Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Da queda da Monarquia à implantação da República
<ul><li>No final do século XIX a Europa enfrentava uma crise económico-financeira que teve o seu reflexo em Portugal. O de...
D.Carlos <ul><li>Penúltimo Rei de Portugal, cujo nome completo é :  </li></ul><ul><li>Carlos Fernando Luís Maria Victor Mi...
<ul><li>Seu cognome era  O Diplomata (devido às múltiplas visitas feitas a Madrid, Paris e Londres)  ou  O Oceanógrafo (pe...
Razões da crise monárquica <ul><li>Na Europa, crescia o interesse pelos territórios em África, fonte de matérias-primas pa...
<ul><li>Em 1890, a Inglaterra apresenta ao rei D. Carlos I um  Ultimato : ou os portugueses desocupavam os territórios ent...
<ul><li>Portugal reage apresentando o  Mapa Cor-de-Rosa , no qual exige os territórios entre Angola e Moçambique. </li></u...
<ul><li>Para além do elevado descontentamento social, a crise que Portugal atravessava não ajudava em nada. Os bancos e as...
<ul><li>Por fim, para que fossem pagas as dívidas públicas eram dados sucessivos adiantamentos ao Rei, para além dos eleva...
Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>A revolta de 31 de Janeiro de 1891 teve início na cidade do Porto, liderada por sargent...
Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>Este movimento deveu-se a um levantamento militar contra as cedências do Governo (e da ...
Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>As figuras fundamentais que impulsionaram a &quot;Revolta do Porto&quot; foram o capitã...
Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>A reacção oficial seria implacável, tendo os revoltosos sido julgados por Conselhos de ...
Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>Em homenagem a esta revolta, logo que a República foi implantada em Portugal, a então d...
Difusão das doutrinas socialistas e republicanas <ul><li>Na década de 1870 fundaram-se em Portugal dois partidos políticos...
O Partido Republicano <ul><li>O Partido Republicano tinha como principal objectivo incidir na crítica à corrupção política...
<ul><li>Os principais adeptos e aqueles que difundiram o partido republicano foram: Ramalho Ortigão, Teófilo Braga, Sampai...
O Partido Socialista <ul><li>Apesar de também querer derrubar a monarquia defendia outro tipo objectivos como a crítica à ...
O Regicídio <ul><li>Em 1908 deu-se o atentado à família real com a morte do rei D.Carlos e do herdeiro Príncipe Luís Filip...
Com o assassinato do Rei e  do Príncipe herdeiro Sucedeu assim,  o segundo filho do Rei D.Manuel II
D.Manuel II <ul><li>Último Rei de Portugal cujo nome é: </li></ul><ul><li>Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Ra...
<ul><li>Seu cognome era  O Patriota  ou  O Desventurado. </li></ul><ul><li>Como inteligente que era viu que não lhe estava...
A implantação da República <ul><li>A República Portuguesa foi proclamada em Lisboa no dia 5 de Outubro de 1910. </li></ul>
Governo Provisório <ul><li>Após a revolução republicana formou-se um governo provisório presidido por Teófilo Braga.  </li...
A 1ª República <ul><li>O regime republicano tem uma legitimidade constitucional e democrática. </li></ul><ul><li>Continuou...
Os novos símbolos <ul><li>A Bandeira </li></ul><ul><li>O Hino “A Portuguesa” </li></ul><ul><li>A moeda: O Escudo </li></ul>
A 1ª República <ul><li>O governo provisório aprovou uma série de leis importantes e inovadoras.  </li></ul><ul><li>Exemplo...
Leis da Família <ul><li>Igualdade de direitos dos homens e das mulheres no casamento; </li></ul><ul><li>Instituição do div...
Leis da Separação do Estado da Igreja <ul><li>Proibição do ensino religioso nas escolas ; </li></ul><ul><li>Expulsão das o...
Lei da Greve <ul><li>Regulamenta o direito à greve. </li></ul><ul><li>Com estas e outras medidas o operariado foi o grupo ...
Acção governativa da 1ª República <ul><li>Aspecto económico-financeiro :  </li></ul><ul><li>Modernização da agricultura: a...
Realizações culturais e educativas <ul><li>Combate ao analfabetismo; </li></ul><ul><li>Ensino técnico: agrícola, comercial...
Porque fracassou <ul><li>As principais causas de insucesso e que levaram à queda da 1ª República foram a instabilidade pol...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Trabalho De Historia

4,432 views

Published on

Published in: Travel, Business
  • Be the first to comment

Trabalho De Historia

  1. 1. Da queda da Monarquia à implantação da República
  2. 2. <ul><li>No final do século XIX a Europa enfrentava uma crise económico-financeira que teve o seu reflexo em Portugal. O descontentamento social manifestou-se através da organização de manifestações e greves. </li></ul><ul><li>Assim, começa a crise e a queda da monarquia… </li></ul>
  3. 3. D.Carlos <ul><li>Penúltimo Rei de Portugal, cujo nome completo é : </li></ul><ul><li>Carlos Fernando Luís Maria Victor Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis José Simão de Bragança Sabóia Bourbon e Saxe-Coburgo-Gota </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Seu cognome era O Diplomata (devido às múltiplas visitas feitas a Madrid, Paris e Londres) ou O Oceanógrafo (pela sua paixão pela oceanografia partilhada com o seu pai e com o príncipe do Mónaco) </li></ul><ul><li>Foi ainda um talentoso pintor,assinando apenas como ”Carlos Fernando.” </li></ul>O Sobreiro (1905), pintura de D. Carlos I .
  5. 5. Razões da crise monárquica <ul><li>Na Europa, crescia o interesse pelos territórios em África, fonte de matérias-primas para a indústria. Em 1884-1885, esses países (Grã-Bretanha, França e Alemanha)reuniram-se na Conferência de Berlim e decidiram que os territórios africanos seriam dos países mais industrializados, e não dos que os haviam descoberto. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Em 1890, a Inglaterra apresenta ao rei D. Carlos I um Ultimato : ou os portugueses desocupavam os territórios entre Angola e Moçambique ou o governo inglês declarava guerra a Portugal. </li></ul>Razões da crise monárquica
  7. 7. <ul><li>Portugal reage apresentando o Mapa Cor-de-Rosa , no qual exige os territórios entre Angola e Moçambique. </li></ul><ul><li>Para grande descontentamento da população, o governo português aceitou este Ultimato. </li></ul>Razões da crise monárquica
  8. 8. <ul><li>Para além do elevado descontentamento social, a crise que Portugal atravessava não ajudava em nada. Os bancos e as empresas foram à falência, a dívida pública continuou a aumentar, ocorreu a desvalorização da moeda e o consequente aumento dos impostos. </li></ul>Razões da crise monárquica
  9. 9. <ul><li>Por fim, para que fossem pagas as dívidas públicas eram dados sucessivos adiantamentos ao Rei, para além dos elevados impostos já estabelecidos, facto que agravou a condição sobretudo do operariado. Ao mesmo tempo o desemprego também aumentou. </li></ul>Razões da crise monárquica
  10. 10. Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>A revolta de 31 de Janeiro de 1891 teve início na cidade do Porto, liderada por sargentos tinha como objectivo alcançar a Câmara Municipal do Porto para proclamar o governo provisório da República. </li></ul>
  11. 11. Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>Este movimento deveu-se a um levantamento militar contra as cedências do Governo (e da Coroa) e ao ultimato inglês de 1890 por causa do Mapa Cor-de-Rosa , que pretendia ligar, por terra, Angola a Moçambique. </li></ul>
  12. 12. Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>As figuras fundamentais que impulsionaram a &quot;Revolta do Porto&quot; foram o capitão António Amaral Leitão, o alferes Rodolfo Malheiro, o tenente Coelho, o Dr. Alves da Veiga, o actor Verdial e Santos Cardoso, além de vultos eminentes da cultura como João Chagas, Aurélio da Paz dos Reis, Sampaio Bruno, Basílio Teles, entre outros. </li></ul>
  13. 13. Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>A reacção oficial seria implacável, tendo os revoltosos sido julgados por Conselhos de Guerra, a bordo de navios de guerra, ao largo de Leixões. Para além de civis, foram julgados 505 militares. Seriam condenados a penas entre 18 meses e 15 anos de prisão mais de duzentas pessoas. </li></ul>
  14. 14. Revolução de 31 de Janeiro <ul><li>Em homenagem a esta revolta, logo que a República foi implantada em Portugal, a então designada Rua de Santo António foi rebaptizada para Rua de 31 de Janeiro. </li></ul>
  15. 15. Difusão das doutrinas socialistas e republicanas <ul><li>Na década de 1870 fundaram-se em Portugal dois partidos políticos: o Partido Republicano e o Partido Socialista ou Operário. </li></ul><ul><li>Partidos estes que contribuíram para o derrube da monarquia. </li></ul>
  16. 16. O Partido Republicano <ul><li>O Partido Republicano tinha como principal objectivo incidir na crítica à corrupção política, à monarquia e ao clero. Defendendo assim uma descentralização politica e económica e a dinamização do poder local . </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Os principais adeptos e aqueles que difundiram o partido republicano foram: Ramalho Ortigão, Teófilo Braga, Sampaio Bruno e Guerra Junqueiro. Contavam com o apoio da média burguesia, do operariado e das actividades revolucionárias de sociedades secretas. </li></ul>
  18. 18. O Partido Socialista <ul><li>Apesar de também querer derrubar a monarquia defendia outro tipo objectivos como a crítica à sociedade capitalista e a não aceitação da propriedade privada dos meios de produção. Não teve muitos apoiantes mas contava com parte do operariado. </li></ul>
  19. 19. O Regicídio <ul><li>Em 1908 deu-se o atentado à família real com a morte do rei D.Carlos e do herdeiro Príncipe Luís Filipe. </li></ul>
  20. 20. Com o assassinato do Rei e do Príncipe herdeiro Sucedeu assim, o segundo filho do Rei D.Manuel II
  21. 21. D.Manuel II <ul><li>Último Rei de Portugal cujo nome é: </li></ul><ul><li>Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugénio de Saxe-Coburgo Gota e Bragança </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Seu cognome era O Patriota ou O Desventurado. </li></ul><ul><li>Como inteligente que era viu que não lhe estava ao alcance controlar as forças republicanas e por isso deixou o país tomar o seu rumo. </li></ul>
  23. 23. A implantação da República <ul><li>A República Portuguesa foi proclamada em Lisboa no dia 5 de Outubro de 1910. </li></ul>
  24. 24. Governo Provisório <ul><li>Após a revolução republicana formou-se um governo provisório presidido por Teófilo Braga. </li></ul><ul><li>Elaboração da Constituição de 1911( Sistema de Democracia Parlamentar ) ; </li></ul><ul><li>Eleição do 1º Presidente da República constitucional Manuel Arriaga. </li></ul>
  25. 25. A 1ª República <ul><li>O regime republicano tem uma legitimidade constitucional e democrática. </li></ul><ul><li>Continuou, no entanto, certas limitações aos direitos políticos de toda a população: tinham direito ao voto apenas os homens que soubessem ler e escrever, que eram uma pequena minoria. </li></ul>
  26. 26. Os novos símbolos <ul><li>A Bandeira </li></ul><ul><li>O Hino “A Portuguesa” </li></ul><ul><li>A moeda: O Escudo </li></ul>
  27. 27. A 1ª República <ul><li>O governo provisório aprovou uma série de leis importantes e inovadoras. </li></ul><ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>Leis da Família, Lei da separação do Estado da Igreja, Lei da greve. </li></ul>
  28. 28. Leis da Família <ul><li>Igualdade de direitos dos homens e das mulheres no casamento; </li></ul><ul><li>Instituição do divórcio ; </li></ul><ul><li>Reconhecimento do casamento civil como sendo o único válido. </li></ul>
  29. 29. Leis da Separação do Estado da Igreja <ul><li>Proibição do ensino religioso nas escolas ; </li></ul><ul><li>Expulsão das ordens religiosas ; </li></ul><ul><li>Nacionalização das propriedades da Igreja. </li></ul>
  30. 30. Lei da Greve <ul><li>Regulamenta o direito à greve. </li></ul><ul><li>Com estas e outras medidas o operariado foi o grupo social que mais benefícios obteve ao contrário da classe média, que constituía nos primeiros anos o suporte do regime republicano. </li></ul>
  31. 31. Acção governativa da 1ª República <ul><li>Aspecto económico-financeiro : </li></ul><ul><li>Modernização da agricultura: apesar disso, a produção agrícola continuava deficitária, sobretudo a produção de cereais. </li></ul><ul><li>A industrialização, os meios de transporte a a comunicações registavam um atraso relativamente ao países da Europa Ocidental. </li></ul>
  32. 32. Realizações culturais e educativas <ul><li>Combate ao analfabetismo; </li></ul><ul><li>Ensino técnico: agrícola, comercial e industrial ; </li></ul><ul><li>Foram fundadas duas Universidades: Lisboa e Porto ; </li></ul><ul><li>O ministério da Instrução pública foi criado em 1913. </li></ul>
  33. 33. Porque fracassou <ul><li>As principais causas de insucesso e que levaram à queda da 1ª República foram a instabilidade política (45 governos e 8 presidentes), o agravamento da situação económico-financeira e a consequente agitação social. </li></ul>

×