Relatorio de acompanhamento 2º semestre 2009

4,089 views

Published on

Published in: Career
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,089
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatorio de acompanhamento 2º semestre 2009

  1. 1. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS FICHA DE ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR – SEDUC/TO 2º SEMESTRE 2009 - DRE COLINAS ITEM NOME DA ESCOLA MUNICIPIO DATA 01 Colégio Estadual Ruilon Dias Carneiro Arapoema - 02 Escola Estadual de Arapoema Arapoema - 03 Escola Estadual Antônio Delfino Guimarães Arapoema - 04 Escola Est. Arcelino Francisco do Nascimento Bandeirantes 22/09/2009 05 Colégio Estadual Bernardo Sayão Bernardo Sayão 23/09 06 Escola Est. Sebastião Rodrigues Sales Brasilandia 23 e 28-09/09 07 Centro Educacional Triângulo-FUNDAMAM Colinas 21/08 e 22/10 08 Colégio Est. Ernesto Barros Colinas 16 e 25/09 e 02/12 /09 09 Colégio João XXIII Colinas 14/09 - 08/10 10 Esc.Est. Francisco Pereira Felício Colinas 16/09 -20/10 11 Esc.Est. Lacerdino Oliveira Campos Colinas 18/08- 10/09 - 06/10 12 Instituto Educacional Gunnar Vingren Colinas 21/08 e 23/10 13 Esc. Especial Gotas de Esperança - APAE Colinas 15/ 09 - 27/10 14 Escola Presbiteriana de Colinas Colinas 19 - 08 / 12 - 09 / 16-09 15 Esc. Paroquial Nossa. Senhora Aparecida Colinas 28/09 - 20/10 16 Centro de Ensino Médio Presidente Castelo Branco Colinas 11-08 / 30-09 / 13 e 17-11/09 17 Escola Estadual Rezende de Almeida Itapiratins 27/08/2009 18 Escola Estadual Zico Dorneles Juarina 18-10/17/11 19 Escola de Educ. Especial Renascer - APAE Nova Oinda 24/09/209 20 Escola Est. Pedro Chicou de Alencar Nova Oinda - 21 Escola Est. Profª. Hamedy Cury Queiróz Nova Oinda - 22 Colégio Est. Dr. Hélio Bueno de Sousa Nova Oinda - 23 Escola Est. João Aires Gabriel Palmeirante - 24 Colégio Est. Juscelino Kubistchek de Oliveira Pau D´Arco - 25 Escola Est. Ulisses Guimarães Pau D´Arco - 26 Escola Estadual São Tomás de Aquino Tupiratins 16/09 INDICADORES SITUAÇÃO DA ESCOLA ORIENTAÇOES/PROVIDENCIAS TOMADAS/EQUIPE TÉCNICA 1-EXECUÇÃO FISICA Operacionalizaçã Dificuldades Quantidade o do Programa- Aspecto Técnico Não conseguem planejar p/ 20 dias; 16 Manter todas as etapas do Planejamento 01 de cardápios; Providencias tomada: Falta de vasilhas adequadas p/ servir o 05 lanche aos alunos - Atualização dos documentos comprobatórios da execução Manter os registros comprobatórios da 03 física do Programa junto com o AFAE; execução física do PNAE em dias; Numero de alunos do censo anterior; 16 - Reunir com a equipe diretiva para sabermos das dificuldades Falta de pessoal p/ acompanhar o 12 encontradas Programa; Poucos comerciantes no município; 08 Orientações: Tempo insuficiente para trabalhar o 16 pedagógico; - Envolver toda a equipe escolar na operacionalização do Atender a preferência do aluno 16 PNAE; Falta mais envolvimento do Diretor Adjunto; - Realizar encontros com a comunidade escolar e local para Vários programas na U.E 01 conhecimento do Programa, bem como das dificuldades Numero de merendeira insuficiente. 01 enfrentadas pela escola; Merendeiras não cumprem o que 01 determina o Programa; - Realizar capacitação para as merendeiras; -Horta escolar: período chuvoso e falta 16 de pessoal para cuidar.
  2. 2. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS Pontos Positivos -Dia Mundial da Alimentação Escolar; 14 -Boa aceitabilidade; 16 -Realização do teste de aceitabilidade 14 -Atendimento todos os dias letivos com 16 Alimentação Escolar; -Doação de alimentos do Programa 01 Compra Direta; -Acompanhamento da Equipe Técnica 16 da DRE; -Nova estrutura diretiva; 02 -Formação continuada p/ merendeiras; 02 -Merendeiras obedecem às instruções; 02 -Bom relacionamento com os 13 comerciantes; -Reforma da cantina; depósito só p/ 01 vasilhas 1.1 PLANEJAMENTO Formulário I e II Dias previstos: 20 Quantidade Dias atendidos: 13 dias 04 14 dias 04 15 dias 04 18 dias 02 19 dias 02 - As U.Es não estão conseguindo planejar para os vinte : Atendimento das recomendações nutricionais dias previstos e nem tampouco a média de calorias e Cal: Proteínas: proteínas para as faixas etárias recomendado pelo Programa. Ens. Fund: 282,05 9,38 - Orientamos as U.Es a procurar parcerias com a Ens. Médio: 362,38 13,02 07 comunidade escolar e local,realizar gincanas aproveitando EJA: 259,04 8,38 07 os alimentos da safra. T. Integral: 975,41 32,57 (almoço) 03 211,50 36,96(Café) 01 Avaliação: Abaixo do recomendado de calorias e proteínas Teste de Metodologia: Teste escrito aplicado pelos 14 Aceitabilidade professores com todos os alunos Não realizou teste escrito, a equipe observa a aceitação na distribuição e logo após o lanche. 02 Orientamos a U.E aplicar o teste de aceitabilidade conforme Registrado: 13 escolas realizaram os registros e determina a Resolução vigente 03 não registraram nada. Divulgado: Divulgam os resultados através de 08 gráficos; 05 Divulgam oralmente em cada turma; 03 - Observamos que as U.Es não realizam intervenção Não divulgaram os resultados pedagógica como determina o Programa, a mesma é Intervenção dos Não foi realizada intervenção, no momento da 13 realizada oralmente no ato da realização do teste; resultados do aplicação dos testes os professores e AFAE - Orientamos a equipe realizar intervenção de acordo os teste de ajudaram com orientações. resultados obtidos; aceitabilidade Orientações com nutricionista Palestra no Dia 03 Mundial da Alimentação 1.2 PRESTAÇÃO DE CONTAS
  3. 3. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS Demonstrativo Atualizados mas com erros de anotações 13 mensal (cálculos) 03 Não atualizados Caderno da Atualizados mas com erros de anotações 16 Alimentação Controle de Atualizados, mas preenchido incorretamente: o 14 Orientamos as U.Es no correto preenchimento dos estoque adquirido está sendo anotado é da compra e não o formulários comprobatórios da execução física do que entrou na escola Programa, mantendo-os atualizados e organizados. Não está atualizado 02 Cronograma de Atualizado 10 alimentos no Atualizado, porém com falhas nas anotações a 04 fornecedor equipe não dá baixa no recebimento dos gêneros alimentícios 02 Não encontramos cronograma Atuação do Boa atuação assina as prestações de contas e 09 Conselho Fiscal participam das reuniões; Atuante, confiam no trabalho da equipe diretiva do Programa 07 1.3 - QUALIDADE DA ALIMENTAÇÃO Lanche do dia Arroz c/ frango e salada 06 Arroz c/ frango e cenoura 04 Baião de três (arroz, feijão e lingüiça) 02 Cuscuz c/ leite 02 Rosquinha c/ leite 01 Sopa de carne moída e legumes 01 Peso da porção Média 135 a 190g servida Características - Orientamos a equipe quanto aos cuidados no momento da sensoriais Boa apresentação e sabor 16 distribuição do lanche bem como o acompanhamento dos Distribuição do Levado na sala de aula pelas merendeiras em 11 professores junto aos alunos. lanche bandejas descobertas; Levado na sala de aula pelas merendeiras em 01 carrinhos próprios; 03 Os alunos recebem o lanche na cantina e 01 retornam á sala de aula; Os alunos recebem o lanche na cantina e se dirigem as mesas expostas no galpão da escola. 1.4 - ASPECTO HIGIÊNICO SANITÁRIO Uso do uniforme Usam touca e avental, mas não usam sapato 15 completo, limpo fechado - Orientamos as merendeiras quanto ao uso do E.P.I e nos e arrumado 01 procedimentos de higiene da unidade de alimentação pelas Usam uniforme completo merendeiras - Orientamos a equipe diretiva realizar capacitação para as merendeiras; Cozinha Espaço físico bom, limpa e organizada; 15 Limpa e organizada, porém armazenando - Providenciar a organização dos alimentos no depósito alimentos, pois não depósito. 01 (alimentos não podem ficar no mesmo espaço que os Limpo e organizado, no seu interior continha produtos de limpeza). Depósito geladeira, freezer e outros equipamentos; 12 Espaço físico pequeno, limpo e organizado Os alimentos são expostos em uma prateleira no 03 mesmo depósito onde se armazenam material de expediente e limpeza 01 Utensílios e Limpos e organizado 16 equipamentos 1.5 – BALANÇO FÍSICO Balanço Físico Não foi realizado o balanço físico devido a U.Es Todas Providenciamos a atualização e correção das falhas da situação atual não estarem com os registros comprobatórios da existentes nos demonstrativos e caderno da alimentação da escola execução física atualizados e corretos. Orientamos ainda quanto ao registro correto nos formulários: controle de estoque e cronograma do fornecedor. 1.6 – HORTA ESCOLAR
  4. 4. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS Implantação Existem canteiros de cheiro verde 05 Recomendamos todas as U.Es buscarem parcerias para e/ou Não tem horta nem canteiro 05 implantação/implementação da horta escolar para o implementação Existe horta 02 enriquecimento do lanche; para o trabalho pedagógico bem da horta escolar Existe horta, desativada devido período chuvoso 04 como a redução dos custos; 02 - PEDAGÓGICO INDICADORES SITUAÇÃO DA ESCOLA Plano de ação da Plano em conjunto: Diretor equipe diretiva Adjunto/AFAE/Secretaria e Diretor da U.E e Todas Suporte Pedagógico contempla ações relacionadas com o Programa Projeto Político Contempla ações como: Realização do teste de Orientamos a equipe diretiva incluir no Projeto Político Pedagógico aceitabilidade, 06 Pedagógico atividades pedagógicas interface com o formação continuada e aquisição de uniforme para Programa de Alimentação Escolar e sua operacionalização, as merendeiras 01 de forma interdisciplinar. Aquisição de um carrinho para transporte do 04 lanche e utensílios para a cozinha 03 Implantação da horta escolar 10 Semana da Alimentação Não apresentaram ações Atuação do São atuantes 06 Conselho Precisa melhor 03 Educacional Atuam na medida em que são solicitados 07 Atuação e Não possuem grêmio 05 participação do Possuem grêmio, mas não há ações especificas, o 11 grêmio estudantil mesmo auxilia nas atividades desenvolvidas pela escola Participação dos Projetos específicos: Não tem ações especificas 15 Professores voltadas para o Programa Projeto A saúde está na mesa/Os frutos do 02 cerrado Conteúdo pedagógico: Trabalham a alimentação, mas de maneira geral 16 Distribuição do lanche: Os professores acompanham os alunos durante a distribuição do 16 lanche, mas nem todos lancham com os alunos 03-AVALIAÇÃO DO ALUNO O Programa é conhecido e Anexo compreendido pelo aluno Grau de satisfação do Anexo aluno quanto ao Programa 04- AVALIAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR Avaliação da Segundo as U.Es o Programa tem demonstrado sua importância em garantir o suprimento das necessidades básicas dos Unidade escolar alunos, por outro lado o valor percapita é mínimo para atender a demanda em quantidade suficiente tendo em vista o alto quanto ao custo dos produtos , bem como atender os dias previstos conforme determina a legislação. desenvolvimento do Programa 05- AVALIAÇÃO DA EQUIPE DA DRE Avaliação da Unidade escolar Para as U. Es o acompanhamento da equipe técnica da DRE é muito bom e indispensável, a mesma tem experiência e quanto ao conhecimento em relação ao programa. Precisa ser intensificado ainda mais o acompanhamento nas U.Es. acompanhamento da equipe técnica da DRE 06- CONCLUSÃO Neste semestre procuramos desenvolver um trabalho de qualidade junto ás unidades escolares, orientando e repassando informações necessárias á correta execução do programa, no entanto, tivemos muitas dificuldades deixando a desejar com relação à operacionalização do Programa, pois, com a Alimentação no Ensino Médio passamos a atender 26 escolas, aproximadamente 13.000 alunos distribuídos no Ensino Fundamental do 1º ao 9º ano; Ensino Especial; turmas de tempo integral; Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos. Orientamos ainda a alimentação do Programa Saberes da Terra em 03 municípios desta Regional. Realizamos um encontro com os Diretores Adjuntos e AFAE de
  5. 5. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS todas as U.Es com o objetivo de trocar experiências e repassar informações sobre a operacionalização do Programa.Realizamos acompanhamento em apenas 16 escolas (10 escolas da sede e 06 nos municípios fora da sede). Em todas as U.Es recomendamos a busca de parceria com a comunidade escolar e local na implantação/implementação da horta escolar para o enriquecimento do lanche, trabalho pedagógico e redução do custo; comprometimento no cumprimento das etapas de operacionalização do Programa de Alimentação Escolar; capacitação para as merendeiras; atualização e organização dos documentos comprobatórios da execução física do programa, realização do teste de aceitabilidade,atuação do suporte pedagógico, dentre outras. ASSINATURA DOS RESPONSAVEIS ___________________________________ _______________________________________ ___________________________ TECNICAS DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR COORD. REGIONAL DE EDUC. NA DIVERSIDADE DIRETORA REGIONAL DE ENSINO Colinas do Tocantins - janeiro/2010. RELATÓRIO CONSOLIDADO DO ACOMPANHAMENTO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR 2º SEMESTRE/2009 DRE/COLINAS
  6. 6. ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORIA DE PROGRAMAS PEDAGÓGICOS

×