Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Petroleo

3,225 views

Published on

  • Be the first to comment

Petroleo

  1. 1. Aula deQuímica Orgânica Petróleo
  2. 2. IntroduçãoPetróleo significa óleo de pedra.Ele é encontrado na natureza associadoa camadas de rochas sedimentares.É resultado do acúmulo de seres vivos que foram soterrados em mares rasoHoje, o petróleo pode ser encontrado tanto no continente como sob os oceanÉ insolúvel e menos denso do que a água.
  3. 3. IntroduçãoUtilizado por nossos ancestrais paraimpermeabilizar barcos, iluminação deruas, unir pedras nas construções e atépara preservar os seus mortos.A indústria do petróleo começou nosE.U.A. com a perfuração do primeiropoço produtor em 1859.No Brasil, a primeira jazida de petróleofoi descoberta em 1939, no município deLobato – BA.A Petrobrás é criada em 3 de outubro de1953.
  4. 4. Composição Todo petróleo em estado natural é uma mistura complexa de hidrocarbonetos.DIVISÃO:- Base Parafínica (90% de alcanos).- Base Naftênica (alcanos + 15 a 20% deciclanos).- Base Aromática (alcanos + 25 a 30% dearomáticos).- Base Asfáltica (Hc de massa molarelevada). O petróleo brasileiro é essencialmente de base parafínica.
  5. 5. PerfuraçãoUma jazida petrolífera contém água salgada e mistura gasosa,principalmente metano, quando o local é perfurado a pressãodos gases faz com que o petróleo jorre para fora.Posteriormente é necessário bombear - petróleo bruto. Separações antes do refino: Decantação: Petróleo da águasalgada. O petróleo é menos denso que a água por isso fica na parte superior. Filtração: separar areia e argila.
  6. 6. O refino
  7. 7. O refinoO petróleo entra por uma fornalha onde é vaporizado; a seguirpassa por uma torre de destilação (destilação fracionada) onde éseparado em várias frações. O resíduo da primeira torre é reaquecido e vai para uma segunda torre de destilação à vácuo (pressão reduzida) saindo óleos lubrificantes e o resíduo final que é o asfalto.
  8. 8. O refino
  9. 9. As frações Frações Composição PE / ºC Utilização Gás natural 1 a 2 carbonos -162 a -75º C Combustível GLP (gás liquefeito 3 a 4 carbonos - 42 a 20º C Gás de do petróleo) cozinha, Combustível Éter de petróleo 5 a 6 carbonos 20 a 60º C Solvente orgânico Benzina 7 a 8 carbonos 60 a 90º C Solvente Orgânico Gasolina 6 a 12 carbonos 40 a 200º C Combustível Óleo diesel 15 a 18 carbonos 250 a 300º C CombustívelQuanto maior é a massamolar, maior é a Óleo lubrificante 16 a 20 carbonos 300 a 400º C Lubrificantetemperatura de ebulição Parafina Sólidos de massa 470 a 650º C Velas, molar elevada alimentos, acima (C36H74) cosméticos. Asfalto HC parafínicos, ------------- Pavimentação aromáticos, heterocíclicos.
  10. 10. O Barril (158,98 L)APROVEITAMENTO DE UM BARRIL DE PETRÓLEO: DERIVADO PORCENTAGEMGLP 7,7Gasolina 16,1Naftas e solventes 11,2Querosene 4,7Óleo diesel 34,1Derivados diversos 6,7Óleos lubrificantes e 1,2parafinasÓleos combustíveis 16,5Asfaltos 1,8
  11. 11. CrackingMétodo que permite a quebra de 1 molécula de óleo (compostoscom 15 a 18 carbonos) em 2 moléculas menores ( 6 a 12 átomosde carbono ) através do aquecimento desse óleo à umatemperatura de aproximadamente 500°C utilizando um catalisadorapropriado. Este processo é chamado de pirólise oucraqueamento catalítico. Ex: C16H34 C8H18 + 4 C2H4 Óleo diesel gasolina alqueno craqueamento
  12. 12. ReformingA reformação catalítica é um processo de refinação comduas principais finalidades: a) conversão de combustível debaixo IO (índice de octano) em outra de maior IO; b)produção de hidrocarbonetos aromáticos.
  13. 13. OctanagemOctanagem é a denominação dada à capacidade que umcombustível tem de resistir à compressão, sem entrar emprocesso de detonação (queima espontânea da mistura).Quanto maior a octanagem, maior será a resistência a essefenômeno, muito prejudicial ao motor.gasolina de baixa octanagem (não gasolina de alta octanagem (resiste àresiste à compressão) sofre combustão compresão) sofre combustão diante deprematura, pela simples compressão. uma faísca produzida pela vela do motor.
  14. 14. Octanagem heptano (valor 0) O índice deMenor resistência á combustão por compressão octanagem da gasolina brasileira é 86, ou seja, comporta-se como uma mistura contendo 86% de isoctano e 14% de heptano. isooctano (valor 100)Maior resistência á combustão por compressão
  15. 15. Gasolina no BrasilDesde janeiro de 1992, a gasolina brasileira é isenta dechumbo. O chumbo era utilizado mundialmente paraaumentar a octanagem da gasolina, mas, por questõesambientais, vem sendo gradualmente eliminado. O Brasil foium dos pioneiros na eliminação deste componente dagasolina. Antidetonante da gasolina abolido a alguns anos. Tetraetil - chumbo
  16. 16. Gasolina no BrasilNo Brasil, é utilizada uma gasolina única no mundo, poistrata-se de uma mistura de 76% de gasolina e 24% deálcool etílico (etanol). O teor de álcool na gasolina éespecificado pela Agência Nacional do Petróleo - ANP, e éobjeto de lei federal.Atualmente, estão àdisposição dosconsumidores brasileirostrês tipos de gasolina:comum, comumaditivada e altaoctanagem (premium epodium).
  17. 17. Gasolina no Brasil
  18. 18. Gasolina no Brasil PREÇO DA GASOLINA (Ref. PETROBRÁS) Referência Preço (R$ / L) PorcentagemICMS 0,8 32%Álcool Anidro 0,15 6%CIDE + PIS/CONFINS 0,525 21%Petrobrás 0,65 26%Distribuição e revenda 0,375 15% TOTAL = 2,50 R$/ LITRO
  19. 19. ComplementoGÁS NATURAL: Mistura gasosa formadapor metano (70 a 90%), etano( 0,5 a 7%),outros alcanos, H2S, CO2, N2. Encontrado em jazidas subterrâneasmisturado ou não ao petróleo. Combustível e matéria-prima na indústriapetroquímica. No Brasil: Bacia de Campos - RJ, EspíritoSanto, Amazonas, Acre e Rondônia.
  20. 20. Carvão Mineral TURFA ( 60 A 65% DE C) LINHITO (65 A 80% DE C) HULHA (80 A 90% DE C) ANTRACITO (90 A 95% DE C)No sentido da seta, temos: idade geológica crescente; teores de H, O, N, etc. decrescente; carbonificação crescente poder calorífico crescente.
  21. 21. Carvão Mineral A destilação seca da hulha à 1 000º C fornece: gás da hulha: mistura de H2, CH4, CO; águas amoniacais: solução de NH4OH e seussais; alcatrão da hulha: líquido oleoso, escuro,formado principalmente por aromáticos; carvão coque: principal produto, usado comredutor em metalurgia.

×