento que a verdade é conhecida por apenas algumas pessoas corajosas. Muitas idéias de cura natural sofreram o fato de serem casualmente esquecidas pela boa reputação dos então chamados estudos científicos . Resguardando a prova científica, informações reais foram evitadas de várias fontes pelo tempo que o intensivo exame científico era feita para determinar mais precisamente o significado e aplicação desta única descoberta que se aproximou do tratamento de doenças sérias. Aqui existe um outro exemplo do problema. È agora estimado que uma em cada quatro mulheres irão desenvolver o câncer de mama ao longo da vida. Escutei de duas mulheres que diziam terem sido curadas do câncer de mama com a prata coloidal. Também, três homens com câncer de próstata que desapareceu e um com câncer nos rins. Todos eles foram diagnosticados através da biópsia. Após o diagnóstico eles tomaram diariamente grande quantidade de prata coloidal até o dia da cirurgia. Um utilizou-se do produto caseiro e outro do produto feito com a prata coloidal. Em todos os casos biópsia do tecido da mama retirada e dos nódulos linfáticos era câncer. A questão é: a prata coloidal funcionará bem em todos os casos de câncer de mama? Provavelmente não, mas n atual conjuntura legal e política nunca saberemos. Nenhuma indústria farmacêutica pode controlar ou monopolizar os direitos da prata coloidal, portanto nenhuma irá financiar as pesquisas que atualmente podem custar alguns milhões de dólares e durar 10 anos. TGA diz que se você alegar que a prata coloidal cura e isto quer dizer de um resfriado ao câncer, ela seria classificada como uma nova droga e o público não pode Ter acesso à novas drogas sem que elas sejam testadas. Usando o modelo de TGA, iria custar um 10
  11. 11. bilhão de dólares ao povo para provar ao TGA o que ele já sabe sobre a prata coloidal. Os políticos definitivamente se incluem neste quadro. TGA não quer ser exposto e forçado a ser um incentivador das indústrias de medicamentos e nem ser taxado de não agir em pró dos interesses do público. Enquanto estas idéias não são novidades para alguns de nós, esta seria uma revelação inovadora para que grande porção da população passasse a pensar desta forma. TGA certamente gostaria de evitar este constrangimento das relações públicas . A verdade é que o TGA nunca utilizou o dinheiro dos impostos na realização de nada importante ou publicou nenhuma de suas descobertas em benefício da população, especialmente quando algo tão poderoso, seguro e barato podia ser obtido e feito por ela mesmo. Obviamente, o enfraquecimento da população em ser auto confiante e frugal com sua própria saúde não é de responsabilidade do TGA. A prata coloidal possui claramente algumas capacidades extraordinárias e centenas de usos legítimos. Porém, sem padronização, controle de qualidade e extensos testes médicos, o público nunca saberá como melhor utilizar a prata coloidal em determinada situação. O TGA possa tentar ainda restringir o acesso do público à prata coloidal alegando que ela não é segura, mesmo eles sabendo o quão segura e eficaz ela PODE SER quando utilizada de maneira correta. Na ausência dos dados deste teste autoritário, o as pessoas são deixadas para procurarem e experimentarem as respostas. Há a ameaça de uma briga sobre o acesso da população a prata coloidal porque o custo do cuidado com a saúde neste país é fora do comum e as pessoas estão buscando por soluções mais baratas que realmente funcionem. Desta forma, a prata coloidal poderia ser aquilo que os médicos esperavam. Estudos de pesquisas feitas por Margaret Bayer, PhD, no Fox Chase Cancer Centre na Filadélfia, EUA, mostrou que o crescimento e a reprodução ( expansão) da bactéria da Doença de Lyme ( Borrélia burgdorferi espiroquetas) é medida lentamente ou impedida pela prata coloidal quando observada nos tubos de testes do laboratório. William Burgdorfer,PhD. e Tom Schwan, Ph.D trabalham nos Laboratórios Moutain Rocky, Institutos Nacionais de Saúde, Serviço de Saúde Pública, Departamento americano de Saúde e Serviços Humanos. Em seus estudos de duas bactérias de borrélia B. Burgodorferi ( causadora da Doença de Lyme) e B.hermisii ( causadora da recaída febril) descobriram que misturando os tubos de ensaio com prata coloidal elas se encontravam uniformemente mortas. Helen Buckly, PhD, Professora de Micro biologia e Imunologia na Escola Universitária Temple de Medicina, Filadélfia, Pensilvânia , EUA; declarou que um tratamento secundário poderá estar disponível para os casos de síndrome do levedo tendo sido feito estudos com os tubos de ensaio para vários tipos de Cândida albicans ( cadeia de fungos) e vários criptococus em correntes com neo formas. Criptococose, uma infecção mortal causada por fungos é um grande problema para muitas pessoas que sofrem de AIDS ( ou SIDA) ( síndrome de imuno- deficiência adquirida). Em ambos os casos, a proliferação foi contida na exposição dos tubos em quantidades bastante pequenas da prata coloidal. AIDS, O BIOLÓGICO EQUIVALENTE A UMA GUERRA NUCLEAR Dr. Seale precisamente denominou a AIDS de O BIOLÓGICO TERMONUCLEAR EQUIVALENTE A UMA GUERRA NUCLEAR . E ele e como as autoridades da saúde falharam em tomar medidas apropriadas para refrear a doença e em como a mídia espalhou tantas informações erradas sobre ela .Hoje, na maioria das cidades a AIDS é uma das maiores causadores de morte sem qualquer previsão para sua cura. O que torna a AIDS ainda mais terrível que qualquer outra praga existente é que ela ataca o sistema imunológico deixando as vítimas enfraquecidas para se defenderem de qualquer tipo de doença, desde uma simples gripe à uma tuberculose ou meningite. Esta é uma doença para além de infernal que afeta não só o corpo mas também a mente e o julgamento daquelas que a possuem. E ela está se espalhando por todas as partes do mundo : ninguém mais está seguro. Dr. Claude Newbury disse ao final do ano de 1995 que poderia existir 12.6 milhões de sul- africanos infectados com o vírus da AIDS. A CIA calcula que aproximadamente 75% da população africana no sul do Saara poderia estar infectada com AIDS por volta de 1990. Esta certamente será a pior epidemia que o mundo já testemunhou. O principal problema de saúde que nos chama a atenção agora é a AIDS. O problema é simples: esta é uma doença então chamada mortal sem nenhum aparente tratamento que as multinacionais possam Ter pacientes e ganhar milhões. ( a palavra chave aqui é aparente ). Este problema é reivindicado para o resultado da exposição e infecção por um vírus específico, como o HIV-1 ( Vírus humano de imuno-deficiência , tipo1). A medicina moderna aproximou-se de algumas descobertas no sentido de diminuir a proliferação do vírus dentro do corpo humano mas não há nenhum tratamento que ajude a melhorar o sofrimento. Em 2 de fevereiro de 1995, E.Henderson, PhD, um outro professor de Micro biologia e Imunologia na Escola Universitária Temple de Medicina, publicou um jornal reportando dados empolgantes do uso da prata coloidal. Os experimentos do Dr. Henderson, testaram a habilidade da prata coloidal em bloquear a produção de HIV nas células linfócitas dos humanos ( glóbulos brancos). Em pequenas doses, relatando suas descobertas, a prata coloidal bloqueia a produção viral drasticamente com um pouco ou nada de intoxicação. Estudos tardios no laboratório do DR. Henderson envolviam a linha celular de linfoblastóide-b , um tipo diferente de glóbulo branco e HIV-1 sobrevivente e reativado. Ele mais tarde declarou que a variação de pequenas dosagens da prata coloidal eliminada as infecções causadas pelo HIV ou reduz significantemente a habilidade infectiva. Estes testes foram feitos em tubos de ensaio e encaminham como as futuras pesquisas devem ser feitas. Os medicamentos atualmente utilizados infelizmente não têm sido eficazes contra o vírus HIV. Bastante importante é que os efeitos colaterais do tratamento da AIDS têm algumas vezes sido tão mortais como a própria doença. (erradica-se a doença mas mata-se a patente). Aqui talvez fosse aonde a prata coloidal pudesse realmente ajudar. 11
  12. 12. Ele continua e declara que quase ou nenhuma toxidade aos glóbulos brancos ocorreu na dosagem necessária e eficaz contra o vírus HIV. Como ele mesmo diz Estes resultados são bastante encorajadores e sugerem experimentos adicionais que poderiam e deveriam ser feitos. Em parte devido à expansão da AIDS e seus efeitos no sistema imunológico em milhões de pessoas, doenças antigas como a tuberculose estão reemergindo em grande escala por todo o mundo. è perfeitamente claro que a tuberculose e HIV-AIDS caminham juntas explica o Dr. David Rogers da Universidade Médica de Cornell. O Herald of Povo, Utah, 2 de fevereiro de 1992 publicou um artigo na página D-1, no qual um membro administrativo da Universidade Jovem de Brigham pelo nome de Daryl Tichy obteve sucesso nos experimentos com a prata coloidal no tratamento da AIDS, juntamente com verrugas e vírus Parvo em um cão. Tichy disse que ele teve o material (prata coloidal) testado em dois laboratórios diferentes; os resultados mostraram que a solução matou uma variedade de patogenias , incluindo o vírus HIV. Tichy então fala: eu não tenho nenhuma dúvida . Ele disse não ter conseguido subsídio para continuar sua pesquisa. Isto não é uma surpresa, considerando o que outros pesquisadores descobriram. Existem muito mais evidências que comprovam as conclusões de Tichy. Pontos extensos evidenciam ao fato de que a prata coloidal destrói todos tipos de vírus incluindo o vírus da AIDS e reforça o sistema imunológico de forma excelente. A prata coloidal mantém as células T em sua luta contra os organismos estranhos no sangue. Em forma virtual, um segundo sistema imunológico mais precisamente protegendo e defendendo as células T assim como trabalhando por elas. È fortemente indicado por pesquisadores cientistas como o Dr. Gary Smith e vários outros que os íons da prata são essenciais para o sistema imunológico. Em seu livro O uso de Colóides na Saúde e nas Doenças, por Dr. Henry Crookes ele diz : a prata coloidal é altamente anti-viral. Em testes de laboratórios ele descobriu que todos os fungos, vírus, bacilos, estreptococos, estafilococos e outros organismo patógenos são mortos entre três e quatro minutos. De fato, não há nenhum micróbio conhecido que a prata coloidal não mate em seis minutos ou menos, e em dissolução tão pouca como em cinco partes por milhão. Dr. Crookes nos diz não haver nenhum efeito colateral ou qualquer coisa do tipo em concentrações mais elevadas. O cientista pesquisador, Dr. Gary Smith declara que percebeu a correlação entre os níveis baixos da prata, doenças e imuno-deficiência. Ele descobriu que pessoas que possuem baixos níveis de prata possuem um propensão a estarem constantemente doentes e ter inúmeros resfriados, gripes, febre e outras doenças. A pesquisa do Dr. Gary Smith parece sustentar que os benefícios da prata coloidal são inteiramente naturais quanto aos seus agentes de cura. HIV e AIDS são uma dupla condição médica. Primeiro é o vírus HIV que ataca o sistema imunológico e segundo é o principal feito aparente, que são as condições resultantes do enfraquecimento do sistema imunológico. As evidências mostradas nas pesquisas mostram que a prata coloidal é uma faca de dois gumes. Ela ataca direta e eficazmente o vírus HIV e depois forma um sistema imunológico virtual, capacitando-o de se defender de vários outros problemas de saúde que o sistema imunológico não havia sido capaz de vencer. Os parasitas estão sendo conhecidos cada vez mais como responsáveis pela falha na saúde. Hulda Clark, PhD, ND, autora de A Cura para Todos os Canceres e A Cura para o HIV e para AIDS nos diz que nem o câncer nem o HIV podem existir sem a presença de parasitas e, se nós eliminarmos os parasitas a doença irá embora. Saúde e Conscientização, volume 15, n.º 4 diz: Os parasitas também são mortos (pela prata coloidal) a medida que eles atingem o estágio de embriões no ciclo reprodutivo, que é unicelular e mais adiante mortos em seis minutos ou menos. Para a quantidade de parasitas existentes isto pode ser um pouco inconclusivo. Entretanto, testes mostraram que a larva do mosquito é morta eficazmente pela prata coloidal. Deveria ser lembrado que para eliminar um tipo de parasita matando seus embriões ou larvas significa que a pessoa deve continuar o tratamento até que todos os adultos morram provavelmente de velhice . Mais pesquisas são necessárias, mas se a AIDS ou o câncer e outras condições podem ser tratadas eficazmente com a prata coloidal, qualquer efeito aos parasitas é um benefício livre. Na mesma proporção da AIDS é o resultado de um sistema imunológico virtualmente destruído o que seria uma surpresa descobrir que a prata coloidal não possui um efeito dramático sobre a AIDS. A AIDS como uma doença viral, os antibióticos raramente possuem efeitos em nenhum vírus mas a prata coloidal tem se mostrado bastante eficaz. A evidência fortemente sustenta a teoria de que a prata coloidal é altamente eficaz contra as cadeias viróticas curando até mesmo um simples resfriado com dose única. Enquanto muitos medicamentos no mercado mascaram os sintomas da gripe, a prata coloidal é tida para matar os vírus que a fazem persistir. A AIDS, assim como todos outras infecções virais, não está ao alcance dos antibióticos que matam apenas algumas cadeias de bactérias e nenhum são eficazes contra os vírus de leveduras ou fungos. Ainda, pesquisadores estão nos dizendo que a prata coloidal é eficaz para tudo isso antes apresentado. Um séria condição é a típica rapidez com que a AIDS envelhece. O envelhecimento é geralmente devido à diminuição da capacidade do corpo de substituir as células mortas rápido o suficiente. Esta diminuição começa na idade adulta e continua até a terceira idade. Na reportagem: Prata Coloidal, Saúde e Conscientização, vol.15, nº4 lá dizia que a prata na AIDS, ajuda no desenvolvimento do feto em crescimento, saúde e facilita o parto e recuperação. Se a prata coloidal auxilia tão notavelmente o crescimento do feto, poderia ela retardar o processo de envelhecimento? A partir das pesquisas do Dr. Becker, parecia que a prata coloidal produziria as células diferenciadas para a prevenção do retardamento da troca celular. È bem provável que um sistema imunológico enfraquecido é incapaz de produzir indiferentemente o número de células necessárias para a reposição das células. A prata coloidal produz as células necessárias para que isso se torne possível. Tudo isso tem sido descoberto e redescoberto ao mesmo tempo que as doenças causadas por bactérias estão adquirindo resistência aos antibióticos mais modernos. Mais ainda, a imunidade aos antibióticos parece estar se desenvolvendo em todo o mundo até mesmo em áreas isoladas. A comunidade médica está alarmada mas não nos diz nada. Poderia a prata nos salvar? Muitas lideranças de 12
  13. 13. autoridades acreditam que sim! VIROSES DESCONHECIDAS O vírus Hanta mais conhecido como doença de quatro cantos não é assim tão misterioso; é classificado como um vírus de vida selvagem. A eclosão, dizem os virologistas, é um caso clássico do que acontece quando se maltrata o ambiente natural. Parte do problema é a explosão da população de ratos. Roedores estão transmitindo cadeias relativas à peste bubônica que quase dizimou a Europa. Atualmente, o vírus de vida selvagem não é transmitido pelos roedores mas sim pelas pulgas neles existentes. O RESURGIMENTO DA CÓLERA Os cientistas médicos estão apreensivos com o fato de que o mundo está enfrentando uma nova epidemia de cólera, possivelmente a maior do século. Uma nova cadeia ( advidas da mutação causada pelos antibióticos) resistente a todas vacinas conhecidas apareceu na Ásia e já está atingindo milhares de vidas. Ao final dos anos 90 é esperado a proliferação para a África, meio-leste e Mediterrâneo. O número de mortes esperado pela Cólera deve dobrar em 10 vezes até tal tempo. Como mencionado anteriormente, a prata coloidal é conhecida por matar o vírus da AIDS, inibindo a reprodução e formação latente, que é admitido como um fato estornante. No entanto, por muitas razões não entraremos no assunto, mas muito de nós sabe ( incluindo a F.D.A. E.U.A e as restrições australianas de T.G.A) que neste momento uma cura para AIDS não pode ser oficialmente anunciada. Mesmo assim, posso apontar que pesquisas em condições laboratoriais provaram que a prata coloidal realmente destruiu o vírus da AIDS em 34 minutos após entrar em contato com ela. John Barltrop, D.Sc e R.C. Relund, D.V.M; reportaram algo mais além e testes com tubos de ensaio: eles resumiram experimentos em que a prata coloidal foi dada à ratos e suas reações foram observadas. Ratos ( apenas me ocorreu o por quê de eles pensarem que os ratos fazem parte da mesma categoria que os humanos? Em outros pensamentos deixarei esta pergunta em aberto) foram injetados com a solução ou foi adicionada à água. Em todos os casos: clínico e comportamental, e avaliações patológicas mostradas, nenhuma evidência aguda ou a longo prazo de mudanças tóxicas ocorreu. As dosagens utilizadas foram variadas, muitas vezes o que foi eficaz em seres humanos em uma variedade de doenças. Verdadeiramente este poderia ser o ponto máximo que o tipo humano procurava para a prevenção e cura de todas as doenças que o homem moderno vem criando. O QUE É A VERDADEIRA PRATA COLOIDAL? Uma prova Antimicrobiano, Científica e Medicamente Testada e Altamente Eficaz no Suporte do Sistema Imunológico È um poderoso produto antibiótico/ antifungio natural reelaborado da primeira descoberta feita no século XXIX por um químico britânico chamado Michael Faraday. È um catalisador que dissolve qualquer enzima de uma bactéria unicelular, fungo ou vírus utilizando-se do oxigênio de seus metabolismos, por sufocação. A prata coloidal mata todo tipo de organismo causador de doenças em contato, até aqueles que são pleomórficos, não importando o quanto eles mutam. Cadeias resistentes não mais podem ser desenvolvidas e o corpo não adquire tolerância. A prata coloidal foi descoberta para ser tanto remédio como prevenção de resfriados, gripes, todos tipos de infecções e fermentações causadas por bactérias, fungos ou vírus, incluindo estafilococos ( dourado ) e estreptococos. A prata coloidal é a forma utilizável mais eficaz conhecida, no combate de doenças que o corpo precisa combater dos organismos causadores de doenças e como auxílio no processo de recuperação. pessoas mais velhas que a utilizam se sentem rejuvenescidas porque energia do corpo é utilizada para algo mais do que combater as doenças e o processo de digestão é melhorado. Pesquisas médicas em torno do mundo, provaram que a prata coloidal promove a regeneração com menos cicatrizes no tecido nos casos de queimaduras profundas. A prata coloidal ajuda no crescimento do feto, saúde e auxilia o parto e recuperação da mãe. A prata coloidal não é um produto químico contendo prata, são crostas microscópicas de prata pura mantidas em suspensão em água destilada por uma carga elétrica carregada em cada átomo. Água desionizada ( para evitar a precipitação de água impura). Se a prata coloidal está em água desionizada, ela não ficará em suspensão. Por outro lado, o processo de destilação desenergiza as moléculas de água reduzindo a proporção de ligação de hidrogênio para que O magnífico processo da Água retorne com a água para seu estado natural. Possuir prata coloidal suficiente no corpo é como possuir um sistema imunológico secundário. EXISTEM EFEITOS COLATERAIS? 13
  14. 14. É TÓXICOS? Não existe qualquer indício de efeitos colaterais no uso da prata coloidal e nenhum registo de qualquer outra interação de medicamentos ou qualquer outro remédio. Pelo fato de ser uma formulação pura (99,995% de prata+0,005% de cobre) e água destilada da chuva sem nenhum tipo de aditivo não causa nenhum prejuízo às enzimas humanas ou em qualquer química corporal. Possui uma coloração ligeiramente amarelada, quase sem gosto, e digo quase porque acho que se sua papila for muito sensível ou se você estiver com hortelã na boca é percebido um leve gosto metálico. É inodora e não enjoa no estômago A prata coloidal não é tóxica e não possui aditivos que poderiam ser classificados como suplemento mineral da dieta alimentar, porém nós devemos repassá-la suavemente por causa das restrições estabelecidas pelo T.G.A OS EFEITOS DA PRATA COLOIDAL? Em adição aos estudos que têm sido feitos nos últimos 100 anos reportando os diversos testes de laboratórios alarmantes resultados significantes surgiram: Relatório submetido por LABORATÓRIOS ROCKY MOUNTAIN, E.U.A.A Dr. Willy Burgdorfer, PhD Cientista Eméritos 13 de janeiro de 1995 Preparações da prata coloidal: sua eficácia é avaliada nos estudos pilotos preliminares contra a doença de Lyme spirochaeta, Borrelia burgdorferi(BB1) e contra o agente da febre repentina, B. Hermsii(HS-1). Em ambos os testes, culturas Bsk de espiroquetas foram tratadas com a prata coloidal. Quando examinadas 24 horas depois, nenhuma das culturas continha espiroquetas vivas. Poucas espiroquetas , todos mortos foram observados após 48 horas. CENTRO DO CÂNCER FOX CHASE Estudos preliminares de laboratório nas espiroquetas Borrelia burgdorferi revelaram que a prata coloidal significante e eventualmente levava à morte das células. Mais estudos são indispensáveis para obtenção de um quadro mais claro sobre a interação da proteína da prata e a Borrelia burgdorferi . Como estes estudos preliminares sugerem, o crescimento e reprodução das espiroquetas de Lyme são medidamente inibidos pela prata coloidal. Margaret Bayer, PhD. UNIVERSIDADE DE TEMPLE,EUA 2 de fevereiro de 1995 A professora Helen R. Buckley, PhD, afirma que estudos preliminares da preparação da prata coloidal mostra esta sendo eficaz na inibição e matança das cadeias de Cândida Albicans e cryptococcus em neo formas in vitro. Estudos complementares deveriam ser feitos para avaliação de sua verdadeira eficácia. O professor Earl Henderson, PhD. escreveu: O exame e a habilidade da prata coloidal na inibição do tipo 1 de vírus (HIV-1) da imuno-deficiência humana reaplicado na linhas T das células humanas, SupT1, é medido com a formação da syncytia. Foi descoberto que a prata coloidal inibe a reprodução de HIV-1 nas células SupT1 como mostrado pela redução na cultura celular da syncytia. Houve o aparecimento de uma mínima ou nenhuma toxidade aguda associada à dose de prata coloidal, que inibiu a reprodução de HIV-1. Estes fatos sabidos são bastante encorajadores e sugerem experimentos adicionais que poderiam ser feitos. Ele também declarou : Meu laboratório tem estudado os efeitos de uma formulação especial da prata coloidal na imuno-deficiência humana virótica do tipo1(HIV-1) a sobrevivência e a reativação latente do HIV-1 na linha celular do linfoblastóide B, M57-3. Os resultados do experimento mostram que a exposição do HIV-1 à prata coloidal durante uma hora à 37 graus centígrados elimina completamente a infecção do HIV-1 como medido pela formação de syncytia nas células SupT1. UNIVERSIDADE DE TORONTO 27 de janeiro de 1995 À mais alta dose não foi observado nenhum efeito contrário durante o período de tratamento, os dados não nos permite fazer declarações resguardando o fato metabólico da prata coloidal. Se estes dados pudessem ser extrapolados para a escala humana, então para cada 60 quilogramas individuais seria dado 3,600mg(3,6 gramas) para receber uma quantidade equivalente à aquela utilizada nos testes com animais (ratos0. Isto corresponde à injeção de 1ml de solução contendo 300,000 pp/L ou pp/M ( partes por litro) 14
  15. 15. de prata coloidal. TOXIDADE DA PRATA COLOIDAL Soluções medicinais da prata foram desenvolvidas por volta de 1891. Bastante difundido o uso desses produtos por seus praticantes tanto oral como injetável, a antibacteriana ocorreu primeiramente em 1930.existiram vários nomes para os produtos da prata e soluções produzidas por diferentes indústrias manufatureiras e farmacêuticas. Alguns nomes foram Argeti Acetas, Argonin, Argyn, Argirol, Largin e lunosol; apenas para enumerar alguns. A eficácia de soluções da prata como dependente antibactericida nos padrões manufatureiros eclodiram desde a época em que foram fabricados. No geral, as soluções da prata formuladas por físicos do ramo de pós comerciais variaram efetivamente em diferentes graus por mais de 14 dias da data de fabricação. Dependo do processo manufatureiro, manchas na pele poderiam ocorrer quando utilizado topicamente. Mesmo que a soda clorídrica pudesse ser removido do conteúdo, alguns vestígios permaneciam. Nenhum desses produtos foram eficazes no combate à bactéria como a do nitrato de prata. entretanto, o nitrato de prata tinha sérios potenciais, senão fatais, efeitos colaterais devido à sua toxidade. As soluções da prata que possuíam a mais alta eficácia eram aquelas preparadas em consultórios médicos e que eram administradas imediatamente por via oral ou intravenosa. Por volta de1990, havia apenas poucas pessoas fora da comunidade médica fabricando soluções da prata a maioria produtores de suplementos alimentares. Eles mesmo faziam o produto, em pequenas quantidades , desta forma a solução era previamente preparada. Infelizmente, isto resultava em um produto totalmente instável quanto à sua eficácia. Em 1992, o Dr. Joseph Cardot em Arvada, Colorado estava utilizando a prata coloidal. Dr., Cardot percebeu que alguns produtos limitavam a eficácia contra algumas infecções durante um certo tempo mas não eram eficazes contra a mesma infecção outras vezes. Dr. Cardot teve a previsão de acreditar que as soluções da prata tinham o potencial de serem bastante eficazes no tratamento de infecções quando manufaturadas propriamente. Ele então começou a olhar para um possível problema com o produto ou pesquisar a possibilidade de uma melhor fabricação para a solução de prata. Alguns meses depois, um único modo de infusão da prata em água destilada por eletrólise foi descoberto. Isto resultou em uma prata coloidal extremamente estável com o aumento das propriedades antibacterianas. Testes aprofundados confirmaram que o componente era bastante estável. O produto foi então entregue aos médicos, laboratórios e universidades para testes. As notícias correram rapidamente dos médicos utilizadores da nova prata coloidal desenvolvida, na medida em que ela era eficaz no tratamento de cadeia de bactérias resistentes aos antibióticos. Os estudos continuados feitos in-vitro e in-vivo durante vários anos revelaram que as soluções da prata coloidal inibiram ou foram letais contra o HIV. Os mesmos efeitos foram encontrados in vitro à respeito da C. Albicans , C. neoformas, as espiroquetas na doença de Lyme, Estafilococos coli, Estreptococos aureus, S.pneumonise e P. aeruginosa, também parcialmente inibido pelo enterococos in-vitro. Pesquisas aprofundadas da concentração irão sem dúvida provar que esta resistência Dos grupos de bactérias aos antibióticos é também suscetível os efeitos letais para a bactéria da prata coloidal. Declarações advindas dos médicos e praticantes que vêm utilizando a prata coloidal in-vivo por mais de três anos relataram correspondente aos mesmos resultados das universidades utilizadoras do teste in-vitro. OS USOS DA PRATA COLOIDAL Fybromagia (fybromyositis) infecciosa e pacientes com a síndrome de Sjogren têm se beneficiado com a terapia feita com a prata coloidal. A terapia feita com a prata coloidal ajuda muitos pacientes com artrite reumática com infecções por fluídos sinoviais que estão causando inflamação para não mais ser preciso a utilização de esteróides. A sistemática da Cândida albicans tem sido tratada com sucesso pela prata coloidal É muito eficaz, porém você deve começar com doses pequenas ( 2 gotas duas vezes ao dia)para controlar o efeito herxheirmer. Os efeitos de Herxheirmer é uma leve dor de cabeça na parte de trás da nuca, algo como uma dor de cabeça de Clayton . Estafilococos e outras infecções na boca (gengivite) melhoraram drasticamente com a terapia da prata coloidal. Doença espiroqueta de Lyme ( Borrelia burgdorferi) é eliminada com a utilização da terapia pela prata coloidal. Foi observado que pacientes da Lyme que vinham tomando vários antibióticos por três anos ou mais, se tornaram assintomáticos a terapia da prata coloidal em apenas três ou quatro semanas de tratamento A duração média para livrar o corpo da espiroqueta é de três a nove meses. A sistemática da Cândida albicans ocorre frequentemente em pacientes com Lyme complicando e prolongando a duração do tratamento. Doença de Lyme predomina mais do que se é sabido. Lyme foi detectada nos Estados Unidos em 43 estados, em todo o Canadá e também na Austrália ( conhecida como febre da esfregação ), os casos reportados da Lyme representam aproximadamente 20% do número real de casos. Lyme é frequentemente mal diagnosticada e confundida com a meningite ou como uma erupção causada pelo calor. Um exantema vermelho é um sintoma típico da Lyme .A prata coloidal está provando ser eficaz em se livrar da espiroqueta de Lyme quando ela é inclusa no protocolo de tratamento. A coisa mais importante sobre a terapia da prata coloidal é o fato de ela não ser tóxica. Nenhum efeito colateral foi detectado na utilização da prata coloidal no tratamento, e ela tem sido utilizada com pacientes em todos os tipos de infecções. Em condições extremas quatro colheres de sopa por dia foram dadas sem nenhuma reação contrária observada ou relatada. 15
  16. 16. Editores notem: para descobrir o quanto de prata coloidal eu poderia tomar sem obter efeitos colaterais, comecei a tomando 50 ml duas vezes ao dia( isto é um quarto de garrafa) durante uma semana .Após alguns dias achei estar com diarréia, mas um exame mais profundo mostrou que era o muco que começava a ser descarregado pelo corpo em quantidade abundante. Eu pensava estar bem até que me disseram que em um grande hospital na Califórnia, existiam três homens fazendo pesquisas e eles estavam tomando um litro por dia sem efeitos colaterais. DOSAGEM A seguir é a quantidade diária que eu vinha tomando. 1ºdia, 1gota, 1 ml de manhã e à noite 2º dia, 2 gotas, 2 ml de manhã e à noite 3ºdia, 3 gotas, 3 ml de manhã e à noite 4ºdia, 4 gotas, 4 ml de manhã e à noite 4mls = uma colher de chá Para os dez dias seguintes eu tomei uma colher de chá duas vezes por dia depois voltei a 1 gota duas vezes ao dia. Isto me deu algum resultado mas lembrem-se que eu já estava doente há poucos anos, estes germes já estavam acomodados em meu corpo. Então decidi passar a tomar uma colher de sopa (12 gotas) de prata coloidal duas vezes ao dia. Comecei a ter uma forte dor de cabeça atrás da nuca e então diminuí para 8 gotas duas vezes ao dia(uma colher de sobremesa).Fiz isso durante poucos dias e depois aumentei para a colher de sopa duas vezes ao dia. Eu sou uma pessoas grande, meu peso varia entre 86 e 90 quilos. A resposta individual pode variar para a quantidade média de prata coloidal necessária para o benefício ótimo de cada pessoa. Descobri nos últimos anos que aproximadamente 17% ou um sexto da população irá atingir os benefícios máximos a partir de uma quantidade diária ainda menor. Por volta de outro sexto descobrirão que eles terão que tomar mais. TITRATION Determinando a quantidade necessária Vamos começar formulando a quantidade diária sugerida. Utilize metade da medida recomendada para crianças e um quarto para bebês. Depois de tomar uma colher de chá diariamente de prata coloidal você pode aumentar ou diminuir a dose, isso dependerá de como se sente, seu corpo irá lhe dizer e o melhor de tudo é que a prata NÃO LHE FARÁ NENHUM MAL. Os adultos poderão diminuir para metade de uma colher de chá diariamente ( e proporcionalmente para peso corporal e crianças). A idéia geral é que quando você estiver em forma novamente seu consumo seja de uma gota embaixo da língua duas vezes ao dia para manutenção. Uma garrafa de 200 ml de prata coloidal deve durar mas de cem dias, isso gira em torno de três meses. Caso a pessoa sinta que está ficando gripada ou resfriada ou ainda qualquer outra porcaria que foi criada, a quantidade deverá ser triplicada ( uma colher de chá três vezes ao dia) por três dias e depois continuar seguindo a orientação acima. Descobri que dessa forma tudo é nocauteado . Algumas pessoas sentirão dormência e sonolência por volta do terceiro ou quarto dia após início do tratamento diário com prata coloidal. Isto é chamado reação de Herxheimer na aproximação da cura. Quando o corpo desintoxica rapidamente eliminando uma grande sobrecarga de toxina de uma só vez, os órgãos excretores podem se sobrecarregar e nesses casos é recomendado a ingestão extra de água para acelerar a amenização dos sintomas. Se uma pessoa tomando uma quantidade diária achar que ela ou ele ainda possuem ocasionalmente alguma infecção, eles devem quadruplicar a dose. Não há qualquer perigo na overdose, no entanto algumas poucas pessoas precisam de quatro doses ao dia. Já que prevenção é a idéia aqui, a pessoa pode errar na margem de segurança tomando apenas a quantidade mínima necessária. Ninguém sabe quando poderá ocorrer a eclosão de alguns vírus em números tão extrapolados em que o sistema imunológico fora fortificado com apenas um nível mínimo de prata coloidal. Também, se ocorrer um ataque de germe com proporções maiores do que o nível de imunologia do corpo sustentar, seria mais seguro aumentar a dosagem para um nível estável de ingestão da prata coloidal diária, podendo ser sentido uma leve desintoxicação pelo indivíduo. Eu descobri porém, que é melhor se prevenir do que se arrepender quando a intenção é ir a shoppings ou ao trabalho na presença de ar acondicionado. CINESIOLOGIA APLICADA Cinesiologista aplicada é uma das maneiras mais fáceis de determinar se um indivíduo necessita ou não da prata coloidal, especialmente se ele não está resfriado ou com qualquer outro tipo de infecção se manifestando. Reavaliando de tempos em tempos 16
  17. 17. mas sempre pecando pelo excesso. Cinesiologia pode ser o meio mais eficaz de se determinar a quantidade ideal. Isto pode soar estranho para algumas pessoas; se você possui um animal e quer descobrir qual seria a dosagem para ele peça ao seu Cinesiologista para fazer o teste para você. Eu já vi ser executado e funciona para recém nascidos e crianças muito novas também. FORTALECIMENTO CORPORAL E ELIMINAÇÃO A média para os primeiros benefícios da prata coloidal varia de cinco a sete dias para ser percebida. A prata coloidal irá fortalecer os tecidos para pelo menos uma concentração de cinco partes por milhão (5pp/L ou pp/M) em média por volta do décimo dia. Esta é a concentração efetiva mínima; concentrações maiores são desejadas(9-14 pp/M) devido ao risco de grande exposição a uma doença ou queimaduras profundas. De uma a três semana após cessado ( novamente isto varia de acordo com o indivíduo), a eficácia da prata coloidal é finalmente perdida e é eliminada através dos rins, linfáticos e intestinos. Descrita como uma substância que faz emergir, ela causa uma reação ou ocorrência sem ela mesma participar ou ser consumida. A prata coloidal atua como catalisadora na incapacitação de determinada enzima, melhor descrita como pulmão químico à medida que transfere oxigênio às paredes da células do causador da doença no organismo. O organismo sufoca! A mera proximidade da prata irá inutilizar a atividade da enzima comum a todos os vírus, fungos e bactérias, porém sem afetar as enzimas e tecidos celulares. Relatórios feitos sobre pacientes com HIV positivo, responderam à terapia com a prata coloidal se o tratamento havia sido iniciado antes do estágio avançado do vírus. Aos estudos da Universidade de Temple indicaram que a prata coloidal mata o vírus HIV in vitro. È fortemente acreditado que o HIV pode ser completamente eliminado se utilizada concentrações maiores do que aquelas que conseguem ser absorvidas oralmente. Devido ao fato da prata coloidal não ser tóxica em concentrações superiores isto poderia ser a prova de um tratamento para a vida de milhões que estão sofrendo e morrendo de doenças relacionadas à AIDS. O uso do AZT e outras drogas quimioterapêuticas intravenosas para o tratamento da AIDS são simplesmente uma sentença de morte . Mas enquanto o dinheiro continuar prosperando nas indústrias de medicamentos, estas drogas serão forçadas. È um fato clínico que estes medicamentos destroem o DNA e também o sistema imunológico, um caso de a doença foi erradicada mas matou o paciente . Porque não usar a comprovada prata coloidal não tóxica em pacientes com AIDS ou invés da atual Matem o paciente para curar a doença ? O velho ditado é verdadeiro: Os médicos sepultam seus erros . OUTROS USOS Plurigo: embeba um band-aid em prata coloidal e aplique na infecção, é declarado que a limpeza ocorrerá entre dois e três dias. Pseuríase: ( vírus da pele) há resposta para a prata coloidal, aliada topicamente e ingerida. Em três semanas de tratamento o crescimento de uma nova pele é observado. Pode levar de três a dezoito meses para o tratamento com a prata coloidal curar a psoríase, isto depende dos medicamentos tomados anteriormente e o tempo que o paciente possui o problema. Gengivite: a prata coloidal é tão eficaz no tratamento de doenças da gengiva que ela pode erradicar completamente a doença. Foi relatado que pacientes com severas infecções bucais os quais os sintomas eram: gengiva inchada, língua e bochecha( tornando-os incapacitados de falar ou comer) melhoraram imediatamente. Seguindo a aplicação ( ½ de colher de chá) de prata coloidal limpando em volta da boca maioria das pessoas achou maravilhoso o prazer de comer. Estas severas infecções são completamente limpas após dois ou quatro dias de aplicação de prata coloidal quatro vezes ao dia. Descobri que a melhor maneira é encharcar um longo e fino chumaço de algodão com prata coloidal e deixar na boca entre a gengiva e a bochecha em cima e embaixo adicionando a prata coloidal de 3 a 4 vezes por dia. Isto faz com que a boca fique meio grudenta mas funciona bastante. Herpes genital: excelentes resultados foram documentados na utilização da terapia com prata coloidal na herpes genital. Se a prata coloidal é aplicada topicamente por spray quando a ardência e irritação ocorrerem dando prioridade as erupções vesiculares, ela previne a erupção em mais de 50% dos casos. As erupções são amenas se elas ocorrem. Se continuado o tratamento tópico sobre a área, a infecção desaparece com metade do tempo normal. Os sofredores deveriam começar tomando duas colheres de chá ( uma pela manhã e outra à noite) de prata coloidal por via oral diariamente e permanecerem com uma colher de chá por dia para ajudar na prevenção de erupções futuras. Herpeszoster também tem sido tratada com sucesso. A dor é substancialmente aliviada e o período de erupção reduzido como indicado no caso da H. genital. Os atingidos deveriam da mesma forma tomar duas colheres de chá ( pela manhã e à noite) de prata coloidal por via oral diariamente e permanecerem com uma colher de chá para ajudar na eliminação de futuras eclosões. Pontos marrons. Na época de verão eu adquiro manchinhas marrons no meu braço direito( aquele que fica pendurado do lado de fora do carro!). Manchas de solou pontos marrons aparecem de tempos em tempos. O que faço é mergulhar um band-aid em prata coloidal e deixar sobre o ponto, mantendo o band-aid molhado com algumas gotas na parte inferior com o auxílio de um contador, parece que me livro das manchas em alguns dias. IRRIGAÇÃO COLONIANA Irrigações colonianas são um método duradouro administrado em uma hora de sessão utilizando uma máquina de irrigação coloniana. Se consiste em esterilizar o espéculo do plástico desperdiçado acoplado a um pequeno tubo plástico saindo da unidade contendo água. 17
  18. 18. Uma válvula de escape é também utilizada para retirar a matéria desperdiçada. O espéculo é introduzido no reto enquanto os pacientes estão em uma posição reclinada, deitados em uma mesa própria. Através de uma série de válvulas da máquina, água fresca ( alternando entre24 graus C. no final frio e 40 graus C. no fim quente) é bombeada para o cólon ,através do reto, entre uma libra e meia e duas de pressão. Quando a pressão chega ao cólon ela é liberada através da válvula de escape. Isto normalmente leva dois minutos para encher, seguido de três a quatro minutos para o esvaziamento. É bastante suavizante , relaxante e o processo de liberação da pressão é bastante eficaz. O alívio de extrema dor causada pela pressão e o intestino preso é dramática assim como instantânea. Ao mesmo tempo que isto está acontecendo você também receberá um delicado tratamento de acumpressão no cólon, provocando o movimento de matéria fecal através da ascendência e descendência transversal coloniana. Na maioria das vezes que você está neste tratamento, há um acompanhamento de músicas relaxantes e pensamentos positivos enquanto você está deitado descansando. Em algumas máquinas você pode realmente observar a formação dos detritos e dejetos passando pelo cólon doente para o depósito de esgoto que eles pertencem. Você então se dá conta de como seu cólon pode se tornar um imundo depósito de lixo. São estas toxinas formadas, lixo , material fecal impactado, resíduos não digeridos e venenos que estão literalmente estrangulando sua vida e lhe trazendo a doença cada vez mais cedo e causando a morte vespertina. A pressão e a dor é liberada no cólon e os intestino constipado é limpo. O gás também passa pelo intestino trazendo alívio mesmo a mais pressão, dando um novo curso à vida e uma sensação de sangue fresco e oxigênio é trazido de volta para o sistema fazendo com que o processo de regeneração prossiga adiante. Se em algum momento você está sob tratamento o uso da prata coloidal é recomendado. È importante lembrar que um cólon limpo é a chave para uma vida sem doenças. Irrigações colonianas trazem resultados inimagináveis em se tratando de procedimentos prejudiciais e mal feitos. Em algum ponto entre 1940 e 1950, colonianas eram utilizadas como um procedimento médico bastante conhecido e eficaz. De fato, era tão eficaz que eles começaram a substituir os mais caros tratamentos médicos do sistema gastrointestinal. Porém, na minha opinião a cobiça muitas vezes venceu a comunidade médica e hospitais e, companhias de medicamentos fizeram de forma que um modo mais eficaz e natural de tratamento fosse eliminado do acesso público. Que grande perda para a humanidade que sofre! Espero que este método milagroso e eficaz será trazido de volta pra os caminhos dos cuidados com a saúde. Ele substituiria facilmente as longos e atuais procedimentos nos hospitais e todas as drogas feitas com efeito de cura rápida . Irrigações colonianas suprimem um sistema de limpeza dinâmico equipado não apenas para o alívio da dor e sofrimento como também na restauração da saúde de uma pessoa e sua vitalidade. Este procedimento também pode evitar muitas das cirurgias gastrointestinais. DA PENICILINA À PRATA COLOIDAL UMA RESPOSTA PARA A DOENÇA DE LYME SEM ANTIBIÓTICOS Dr. Willy Burgdorfer, PhD Laboratórios Rocky Mountain, E.U.A Em 1949, Dr. Sven Hellerstrom da Clínica Dermatológica do Instituto Karolinska em Estocolmo, Suécia apresentou um artigo: Erythema chronicum migrans Afzelius com meningite no 43ºEncontro Anual da Associação Médica do sudeste de Cincinnati, Ohio. Na apresentação de seu caso, ele abordou evidências convincentes que tanto a Erythema como os subsequentes sintomas da meningo-cerebrospinal se desenvolver um pouco. Ele também relatou sobre sue êxito no tratamento de um paciente com a penicilina, medicamento anteriormente apresentado por seu colega Dr. Hollstrom , por ser um tratamento eficaz no caso de Eritema crônica migrans (ECM). Nos Estados Unidos, EMC foi primeiramente apresentado em 1970 por um pedaço físico achado no noroeste de Wisconsin. O físico atendente, Dr. Rudolf Scrimenti, reconheceu a semelhança da reação da pele do paciente para as lesões da versão européia da EMC e prontamente e com sucesso tratou o paciente à base de penicilina. O tratamento de três pacientes adicionais com penicilina e um com eritromicina resultou resultou na completa resolução dos sintomas dentro de 48 a 72 horas. As lesões na pele não foram consideradas relacionadas ao ECM. Treze dos cinquenta e um residentes do leste de Connecticut, cidades de Lyme, velha Lyme e leste de Haddam, onde, desde de 1972 os habitantes vinham sofrendo com doenças caracterizadas por frequentes ataques dos sintomas de inchaço e dor nas juntas, especialmente nos joelhos. Desde de que estas condições de artrite não eram conhecidas e associadas ao ECM na Europa, a doença parecia ser um novo caso para a entidade médica e foi denominada artrite de Lyme, sendo apenas uma das várias manifestações clinicas da doença. A busca por antibióticos eficazes no tratamento da doença de Lyme começou em 1982 com a descoberta de uma espiroqueta conhecida como borrelia burgdorferi agente causador da doença de Lyme e ECM outras complicações relacionadas(Acrodermatite Crônica Atrófica, Linfodenóides Benigna cútis) na Europa. Os antibióticos eficazes encontrados incluíam Tetraciclinas(Doxyciclina, Minociclina), Penicilinas ( penicilina G, amoxicilina), cefalosporina ( Cefotamina e Ceftriaxona ) e Eritromicina. A aplicação desses medicamentos depende do tempo com que a doença foi diagnosticada. Doença de Lyme jovem é tratada por via oral enquanto a Doença de Lyme tardia requer um paliativos ou a combinação de paliativos e aplicações via oral. Falhas no tratamento foram percebidas 18
  19. 19. Para cada uma dessas drogas particularmente para a tetraciclina , elas são eficazes apenas temporariamente a não ser que sejam aplicadas durante muito tempo, meses ou até anos. Controvérsias existem quanto ao alcance do tratamento utilizando a prata coloidal. Alguns pesquisadores consideram de 21a 30 dias insuficiente para a eliminação das espiroquetas , enquanto outros acreditam que os pacientes deveriam ser mantidos em tratamento até que todos os sintomas desapareçam. O diagnóstico da Doença de Lyme é feito clinicamente e baseado no desenvolvimento e reconhecimento da lesão da pele (Eritema migrans) alguns dias, semanas e até meses após o aparecimento da primeira marca(mancha). Infelizmente , nem 40% de pacientes desenvolvem a lesão na pele, não sendo reconhecido e deixando passar. Então, sem nenhum tratamento a doença se espalha por todo o corpo podendo afetar a musculatura, ossos, coração e sistema nervoso. O Dr. Faber E.U.A, recentemente declarou que utilizou a prata coloidal em tratamento próprio para um estágio avançado da Doença de Lyme. Esta declaração vem em u momento no qual milhares de pacientes estão sofrendo desta doença e recusam a se submeterem o tratamento com antibióticos porque seus médicos são incapazes de associar suas manifestações clínicas à Doença de Lyme Ainda que nunca admitido oficialmente ou cientificamente, diz-se que a prata coloidal elimina as enzimas utilizadas pelas bactérias, fungos e agentes virais para a oxigenação de seus metabolismos causando seu sufocamento após contato. Estudos in vitro com a prata coloidal e o espiroquete da Doença de Lyme, B. burgdorferi revelaram um efeito de 100% na matança em menos de cinco minutos após exposição da prata. RESULTADOS DOS TESTES DA PRATA COLOIDAL NA DOENÇA DE LYME Manfred E. Bayer, M.D. membro Sênior Margaret H. Bayer, PhD, Pesquisadora associada sênior Centro de Câncer Fox Chase, Instituto de Pesquisas do Câncer Filadélfia, P.A, E.U.A Pesquisas laboratoriais preliminares na borrelia burgdorferi espiroquetas revelaram que a solução de prata coloidal diminui as taxas de crescimento dessas células substancialmente e eventualmente levam estas células à morte. Tem que ser relevado , entretanto, os espiroquetas testados pertencem a um grupo laboratorial de ATCC que é largamente utilizado nas culturas de células e tecidos e não representa recentemente isolados dos pacientes da Doença de Lyme . Neste experimento, várias concentrações de soluções de proteína da prata foram adicionadas à cultura de borrelia espiroquetas. Pequenas concentrações de solução de proteína da prata ( variando de 2 a 10 partes por milhão) desaceleraram o crescimento de espiroquetas sobre os tempo de rotação de um a três dias. Concentrações elevadas de proteína da prata ( entre15 e 75 partes por milhão) tiveram um efeito de deterioração muito mais rápido na reprodução da célula. A inibição do crescimento dependeu da concentração da proteína da prata e da duração do tratamento. Mais estudos são definitivamente necessários para se obter um quadro mais claro sobre a interação entre a prata coloidal e a borrella burgdorferi. Como estes estudos preliminares sugerem, o crescimento e reprodução da Lyme espiroquetas são medidos a partir da inibição da prata coloidal no momento in vitro. Artigos publicados sobre: ATIVIDADE BACTERICIDA NOS TESTES DAS AMOSTRAS 6 de Maio de 1994 Três experimentos diferentes foram feitos na escherichia coli e estafilococos áureo., duas bactérias comuns utilizadas no teste suscetível antimicrobiano para determinar a atividade bactericida nos testes das espécimes: 1-Aplicação direta da amostra a 1500pp/L ou pp/M e 150pp/L ou pp/M em sangue com uma cultura pobre de bactéria germinado com E. coli e S.aureaus 2-Teste da amostra em dissolução aquosa a150pp/L ou pp/M, 75pp/L ou pp/M, 37,5pp/L ou pp/M e 100 pp/L ou pp/M para atividade bactericida contra E.coli e S.aureaus 3-Teste da amostra em dissolução aquosa nos filtros esterelizantes a 150 pp/L ou pp/M, 75 pp/L ou pp/M e 37,5 pp/L ou pp/M para atividade bactericida contra E.coli e S.aureaus . Os resultados seguintes foram obtidos desses três testes: 1-Aplicação direta da amostra Dez microlitros de amostra esterilizada e filtrada e não filtrada foi bombeada para mistura pobre de sangue e adicionada à E.coli e S.aureus. As lâminas foram então incubadas a 37 graus C. por 24 horas e examinado o crescimento ou não de bactérias nas áreas contento a espécime de análise. A amostra filtrada e esterilizada e a não filtrada e esterilizada , à uma concentração de 1500 pp/ L ou pp/M inibiram o desenvolvimento de E.coli e S.aureus e a amostra filtrada e o mesmo tipo de amostra à concentração de 150 pp/ 19

×