Projeto interdisciplinar - Ensino da Matemática

4,816 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,816
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto interdisciplinar - Ensino da Matemática

  1. 1. PROJETO INTERDISCIPLINAR<br />TÍTULO:<br />“UTILIZANDO O TANGRAM PARA ENSINAR”<br />GRUPO ODISSÉIA:<br />ELIZABETH BASILE<br />REINILDES AGOSTINI<br />SELMA TERRA<br />
  2. 2. TANGRAM<br />Tangram é um puzzle chinês muito antigo, o nome significa "Tábua das 7 sabedorias".<br /> É composto de sete peças (chamadas de tans). <br />Ele é composto de sete peças (chamadas de tans) que podem ser posicionadas de maneira a formar um quadrado: cinco triângulos de vários tamanhos, um quadrado e um paralelogramo. Segundo a Enciclopédia do Tangram é possível montar mais de 1700 figuras com as sete peças. <br />Não se sabe ao certo como surgiu o Tangram, apesar de haverem várias lendas sobre sua origem. Uma diz que uma pedra preciosa se desfez em sete pedaços, e com elas era possível formar várias formas, tais como animais , plantas e pessoas. Outra diz que um imperador deixou um espelho quadrado cair, e este se desfez em sete pedaços que poderiam ser usados para formar várias figurasNeste puzzle devem-se seguir duas regras: usar todas as peças e não sobrepor às peças. <br />Esse quebra-cabeça é utilizado pelos professores de matemática como instrumento facilitador da compreensão das formas geométricas. Além de facilitar o estudo da geometria, ele desenvolve a criatividade e o raciocínio lógico, que também são fundamentais para o desenvolvimento do aluno. <br />Com essas peças podemos formar várias figuras, utilizando todas elas sem sobrepô-las. <br />
  3. 3. As 7 peças são posicionadas a formar um quadrado dispostas em 5 triângulos, 1 retângulo e 1 paralelogramo. <br />
  4. 4. Esse Puzzle permite o desenvolvimento de algumas habilidades:<br /><ul><li>Exploração das peças e a identificação das suas formas e percepção espacial;
  5. 5. Análise, desenho, escrita, sobreposição e construção;
  6. 6. Compreensão das propriedades das figuras geométricas planas;
  7. 7. Representação e resolução de problemas usando modelos geométricos .</li></ul>Com o objetivo de entretenimento intelectual, é também uma boa ferramenta Matemática para novas descobertas através do aspecto lúdico do jogo, o Tangram pode ser explorado no ensino da Matemática em diferentes conteúdos como área, perímetro, razão, proporção, fração, multiplicação, divisão, semelhança, simetrias, transformações isométricas, etc.<br /> Pode ser explorado também em interdisciplinaridade com outras disciplinas, através de inúmeras possibilidades exploratórias, utilizando-se de material concreto de manipulação. <br /> No entanto, o uso do ambiente computacional pode ampliar ainda mais as potencialidades pedagógicas do Tangram. <br />
  8. 8. Para Toledo e Toledo (1997), os currículos não deram à devida importância a Geometria e não levaram em conta que a criança antes mesmo de falar, explora e constrói interpretações sobre o espaço que a rodeia e das formas nela presente.<br />No entanto, hoje a geometria é reconhecida como uma área muito importante da Matemática e que deve ser desenvolvida por meio de experimentações e de vários recursos didático-pedagógico tais como materiais manipulativos (RÊGO, 2009) e o uso de ambientes computacionais para promoção de uma aprendizagem significativa no discente (ANDRADE e NACARATO, 2004).<br /> Com esse novo olhar na Geometria, os documentos oficiais (BRASIL, 1998; BRASIL, 2006), sugerem que se devem ensinar conteúdos geométricos desde os anos iniciais do Ensino Básico. Apresentam sugestões de atividades que envolvem transformações e comparações de figuras, confrontação de resultados, permitindo um caráter mais dinâmico e o desenvolvimento de conceitos matemáticos de forma mais significativa. Esses documentos sugerem ainda, que sejam usados materiais manipuláveis para um melhor entendimento dos conceitos e procedimentos desta área, indicando como principais recursos didáticos o uso de jogos, Tangram, Poliminós e outros materiais manipuláveis em sala de aula, bem como, o uso de ambientes computacionais que potencializem o aprendizado desta ciência.<br />
  9. 9. A Geometria é um ramo privilegiado, pois nos auxilia a discriminar formas abstratas e manipulá-las, desenvolve o senso estético e a criatividade, permitindo o desenvolvimento de formas particulares de pensamento e raciocínio que podem influenciar a tomada de decisões dos participantes (PAIS, 2009). Por essas e outras razões, é que esse campo do conhecimento matemático vem se apresentando como bastante favorável nas representações no campo educacional (D’AMORE, 2007).<br /> Nessa perspectiva, fundamentando na tendência emergente do ensino de Geometria, intitulada por Andrade e Nacarato (2004) de “ Geometria Exploratória”, a qual contempla as categorias da Geometria Experimental (GE), que consiste na manipulação de materiais concretos e da Geometria Computacional (GC), que consiste no uso de aplicativos com o auxílio de ambientes computacionais. Acreditamos que o uso de materiais manipulativos e ambientes computacionais podem promover a aprendizagem significativa e potencializar alguns conteúdos matemáticos, mais especificamente, as aulas de Geometria, ao promover uma melhor compreensão e entendimento de conceitos, procedimentos e atitudes dos participantes perante essa área do conhecimento.<br /> Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações o cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em Ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.<br />
  10. 10. Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações do cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.<br />
  11. 11. Utilizando as peças do Tangram1- Monte uma figura com as 7 peças sem sobrepô-las.2- Monte um quadrado com 3 triângulos.3- Monte um quadrado com 4 peças.4- Monte um quadrado com 5 peças.<br />Utilizando as peças do Tangram<br />
  12. 12. EXEMPLOS<br />
  13. 13. Considerações<br />De acordo com a Didática da Matemática Francesa esta atividade proporciona uma situação didática de investigação e experimentação através da exploração do material oferecido cuja finalidade é despertar o interesse e a curiosidade do aluno, de forma lúdica, onde o conhecimento é construído por meios de orientações para se chegar a construção do conhecimento.<br />Esta atividade proporciona ainda, uma situação a-didática, onde o aluno torna-se capaz de por em funcionamento e utiliza por si mesmo o saber que está construindo.<br />

×