Aula 01

600 views

Published on

Aula 01

Published in: Technology, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
600
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 01

  1. 1. CRP-0357 Produção Gráfica 1
  2. 2. Aula 1 A importância do design gráfico e alguns de seus elementos 2
  3. 3. Idéia do curso: educar o olho, os programas vêm depois. • Foco na IDÉIA, não na tecnologia • Alfabetização visual, design e produção gráfica em tempos digitais • Qualquer imbecil faz um livro. • Debate: – exemplos de “bom” vs. “mau” design. – O que faz o bom design? 3
  4. 4. O que você pretende fazer (profissionalmente)? Qual a importância do design e da alfabetização visual para isso? 4
  5. 5. Hemisférios cerebrais e percepção Esquerdo: simbólico. Direito: perceptual. É preciso balanceá-los. 5
  6. 6. Design vs. “dar uma estilizada” Corre-se o risco de ficar só perceptual (estranho) ou só simbólico (conceitual) 6
  7. 7. Debate: o que faz bom design? As agências, clientes, editoras e empresas sabem disso? Querem isso? Sabem pedir? 7
  8. 8. Critério Ajuda a formar EXEMPLOS, que estabelecem REFERÊNCIAS, formam COMPARAÇÕES e, a partir delas, tiram CONCLUSÕES. 8
  9. 9. Como se constrói critério? No cliente, no público, na empresa? Em você? 9
  10. 10. Alfabetização Visual • Não há alfabetização visual, portanto não há parâmetro. • Todos são autodidatas pragmáticos. • Muitos acreditam que é muito fácil fazer design. 10
  11. 11. Símbolos e sensações Nosso contato com o mundo se dá através de uma mistura de símbolos e sensações. 11
  12. 12. Símbolos e sensações • Símbolos (compreendidos) – Constituem a comunicação. – São analíticos e precisos. – Geram um processo racional de transmissão de significados com a menor ambigüidade possível. 12
  13. 13. Símbolos e sensações • Sensações (apreendidas) – Constituem a expressão. – São generalizantes e globais. – Geram um processo irracional, que indica sentimentos e demanda interpretação. – Relacionam-se com a experiência. – Não podem ser transmitidas. 13
  14. 14. Percepção vs. Símbolo • Percepção: o que se apreende • Símbolo: o que se projeta Nenhuma das categorias pode ser “desligada” ou considerada isoladamente. 14
  15. 15. 15
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18
  19. 19. 19
  20. 20. O que é Design? • Desenhocomposição, fotografia, tipografia ou até ilustração. • Projeto o desenho segue uma lógica e uma linha narrativa. • Desígnioo projeto tem um objetivo claro e bem determinado. 20
  21. 21. Ordem imaginada: Desenho > Projeto > Desígnio 21
  22. 22. Ordem correta: Desígnio > Projeto > Desenho 22
  23. 23. A importância do design Ele “veste” a página, dá o seu tom. 23
  24. 24. 24
  25. 25. 25
  26. 26. 26
  27. 27. 27
  28. 28. Só é bonito o que é (quase) familiar O design efetivo tem uma combinação inusitada de elementos familiares. 28
  29. 29. Só é bonito o que é (quase) familiar •Oque não compartilha elementos com seu público se torna hermético e não pode ser apreciado. •O que é familiar demais não traz novidades nem traz informação, por isso não causa interesse. •Odesign efetivo traz uma combinação inusitada de elementos familiares. 29
  30. 30. 30
  31. 31. 31
  32. 32. 32
  33. 33. 33
  34. 34. Como funcionam os prêmios de criação? Como estabelecer um critério para a avaliação gráfica? 34
  35. 35. Análise: peças gráficas (atribua uma nota de 0 a 10 para cada peça a seguir. Selecione os 5 melhores e os 5 piores) 35
  36. 36. 1 36
  37. 37. 2 2 37
  38. 38. 3 3 38
  39. 39. 4 4 39
  40. 40. 5 5 40
  41. 41. 1 6 41
  42. 42. 1 7 42
  43. 43. 1 8 43
  44. 44. 1 9 44
  45. 45. 1 10 45
  46. 46. 1 11 46
  47. 47. 1 12 47
  48. 48. 1 13 48
  49. 49. 1 14 49
  50. 50. 1 15 50
  51. 51. 1 16 51
  52. 52. 1 17 52
  53. 53. 1 18 53
  54. 54. 1 19 54
  55. 55. 1 20 55
  56. 56. 1 21 56
  57. 57. 1 22 57
  58. 58. 1 23 58
  59. 59. 1 24 59
  60. 60. 1 25 60
  61. 61. 1 26 61
  62. 62. 1 27 62
  63. 63. 1 28 63
  64. 64. 1 29 64
  65. 65. 1 30 65
  66. 66. 1 31 66
  67. 67. 1 32 67
  68. 68. 1 33 68
  69. 69. 1 34 69
  70. 70. 1 35 70
  71. 71. 1 36 71
  72. 72. 1 37 72
  73. 73. 1 38 73
  74. 74. 1 39 74
  75. 75. 1 40 75
  76. 76. Problemas para a análise • Falta de critério de escolha • Poucas unanimidades • Falta de segurança • Falta de familiaridade • Pouco convívio com os critérios 76
  77. 77. Bom vs. Mau design: • Como julgar design? • Algumas sugestões de critério: – Aparência – Relevância – Inovação – Impacto 77
  78. 78. O design depende de: • Objetivos • Público • Formato • Resposta 78
  79. 79. Bom design estabelece relações de interdependência: • Desenho • Projeto • Desígnio 79
  80. 80. 80
  81. 81. 81
  82. 82. Satisfação vs. sedução O Produto deve SATISFAZER, a comunicação deve SEDUZIR. São coisas muito diferentes. 82
  83. 83. O problema do “mau design”: comunica mal. Como a má música ou a má cozinha. 83
  84. 84. Mau design é causado por: • Falta de critério (principal) • Desconhecimento do público ou da função do design • Falta de briefing claro 84
  85. 85. Design, acima de tudo, não é óbvio. ...mas por quê? 85
  86. 86. 86
  87. 87. 87
  88. 88. Design não é (tão) dependente de tecnologia quanto se pensa. 88
  89. 89. 89
  90. 90. 90
  91. 91. 91
  92. 92. 92
  93. 93. 93
  94. 94. 94
  95. 95. 95
  96. 96. 96
  97. 97. 97
  98. 98. 98
  99. 99. 99
  100. 100. 100
  101. 101. 101
  102. 102. 102
  103. 103. 103
  104. 104. 104
  105. 105. 105
  106. 106. 106
  107. 107. 107
  108. 108. 108
  109. 109. 109
  110. 110. 110
  111. 111. 111
  112. 112. 112
  113. 113. 113
  114. 114. 114
  115. 115. 115
  116. 116. 116
  117. 117. 117
  118. 118. 118
  119. 119. 119
  120. 120. Os designers mais antigos criavam um estilo e o repetiam ... por que eles faziam isso? ...por que não se pode mais fazer isso? 120
  121. 121. 121
  122. 122. 122
  123. 123. Avaliar é simples: só demanda critério 123
  124. 124. O que quer dizer este quadro? 124
  125. 125. Para casa Se cadastrar na WECA e subir dois exemplos de “bom” e “mau” design. Justificar em um parágrafo. Individual. 125
  126. 126. Para casa Comentar o post com um exemplo gráfico que represente dois ou mais dos conceitos abaixo. Um parágrafo para justificar. Harmonia / Equilíbrio / Relação figura-fundo / Ênfase visual / Hierarquia / Formas evidentes / Figuras identificáveis / Camadas / Elementos de apoio / Contraste / Agrupamento / Alinhamento / Fluxo e ritmo / Proporção / Simplificação 126
  127. 127. O trabalho final (duplas): • Projeto gráfico de uma revista, boneca com 16 páginas • Memorial de gráfica para a revista • Um alfabeto, aplicado na revista • Serão observados: coerência – consistência – inovação 127

×