Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Sala de Leitura : Projeto 100% Negro Valorizando e difundindo a cultura afro-brasileira
Justificativa <ul><li>A sala de leitura, um espaço que de certa forma, serve de mediação e apoio ao trabalho dos demais pr...
Objetivo Geral <ul><li>Trazer para dentro da escola a discursão sobre a cultura afro-brasileira, valorizando a mesma como ...
Objetivos específicos <ul><li>Desenvolver a sociabilidade dos alunos, visando à troca de informações e o respeito à opiniã...
Metodologia <ul><li>A partir do tema proposto foi realizada inicialmente pesquisa bibliográfica na sala de leitura da esco...
Avaliação <ul><li>A avaliação aconteceu no decorrer do projeto e foi observado nos alunos a motivação, sensibilidade, auto...
Recursos didáticos <ul><li>Livros; </li></ul><ul><li>TV; </li></ul><ul><li>DVD; </li></ul><ul><li>papéis variados (cartoli...
Referência bibliográfica <ul><li>Cadernos outros 500 - Sugestão para trabalho com grupos sobre a questão da raça negra, in...
Registros fotográficos <ul><li>Painel produzido pela professora de artes </li></ul>
Conselho do Negro <ul><li>Os alunos do C IV 8º ano ficaram atentos durante a fala de um dos representantes do Conselho do ...
Relatório dos alunos <ul><li>Alguns relatórios dos alunos do C IV – 8º ano </li></ul>
Livros da sala de leitura <ul><li>Exposição de alguns livros utilizados durante o projeto </li></ul>
Poesias <ul><li>Algumas poesia produzidas pelos alunos </li></ul>
Comidas típicas <ul><li>Algumas pessoas saborearam as delícias da culinária africana </li></ul>
Oficina de trança  <ul><li>As próprias alunas da escola organizaram a oficina </li></ul>
Grupo “Cauí” <ul><li>As alunas dançaram ao som da música “Mama África”  </li></ul>
Participação de  grupos artísticos <ul><li>Grupo de percussão do EMAÚS  </li></ul>
Capoeira <ul><li>Alunos da escola jogando capoeira </li></ul>
Grupo de hip-rop da escola <ul><li>O talento de nossos alunos e a valorização do ritmo afro </li></ul>
Grupo de Hip-rop da nossa comunidade <ul><li>Integrantes do grupo da comunidade fizeram uma apresentação na escola </li></ul>
O despertar da poesia <ul><li>Timóteo, nosso poeta mirim, mostrou seu talento </li></ul>
A beleza negra  <ul><li>Márcia e Yan foi o casal escolhido para representar a beleza negra da escola Nestor Nonato de Lima...
A comunidade externa prestigiou o projeto 100% Negro <ul><li>Os projetos da sala de leitura rompem os muros da escola  </l...
Novos horizontes <ul><li>A melhor recompensa de ser professora em uma escola pública é a partir de iniciativas iguais a es...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Projeto 100% Negro

Projeto 100% negro

  • Be the first to comment

Projeto 100% Negro

  1. 1. Sala de Leitura : Projeto 100% Negro Valorizando e difundindo a cultura afro-brasileira
  2. 2. Justificativa <ul><li>A sala de leitura, um espaço que de certa forma, serve de mediação e apoio ao trabalho dos demais professores da escola, desenvolveu o referido projeto, com a intenção de tecer uma grande teia de informações em relação à cultura afro-brasileira, propondo aos alunos do C IV- 8º um trabalho investigativo pautado em pesquisa de campo e bibliográfica possibilitando aos mesmos, construir seus próprios conhecimentos, sendo capazes, de superarem os possíveis desafios durante o processo de aprendizagem. Além disso os demais alunos da escola puderam participar de outras atividades também ligadas ao projeto. Tal iniciativa vai também ao encontro da lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003 que torna obrigatório nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares o ensino sobre a História e Cultura Afro-Brasileira. O projeto foi socializado com a comunidade interna e externa da escola, no dia 20 de novembro de 2008 no dia Nacional da Consciência Negra. </li></ul>
  3. 3. Objetivo Geral <ul><li>Trazer para dentro da escola a discursão sobre a cultura afro-brasileira, valorizando a mesma como forma de banir o preconceito e a discriminação em relação ao negro. </li></ul>
  4. 4. Objetivos específicos <ul><li>Desenvolver a sociabilidade dos alunos, visando à troca de informações e o respeito à opinião do outro; </li></ul><ul><li>Estimular o pensamento crítico, através da leitura de vários textos que aborde a referida temática; </li></ul><ul><li>Compreender a realidade do negro no decorrer da história até a atualidade; </li></ul><ul><li>Produzir textos que abordem o tema em questão. </li></ul>
  5. 5. Metodologia <ul><li>A partir do tema proposto foi realizada inicialmente pesquisa bibliográfica na sala de leitura da escola, visita ao Conselho do Negro da Secretaria Municipal de Educação e Cultura - SEMEC; produções de relatório, concurso da melhor poesia, concurso do melhor rap que abordou a questão do negro, escolha do casal beleza negra da escola Nestor Nonato de Lima, entre outras atividades a exemplo, da oficina de tranças rastafari e da apresentação do grupo “Cauí” e de capoeira. Ressalta-se que todas as ações realizadas durante o projeto foram socializadas no dia 20 de novembro Dia Nacional da Consciência Negra, sendo o evento aberto a comunidade externa. </li></ul>
  6. 6. Avaliação <ul><li>A avaliação aconteceu no decorrer do projeto e foi observado nos alunos a motivação, sensibilidade, autonomia, senso crítico, a auto-estima, participação, além do desenvolvimento do cognitivo em relação à temática abordada . </li></ul>
  7. 7. Recursos didáticos <ul><li>Livros; </li></ul><ul><li>TV; </li></ul><ul><li>DVD; </li></ul><ul><li>papéis variados (cartolina, 40 KL, crepom etc...); </li></ul><ul><li>câmara digital; </li></ul><ul><li>revistas; </li></ul><ul><li>caneta piloto; </li></ul><ul><li>pincel atômico; </li></ul><ul><li>cola; </li></ul><ul><li>tesoura entre outros. </li></ul>
  8. 8. Referência bibliográfica <ul><li>Cadernos outros 500 - Sugestão para trabalho com grupos sobre a questão da raça negra, indígena, gênero e criança e adolescente; </li></ul><ul><li>Diretrizes Curriculares Nacionais para a educação das relações ético-raciais e para o ensino de história e cultura Afro-Brasileira e Africana; </li></ul><ul><li>Borges, Edson - Racismo, preconceito e intolerância - Edson Borges, Carlos Alberto Medeiros, Jacques d´Adesky; coordenação Wanderley Loconte. – São Paulo: Atual, 2002. _ (Espaço & debate); </li></ul><ul><li>Saberes e fazeres. V.1: modos de ver/ coordenação do projeto Ana Paula Brandão. - Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. 116p: il. Color – (A cor da cultura). </li></ul>
  9. 9. Registros fotográficos <ul><li>Painel produzido pela professora de artes </li></ul>
  10. 10. Conselho do Negro <ul><li>Os alunos do C IV 8º ano ficaram atentos durante a fala de um dos representantes do Conselho do Negro </li></ul>
  11. 11. Relatório dos alunos <ul><li>Alguns relatórios dos alunos do C IV – 8º ano </li></ul>
  12. 12. Livros da sala de leitura <ul><li>Exposição de alguns livros utilizados durante o projeto </li></ul>
  13. 13. Poesias <ul><li>Algumas poesia produzidas pelos alunos </li></ul>
  14. 14. Comidas típicas <ul><li>Algumas pessoas saborearam as delícias da culinária africana </li></ul>
  15. 15. Oficina de trança <ul><li>As próprias alunas da escola organizaram a oficina </li></ul>
  16. 16. Grupo “Cauí” <ul><li>As alunas dançaram ao som da música “Mama África” </li></ul>
  17. 17. Participação de grupos artísticos <ul><li>Grupo de percussão do EMAÚS </li></ul>
  18. 18. Capoeira <ul><li>Alunos da escola jogando capoeira </li></ul>
  19. 19. Grupo de hip-rop da escola <ul><li>O talento de nossos alunos e a valorização do ritmo afro </li></ul>
  20. 20. Grupo de Hip-rop da nossa comunidade <ul><li>Integrantes do grupo da comunidade fizeram uma apresentação na escola </li></ul>
  21. 21. O despertar da poesia <ul><li>Timóteo, nosso poeta mirim, mostrou seu talento </li></ul>
  22. 22. A beleza negra <ul><li>Márcia e Yan foi o casal escolhido para representar a beleza negra da escola Nestor Nonato de Lima </li></ul>
  23. 23. A comunidade externa prestigiou o projeto 100% Negro <ul><li>Os projetos da sala de leitura rompem os muros da escola </li></ul>
  24. 24. Novos horizontes <ul><li>A melhor recompensa de ser professora em uma escola pública é a partir de iniciativas iguais a esta, mesmo diante de inúmeras dificuldades, proporcionar aos alunos a descoberta de novos horizontes. </li></ul><ul><li>Leonor Alves </li></ul>

×