GêNero Textual Carta

233,892 views

Published on

6 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
233,892
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
35,386
Actions
Shares
0
Downloads
1,717
Comments
6
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

GêNero Textual Carta

  1. 1. GÊNERO TEXTUAL: CARTA GÊNERO EPISTOLAR
  2. 2. Carta é o elemento postal mais importante, constituída por algumas folhas de papel fechadas em um envelope , que é selado e enviado ao destinatário da mensagem através do serviço dos Correios .
  3. 3. Nos primórdios da entrega das cartas quem pagava a postagem era o destinatário e isso só se alterou com a criação dos selos quando se passou a, previamente, o remetente colocar na sobrecarta (envelope) a quantidade de selos correspondente ao porte (valor da tarifa de serviço), garantido assim a entrega da carta ou a sua restituição no caso de não ser encontrado o destinatário.
  4. 4. Atualmente a carta vem sendo substituída pelo e-mail que é a forma de correio eletrônico mais difundida no mundo, mas ainda há pessoas que pelo simples prazer de trocar correspondências físicas preferem utilizar o método da carta.
  5. 5. GÊNERO EPISTOLAR <ul><li>Epístola (do grego antigo ἐπιστολή, “ordem, mensagem”, pelo Latim epistòla,ae “carta, mensagem escrita e assinada”) é um texto escrito em forma de carta , para ser correspondido a uma ou várias pessoas, mas se distinguindo desta por expressar opiniões, manifestos, e discussões para além de questões ou interesses meramente pessoais ou utilitários, sem porém deixar o estilo coloquial, que combina paixões subjetivas e apelos intersubjetivos com o debate de temas abrangentes e abstratos. As epístolas reunidas de um autor podem vir a ser publicadas devido a seu interesse histórico, literário, institucional ou documental. </li></ul>
  6. 6. CARACTERÍSTICAS DE UMA CARTA <ul><li>Esse é um tipo de texto que se caracteriza por envolver um remetente e um destinatário . É normalmente escrita em primeira pessoa, e sempre visa um tipo de leitor. </li></ul><ul><li>É necessário que se utilize uma linguagem adequada com o tipo de destinatário e que durante a carta não se perca a visão daquele para quem o texto está sendo escrito. </li></ul>
  7. 7. Dependendo do leitor há até mesmo tratamentos específicos, no caso de autoridades como o papa (Vossa Santidade), o juiz (Meritíssimo), o presidente (Vossa Excelência), entre outros. Há algumas características que marcam esse tipo de texto:
  8. 8. São elas: <ul><li>Local e Data </li></ul><ul><li>Destinatário </li></ul><ul><li>Saudação </li></ul><ul><li>Interlocução com o destinatário </li></ul><ul><li>Despedida </li></ul><ul><li>OBS: Esses itens estão na ordem em que devem aparecer. </li></ul>
  9. 9. MODELO DE CARTA FORMAL
  10. 10. MODELO DE CARTA INFORMAL CARTA DE AMIZADE
  11. 11. 20 de Julho: uma data especial  Querido (nome), hoje é um dia muito especial, porque hoje é o &quot;Dia do Amigo&quot;. É hoje que se celebra o valor de coisas teoricamente simples e naturais mas, ao mesmo tempo, tão raras de se encontrar pelas esquinas do mundo... Falo da lealdade, do carinho e do amor do próximo.  
  12. 12. Sabe, eu sou feliz! Sou muito feliz porque tenho com quem celebrar esta data, sou feliz porque tenho alguém especial e maravilhoso(a) como você para compartilhar as minhas angústias, preocupações e - além e principalmente! - as minhas maiores alegrias!
  13. 13. Sinto-me extremamente feliz em ter um motivo especial para celebrar este dia, e mais feliz ainda em lembrar que tal motivo é você!
  14. 14. Se hoje eu tivesse que fazer um pedido aos deuses, pediria que a nossa amizade se mostrasse cada vez mais sólida, mais resistente à passagem do tempo e aos pequenos e maravilhosos detalhes que nos fazem diferentes uns dos outros mas, porém, sempre preocupados com as mesmas coisas básicas: servir ao outro e colocar-se sempre disposto a servir e socorrer, com boa vontade e amor, com amizade, enfim!
  15. 15. Beijo e abraço carinhoso da(o), (assinatura) 
  16. 16. CARTA PESSOAL COMO REDIGIR UMA CARTA PESSOAL
  17. 17. Escrevemos uma carta pessoal quando queremos nos comunicar com alguém próximo de nós, como amigos ou familiares. As características desse tipo de gênero textual são simples, ou seja, não possuem muitas regras e estrutura para serem seguidas. Vejamos:
  18. 18. <ul><li>O assunto é livre, geralmente de ordem íntima, sentimental. </li></ul><ul><li>O tamanho varia entre médio e grande. Quando é pequeno, é considerado bilhete e não carta. </li></ul><ul><li>O tipo de linguagem acompanhará o grau de intimidade entre remetente e destinatário. Portanto, cabe ao escritor saber se pode usar termos coloquiais ou mesmo gírias. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Quanto à estrutura, a carta pessoal deve seguir a sequência: 1. local e data escritos à esquerda, 2. vocativo, 3. corpo do texto e 4. despedida e assinatura. </li></ul>
  20. 20. Como o grau de intimidade é variável, o vocativo, por consequência, também: Minha querida, Amado meu, Querido Amigo Fulano, Fulaninho, Caro Senhor, Estimado cliente, etc. A pontuação após o vocativo pode ser vírgula ou dois-pontos. Assim também é em relação à despedida, a qual pode variar entre Atenciosamente, Cordialmente, etc. até Adeus, Saudades, Até em breve, etc.
  21. 21. Quanto à assinatura, pode ser desde só o primeiro nome até o apelido, dependendo da situação. Caso se esqueça de dizer algo importante e já tenha finalizado a carta é só acrescentar a abreviação latina P.S (post scriptum) ou Obs. (observação).
  22. 22. A carta pessoal geralmente é entregue em mãos ou enviada pelo correio, pois é manuscrita! Curiosidade sobre P.S: essa sigla é originada do verbo latino “post scribere” que significa “escrever depois”!

×