Metodologia do Projeto

194,499 views

Published on

Published in: Travel, Business
8 Comments
43 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
194,499
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
572
Actions
Shares
0
Downloads
2,171
Comments
8
Likes
43
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Metodologia do Projeto

  1. 1. <ul><li>METODOLOGIA CIENTÍFICA </li></ul>Professor Nilton Bruno Tomelin Abril de 2009
  2. 2. REFERÊNCIAS CONSIDERAÇÕES FINAIS RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS CRONOGRAMA METODOLOGIA REFERENCIAL TEÓRICO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS INTRODUÇÃO RESUMO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO ESCRITA ESTRUTURA DO TRABALHO (ordenação) CAPA
  3. 3. APRESENTAÇÃO ESCRITA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DISCIPLINA DE METODOLOGIA CIENTÍFICA TÍTULO Acadêmicos Professor Local/data Como fazer a Capa?
  4. 4. APRESENTAÇÃO ESCRITA SUMÁRIO > As principais divisões do trabalho, com número da página; > Importante para que se entenda a divisão lógica do texto , indicando sequências.
  5. 5. ELABORAÇÃO DO RESUMO <ul><li>Uma boa apresentação </li></ul><ul><li>começa com um bom resumo </li></ul><ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Justificativa (uma ou duas frases introdutórias) </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Metodologia (resumida) </li></ul><ul><li>Resultados </li></ul><ul><li>Considerações finais </li></ul>
  6. 6. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>O que me fez pensar no assunto? </li></ul>
  7. 7. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS <ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>“ Por que eu quero fazer a pesquisa?” </li></ul><ul><li>- Objetivo geral </li></ul><ul><li>> ação: um verbo </li></ul><ul><li>> meta central da pesquisa </li></ul>
  8. 8. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS Objetivos específicos: - Formas de atingir o objetivo geral; - Descrever em tópicos (4 no máximo); - É como se dividíssemos o Objetivo Geral em etapas para que ele seja atingido.
  9. 9. JUSTIFICATIVA <ul><li>Iniciar a redação sobre seu tema e discorrer sobre tudo o que será tratado ao longo do trabalho; </li></ul><ul><li>A justificativa será o primeiro texto em seu trabalho e você deve ser capaz de conquistar os seus leitores sobre a relevância do mesmo; </li></ul><ul><li>Opiniões pessoais devem ser deixadas de lado neste momento. </li></ul>
  10. 10. REFERENCIAL TEÓRICO <ul><li>Identificar as idéias mais relevantes dos autores para o seu tema e as transcrever em seu trabalho; </li></ul><ul><li>Inserir as idéias dos autores pesquisados (mínimo três autores), confrontar as teorias e direcionar os caminhos para refutar ou não as hipóteses levantadas; </li></ul><ul><li>A fonte de qualquer informação utilizada deve ser mencionada. Cuidado com o plágio! </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O que é uma CITAÇÃO??? </li></ul><ul><li>É quando trazemos para o NOSSO texto alguma informação ou idéia que pertence a outro autor. </li></ul><ul><li>Por NÃO SER de NOSSA AUTORIA, todas as citações devem trazer a identificação de seu autor. </li></ul>IMPORTANTE !!
  12. 12. <ul><li>Há TRÊS formas de fazer a citação: </li></ul><ul><li>1) Indireta ou livre (chamada de paráfrase): </li></ul><ul><li>é quando expressamos o pensamento de outra pessoa com nossas próprias palavras . </li></ul><ul><li>Ex1: Ex2: </li></ul>No caso do fenômeno quem melhor definiu o problema foi Antunes (1997) quando declarou que trata-se de uma manifestação natural do ambiente. No caso do fenômeno estudado, trata-se de uma manifestação natural do ambiente. (ANTUNES, 1997) Note: SEMPRE deve ser indicado o nome do autor. Quando estiver no corpo do texto (ex1) utiliza-se letras minúsculas, e letras maiúsculas (ex2), se estiver entre parênteses .
  13. 13. <ul><li>2) Direta ou textual: </li></ul><ul><li>Transcrevemos exatamente as palavras do autor. </li></ul><ul><li>a) Breves – quando não ultrapassam 3 linhas. Devem estar entre aspas. </li></ul><ul><li>b) Longas – ultrapassam 3 linhas. Devem receber destaque especial, com recuo de 4 cm. </li></ul>,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,, . xxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx. ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,, ,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,. Por já terem o destaque do recuo, não deverão ter aspas e o tamanho da fonte é menor (Fonte 10)
  14. 14. <ul><li>3) Citação da citação: </li></ul><ul><li>Citação de alguma “idéia” já citada em outra obra. </li></ul><ul><li>Indica-se o sobrenome do autor da “idéia”, seguido da palavra apud ( segundo, conforme, de acordo com) e o sobrenome do autor que fez a citação. Do último faz-se a referência completa. </li></ul>O sistema consiste em colocar o bebê em observação para evitar contaminação por bactérias hospitalares (SILVA apud GOMES, 1992).
  15. 15. Quem podemos citar?? <ul><li>Somente podemos utilizar informações de pessoas que conhecem bem o assunto/tema escolhido. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Metodologia </li></ul><ul><li>“ Como farei o projeto?” </li></ul><ul><li>Como farei a coleta dos dados (informações); </li></ul><ul><li>Que recursos utilizarei; </li></ul><ul><li>Descrever os procedimentos. </li></ul>PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS
  17. 17. <ul><li>CRONOGRAMA </li></ul><ul><li>Aqui deve ser colocado o cronograma de sua pesquisa, detalhando as etapas e o tempo de execução. Observe o exemplo abaixo: </li></ul>
  18. 18. RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS <ul><li>Especificar os resultados parciais e final, e ou produtos esperados, a serem obtidos durante o período de execução do Projeto. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Conclusão </li></ul><ul><li>“ O que eu aprendi?” </li></ul><ul><li>síntese das idéias importantes; </li></ul><ul><li>Concluir apenas o que apresentou </li></ul>CONSIDERAÇÕES FINAIS
  20. 20. <ul><li>REFERÊNCIAS </li></ul><ul><li>Listagem final das obras consultadas; </li></ul><ul><li>Em ordem alfabética e cronológica . </li></ul>
  21. 21. ELEMENTOS ESSENCIAIS: Autor, título da obra, local, editora, ano de publicação. Como fazer referências? Livros SOBRENOME, Prenome. Título: subtítulo. Local: Editora, ano da publicação. WEISS, D. Como escrever com facilidade. São Paulo: Círculo do livro, 2002. Teses e Dissertações SOBRENOME, Prenome. Título: subtítulo. Local: Instituição, ano. Indicação de Tese ou dissertação, Orientador. Nome do curso ou programa . OTT, M. Tendências Ideológicas no Ensino. Porto Alegre: UFRGS, 2003. Orientador: Dr. Hilário Bohn. Tese – Programa de Pós-Graduação em Educação, UFRGS.
  22. 22. DOCUMENTOS EM MEIO ELETRÔNICO (SITES) Para a referência de qualquer tipo de documento, deve-se proceder da mesma forma como indicado nas obras convencionais, acrescentando o URL completo do documento na Internet, entre os sinais < >, antecedido da expressão: Disponível em: e seguido da informação: Acesso em: data Assim... GUNCHO, M. R. A educação a distância e a biblioteca universitária. Anais eletrônicos. Recife: UFPe, 2001. Disponível em <http://propesp.ufpe.br/anais.htm> Acesso em: 21 fev, 2008.
  23. 23. CD-Rom O mesmo procedimento... AUTOR, Título. Local: Editora, data. Tipo de mídia SILVA, J. Histórias Infantis. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.  CD-ROM . Indicação do tipo de mídia
  24. 24. Como fazer a apresentação do Projeto final
  25. 25. PASSOS A SEGUIR <ul><li>Elaborar um bom resumo </li></ul><ul><li>Criar os slides da apresentação </li></ul><ul><li>Apresentar os principais aspectos do trabalho </li></ul><ul><li>Treinar a apresentação </li></ul>
  26. 26. CONTEÚDO DA APRESENTAÇÃO <ul><li>Prepare com antecedência; </li></ul><ul><li>Ensaie a apresentação! </li></ul>
  27. 27. ELABORAÇÃO DA APRESENTAÇÃO <ul><li>Inclua o título; </li></ul><ul><li>Use letras minúsculas, exceto o TÍTULO; </li></ul><ul><li>Não use letras pequenas demais; Utilize no mínimo fonte 24 para texto e 36 para título; </li></ul><ul><li>Não “polua” a apresentação. Evite animações e excesso de cores! Prefira os contrastes mais simples (ex:preto e branco); </li></ul><ul><li>Evite abreviações. </li></ul><ul><li>Atenção: Tempo para apresentação:15 min. </li></ul>
  28. 28. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. 2cm 3cm 3cm 2cm MARGENS Padrão formato A4 ( 297 mm x 210 mm); A digitação em apenas uma face do papel; Fonte: Times New Roman ou Arial; Tamanho da fonte: 12 – corpo do texto 10 – citações longas e notas Espaçamento (entre linhas): 1,5 - no texto 1,0 (simples)- citação longa APRESENTAÇÃO ESCRITA
  29. 29. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) <ul><li>Título: em português, centralizado, em letras maiúsculas, com negrito, sem grifo; uma linha abaixo título em inglês, centralizado, em letras maiúsculas, em itálico, sem grifo. </li></ul><ul><li>Sub-títulos ou seções: sem adentramento de parágrafo, com marcação em números arábicos, sendo apenas a primeira letra de cada sub-título em maiúscula. </li></ul>
  30. 30. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) <ul><li>3. Nome(s) do(s) autor(es): duas linhas abaixo do título, à direita; letras maiúsculas apenas para as iniciais. Não devem ser omitidos nomes e sobrenomes intermediários. </li></ul><ul><li>4. Nota de rodapé contendo as seguintes informações: titulação do(s) autor(es), qualificação profissional e respectiva instituição com a qual tem vínculo e endereço eletrônico. </li></ul>
  31. 31. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) <ul><li>5. resumo em português: a palavra RESUMO, seguida de dois pontos, em maiúsculas, três linhas abaixo do nome do(s) autor(es), sem adentramento de parágrafo. Na mesma linha, iniciar o texto em itálico, em um único parágrafo, contendo no máximo 250 palavras, apresentando introdução, objetivo, método, resultados e conclusão do trabalho </li></ul>
  32. 32. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) <ul><li>6. Palavras-chave em português: a palavra PALAVRAS-CHAVE, em maiúsculas, seguidas de dois pontos, uma linha abaixo do Resumo e duas acima do início do Abstract, sem adentramento de parágrafo. Devem apresentar no mínimo 3 (três) e no máximo 5 (cinco) palavras, sendo a primeira letra em maiúsculas e as demais em minúsculas, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto. </li></ul>
  33. 33. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) <ul><li>7. Abstract (Resumo em inglês): a palavra ABSTRACT, seguida de dois pontos, em maiúsculas, três linhas abaixo das Palavras-chave, seguindo o mesmo padrão do resumo em português. </li></ul><ul><li>8. Key words (Palavras-chave em inglês): as palavras KEY WORDS, em maiúsculas, seguidas de dois pontos, uma linha abaixo do final do abstract e duas linhas acima do início do texto, seguindo o mesmo padrão das palavras-chave. </li></ul>
  34. 34. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) <ul><li>9. Formato de página: tamanho do papel: A4 (21,0 X 29,7cm); margens: esquerda e superior: 3cm; direita e inferior: 2cm. Parágrafo: um toque na tecla TAB (tabulação 1,27cm). </li></ul>
  35. 35. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) <ul><li>1. De acordo com Fulano (1997), citar corretamente a literatura é muito importante. Reparem que a citação de autores ao longo do texto é feita em letras minúsculas, enquanto que a citação de autores entre parênteses, ao final do parágrafo, deve ser feita em letra maiúscula, conforme indicado no próximo item. </li></ul><ul><li>2. Na verdade, citar trechos de trabalhos de outros autores, sem referenciar adequadamente, pode ser enquadrado como plágio (BELTRANO, 2002). </li></ul>
  36. 36. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) <ul><li>3.Quando tiver até três autores, citar os três separados por ponto e vírgula (CORDEIRO; GALVES; TORQUATO, 2002). </li></ul><ul><li>4. d) E se forem mais de três autores, citar o primeiro seguido da expressão et al (SILVA et al., 2006). </li></ul><ul><li>5. e) Em uma citação direta é realizada a &quot;transcrição textual, na íntegra das palavras do autor citado&quot;. (TEIXEIRA, 1999, p. 72). </li></ul>
  37. 37. Referências bibliográficas em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 6023:2002) <ul><li>de livro FRANCO, M. A. Ensaio sobre as tecnologias digitais da inteligência . Campinas: Papirus, 1997. </li></ul><ul><li>capítulo de livro com autores diferentes FRIGOTTO, G. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. In: FAZENDA, I. Metodologia da pesquisa educacional . 3. ed. São Paulo: Cortez, 1994. cap. 4, p. 69-90. </li></ul><ul><li>com o mesmo autor MORAES, L. C. S. de. Competência legislativa. In: ______. Curso de direito ambiental . São Paulo: Atlas, 2002. cap. 2, p.54-68. </li></ul>
  38. 38. Referências bibliográficas em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 6023:2002) <ul><li>c) artigo de periódico BENNETTON, M. J. Terapia ocupacional e reabilitação psicossocial: uma relação possível. Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo , São Paulo, v. 4, n. 3, p. 11-16, mar. 1993. </li></ul><ul><li>d) dissertação e/ou tese ROSEMBERG, D. S. O processo de formação continuada de professores universitários. 1999. 287f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 1999. </li></ul>
  39. 39. <ul><li>e) trabalho apresentado em evento VIANNA, M. J. G. M. et al. A biblioteca e sua relação com o contexto acadêmico. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 9. 1996, Curitiba. Anais ... Curitiba: UFPR, Biblioteca Central, 1996. 1 disquete, doc. 7.1. </li></ul><ul><li>f) informações em meio eletrônico BICCA JUNIOR, R. L. Coisas nossas: a sociedade brasileira nos sambas de Noel Rosa. 2001. Dissertação (mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: <http://www.samba-choro.com.br/print/debates/>. Acesso em: 25 ago. 2005. </li></ul>
  40. 40. Resumindo...um projeto deve ter: INTRODUÇÃO OBJETIVOS (GERAL E ESPECÍFICOS) JUSTIFICATIVA REFERENCIAL TEÓRICO METODOLOGIA CRONOGRAMA RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS
  41. 41. Resumindo...o artigo deve ter: <ul><li>I – Elementos pré-textuais </li></ul><ul><li>RESUMO EM LÍNGUA VERNÁCULA </li></ul><ul><li>II – Elementos textuais </li></ul><ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>DESENVOLVIMENTO DO TEMA </li></ul><ul><li>III – Elementos textuais </li></ul><ul><li>REFERÊNCIAS </li></ul>
  42. 42. BOM TRABALHO!!!

×