Hiperidrose primária

3,777 views

Published on

Dúvidas, informações e tratamentos da Hiperidrose Primária. A hiperidrose é um distúrbio que se caracteriza por suor excessivo em locais específicos. Este distúrbio acomete cerca de 1% da população mundial. O fator determinante para o diagnóstico é o suor intenso nas mãos (hiperidrose palmar), nos pés (hiperidrose plantar), nas axilas (sudorese axilar) e na face (sudorese facial), a hiperidrose facial, pode estar ou não associada ao rubor facial.
Mais informações no site www.grutorax.com.br

Published in: Health & Medicine
3 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • O Odaban é um produto excelente. Já na primeira vez que usar, irá sentir a diferença. Único incomodo é que nas primeiras vezes ele dá uma irritada na pele. Pelo menos comigo foi assim. Mas vale muito apena. Você conseguirá ficar seco durante até semanas. No site http://www.ligimports.com.br você encontra o Odaban Spray a um preço muito bom. Loja confiável e entrega é muito rápida. Aceitam MercadoPago e PagSeguro (Se o produto não chegar a sua casa, você pode pegar o dinheiro de volta). Trabalham com outros produtos que também funcionam, pois tem os mesmos ingredientes que o Odaban, é o caso do Driclor, e o Anhydrol Forte. segue o link da página do Odaban: http://www.ligimports.com.br/odaban.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Realmente o Driclor é um produto espetacular. Deixa a parte afetada seca já na primeira vez de uso. A recomendação é passar apenas quando for dormir. Para comprar tem uma loja aqui no Rio de Janeiro http://www.ligimports.com.br que vende esses produtos com preço bastante competitivos e os produtos são originais. Eles tem o Driclor, Odaban Forte e o Odaban Spray e outros. Enviam para todo o Brasil e pode pegar em mãos caso prefiram. Vale a pena dar uma olhada. Abraço a todos...
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Oi.

    Vendo DRICLOR E ODABAN. Se interessar, estou sempre disposto a negociar para uma possível redução de preço.

    Email: p-hiperidrose@hotmail.com

    http://wtsm.loja2.com.br/2844748-Driclor

    Participe do meu grupo sobre o assunto de hiperidrose:

    https://www.facebook.com/groups/FornecedorDeAtihydral/

    Lá um ajuda o outro com informações preciosas em relação ao assunto. Deixe seu depoimento e a alternativa que você encontrou.

    O grupo é fechado. Só quem vê as postagens são os membros que sofrem do problema. Abraço
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,777
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
344
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
3
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Hiperidrose primária

  1. 1. HIPERIDROSE PRIMÁRIA Dúvidas Informações Tratamento Dr.PETRÚCIO ABRANTES SARMENTO CIRURGIÃO TORÁCICO CRM – 88.493 (SP) 7105 (PB)Médico Assistente Da Disciplina De Cirurgia Torácica da Universidade Federal De São Paulo - EPMPRAÇA AMADEU AMARAL, 47Conj. 111 – Paraíso – São Paulo – SPCEP – 01327-010Fones: (11) 3285 – 1980 FAX: (11) 3266 – 6993 1
  2. 2. INTRODUÇÃO A hiperidrose é um distúrbio que se caracteriza por suor excessivo em locais específicos. Este distúrbio acomete cerca de 1% da população mundial. O fator determinante para o diagnóstico é o suor intenso nas mãos (hiperidrose palmar), nos pés (hiperidrose plantar), nas axilas (sudorese axilar) e na face (sudorese facial), a hiperidrose facial, pode estar ou não associada ao rubor facial. Ocorre devido a um aumento da atividade do sistema nervoso simpático (também chamado de sistema nervoso autônomo), sobre o qual o organismo não exerce controle voluntário. O sistema nervoso autônomo é responsável pelo controle de funções como a respiração e batimentos cardíacos, além da produção de suor e regulação da temperatura corporal. Desta forma, os pacientes portadores de hiperidrose por não conseguirem controlar a suor excessivo em suas diversas formas de apresentação, sentem-se muitas vezes privados de realizar atividades sociais TIPOS DE TRATAMENTO • CLÍNICO: inclui a utilização de cremes e soluções dermatológicas, injeção de Botox, ionoforese (banhos elétricos com água salgada), uso de ansiolíticos, beta bloqueador, psicoterapia, porém todos são temporários, funcionando no máximo por seis meses. •CIRÚRGICO Ao lado observamos a T2 cadeia simpática de cada lado da T3 coluna vertebral, observamos também os níveis onde podemos T4 realizar a operação. T5 2
  3. 3. A simpaticotomia e ou simpatectomia por videotoracoscopia é umaoperação realizada sob anestesia geral com uso de um tubo especial deentubação, tubo este que permite colapsar o pulmão de cada lado. Inicia-se pelaintrodução de uma ótica especial de meio centímetro na cavidade pleural atravésde uma incisão no tórax, esta ótica é acoplada a um sistema de TV, além destaincisão para a introdução da ótica, realiza-se logo após uma segunda incisão, eeventualmente em alguns casos, uma terceira incisão, ambas na parede do tórax,entre 0,5 e 1cm que permitem afastar o pulmão e identificar a cadeia simpática,localizada de cada lado da coluna vertebral. Uma vez identificada, a cadeiasimpática é seccionada por meio de um bisturi ultra-sônico nos níveis da segundacostela, (atualmente utilizamos clipes) para corrigir a hiperidrose da face e o ruborfacial; já para a correção da hiperidrose palmar e axilar, seccionamos a cadeiasimpática nos níveis da quarta e quinta costelas. O mesmo procedimento érealizado no hemi–tórax contra lateral, tendo a duração de cerca de trinta minutospara cada lado do tórax. Caso haja recidiva do suor nas mãos, raramente (1%), énecessária uma nova operação onde realizamos secção da cadeia simpática nonível da terceira costela, o objetivo de não seccionar de início a cadeia simpática(nervo) na operação inicial, é evitar o principal efeito colateral desta operação queé a hiperidrose reflexa ou compensatória (abordaremos adiante). Fotos da operação para correção da hiperidrose axilar e das mãos comsecção do nervo nos níveis da quarta e quinta costelas. Para a retirada d Nervo íntegro, sem secção Após a secção do nervo em T4 e T5 3
  4. 4. Para a retirada do ar da cavidade pleural, utiliza-se um dreno de tórax finoque é colocado por uma das incisões previamente descritas, o qual (dreno) namaioria das vezes, é retirado imediatamente após o término da operação (com opaciente ainda anestesiado), assim, ao acordar, o paciente estará na grandemaioria das vezes apenas com os curativos nas incisões. O período de internação é geralmente de 12 à 24h. Antes da alta hospitalar,realizamos uma radiografia de tórax para verificar se os pulmões estão bemexpandidos. Em algumas raras exceções o dreno torácico poderá permanecer por maistempo ou ser colocado no pós-operatório caso haja acúmulo de ar ou líquido nacavidade pleural (pneumotórax e derrame pleural respectivamente). Mesmonestes casos, a alta ocorrerá dentro do prazo acima (12 à 24h).CUIDADOS PRÉ-OPERATÓRIOS Na primeira consulta, além do exame clínico do paciente e de algumasorientações sobre a operação, solicitamos exames de sangue, radiografia do tóraxe eletrocardiograma. Caso o paciente apresente algum outro problema de saúde,solicitaremos outros exames complementares e ou avaliação de outrasespecialidades. A internação deverá ser realizada pelo menos 2 horas antes da operação.O paciente deverá estar em jejum absoluto de pelo menos 8 horas (não podeingerir nem água), deverá tomar banho no dia da operação, tendo especialatenção para a limpeza da cabeça, pescoço, axila e do tórax . Evitar uso de medicamentos a base de ácido acetil salissílico (AAS,aspirina, etc.). Caso esteja em uso de algum medicamento, deve obrigatoriamenteinformar ao cirurgião e ao anestesista, assim como informar a existência dealguma doença prévia e ou alergias. Caso esteja realizando algum tratamento ou acompanhamento por outro(s)médico(s), estes deverão ser informados ao médico cirurgião e ao anestesista.PÓS-OPERATÓRIO, CUIDADOS E SEGUIMENTO 4
  5. 5. Como já dissemos, o paciente recebe alta geralmente após no máximo 24horas após o término da operação, em geral ocorre dor moderada e intermitentena parte superior das costas e na parte da frente do peito, dor esta quenormalmente cessa ao uso de analgésicos e antiinflamatórios usuais e cujaduração é variada de paciente para paciente, oferecendo um incômodo maior porcerca de uma semana, excepcionalmente incomodará após a primeira semanaapós a operação, ressaltamos que a intensidade da dor varia muito de pacientepara paciente. Pode ocorrer ainda uma sensação de cansaço no primeiro dia. Amaioria das pessoas operadas pode voltar ao trabalho leve em 3 dias excetoatividades esportivas e trabalho pesado, quando se deve aguardar 15 dias.Raramente pode ocorrer dormência prolongada no braço dos pacientes devido àposição na mesa de operação, porém, em nossa experiência nenhum pacienteapresentou paralisia ou diminuição sensorial da mão de forma definitiva (emboraesta complicação seja descrita na literatura). O aspecto final das incisões é deuma cicatriz de aproximadamente 0,5 a 1,0cm.RESULTADO DA OPERAÇÃO É percebido logo após o paciente acordar da anestesia, observando asmãos e axilas secas e ligeiramente quentes. Durante as primeiras semanas oumeses, os pacientes que apresentavam previamente sensação de formigamentoprecedendo a sudorese excessiva ainda podem apresentar esta situação, porémsem o suor que sucedia esta sensação. O rubor facial irá desaparecer oudiminuir diante de condições de estresse. ATENÇÃO! Pode ocorrer sudorese igual à apresentada antes da cirurgia emalguns raros pacientes entre o 3º e 5º dia do pós-operatório, desaparecendo24 a 48 horas após de forma definitiva. Isto ocorre devido à presençaresidual de neurotransmissores que estimulam o sistema linfático a produzirsuor.. A simpaticotomia e ou simpatectomia torácica por videotoracoscopiabilateral é realizada com o intuito de corrigir a hiperidrose palmar e axilar,não para corrigir a hiperidrose plantar, no entanto quando o paciente passa 5
  6. 6. a não mais apresentar sudorese nas mãos e / ou axilas, passa também asentir - se mais seguro e mais calmo, quebrando o ciclo vicioso estresse —suor — mais estresse —mais suor. No geral a maioria dos pacientessubmetidos a este tratamento melhora a hiperidrose planta em torno de 50%a 70%, no entanto não podemos garantir se você será um dos que irámelhorar ou um dos que não obterá melhora da hiperidrose nos pés. Aoperação para corrigir especificamente a sudorese nos pés é realizada deoutra forma e apenas em pacientes selecionados. É importante salientar que nenhum procedimento cirúrgico é 100% eficaz;na nossa experiência, obtivemos um alívio acima de 95% do suor nas mãos, 80 a90% nas axilas e face, cerca de 90% de alívio do rubor facial e em torno de 50 a70% de melhora do suor nos pés, observamos ainda alívio importante dataquicardia associada às situações de estresse e ansiedade.EFEITOS COLATERAIS E COMPLICAÇÕES As complicações principais e os efeitos colaterais têm sido poucofreqüentes (cerca de 0.3 a 1%), citaremos os mais freqüentes a seguir: Presença de ar e ou sangue na cavidade pleural necessitando dacolocação de um cateter de drenagem com uma válvula de Heimlich para aretirada do ar e ou do sangue do espaço pleural com o mínimo de limitação eincômodo para o paciente. Esta situação pode fazer com que o paciente necessitepermanecer com o dreno por poucos dias. Outra complicação descrita em menos de 1% dos casos é a síndrome deHorner caracterizada por uma pupila mais fechada e pela discreta queda dapálpebra, sem qualquer prejuízo da visão, esta síndrome pode ser permanente(50% das vezes) ou temporária por cerca de 2 a 4 meses (nos 50% restantes)este risco e praticamente zero quando o paciente não precisa corrigir o suor ourubor facial (nível de T2). Raros são os casos de infecção da ferida operatória, embolia pulmonar oupneumonia no pós-operatório. Dentre estas, tanto na nossa experiência, quanto na literatura mundial nãohouve registro de morte e raríssimas foram as vezes que necessitou 6
  7. 7. -se de abertura do tórax por meios convencionais para conter algum tipo desangramento ou vazamento de ar. Cerca de 10% dos pacientes desenvolveram a sudorese gustativa(provocada por alguns odores e ou sabores), esta sudorese ocorre pescoço ecabeça após a operação, no entanto poucos a consideraram um problema sério. Ocorre redução de cerca de 10% da freqüência cardíaca, efeito esteconsiderado como benéfico pela maioria dos pacientes uma vez que tiverammenos palpitação nas situações de estresse, já outros poucos referiram prejuízono desempenho físico apesar de diversos trabalhos mundiais não descrevamqualquer alteração do desempenho físico e ou da função pulmonar após a cirurgia. Em 40% dos pacientes que apresentavam enxaqueca previamente, houveaumento das crises. Em pacientes portadores previamente de tremor fino nas mãos, seja decausa conhecida ou não, observou-se aumento de 50 a 70% destes tremores; ATENÇÃO! Pode ocorrer excesso de ressecamento nas mãos por 3 a 6 mesesnecessitando a aplicação de cremes hidratantes. Pode ocorrer aumento do suor em outras áreas do corpo,principalmente após exercícios físicos ou exposição a temperaturaselevadas, pois como descrito anteriormente o sistema nervoso autônomo éresponsável pela regulação da temperatura corporal e, sendo a área dopescoço, cabeça, axila e mãos, responsáveis por boa parte da dissipação decalor pelo suor, esta dissipação é naturalmente desviada para outras partesdo corpo, em geral as costas, abdome e pernas, este desvio de dissipaçãodo calor ocorre na maioria dos pacientes (cerca de 60 A 70%) e tende amelhorar progressivamente também na maioria dos casos. Geralmente este suor é discreto, sendo bem tolerado, porém em umaminoria dos pacientes (cerca de 1 a 3%) este suor pode ser abundante(sobretudo em ambiente muito fechado ou intenso exercício físico ousituações de estresse intenso) podendo constituir uma razão dearrependimento da cirurgia. 7
  8. 8. CONTRA – INDICAÇÕES Doenças pulmonares ou cardíacas; Doença pulmonar previa com seqüelas pleurais e ou aderências pleurais. Infecções ou distúrbios da coagulação. Obesidade extrema. Os pacientes com peso acima do normal, apresentam maior chance dedesenvolver suor compensatório. CONSIDERAÇÕES FINAIS Este tratamento se faz através de uma operação, portanto as pessoas queoptarem pelo tratamento cirúrgico da hiperidrose deverão estar com todas as suasdúvidas esclarecidas e convictas de sua escolha. Colocamos-nos a inteiradisposição para esclarecermos qualquer dúvida. Na nossa experiência as pessoasoperadas referiram uma melhora média de 90% na qualidade de vida após aoperação, ressaltando assim a importância de uma correta indicação doprocedimento cirúrgico para o tratamento da hiperidrose. 8

×