Endodontia Molar ABO

8,299 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Business
1 Comment
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
8,299
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Endodontia Molar ABO

  1. 1. Curso de Atualização em Endodontia CASO CLÍNICO Aluna: Patrícia Lima Torres Orientador: Prof. Daniel Pinto de Oliveira
  2. 2. História Médica e Dental <ul><li>Paciente J.A.S.O. procurou a clínica de Endodontia da ABO AL relatando dor espontânea no elemento dental 46. Há dois dias fazia uso de um antiinflamatório (Nimesulida) devido a dor de dente. Relatou ter tido hepatite A quando criança e sangramento excessivo após uma extração. Ao exame clínico observou-se uma restauração de resina infiltrada no elemento referido. Ao exame objetivo obtivemos resposta positiva na percussão vertical e declínio lento no teste frio de vitalidade pulpar. </li></ul>DIAGNÓSTICO PULPITE IRREVERSÍVEL
  3. 3. Radiografia Inicial
  4. 4. 1ª Sessão: 18/07/2008 <ul><li>Tratamento indicado: BIOPULPECTOMIA </li></ul><ul><li>Abertura coronária </li></ul><ul><li>Isolamento absoluto </li></ul>
  5. 5. 1ª Sessão <ul><li>Irrigação e aspiração com Hipoclorito de sódio a 2,5% </li></ul>
  6. 6. 1ª Sessão <ul><li>Odontometria </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Devido a sobreposição de imagens, realizamos a Técnica de Clark. </li></ul>1ª Sessão PATÊNCIA Canal D: LK 0,8 22,5 mm Canal MV: LK 10 23 mm Canal ML: LK 10 24 mm
  8. 8. <ul><li>PQM: Técnica Híbrida Manual </li></ul><ul><li>Inicialmente foi realizado preparo apical em todos os canais. Utilizamos Limas 10,15,20 em ordem crescente. No Canal D foi necessário pré-curvar a lima para Distal devido a sua curvatura no último mm. </li></ul><ul><li>Canal D: GG 3,2,1 Lima NiTi 45,40. </li></ul><ul><li>Canal MV: GG 3,2,1 Lima NiTi 45,40,35. </li></ul><ul><li>Canal ML: GG 3,2,1 Lima NiTi 45,40,35. </li></ul><ul><li>Todo instrumento era intercalado com abundante irrigação e o instrumento de patência. </li></ul>1ª Sessão
  9. 9. <ul><li>Secagem e preenchimento do canal com pasta de Ca(OH) 2. </li></ul><ul><li>Selamento provisório com CIV </li></ul>1ª Sessão
  10. 10. 2ª Sessão: 28/08/2008 <ul><li>Isolamento Absoluto. </li></ul><ul><li>Remoção do selamento provisório. </li></ul><ul><li>Remoção da medicação intracanal com o instrumento M2. </li></ul><ul><li>Remoção do smear layer com EDTA por 3 minutos. </li></ul><ul><li>Neutralização do EDTA com Hipoclorito. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Escolha do cone principal </li></ul>2ª Sessão Devido a curvatura do canal Distal o cone principal estava travando antes. Foi necessário reinstrumentá-lo.
  12. 12. 2ª Sessão
  13. 13. <ul><li>Obturação: Condensação lateral e uso do guta-condensor 45. </li></ul><ul><li>Canal D: Cone principal 40 e 2 cones acessórios MF. </li></ul><ul><li>Canal MV: Cone principal 35 </li></ul><ul><li>Canal ML: Cone principal 35. </li></ul>2ª Sessão
  14. 14. Radiografia Final
  15. 15. Antes e Depois

×